Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Foto: Divulgação

Dino afirma que Ministério da Justiça não será desmembrado no governo Lula

Por Redação

01 de dezembro de 2022 : 09h04

O ex-governador e senador eleito pelo Maranhão, Flávio Dino (PSB), disse nesta quarta-feira, 30, em entrevista ao O Globo, que o Ministério da Justiça e Segurança Pública será mantido no governo Lula. 

Cotado para assumir a pasta em 2023, revelou que a posição majoritária na equipe de transição, inclusive o dele, é que o ministério seja mantido.

“Eu já tenho uma posição conhecida, fruto da experiência de juiz, de que a integração é melhor. Se você coloca dois ministros, fica mais difícil, torna mais trabalhosa a efetivação de ações”, declarou.

Justificando a posição, o senador eleito afirmou que “não se faz política de segurança pública sem a presença do Judiciário e do Ministério Público”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

02 de dezembro de 2022 às 23h27

E o COAF?

Responder

Saulo

02 de dezembro de 2022 às 17h49

Esse comunistoide troglodita é a única pessoa que conseguiu ficar obesa vivendo no Maranhão….kkkkkkkk

Responder

Bandoleiro

01 de dezembro de 2022 às 13h11

O Maranhao é um dos estados mais desastrados e violentos do Brasile por tanto do Mundo…o crime organizado està comemorando todos os dias, o voto deles nao foi em vao.

Bandidos e criminais que infestam o Brasil sao bem mais expertos que cidadoes comuns…

Responder

    Alexandre Neres

    01 de dezembro de 2022 às 14h34

    Kleiton, meu chapa, é impressão minha ou está querendo atribuir ao Dino as mazelas históricas do Maranhão? Sabe o que significa experto? Pelo menos desta vez não veio com ataques gordofóbicos, ou machistas, ou misóginos, ou fascistas, ou racistas. Não vai ser defendendo um genocida canhestro que alguém sedizente civilizado, como você, vai conseguir nos catequizar, nós brasileiros incultos. Um abraço

    Responder

Jorge Fernandes

01 de dezembro de 2022 às 11h55

Tomara que seja o Dino e que coloque em cana todos os governistas, golpístas e os criminosos da quadrilha de CUritiba

Responder

Alexandre Neres

01 de dezembro de 2022 às 10h53

Agora, sim!

O futuro Ministro da Justiça passou em primeiro lugar geral no mesmo concurso que passou o marreco de Maringá.

Quis fazer política. Abandonou o cargo e foi disputar eleições.

Foi deputado federal, governador do Maranhão eleito e reeleito, agora eleito senador e tem todas as credenciais para ocupar o cargo, não para criminalizar a política e se associar com bandidos.

Responder

Deixe um comentário