Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Imagem: Divulgação

Rodrigo Maia sobre Moro: “É o Bolsonaro de 2022”

Por Redação

06 de janeiro de 2022 : 12h16

Na entrevista concedida a TV 247 na manhã desta quinta-feira, 6, o ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia, deixou claro que vai apoiar um candidato que esteja dentro das regras do jogo democrático, ou seja, descartou Jair Bolsonaro (PL) e o ex-juiz Sérgio Moro (Podemos).

Nas palavras de Maia, é necessário “estarmos juntos” contra os que “representam uma agenda e um Estado autoritário”.

No 1° turno, o parlamentar não escondeu que deve trabalhar para viabilizar a candidatura de João Doria (PSDB) a presidência. Contudo, ele reconhece que será uma empreitada difícil.

“Tenho dito a todos que nós temos que, claro, em um primeiro momento tentar viabilizar as nossas ideias, do nosso campo, mas eu não tenho dúvida nenhuma: nós todos teremos que estar juntos. PSDB, União Brasil, MDB, PT, PSB, PDT, PCdoB, PSOL, todos estamos no campo democrático e devemos estar juntos”, declara.

“Nós tínhamos que trabalhar para tirá-lo [Bolsonaro] do segundo turno, seria a grande vitória da democracia o presidente Lula de um lado e o Ciro Gomes ou Doria do outro, ou Rodrigo Pacheco, Mandetta, qualquer um deles. Mas o grande objetivo é garantir a força do campo democrático, se possível com dois nomes no segundo turno”, completou.

Na sequência, Rodrigo Maia revelou que não teria problemas em votar, na disputa de 2° turno, no ex-ministro Ciro Gomes (PDT), no presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), e até mesmo no ex-presidente Lula contra Bolsonaro.

“Espero que o meu campo consiga ter um bom projeto de país, consiga chegar ao coração dos brasileiros, mas eu tenho o maior prazer de votar no Ciro Gomes, de votar no presidente Lula, de votar no Rodrigo Pacheco no primeiro ou no segundo turno. Eu espero que o Doria, o PSDB, consiga chegar nisso. Mas não chegando, tenho o maior prazer de no segundo turno votar nas opções do campo democrático. Todos esses nomes têm experiência já comprovada”.

“O presidente Lula fez um primeiro grande governo, o segundo eu já sou crítico, mas é um democrata, passou o que passou. Ciro Gomes no Ceará é uma referência de gestão pública para todos nós. Rodrigo Pacheco é um jovem, presidente do Senado, de muito talento. Não tenho nenhum problema. Farei campanha, com os poucos votos que tenho, para qualquer um que vá ao segundo turno contra aqueles que representam uma agenda e um Estado autoritário”.

Já sobre o ex-juiz Sérgio Moro, considerado parcial pelo Supremo Tribunal Federal nas condenações contra Lula na Lava-Jato, Maia fez duras críticas e disse que ele é o “Bolsonaro de 2022”.

“O Moro é o Bolsonaro de 2022. Não quero tratar nem do autoritarismo dele, da usurpação do Estado contra a política, as instituções, do Intercept, não quero tratar nem da organização criminosa que o Moro fez parte e da milícia que ele comandou de ocupação do Estado brasileiro. Da mesma forma [que Bolsonaro] ele não tem experiência, não conhece o Brasil, não conhece a pobreza, não conhece os problemas”.

Assista a entrevista completa!

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Vic Freitas

07 de janeiro de 2022 às 20h50

Eu acho Rodrigo Maia um dos Deputados mais inteligentes do País!
Tem visão onde mts não têm, mas o mais importante, é que defende a Democracia!
Parabéns Deputado, por defender a nossa liberdade.

Responder

Paulo

06 de janeiro de 2022 às 22h33

Ele teme ser desnudado, à luz do dia. E não é o único…

Responder

Bandoleiro

06 de janeiro de 2022 às 19h05

O que Nhonho diz ou nada sao a mesma coisa.

Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Bolsonaro O 2021 de Ciro Gomes O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade