Paris Café: O que esperar da classe média para 2022?

Freixo planeja diálogo com Ciro e Lula para candidatura ao governo do Rio

Por Redação

05 de abril de 2021 : 08h58

O líder do PSOL e deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) lidera uma articulação em torno de uma frente ampla contra o bolsonarismo em 2022 no estado do Rio. Logicamente, que isso seria através de uma candidatura ao Palácio das Laranjeiras com um leque de partidos na sua aliança.

O parlamentar já recebeu convites de outros partidos de esquerda como o PT e o PDT, mas até o momento, Freixo sinaliza que deve permanecer no PSOL.

Mas na sua empreitada, o parlamentar planeja abrir um diálogo com o ex-presidente Lula (PT) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT). Em entrevista ao Estadão, Freixo defendeu um palanque que reúna os dois líderes do campo progressista e o centro.

“O PSB é fundamental e a relação é muito boa. O PCdoB tem conversado comigo. PT e PDT também. Mas precisamos de um palanque no Rio que reúna Ciro (Gomes) e Lula. É assim no Ceará. A eleição no Rio é para ganhar. Derrotar o Bolsonaro aqui, no berço dele, é a melhor contribuição que podemos dar para o próximo presidente. Acho importante ter apoio do Eduardo Paes e do Rodrigo Maia. O César Maia sempre votou em mim. O próprio Rodrigo diz isso.”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Ok. Ele quer apoio dos 2 e ele, vai apoiar qual deles para Presidente?

09 de abril de 2021 às 08h50

Ok. Ele quer apoio dos 2 e ele, vai apoiar qual deles para Presidente?

Responder

Netho

06 de abril de 2021 às 18h11

Há uma terceira via que deve prevalecer para tirar o Rio do controle do crime miliciano organizado.
Da mesma forma, para não afundar o país ainda mais, há de se buscar uma terceira via para o plano federal.
Os antípodas que levaram o país à breca não deveriam reproduzir o cenário do segundo-turno de 2018.
Há lugar preferencial para uma terceira via presidencial.

Responder

Renato

05 de abril de 2021 às 19h55

Não sei o que seria pior para o Rio: a volta de Sérgio Cabral ou Pezão ao governo do Rio ou Freixo , unido a Ciro e Lula, no comando do estado ?

Responder

Patrice L

05 de abril de 2021 às 18h35

Ainda não voltou de Paris. Não bastasse a esperteza de querer passar ao segundo turno sem ter performado pra tanto, os 5% agora querem tirar os 34% do tabuleiro. É assim desde criança, de não saber perder? Tenta o tempo todo a cartada do antipetismo, como se alertasse para o mal que fatalmente atingiria o Lula mas que cresce com o concurso dele mesmo, Ciro (e seus acólitos). Ciro é dos maiores alimentadores do antipetismo mas que tenta passar como se lamentasse a coisa. Fez o mesmo truque com a prisão do Lula, a qual fingia condenar mas da qual tentava tirar partido eleitoral, elegendo-se em lugar do preferido. Lamentável mesmo é quem desembarcou da defesa irrestrita da candidatura Lula, que confundia-se àquela altura com a defesa da própria democracia. O “Lula tá preso, seu babaca!” andou como lema ou justificativa até em artigos e editoriais de uns pretensos progressistas.

Responder

Alexandre Neres

05 de abril de 2021 às 14h06

Do jeito que as coisas tão indo, daqui a pouco vamos ter que recusar voto. Até o Pondé? Não, tá demais isso. Nobres confrades do campo progressista, teremos que ser mais seletivos.

Responder

Valeriana

05 de abril de 2021 às 13h16

Quando Freixo planeja alguma coisa o Mundo chega a tremer…kkkkkkkkkkkkk

Responder

Alexandre Neres

05 de abril de 2021 às 12h25

Parabéns pela visão, Freixo! A entrevista inteira deveria ter sido reproduzida aqui.

Responder

Deixe uma resposta