Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Foto: Divulgação

Bolsonaro é desmascarado por Bonner no Jornal Nacional

Por Redação

22 de agosto de 2022 : 21h40

Na noite desta segunda-feira, 22, Jair Bolsonaro (PL) foi o primeiro presidenciável entrevistado pelo Jornal Nacional e logo no início foi desmascarado sobre os ataques que ele fez ao sistema eleitoral e o ministro Alexandre de Moraes, atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

Bonner começou a entrevista lembrando que Bolsonaro fez “ataques sem provas ao sistema eleitoral” e ataques contra os magistrados da Suprema Corte. Ele perguntou: “Com franqueza, o que o senhor pretende com isso? Criar um ambiente que permita um golpe?”.

Na sequência, Bolsonaro acusou Bonner de praticar fake news ao dizer que ele xinga ministros. Bolsonaro citou transparência no pleito e falou sobre o inquérito da Polícia Federal sobre hackers que invadiram o sistema do TSE.

“Quero evitar que pairem dúvidas com relação às eleições deste ano”, declarou. Foi nesse momento que Bonner desmascarou Bolsonaro.

“É curioso que o senhor cite esse episódio até porque o senhor se tornou alvo de investigação por divulgar informações sigilosas. Inúmeras entidades já atestaram a segurança das urnas. E vou além. A transparência e segurança das urnas têm sido motivo de orgulho da maioria da população”, disse.

“Em nome da verdade, o senhor xingou o presidente do TSE de canalha”, prosseguiu Bonner. O apresentador estava se referindo ao discurso de Bolsonaro no 7 de Setembro.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

12 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Embananaro Carlos

23 de agosto de 2022 às 13h32

Ivo Carlos embananado, vil, a mídia, não a uva: “É por isso que as pessoas que conseguem um mínimo de raciocínio próprio usam internet para se informar.”

Exatamente, é por isso que as pessoas que usam internet para se informar, conseguem um mínimo de raciocínio próprio em que vil, a mídia, por não ver a uva.

Captou a ordem dos fatores desordenando o produto, ocê é daqueles próprio um mínimo de raciocínio?

Responder

Carlos Bananaro

23 de agosto de 2022 às 07h02

Essa Globo parece uma espécie de entidade divina que finge estar acima de todo mundo e tenta vender verdades absolutas pre estabelecidas na base de piquinhas, fofoquinhas, narrativas.

A imprensa brasileira é uma vergonha, completamente inútil, é por isso que as pessoas que conseguem um mínimo de raciocínio proprio usam internet para se informar.

Responder

carlos

23 de agosto de 2022 às 06h26

Tirou a máscara, ele é a familicia no jornal nacional, aí é brincadeira até lá o caldo de vila vai desonrar. Se Deus quiser com todo respeito a torcida do jumentos.

Responder

Batista

23 de agosto de 2022 às 01h15

Mato ou Morro…

Bolsonaro, na entrevista do JN, não sabia se corria pro mato da normalidade civilizada, conforme recomendado e ensaiado pelo Centrão, que comanda seu governo e a campanha no mundo real da política, ou pro morro do cavalão xucro, conforme exigido pelo comitê do ódio, comandado pelo Zero Dois.

Escancara a patética atuação confusa, anódina e sem marca, observada no JN, a reação dos bolsominions em comentários no Cafezinho, confusos e desorientados a atacarem os entrevistadores, à falta do mito que acreditavam aparecer na telinha ligeiro e tiveram estacado, sem vida, sem se mexer e sem saber, até o final da entrevistta, se corria pro mato ou pro morro.

Responder

Saulo

22 de agosto de 2022 às 23h28

Ao invés de buscar a informação buscam acusações, agridem, tentam passam rasteiras, sentenciam pré julgamentos, ecc…

Difícil entender o motivo pelo qual os brasileiros tentam de esfolar um o outro, ao invés de viver como uma sociedade vivem em bandos.

O Brásil é um ambiente tóxico.

Responder

William

22 de agosto de 2022 às 23h22

O Larápio vai fazer o que na Globo ?

Explicar como se monta um mensalão ?

Como se ganham imóveis em troca de contratos com as estatais ?

Como se financiam ditaduras amigas com o BNDES ?

Responder

Zulu

22 de agosto de 2022 às 23h07

É numa impressão minha ou esse tal de Bonner é um idiota ?

Responder

Jhonatan

22 de agosto de 2022 às 22h59

Entrevista sem perguntas eu nunca tinha visto.

Afirmações não são perguntas.

Ridículo, inútil.

Responder

Tony

22 de agosto de 2022 às 22h41

A palhaçada inútil em estilo CPI da Covid.

Nenhuma busca de informação, de acontecimentos, só acusações superficiais na base de narrativas e verdades pre estabelecidas por quem ganha 1 milhão de reais por mês.

Há um motivo se essa imundícia não cria nenhum programa de informação e debates de assuntos interessantes em horário nobre mas só as porcarias de novelas.

Há um motivo se essa porcaria encomenda pesquisas em parceria com a Folha para a própria Folha.

A Globo não presta nenhum serviço a democracia, zero.

Responder

Paulo

22 de agosto de 2022 às 22h06

Achei de nenhuma utilidade, essa entrevista. Bolsonaro apresentou a sua narrativa dos “fatos”, e a Globo, a dela…Até comentei com a patroa que quem é bem informado não se beneficiou em nada dessa entrevista, e quem não é, também. Até já vejo a reprodução de tudo isso com Lula. Pode jogar tudo no lixo o que dizem esses “narradores”. E o que diz o JN também. Vivemos em tempo de pós-verdades. Nada mais é aproveitável, daquilo que diz um jornalista ou um político…Tristes e sombrios os tempos em que vivemos. Será que alguém seria capaz de mudar esse quadro desolador da política atual? Essa é a pergunta que fica e que deveriam as pessoas se fazer…

Responder

Alexandre

22 de agosto de 2022 às 22h03

Desmascarado! Onde?

Vocês chamam isso de entrevista! Vi um soldado lutando em território inimigo frete aos ataques. Mas era para ser uma entrevista! Mas não foi!
Estavam lutando pelos seus interesses e não uma entrevista que se detém em fatos e que busque transmitir aos telespectadores a transparência e melhor candidato. Afinal pisar nesse por quê os demais são bem piores.

Responder

Jorge Fernandes

22 de agosto de 2022 às 21h44

Entrevista muito amigável

Vamos ver a diferença na quinta com o LULA

Responder

Deixe um comentário