Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Bolsonaristas manobram e sessão que daria fim ao voto impresso é adiada

Por Redação

16 de julho de 2021 : 18h51

Nesta sexta-feira, 16, parlamentares do Centrão e da oposição se uniram para derrotar a PEC do Voto Impresso relatada pelo deputado Filipe Barros (PSL-PR) e defendida arduamente por Jair Bolsonaro.

Porém, os bolsonaristas fizeram uma manobra regimental e simplesmente adiaram a votação da PEC que tinha a expectativa de não ser aprovada pela ampla maioria e significaria uma derrota humilhante para o governo.

De última hora, o relator disse que iria modificar o texto e o presidente da comissão, o bolsonarista Paulo Eduardo Martins (PSC-PR), concedeu uma sessão para fazer as modificações.

A sessão foi dada mesmo diante dos governistas terem se tornado minoria no colegiado. Os outros deputados estavam a postos para não aprovar a PEC patrocinada pelo governo.

Com a derrota anunciada e iminente, os bolsonaristas usaram outras manobras para tumultuar a sessão e chegaram a tentar retirar o parecer de pauta, mas foram derrotados por 22 votos a 12. O objetivo era tentar aprovar a PEC pelo cansaço dos outros parlamentares.

Para tentar abafar o vexame, o líder do Governo, Ricardo Barros (PP-PR), disse que era “muito importante que a gente possa debater por mais tempo, então orientamos pela retirada de pauta”.

O pepista foi recentemente acusado na CPI da Pandemia de receber propina na compra da vacina contra Covid-19 e o deputado Hildo Rocha (MDB-MA) chamou o colega de irresponsável.

“De onde vai tirar R$ 2 bilhões? Deixa de ser irresponsável. Vai tirar da vacina?”, ironizou.

Para derrotar Bolsonaro, cerca de 11 partidos se juntaram para fazer mudanças na sessão especial, colocando deputados que são contra o voto impresso. Em uma das vagas do PSDB, Aécio Neves (MG), favorável a PEC, foi substituído pelo ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (RJ). 

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

ANTONIO FARIA

16 de julho de 2021 às 19h13

Precisamos ter o voto impresso sim! As urnas eletrônicas são facilmente violadas e ter a certeza do que foi votado se faz necessário para garantir a vontade democrática do povo. O povo está pagando uma conta e não tem nenhum recibo? Quem não deve não teme! #votoimpressosim#

Responder

Deixe um comentário