Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Alcolumbre manda recado a Bolsonaro: “não aceitarei ser ameaçado, intimidado, perseguido ou chantageado”

Por Redação

13 de outubro de 2021 : 20h29

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), divulgou uma nota nesta quarta-feira, 13, onde alega ter “sofrido agressões de toda ordem”.

Os motivos das possíveis ameaças é a sabatina do ex-advogado Geral da União, André Mendonça, indicado por Jair Bolsonaro para assumir a vaga de Marco Aurélio Mello no STF. A indicação foi feita há cerca de 92 dias e não há previsão para a análise do ex-AGU na Casa Alta.

“Agridem minha religião, acusam-me de intolerância religiosa, atacam minha família, acusam-me de interesses pessoais fantasiosos. Querem transformar a legítima autonomia do presidente da CCJ em ato político e guerra religiosa”, afirmou o senador.

Sem citar Jair Bolsonaro, Alcolumbre reiterou que não vai aceitar “ser ameaçado, intimidado, perseguido ou chantageado com o aval ou a participação de quem quer que seja”.

Ainda na nota, o presidente da CCJ disse que tem compromisso com a Constituição e que a prioridade deveria ser a retomada da economia e não a sabatina de Mendonça. Ele ressaltou que o colegiado tem quase 2 mil projetos pendentes de serem pautadas.

“Tramitam hoje pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal cerca de 1.748 matérias, todas de enorme relevância para a sociedade brasileira. A prioridade do Poder Legislativo, no momento, deve ser a retomada do crescimento, a geração de empregos e o encontro de soluções para a alta dos preços que corroem o rendimento dos brasileiros”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alexandre Neres

14 de outubro de 2021 às 01h14

Sou obrigado a reconhecer. Finalmente Alcolumbre está fazendo algo de útil. A melhor coisa que já fez na sua trajetória parlamentar. Vai redundar em um bem inestimável para o país!

Responder

Fanta

13 de outubro de 2021 às 20h49

Aceita o que então…?

Esse gordinho está querendo alguma coisa.

Responder

Deixe um comentário