Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Bolsonaro com os olhos marejados em uma cerimônia militar. Imagem: Reprodução/TV Brasil

Bebezão golpista

Por Pedro Breier

05 de dezembro de 2022 : 19h21

É curioso o silêncio sepulcral de Bolsonaro.

Um político derrotado costuma se pronunciar e dar entrevistas, para dar satisfações ao seu eleitorado e, assim, manter seu nome em pauta para as próximas batalhas da política.

Bolsonaro, um rematado falastrão, optou por um silêncio quase total. O ainda presidente se pronunciou muito rapidamente alguns dias depois do segundo turno das eleições e… não mais. Nem mesmo em eventos absolutamente amistosos, como formaturas de militares ou um jantar do seu partido, o PL, Bolsonaro tem falado. Antes uma metralhadora de idiotices e desumanidades, o presidente agora está mudo.

O fato de Jair ainda ser o presidente do Brasil deixa a situação ainda mais ridícula. As responsabilidades do mais alto cargo do país, que ele jurava prezar, de repente ficaram em segundo plano.

É mais uma evidência de que Bolsonaro não tem a menor aptidão para ocupar cargos públicos. O que já estava perfeitamente demonstrado pelo morticínio na pandemia, é claro. Hoje Bolsonaro chorou em uma formatura de militares. Pelas centenas de milhares de mortos pela Covid, nenhuma lágrima.

Me parece que há dois elementos importantes nesse silêncio do quase ex-presidente.

O primeiro é a confirmação de que Bolsonaro não sabe lidar com a derrota – o que já estava bem evidente com seus questionamentos delirantes às urnas eletrônicas, é bem verdade.

Ainda assim, não deixa de surpreender que um político com a popularidade de Bolsonaro, e que ainda exerce um cargo de relevância, simplesmente se recolha para chorar suas mágoas privadamente. Durante um mês inteiro – e contando!

Uma postura vergonhosa, digna de um bebezão mimado e muito distante do adequado para um presidente da República.

O outro ponto é que o silêncio de Bolsonaro foi conveniente para manter acesas as agitações golpistas que bloquearam estradas e tumultuaram quartéis pelo Brasil. Se instigasse os movimentos golpistas, Bolsonaro poderia sofrer punições da Justiça mais à frente. Se pedisse para que parassem a baderna, perderia sua aura de liderança da extrema-direita. O silêncio lhe permitiu manter a liderança sem afrontar diretamente os marcos legais.

O que é nada menos que deplorável: um presidente golpista e covarde, que só não incentiva explicitamente seus violentos apoiadores por medo das consequências pessoais que poderia enfrentar.

Jair só não melou as eleições e não tentou um golpe militar porque não tem apoio suficiente. Nas reuniões fechadas com os generalões ele deve ouvir coisas na linha do que vem falando seu vice, Hamilton Mourão: um golpe deixaria o Brasil em uma “situação difícil” diante da comunidade internacional. E aí o bebezão golpista fica emburrado e não quer mais falar com ninguém.

Não é por falta de vontade, vejam bem. Se um golpe não pegasse mal na comunidade internacional, estaríamos nesse momento enfrentando uma quartelada. Mas golpe à moda antiga pega mal, Lula ganhou e o Jair vai ter que ir embora.

De todo modo, é um fim de governo digno de Jair Bolsonaro: inoperante, melancólico e grotesco. Já vai tarde.

Pedro Breier

Pedro Breier nasceu no Rio Grande do Sul e hoje vive em São Paulo. É formado em direito e escreve sobre política n'O Cafezinho desde 2016.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

16 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Ke pariu

24 de dezembro de 2022 às 21h30

Voces kerem ke o homem fale para ter mais motivos para o denegrir.

Responder

Sá Pinho

06 de dezembro de 2022 às 11h29

“Chora, não vamos ligar
Não vamos ligar
Chegou a hora, vais nos pagar
Pode chorar, pode chorar
Mas chora!

É, o teu castigo
Por governar pra amigo, sem quer poder
Vamos festejar, vamos festejar!
O teu sofrer, o teu penar
Você comprou o velho Centrão
Que logo passou a lhe dar a mão
Você pagou com o bolsolão
Os de sempre do velho Centrão
Mas chora!

Chora, não vamos ligar
Não vamos ligar
Nós não, esse povo não
Chegou a hora, vai ter que pagar
Pode chorar, pode chorar
Mas chora…”

Responder

Edu

06 de dezembro de 2022 às 09h24

A título de esclarecimento aos frequentadores de boa fé, cabe ressaltar que psicopatia não é loucura. É DESVIO DE CARÁTER, simples assim. É incurável, irreversível (progressivo) e manifesta-se em níveis diferentes, individualmente, com características básicas comuns, cujos prejuízos sociais sao incalculáveis e nefastos. Nao sou profissional da Área, mas ja precisei entender esse tipo de comportamento em particular.
Quem demonstrar interesse, há muito material explicativo na Internet, principalmente no YouTube.

Responder

carlos

06 de dezembro de 2022 às 07h26

Eu sempre gosto de citar, primeiro Deus, porque isso é um castigo de Deus a esse delinquente que a justiça faz de conta em não reconhecer seus crimes, por várias razões e a principal principal é ameaças constantes ao próprio poder judiciário como um todo não respeita nada más isso tem limite par psicopata.

Responder

Paulo

05 de dezembro de 2022 às 22h51

“Tarcísio diz não ser ‘bolsonarista raiz’ e defende diálogo com Lula e o STF” (Estadão). Ih, rapaz, começou a debandada…Nada que já não fosse previsto. A primeira etapa do processo de “celsopittazização” de TF começou antes do esperado…

Responder

Alexandre Neres

05 de dezembro de 2022 às 22h49

Dudu fez um comentário meio choroso. Parece que queria abrir um bué.

Dudu é o mesmo troll/bot/hater/minion que utiliza vários nicks: Galinzé, Querlon, Kleiton, Tony, Ronei, Valeriana, Jhonatan, Zulu, Ugo, Uganga, Willian, Willy, Natalia, Bandoleiro, Efrem Ventura, Dudu Laranjinha, Fanta etc.

Diz Dudu que escreve de fora do Brasil e que o brasileiro é atrasado culturalmente, desce o malho sob uma ótica preconceituosa e racista. Tirante os erros de português, é de se perguntar por que perde tanto tempo com um país que ele só faz tecer comentários depreciativos? Se notarem bem, apenas reproduz as sandices advindas da elite do atraso.

Para Dudu, o Brasil vive um retrocesso civilizatório, cuja solução seria o bebezão, esse ser de mais de 60 anos que não consegue digerir uma derrota. Mais de um mês depois, aparece chorando copiosamente. O despreparo emocional é gritante. Se não fosse quem é, daria dó de tamanha fraqueza. Não reúne condições básicas nem para tomar conta de dois cágados. Tem problemas de ordem mental.

Diz Dudu que para ganhar as eleições no Brasil é suficiente prometer dinheiro. O zumbi do Planalto destroçou essa tese mal-ajambrada, pois distribuiu dinheiro a rodo na véspera das eleições, além de vale-tudo que você imaginar, impediu os nordestinos de votar, usou a máquina administrativa como nunca dantes, virou candidato tempo integral sem se desincumbir do papel de presidente (aliás, até hoje não voltou a trabalhar), tudo isso ao arrepio da lei eleitoral e da Constituição Federal. Mesmo assim, tomou uma tunda que perdeu até o rumo de casa e está tentando descobrir o caminho desde então.

Dudu, meu cumpadi, quem você quer enganar com esse caô? Por favor, vamo deixar de mimimi! Ou de mumumu, se preferir.

Responder

cristiano

05 de dezembro de 2022 às 22h43

Algum petista ou bozista disponível a me dar meia hora de cu? Detalhe, meu relógio está sem pilhas.

Responder

Antônio Pedro

05 de dezembro de 2022 às 22h15

Choro de medo do XILINDRÓ!!!

Responder

Edu

05 de dezembro de 2022 às 21h34

Lula roubou dinheiro e escondeu no cu arrombado de todo corno antipetista. Olha que genial!!!!! Eles já gozaram tanto com o rolo grosso no toba que NUNCA deixarão que descubram as provas enfiadas em seus rabos…

Responder

genesin

05 de dezembro de 2022 às 21h12

chora nao..2026 é logo ali..vc tenta eleger seu minto.

Responder

genesin

05 de dezembro de 2022 às 20h48

Vai tarde.
Vida que segue.

Responder

Dudu

05 de dezembro de 2022 às 20h35

Bolsonaro perdeu as eleições e agora a bola é com o Lavador de Dinheiro Público escolhido há anos pelo STF e todo receptáculo de Lavadores de dinheiro público, comunistoides trogloditas e toda a elite ignorante que vem de reboque na caça de dinheiro público.

Onde está o problema ?

Todo mundo assistiu claramente a obra de limpeza que o STF fez de um sujeito sujo de estrume dos pés aos cabelos.

Anos de apadrinhamento e aparelhamento político renderam os frutos em pleno estilo terceiromundista de um Pais com atraso de 30 anos no cronograma civilizatório.

Sabendo que para ganhar as eleições no Brasil é suficiente prometer dinheiro ao oceano de infantiloides que circulam pela Pindorama e que o Larápio é o sujeito mais rasteiro do panorama bananeiro e que não tem a mínima vergonha de explorar a pobreza e a cabeça pouco recheada dos tupiniquenses…o jogo foi fácil demais.

Ninguém chora por pessoas que morrem e não conhecem, muito menos Presidêntes da República obviamente…seria ridículo de tão falso e patético.

Que o nosso glorioso Pedrinho do Toddy chame alguém de Bebezão é pelo menos engraçado…kkkkkkkkk

Responder

Edu

05 de dezembro de 2022 às 19h47

Espero que ele chore muito quando estiver em uma cela bem fria, rodeado de outros filhos das putas, como ele.

Responder

carlos

05 de dezembro de 2022 às 19h42

Jair já ir embora, tá na hora , musica do madeirada

Responder

Paulo

05 de dezembro de 2022 às 19h32

De fato, chama-me a atenção como um homem tão desqualificado, intelectual e moralmente, como Bolsonaro, pôde arregimentar tantos fanáticos. Se Jânio, que, do ponto de vista político, pelo menos, era mais preparado, tivesse esses idólatras que o Jair têm, é bem possível imaginar que a renúncia teria triunfado, como golpe tentado e fracassado que foi…

Responder

Felippe

05 de dezembro de 2022 às 19h28

Deixa a presidência como o homem minúsculo que sempre foi. Vá simbora!

Responder

Deixe um comentário