Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Imagem: Reprodução/TASS

Rússia começa a fazer exercícios com forças nucleares

Por Redação

02 de março de 2022 : 10h08

Cerca de 48 horas após o presidente da Rússia, Vladmir Putin, ter ordenado que as forças nucleares russas ficassem em alerta máximo, as Forças Armadas do país começaram a realizar exercícios militares com seu arsenal nuclear.

De acordo com a Associated Press, as forças armadas da Rússia começaram a posicionar submarinos com capacidade nuclear e lançadores de mísseis intercontinentais em exercícios nas regiões noroeste e leste russo.

A Frota do Norte da Rússia informou a agência que vários submarinos nucleares estão envolvidos no exercício para “manobras em condições de tempestade”.

A informação que reconheceu a mobilização também declarou que navios de guerra, que no momento estão protegendo a península de Kola, vão se juntar ao treinamento.

O ministério também informou que lançadores de mísseis balísticos intercontinentais estão posicionados nas florestas congelantes da Sibéria.

Ontem, a agência Sputnik publicou que “o ministro da Defesa da Rússia, general de exército Sergei Shoigu, informou ao comandante supremo das Forças Armadas da Rússia, Vladimir Putin, que, de acordo com sua ordem, as equipes de turno dos postos de comando da Força Estratégica de Mísseis, das frotas do Norte e do Pacífico e do Comando de Aviação de Longo Alcance começaram a cumprir o dever de combate com pessoal reforçado”. 

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

batista

04 de março de 2022 às 08h14

Rubia Aparecida Lacerda, OTAN nunca invadiu nenhum país. EUA sim. OTAN nunca.
OTAN é uma aliança militar de DEFESA. A OTAN nunca iniciará uma agressão. Apenas responderá a alguma.

Responder

Marcio

03 de março de 2022 às 18h58

Bolsonaro 2022

Responder

Paulo

02 de março de 2022 às 14h54

MORTE A PUTIN!!!

Responder

Francisco Cardoso Silva Junior

02 de março de 2022 às 12h57

Que ter paz tenha bombas atômicas é isso que os americanos faz dando golpe em países subemergentes , americanos são milicianos ladroes do mundo já matou vários líderes de outros países pequeno para roubar suas riquezas , o EUA já matou milhões de povos para colonizar seus países. Americanos ja6 fizeram massacres em larga escala sem ninguém se importar com isso hoje está guerra não é contra Ucrânia é contra o sistema imperialista americana que gasta mais do que tem ,americanos devem ao mundo até a cueca que vestem se os países cobrar a dívida eles não tem como pagar . Pois não tem reservas em ouro,. Eles só t papéis , emissão de moedas sem lastro mais não tem valor real
O mundo vai mudar a partir desta guerra que não é contra Ucrânia contra a mentira do sonho americano. Com recursos roubado dos países pobres.

Responder

EdsonLuíz.

02 de março de 2022 às 12h12

Vladimir Putin está dando exemplo, com essa “altamenre responsável” manobra atômica, do que é ser “PROGRESSISTA” na versão 171 desses cães danados.

Em um exercício de guerra “plenamente justificado”, o “progressista” Vladimir Putin conseguirá atomicamente provar, em 247 pequenos movimentos desse seu arsenal, o significado e profundidade do que eles falam e pensam quando dizem que são “progressistas”.

Como diz o meu vizinho cabeleireiro, que nas suas horas de folga fermenta e assa cheirosíssimos e deliciosos bolos e pães realmente progressistas, que são bolos e pães de trigo em que ele acrescenta outras frutas e massas de legumes e tubérculos diversos: “Que meda!”.

Agora, depois dessa performance artística atômica em curso na democrática Ucrânia e da insanidade ideologizante da guerra desses “progressistas” contra povos que apenas querem escolher os vizinhos com quem preferem e sentem mais prazer e segurança em viver, e depois dessa demonstração inteira do que é para eles ser progressista, não cabe mais nenhum engano por parte de ninguém sobre o que essas pessoas e suas ideias representam. Depois dessa demostração de “progressismo” – não esquecendo de contar os corpos “imundos” de democratas como eu, que eles eliminam tanto retórica como concretamente com tanques, fuzis, mísseis, bombas, metralhadoras e nem piscam para eliminar com armas atômicas (nos períodos em que não podem fazer guerras militares “revolucionárias” eles optam por eliminar com guerras de narrativas, cujas munições e equipamentos são mentiras, fasificações, distorções e embustes diversos) – não cabe se enganar e diferenciar autoritários entre os de ultra-direita e os de ultra-esquerda a não ser para ilustração didática. E sempre sem esquecer que todos esses irresponsáveis e perigosos militantes nunca assumem o que realmente são e sempre se dizem ‘de direita’ ou ‘de esquerda’, com os mais falsos se dizendo ‘de centro’.

Atento: por outro lado, não cabe demonizar e misturar em um conceito único as forças políticas realmente de esquerda e seus ativistas, cuja inspiração é a utopia socialista e que se orientam pelo marxismo de marx (são tantos os marxismos!). As forças comunistas possuem origem em ideias humanistas e mesmo quando entendemos que sua interpretação política e sua prática são equivocadas, eles não têm intenção totalitária e são movidos por inspiração bem mais nobre que essa gente meramente extremista. São radicais, mas não são fundamentalistas. Pena que eles não se esforcem para separar os que se declaram comunistas por impostura. E pena também que no Brasil eles têm se associado a propostas populistas.

Com essa guerra, após Vladimir Putin mostrar o que os irresponsáveis que se dizem progressistas são de fato, não cabe se enganar entre irresponsáveis que ficam mostrando arminha com os dedos e quem defende os armões nucleares quando o alvo é a democracia: os dois autoritarismos SÃO EQUIVALENTES, SIM!

E não se enganem quando eles entram na fase de fingirem conciliação! É quando são mais perigosos!

Fora Putin!
Fora Lula!
Fora bolsonaro!

Responder

    Rubia Aparecida Lacerda

    03 de março de 2022 às 21h17

    Fora também EUA e OTAN, que invadem países e não recebem sanções! Chega desse poder imperialista.

    Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro