Live do Cafezinho: balanço dos partidos de esquerda

Divulgação

Leviatã: isso não é um documentário, mas se baseia em mentiras reais

Por Redação

28 de outubro de 2020 : 20h59

A faixa, disponível em todas as plataformas de streaming, faz parte do primeiro álbum de Lafetah, “O Bestiário”

Em 2020, a população brasileira assiste seu país construindo cemitérios de matas, culturas e pessoas. São mortes rodeadas de mentiras que em meio a jogos de interesses e o avanço da tecnologia, se espalham 7 vezes mais que notícias verdadeiras e causam danos irreparáveis. É nesse contexto que Lafetah lança, neste dia 28 de outubro – dois anos após as “eleições das
fake news”, o clipe Leviatã, disponível no YouTube do cantor. A música conta com a participação do rapper ViniJoe.

Aperte o play: Lafetah

Com a premissa “Verdades serão ditas”, o episódio começa com um panorama histórico desde Jesus, passando pelas grandes navegações, ditadura militar até chegar no episódio atual na era da internet e das fake news. Como forma de alertar e provocar o público sobre novas ferramentas de disseminação de mentiras, o clipe usa deep fake (inteligência artificial usada para recriar rostos e vozes) de forma inédita em um clipe musical brasileiro, para escancarar políticos que disseminam, financiam e se aproveitam de esquemas de fake news.

“Mas se é vida ou morte pra quem não tem sorte, agora é uma questão de opinião”. É um trecho da música de Lafetah, cantado no clipe pelo rosto artificialmente reproduzido de Jair Bolsonaro. “Não é só pelo impacto, mas também para criarmos um senso crítico diante disso tudo que estamos vivendo. Não é hora de ficarmos calados. Precisamos compartilhar verdades
para quebrar a corrente de mentiras.”, comenta o artista.

Ao longo do clipe, acompanhamos dois universos paralelos: Lafetah, como um ser fantástico que num programa de TV, derrota o verdadeiro Leviatã – representante de um estado autoritário pela definição do filósofo Thomas Hobbes -, e Vinijoe, que do outro lado da tela, assiste ao show. Os universos até então separados, se fundem quando o rapper instigado pelo
desejo de também falar algumas verdades para os poderosos, decide que é hora de trazer à tona sua realidade, há tanto inviabilizada. “Queremos ter voz e cutucar a sociedade para abrir os olhos e enxergar tudo isso que está acontecendo. Estamos cansados de tanta mentira e violência.”, diz ViniJoe.

Um cantor gay, um rapper negro e uma diretora mulher. A tríade que está a frente deste projeto experimenta na prática parte dessas consequências e convidam à transformar estes padrões. “Na escola, no mercado, na sala de casa. As notícias falsas fazem parte do nosso cotidiano, não é só uma preocupação, é parte da realidade assim como suas consequências. Este clipe não é sobre verdades subjetivas, é sobre mentiras que vivemos e compartilhamos. Um convite ao discordar, duvidar, discutir, desde que embasado em premissas verdadeiras. Só o básico mesmo, construir opiniões a partir de notícias reais.”, conta Isadora Canela, diretora do clipe.

#compartilheumaverdade

Sobre Lafetah

Cantor e compositor mineiro, Lafetah vem se destacando como expoente da nova onda pop de Belo Horizonte, misturando música e teatro, pop e indie, vídeo e poesia, em um trabalho profundo e denso, porém dançante e inovador em sua proposta.

Dono de uma voz potente e marcante, além de uma presença de palco hipnotizante, lançou seu EP de estreia “Insone”, em 2018, e agora, em uma nova fase de sua carreira, lança seu primeiro álbum, “O Bestiário”, tomando o rumo das profundezas do mundo Pop e suas vertentes, mas sem perder a suas raizes árabes.

Sobre ViniJoe

Vinícius Geovane, conhecido como “ViniJoe”, é um mc do Aglomerado da Serra descoberto no projeto social Lá da Favelinha, em Belo Horizonte. Representado pela produtora e gravadora independente Caviar Entretenimento, ViniJoe está lançando sua carreira solo, onde compartilha sua realidade e relata sua vivência, abordando temas como racismo e representatividade.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Lourdes de Abreu

01 de novembro de 2020 às 20h53

Gente, que jovens são esses, lembra-me 1964, só que agora com tecnologia. Estão de parabens, temos que acabar com essas mentiras e voltar a PAZ no nosso Brasil. Corrupção, Milicia, nepotismo, em 88 anos de vida, nunca vi tanta desastre ambientais por culpa desse governo.

Responder

Patrícia de Oliveira Figueiredo

01 de novembro de 2020 às 20h42

Sensacional. Pode não ser um documentario, mas é infelismente é a nossa realidade. Presidente eleito por causa de fake new e facada falsa. Temos que seguir o exemplo do clipe e pedir impeachment e honrar os nossos direitos conquistados. Esse governo está acabando com as nosss riquesas, Amazonas, SUS, pevidência.

Responder

Deixe uma resposta