Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Barroso desmente fake news de Bolsonaro

Por Redação

05 de agosto de 2021 : 10h47

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, desmentiu mais uma fake news dada por Jair Bolsonaro na noite de quarta, 4, em entrevista a Rádio Jovem Pan.

Bolsonaro falou que em 2016, Barroso concedeu perdão judicial a José Dirceu (PT), condenado no escândalo do mensalão em 2005.

“Um esclarecimento: quem concede indulto é o presidente da República. O Judiciário apenas aplica o decreto presidencial. Nas execuções penais do mensalão, deferi o benefício a todos que se adequaram aos requisitos”, esclareceu Barroso.

Recentemente, o magistrado se tornou alvo principal dos ataques de Bolsonaro. Presidente do TSE, Barroso é declaradamente contra o voto impresso e já demonstrou por diversas vezes que a urna eletrônica é auditável e segura, sem indícios ou comprovação de fraude. Ele também já foi convidado pelas lideranças partidárias no Congresso Nacional para demonstrar esses pontos.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Bandoleiro Cansado

05 de agosto de 2021 às 12h10

Que um juiz de cortes superiores se rebaixe ao twitter para defender algo que na ocompete é ridiculo.

Quem deve discutir o voto impresso ou nao é o Congresso e o TSE se adequar.

O voto impresso foi aprovado em 2015 pelo Congresso e o STF o declarou incostitucional quando a Constituiçào nada diz a respeito.

Responder

Deixe um comentário