Cafezinho & Cinema: conversa com Ducca Rios, diretor de Meu Tio José

Foto: SILVIO AVILA/AFP

Seleção brasileira divulga manifesto sobre a Copa América no Brasil

Por Redação

09 de junho de 2021 : 07h20

Na noite desta terça-feira, 8, após o jogo contra o Paraguai onde venceu por 2 a 0, a seleção brasileira divulgou o tão esperado manifesto sobre a realização da Copa América no Brasil.

Nos últimos dias, o elenco deixou claro que é contra a realização da competição no país, subindo a temperatura do debate sobre o tema. No entanto, a rebeldia se desaguou em um texto brando e que nega o teor político da coisa.

O detalhe que chama atenção é que em nenhum momento do manifesto a pandemia da Covid-19 é citada. Contudo, se fala em “questões humanitárias”.

“Por diversas razões, sejam elas humanitárias ou de cunho profissional, estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil”, diz o texto.

O documento também não cita o fato do Governo Bolsonaro garantir a Copa América no Brasil após Argentina e Colômbia desistirem de sediar a competição.

“É importante frisar que em nenhum momento quisemos tornar essa discussão política. Somos conscientes da importância da nossa posição, acompanhamos o que é veiculado pela mídia e estamos presentes nas redes sociais. Nos manifestamos, também, para evitar que mais notícias falsas envolvendo nossos nomes circulem à revelia dos fatos verdadeiros”.

Leia o manifesto na íntegra!

Quando nasce um brasileiro, nasce um torcedor. E para os mais de 200 milhões de torcedores escrevemos essa carta para expor nossa opinião quanto a realização da Copa América.

Somos um grupo coeso, porém com ideias distintas. Por diversas razões, sejam elas humanitárias ou de cunho profissional, estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil.

Todos os fatos recentes nos levam a acreditar em um processo inadequado em sua realização.

É importante frisar que em nenhum momento quisemos tornar essa discussão política. Somos conscientes da importância da nossa posição, acompanhamos o que é veiculado pela e mídia estamos presentes nas redes sociais. Nos manifestamos, também, para evitar que mais notícias falsas envolvendo nossos nomes circulem à revelia dos fatos verdadeiros.

Por fim, lembramos que somos trabalhadores, profissionais do futebol. Temos uma missão a cumprir com a histórica camisa verde amarela pentacampeã do mundo. Somos contra a organização da Copa América, mas nunca diremos não à Seleção Brasileira.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Asdrubal

10 de junho de 2021 às 01h48

Polêmica tosca. Ou tem q parar todos os campeonatos q estão rodando ou não tem problema nenhum copa América por aqui. Segue o jogo!!

Responder

Cesar Luis Silva Cavalcante

09 de junho de 2021 às 14h35

Mais triste é uma nota desta, covarde. Capitalistas. De vcs não dava para esperar nada mesmo. Por isso eu não assisto mais a jogos da seleçãozinha há mais de 10 anos.

Responder

    Brasílio

    10 de junho de 2021 às 01h40

    Orgulho de ser CAPITALISTA!

    Responder

Paulo

09 de junho de 2021 às 12h15

Não têm que ser contra nada, têm é que entrar em campo e jogar…Independentemente de quem seja o mandrião de ocasião na presidência da República…

Responder

Ronei

09 de junho de 2021 às 09h59

Não concordamos mas vamos jogar… Vamo Argentina!!!!!

Responder

canastra

09 de junho de 2021 às 08h56

Seleção Bananeira.

Responder

Deixe uma resposta