Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

(Mar a Lago - Flórida, 07/03/2020) Presidente da República Jair Bolsonaro cumprimenta o Senhor Presidente dos Estados Unidos Donald Trump. Foto: Alan Santos/PR

Após invasão do Capitólio nos EUA, Bolsonaro volta a dizer que eleição americana foi fraudada

Por Redação

07 de janeiro de 2021 : 08h11

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou ter acompanhado os acontecimentos no Capitólio, que foi invadido por apoiadores do presidente americano Donald Trump, e voltou a afirmar que houve “muita denúncia de fraude” na corrida eleitoral que derrotou o Republicano para o democrata Joe Biden.

“Eu acompanhei tudo hoje. Vocês sabem que eu sou ligado ao Trump, né? Então vocês já sabem qual a minha resposta”, disse Bolsonaro.

“Agora, muita denúncia de fraude, muita denúncia de fraude. Eu falei isso tempo atrás e a imprensa falou: sem provas, o presidente Bolsonaro falou que Trump foi fraudado nas eleições americanas”, completou.

Bolsonaro reconheceu Joe Biden como vencedor das eleições americanas 38 dias após o fim pleito norte-americano.

Durante esta quarta-feira, 6, Bolsonaro e seus aliados próximos permaneceram em silêncio nas redes sociais, apesar de serem ativos normalmente.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

dcruz

07 de janeiro de 2021 às 09h20

Suspeitíssima essa declaração, aliás, qual declaração desse apedeuta que não é suspeita? Parece que ele já está preparando terreno para uma possível derrota futura e usar o mesmo argumento.Quanto à atitude de seu amor não correspondido, Trump, podemos fazer a ilação definitiva: a extrema direita, seja ela tupiniquim ou de qualquer republiqueta latino-americana são todas iguais, tudo farinho do mesmo saco, como agora está provando o maior exemplo da democracia mundial, quer dizer, perde todo o seu glamour e se nivela por baixo. O Biden está morrendo de vergonha e não sabe onde vai meter sua democrática cara. Será que passaremos por isso?

Responder

Aureliano

07 de janeiro de 2021 às 08h50

SE O BANINHA TIVESSE CHEGADO UMA HORA ANTES À CASA BRANCA, O GOLPE DE TRUMP TERIA SE CONSUMADO
(Quá, quá, quá, quá!)

Eduardo Bolsonaro se reúne com Ivanka Trump na Casa Branca.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) se encontrou ontem com Ivanka Trump, filha do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante uma visita à Casa Branca. Ele estava acompanhado da esposa, Heloísa Bolsonaro, e de Nestor Forster, embaixador do Brasil nos Estados Unidos…. –

Veja mais em https://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2021/01/06/eduardo-bolsonaro-se-reune-com-filha-de-trump.htm?cmpid=copiaecola

O que o bananinha teria ido fazer nos Estados Unidos no dia do golpe?

É Uma verdadeira inversão de papeis no golpe tentado ontem por TRUMP. Nos dias atuais, é a Embaixada Brasileira quem conspira contra a “democracia americana”. E os repórteres alucinados da CNN Brasil acusavam o Putin (a Embaixada de Moscou?) por tudo que aconteceu ontem no Capitólio.

Vamos ver se Biden dá um jeito nessa putaria toda.

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?