Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

França diz que Alckmin vai sair do PSDB nos próximos dias

Por Redação

01 de dezembro de 2021 : 15h03

Nesta terça-feira, 30, o líder do PSB em São Paulo, Márcio França, afirmou que o ex-governador Geraldo Alckmin deve deixar o PSDB nos próximos dias.

Durante evento do Sindihosp na capital paulista, França disse que “agora está maduro para ele se desfiliar, não há mais espaço no PSDB. Nem o PSDB quer e nem ele”.

A saída de Alckmin do ninho tucano se motivou com a vitória do atual governador de São Paulo nas prévias do PSDB. Com isso, Doria se cacifa como candidato a presidência da República em 2022 e vai patrocinar a candidatura de Rodrigo Garcia.

Já o destino de Alckmin pode ser o próprio PSB de Márcio França. Nas últimas semanas, se levantou fortemente a possibilidade do ex-governador ocupar a vice na chapa presidencial do ex-presidente Lula (PT) em 2022.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

carlos

05 de dezembro de 2021 às 08h00

A meu juízo o Alckmin como agrega valor a candidatura do Lula em São Paulo com França saindo pra governo para pacificar o Brasil. O vice pode ser do PT ou de outro partido.

Responder

carlos

01 de dezembro de 2021 às 19h45

Acho que é perfeitamente possível, o Haddad sair como vice numa chapa só PSB ou ainda a senador , o importante é se viabilizar uma chapa forte p apoiar no Pernambuco do mesmo jeito, não concordo com jornalistas que tem uma ideias fixas de que não pode , acho que política é a junção dos opostos, na dialetica é superar as ideias contrárias, e a conversão de ideia convergente.

Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Bolsonaro O 2021 de Ciro Gomes O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade