Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Imagem: Ricardo Stuckert

Três partidos de centro-esquerda anunciam a federação “Brasil da esperança”

Por Redação

18 de abril de 2022 : 08h15

Nesta segunda-feira, 18, as Executivas Nacionais do Partido dos Trabalhadores (PT), Partido Verde (PV) e Partido Comunista do Brasil (PCdoB) anunciaram a criação da federação “Brasil da esperança”.

O comunicado foi por meio de nota assinada pelos presidentes das três legendas: Gleisi Hoffmann (PT), Luciana Santos (PCdoB) e José Luís Penna (PV).

Confira a íntegra do anúncio!

“Comunicado da Federação Brasil da Esperança

Este 18 de abril é um marco histórico na vida política brasileira. Nasce a Federação Brasil da Esperança (FE Brasil), que se constituiu como expressão da necessidade e do anseio de união das forças populares, democráticas, progressistas para, junto com uma ampla aliança, restaurar a democracia, promover a reconstrução e a transformação do Brasil e garantir vida digna ao povo brasileiro.

Unidade, espírito construtivo e compromisso com o Brasil e o povo brasileiro regeram o trabalho, nos últimos meses, do Partido dos Trabalhadores (PT), Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e Partido Verde (PV). Estamos ousando, construindo uma ferramenta nova, inovando e renovando a forma de fazer política, apostando na unidade e na convergência em torno de ideais e compromissos elevados com nosso país, que se expressam na Carta Programa de nossa Federação. Valorizamos a democracia interna e construímos um estatuto que estimula a busca pelo consenso. 

A FE Brasil surge desafiada por uma grande responsabilidade: atuar como força decisiva para libertar nosso país do desastroso governo da extrema da direita. Tendo em vista essa gigantesca tarefa, a Federação terá que, em torno da liderança da ex-presidente Lula, agregar, reunir e mobilizar amplas forças políticas, sociais, econômicas e culturais para que o povo e a democracia sejam vitoriosos nas eleições de outubro.

Simultaneamente, nossa Federação buscará eleger grandes bancadas progressistas para o Congresso Nacional e as Assembleias Legislativas, bem como um expressivo número de governadores/as, criando as condições para que o governo eleito por essa ampla aliança tenha as condições para promover as mudanças e grandes transformações de que o país necessita.

É com grande alegria e elevado senso de responsabilidade, portanto, que anunciamos o nascimento da FE Brasil, vocacionada a ser um grande instrumento político do povo, das forças democráticas e progressistas. Estamos convictos de que ela cumprirá papel decisivo para trilharmos a vitória eleitoral nas eleições de 2022 e construirmos uma nova maioria que possa devolver a esperança ao nosso povo. 

Brasília, 18 de abril de 2022

Gleisi Hoffmann, presidenta do PT

Luciana Santos, presidenta do PCdoB

José Luís Penna, presidente do PV”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

EdsonLuiz.

18 de abril de 2022 às 11h25

Olha aí, povo da esquerda, estão dizendo que o PT é um partido de… centro*.

Você então, você é politicamente de centro?

Eu, por exemplo, sou: sou de centro-esquerda! E se alguma conjuntura ou situação se mostrar conveniente a que eu diga que sou de esquerda, de direita ou mesmo de Centro-direita, eu não o farei, porque considero ser uma enganação eu falar para as pessoas aquilo que eu não sou. Claro que sendo de centro — no caso, centro-esquerda — isso implica em acessar várias políticas da Centro-direita, uma ou outra política mais identificada com a direita ou com a esquerda, mas de forma legítima e coerente com minha identidade política, sem negá-la ou mentir para enganar. Já quando alguém ou algum partido é assumido como de esquerda ou como de direita, está bem que em alguma coisa ele pode até assumir uma política de centro, mas um partido fingir que é de centro e fingir fazer por algum período uma política marcadamente de centro é enganação!

Você gosta de participar de enganação?
Você aceita participar de enganação?

Você acha que se o Partido Novo ou o Partido Podemos começar a dizer que é um partido de centro ele está sendo verdadeiro ou está enganando? Você acha que Jair Bolsonaro dizer que é de direita, por exemplo, Bolsonaro está sendo verdadeiro ou é enganação para não assumir que é de ultra-direita?

E o PT, quando começa a dizer que é um partido de centro, está sendo verdadeiro ou é enganação?

* Vou manifestar minha posição em relação ao PT: o PT não é um partido, o PT nasceu como uma frente política e assim continua sendo. Depois de sua fundação, várias forças políticas se desligaram do PT e constituíram partidos políticos próprios, como os ecologistas ligados a Marina, que cria o Partido Rede, o PSTU, o PCO e o PSOL. Mas depois destes desligamentos o PT continuou a ser uma frente política; uma frente menor, mais restrita, mesmo assim, ainda uma frente!

Há gente politicamente de centro no PT? Eu acho que sim! O Camilo, o Jaques Wagner, o Rui Costa, o Fernando Haddad e o José Eduardo Cardoso e mais alguns, para mim, são de centro-esquerda; os coerentes e íntegros Rui Falcão e a Fátima Bezerra são politicamente de esquerda, e no PT, de esquerda só mais alguns poucos, mais nas bases e menos nas cúpulas, e sem força no partido. No mais, o PT junta nessa frente a DS, O Trabalho e outros grupos que vagueiam entre ser de esquerda ou de extrema-esquerda (no discurso, são sempre de extrema-esquerda); junta também numerosos sindicalistas corporativistas, hoje bem aristocráticos nos hábitos, defendendo privilégios e usando abotoaduras de ouro; junta vários demagogos e carreirista e tem ainda o controle completo de Lula, o que torna o PT uma força populista.

Você, quando é do PT, pensa que é de um partido de esquerda, mas você é mesmo dessa frente política esquisita que é o PT! Se você quer ser realmente de esquerda, se isso ainda faz sentido para você, deve ir para o PSTU, ir para o PCB atual (Mas cuidado para não se enganar: hoje o PCB tem maioria de stalinistas), ir para o PCO ou ir para o PSOL e ajudar o grupo original e de esquerda do PSOL, contra filiados revisores, a manter a identidade de esquerda na prática, nas propostas e no discurso do PSOL, e não só no discurso. Há ainda, como opção de esquerda no Brasil, outros grupos. São grupos bem menos visíveis por serem grupos diminutos, mas existem vários.

Edson Luiz Pianca.

Responder

Júlio

18 de abril de 2022 às 11h25

Querida equipe Cafezinho !!!

Não sei se foi provocação mas na foto consta o Presidente do PSB que pulou fora da Federação. O Partido Verde pode não ser nacionalista ou desenvolvimentista coisa e tal, mas não merecia essa desfeita.
Fica aqui minha observação carinhosa com todo respeito.
Julio

Responder

Canastra

18 de abril de 2022 às 10h26

Quem quer vera as caras desse 4 elementos no ano de 2022…?

Responder

Paulo Werneck

18 de abril de 2022 às 09h21

Espero que o PV tome tento. Tenho grandes esperanças de termos um partido focado na agenda da proteção ao nosso planeta mas a história do PV é algo confusa, para ser gentil. Espero que esse passo seja leal.

Responder

Deixe um comentário

Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro Janela Partidária 2022: Quem ganhou, quem perdeu? Caro? Gasolina, Gás e Diesel: A atual política de preços da Petrobrás As Maiores Enchentes do Brasil