Paris Café: O que esperar da classe média para 2022?

O ministro da Economia, Paulo Guedes, se reúne com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia no Ministério da Economia.

Maia fala sobre seu próximo partido e nomes para 2022

Por Redação

06 de março de 2021 : 11h12

Após as farpas públicas com o presidente Nacional do DEM, ACM Neto, o deputado federal e ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), já está com um pé fora da legenda e fala sobre seu próximo partido.

“O MDB é um partido com quadros que eu tenho uma relação histórica muito importante. E me sentiria confortável. Claro, isso tem de passar pela sinalização do prefeito do Rio, Eduardo Paes, pelo vereador Cesar Maia”, disse ao Estadão.

Mesmo após as traições sofridas pelo próprio DEM, Maia ainda acredita que o centro democrático precisa discutir um nome para a disputa em 2022.

“Tem uma parte importante da sociedade que quer uma candidatura no nosso campo. Liberal, democrático, o nome que se queira dar. O que precisamos entender é que, dos nomes que temos, começando pelo governador de São Paulo, João Doria, e passando pelo Luciano Huck, Luiz Henrique Mandetta e Eduardo Leite, daqui tem de sair um nome. Nessa eleição, mais importante do que nas outras, os projetos pessoais têm de ser engavetados. Todos têm o direito de colocar o seu projeto até um determinado momento”

Criticado fortemente por ter engavetado um dos mais de 60 pedidos de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro enquanto presidente da Câmara, Maia voltou a explicar o motivo de não ter levado o tema adiante.

“As bases do julgamento político eu acho que ainda não estão dadas. Nem antes, nem hoje. E acho que isso poderia gerar, como gerou nos Estados Unidos, um fortalecimento da narrativa radical no Brasil. Trump estava com a reeleição resolvida e perdeu pela pandemia. Não perdeu pelo processo de impeachment que sofreu e que foi derrotado no Congresso americano. Então, sem condição política, não adianta. O que sempre defendi, desde o ano passado, é que se as condições políticas não estão dadas e há indícios que as condições jurídicas podem existir, o melhor caminho era abrir uma CPI para investigar”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

13 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alexandre Neres

06 de março de 2021 às 22h37

Um dos maiores acertos em toda a trajetória de Rodrigo Maia foi o fato de colocar Moro no lugar correto do espectro ideológico. Por isso, não o citou, pois para ele Moro faz parte da extrema-direita.

Eu adoraria que Moro fosse candidato, mas não será, ele não é bobo a esse ponto. Embora a Globo convenientemente não divulgue nenhuma mensagem da Operação Spoofing, só o faz quando não tem jeito, o juiz ladrão perdeu a complacência que contava com a imprensa amiga.

Vai ser um dos raros casos em que vamos ter a oportunidade de ver a Justiça ser feita, Podem anotar aí. Nos próximos meses, a figura do juiz provinciano vai ser desconstruída com requintes de crueldade. Ele fez por merecer e vai pagar pelo inúmeros erros que cometeu, não tanto como deveria. Moro é um cadáver insepulto. Dead man walking.

Responder

Zica

06 de março de 2021 às 16h20

Esquerda que ficar do lado desse maia ai ta lascado
Sentou em cima dos processo de impedimento e agora paga um sapo de indignado
Esquece esse cara ai

Responder

Alan C

06 de março de 2021 às 14h17

Sem a função de presidente da câmara, Maia perdeu 95% da sua importância. Não é um aglutinador de votos, não goza de prestígio em nenhuma parte do espectro político e é visto como um burocrata inflado.
Pra 2022 não vejo como ele possa ter grande influência.

Responder

Paulo

06 de março de 2021 às 12h45

Notem que ele fala até em Mandetta, mas nunca fala em Moro. E quando citam o ex-juiz, ele dá uma engasgada, acelera seu tique nervoso do pescoço e veta o nome, bruscamente, como quem ouve o nome do pior inimigo, ou do próprio gramunhão. Natural, pra quem teve o sogro, o pai e a si próprio investigados pela Lava-Jato, com várias provas produzidas pela PF. E esse veto a Moro é de todo o Centrão e da esquerda, o que os tornará cúmplices de eventual reeleição do Capetão. Isso porque Moro é um ótimo nome para vencer o atual presidente. É de centro-direita, simpático ao centro democrático e rouba votos até de eleitores de Bolsonaro. Digam o que disserem, com Moro a democracia não corre riscos, a não ser o de se aprofundar…Isso quer dizer que eu votaria nele? Não, porque tenho dúvidas sobre a sua opinião em relação à pauta de costumes e ao neoliberalismo (e privatismo que o acompanha). Apesar dele ter sido servidor público, será que irá “sinalizar para o mercado”? Entrar no joguinho de beija-mão dos Marinho? São questões, ainda, sem resposta. Hoje, não arriscaria…Mas não tenho a menor dúvida de que ele é, quando menos, bem menos nefasto ao país que Bolsonaro…Porém, como não sou adepto do voto útil, caberia ao povo brasileiro decidir…

Responder

    Sebastião

    06 de março de 2021 às 13h27

    A imprensa sempre protegeu Moro, mas nunca questionou a ele, o fato de Bolsonaro perseguir a imprensa. Nem após a saída do ministério. Moro sequer, se posicionava contra as ofensas. E dizer que Moro é democrático, sendo um justiceiro que burlava a lei, e era arbitrário? A Vaza Jato está aí pra mostrar o “quão democrático” Moro é.

    Responder

    Walfredo Ferreira da Silva

    06 de março de 2021 às 15h36

    Paulo , esquece Moro , esse cara é um canalha . Você ainda tem dúvida se ele
    é um candidato do mercado ? Moro é candidato da Globo , ou seja , do mercado .
    você já imaginou um cidadão que como juíz , fez todas as práticas nefastas e inimagináveis para condenar alguém sem provas , chegar a presidência da República ? Se Moro inventar de ser candidato , o que não vai faltar é munição por
    parte dos outros candidatos em um debate e ao longo de comícios pelo Brasil na campanha .

    Responder

    Tiago Silva

    06 de março de 2021 às 21h00

    Kkkk ele não cita o ex-Juiz Corrupto Sérgio Moro, assim como em 2017 ele também não citava o Bozo – apesar de ter votado nele. Apenas, não confunda isso em achar que Moro seria algo diferente do Maia ou do capetão, pois os três são Politiqueiros – embora o Moro e o Bozo sejam mais Politiqueiros.

    A Farsa-Jato já deveria ser uma oportunidade de aprendizagem de analfabetos políticos, assim como as ações e falas do capetão deveriam indicar o que ele seria e o que hoje faz. Aliás, há mais proximidades entre Moro e Bozo do que diferenças, pois ambos são cínicos (Moro é mais cínico); ambos utilizam cargos públicos para fins privados, corruptos e Politiqueiros; ambos se aproveitam do analfabetismo político da população e ambos são tendências do NeoFascismo (que busca eliminar concorrentes e proteger por interesses afetivos, como um protege os Tucanos o outro protege a familícia), além de ambos serem Direitopata (e o pacote “anti-crime” do Moro evidência essa insensibilidade humana e social), além de ambos serem Neoliberalóides e ambos terem surgidos em um novo governo derivado de golpes (jurídicos ou Politiqueiros que ambos perpetraram).

    Qual a diferença? A Globo! A Rede Bobo e Congêneres (BoboNews, Antas, etc) preferem muito mais o Moro como representante Elitista do que o Bozo, assim como foi com Aécio ou outro representante do PSDB.

    Acorda! Pesquise para não passar vergonha…

    Responder

James

06 de março de 2021 às 12h03

Assim não é possível! Deve ter algo de errado com essa notícia!
O Maia tinha um pacto indissolúvel com o Grande Unificador Ciro Gomes na formação da sua imbatível aliança de esquerda-centro-direita e jamais mencionaria os nomes do Doria, Huck, Mandetta e até do Eduardo Leite, como prováveis candidatos para eleição de 2022, sem sequer mencionar o nome do Ciro.
Ou se trata apenas de um jogo de cena do Maia para desviar a atenção do Grande Plano de Salvação Nacional do Ciro, ou estamos, mais uma vez, diante de uma vil rasteira do diabólico Lula, não é mesmo? kkkkk

Responder

    Miramar

    06 de março de 2021 às 12h27

    O único lugar onde já foi noticiada a existência de um “pacto indissolúvel” entre Rodrigo Maia e Ciro Gomes foi na caixa de comentários de sites como esse, vindos da ala não muito honesta de comentadores petistas.
    Em tempo, nada contra Rodrigo Maia. Mas a aliança eleitoral visando a eleição presidencial em 2022 nunca existiu nem como hipótese.

    Responder

      Tiago Silva

      06 de março de 2021 às 21h23

      Kkkkk Pergunta para o ACM Neto… Kkk

      Aliás na Bahia ainda foi noticiado na imprensa daquele Estado um teatro dos horrores em que se pegou um amigo de ACM Neto filiado ao DEM desde criancinha para mudar para o PDT e depois ser o vice da chapa do indicado do DEM para ser prefeito…

      Brizola deve ter se revirado do túmulo com essas insistências do Ciro em se associar com o Centrão/Direitão, principalmente o DEM em 2018 e 2020…. Kkkk tanto com “Filhotes da Ditadura” assim com “Netos da Ditadura”… Kkkk

      Responder

        Miramar

        07 de março de 2021 às 02h18

        Pesquise sobre as alianças feitas pelo Brizola antes de falar tanta besteira.

        De qualquer forma, é bom que se diga em nome da verdade, que as tratativas com ACM Neto atendiam exclusivamente a conjuntura municipal de Salvador. Felizmente, houve êxito.

        Responder

          Tiago Silva

          07 de março de 2021 às 12h37

          Se vc quer se enganar, Miramar, esse problema deveria ser seu apenas … Porém não ofenda a inteligência alheia!

          Qual a razão de ACM Neto (da Ditadura) em colocar um amigo pessoal de DEM para mudar de partido às pressas para o PDT (que é inexpressivo em âmbito municipal, assim como em âmbito estadual) para que eu esse Demista travestido de PDT de última hora pra ser vice???? E vice em uma eleição que se tinha ampla vantagem e se poderia colocar qualquer partido como vice para assegurar o poder de ACM Neto em Salvador???

          Evidente que não tem razões exclusivas municipais…

          Tem finalidade estadual em tirar um partido da base do governador daquele Estado que é do PT, apesar de o ACM Neto ter conseguido aliciar e ter para aliciar partidos mais relevantes que o PDT. E tudo isso ocorre ndurante as tratativas de Ciro com o DEM para 2022!!!! Kkkk

          O pior é que Ciro se associar a um Neto da Ditadura, que lhe engana ao colocar um amigo do DEM para se filiar ao PDT, mas que só tem compromisso com o DEM, como deu rasteira no Maia para ter apoio TB do Capetão em 2022 pra governador… Ciro e o PDT saem de trouxas além da imagem manchada em se associar a governo de representantes do elitismo histórico brasileiro.

          Se vc quiser pode se enganar, mas apenas a vc mesmo!!!!

          Quanta falta faz Brizola para esses Cirulipas que seguem Biruta de Aeroporto…

    Alexandre Neres

    06 de março de 2021 às 22h20

    Meu caro James, parece que Maia perdeu a utilidade para Ciro Gomes, que teve um papel importantíssimo para guindar o candidato de Maia na eleição da Câmara, mas a baleia estava encalhada. Ciro continua apostando no DEM como aliado preferencial, mas agora com ACM Neto, a quem Ciro apoiou na prefeitura de Salvador. Maia é neoliberal e votou em Boslonaro, mas não é suficiente. ACM Neto não só também é neoliberal e votou em Bolsonaro, como emplacou seu aliado João Roma (PP) no Ministério da Cidadania e se aliou a Bolsonaro para derrotar o candidato de Maia e eleger Lira. É esta a figura deplorável, herdeira do carlismo, que Ciro Gomes quer se aliar a qualquer custo. Se Ciro demonstrava que estava pouco ligando se o aliado era golpista, agora comprovou que não se importa se o aliado é bolsonarista até hoje, mesmo com todos os desatinos que o genocida cometeu nesse meio-tempo. Kassab está envolvido com caixa 2 e corrupção, mas Ciro ignora. O cordão sanitário de Ciro só se aplica ao PT. Ciro está cada vez mais retornando às origens de PDS.

    Responder

Deixe uma resposta