Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Imagem: Divulgação

As perspectivas eleitorais para a bancada cearense no pleito de 2022

Por Gabriel Barbosa

30 de março de 2022 : 11h33

Com o fim da janela partidária, as legendas devem começar a fazer, de fato, seus cálculos para a disputa eleitoral, especialmente para as chapas proporcionais do Legislativo.

No caso da bancada cearense, legendas como PSDB e o PSB devem eleger por volta de quatro deputados federais, sendo dois tucanos e outros dois socialistas.

Vale ressaltar que a nível local, o PSDB está passando por um processo de reestruturação com a filiação do senador Chiquinho Feitosa para assumir o diretório estadual do partido. A avaliação é que o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) se afaste das atividades da sigla com o final do seu mandato na Casa Alta.

É bom ressaltar que a nível local, o PSDB não será hostil a chapa Lula-Alckmin e ficará na base liderada pelo governador Camilo Santana (PT) e o senador Cid Gomes (PDT). Mas a nível nacional, o partido respeitará a federação com o Cidadania.

“O interessante é que a capacidade do candidato eleito pela federação partidária não tem mais de 80 mil votos, em contrapartida existe a possibilidade de eleger o segundo deputado federal, com menos de 60 mil votos”, avalia em seu relatório o sociólogo e gerente-executivo da consultoria LCFB, Luiz Cláudio Barbosa.

No caso dos socialistas, a expectativa é que o deputado federal Denis Bezerra consiga se reeleger com bastante tranquilidade. Além de Denis, o diretório do PSB cearense poderá eleger outro deputado federal, mas com uma perspectiva de também obter menos de 60 mil votos.

Já nas agremiações partidárias mais robustas como o PL, PSD, União Brasil e o bloco de situação (PT e PDT), a perspectiva é de que, cada legenda, consiga eleger até três deputados federais. Neste cenário, será uma proporção mínima de 15 parlamentares numa bancada de 22.

No caso do União Brasil, a legenda mudou de comando com a filiação do deputado federal Capitão Wagner e o seu grupo político de oposição local. Wagner lançou sua pré-candidatura ao governo do Ceará quando ainda estava no PROS.

Ainda na avaliação de Luiz Cláudio, outras três legendas terão bastante dificuldades para eleger apenas um deputado federal. “As agremiações com dificuldade para eleger apenas um representante, para o Congresso Baixo (Câmara): MDB, Republicanos e Progressistas”.

Outro fenômeno apontado por ele é o esvaziamento total das pequenas agremiações no Ceará. Esse bloco minoritário da política cearense é formado pelo Agir 36, Patriota, PMN, Podemos, PROS, Avante e a Rede Sustentabilidade.

Por fim, o sociólogo aponta que “já se desenhava esse cenário de pouca perspectiva para conclusão de uma chapa competitiva, para o cargo de deputado federal, com quase nenhum recurso de fundo eleitoral, por parte de qualquer agremiação pequena da política brasileira e da política local”.

Esse texto teve a colaboração do sociólogo Luiz Cláudio Ferreira Barbosa

Gabriel Barbosa

Jornalista com passagens pelo Grupo de Comunicação O POVO (Ceará), RedeTV! e Band News FM. Pós-graduando em Comunicação e Marketing Político.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário

O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro