Cafezinho das 3: por que as manifestações de domingo floparam?

Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

Orçamento de R$11 bi controlado por Lira causa guerra entre deputados

Por Redação

26 de julho de 2021 : 16h12

No exercício do Orçamento de 2021, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), tem o controle de R$11 bilhões exclusivos para para distribuir aos deputados.

No seu sistema próprio de distribuição revelado pelo O Globo, Lira privilegia aqueles partidos/bancadas que são mais próximos do seu grupo.

No entanto, esse montante de dinheiro sob a alçada do pepista tem causado guerra entre os deputados, em especial com os do PSL, partido com a maior bancada da Casa.

Na última quarta, 21, o deputado federal Julian Lemos (PSL-PB) demonstrou na frente de líderes do partido que estava em conflito aberto com o colega de bancada, Major Vitor Hugo (GO), líder do PSL na Câmara.

“O que vocês estão fazendo é roubo. Mas vocês não estão me roubando, estão roubando o meu estado! Não vou admitir!”, gritou.

O motivo do escândalo era que Vitor Hugo teria solicitado a Lira pela liberação de verbas para um grupo de deputados do partido que não incluía o parlamentar paraibano. Além de Lemos, outros também foram “lesados” com o pedido de Vitor Hugo.

O major também entrou no sistema de Lira e criou seu próprio grupo de privilegiados. Hugo fatiou as emendas seguindo suas prioridades em vez de dividir a verba de forma equilibrada para todos os deputados do partido. Do montante reservado para o PSL, Vitor Hugo reservou R$100 milhões só para si próprio.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

26 de julho de 2021 às 20h00

É a raposa com a chave do galinheiro – e várias raposas querendo participar do banquete…

Responder

Ugo

26 de julho de 2021 às 17h24

Quando o pessoal do centrão oscolhe um rumo no ano pre eleitoral é porque já sabem o que vai dar nas próximas eleições….fiquem ti ti não, 2026 tá aí.

Responder

Deixe um comentário