Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Foto: Divulgação/ALECE

Acrísio Sena propõe criação de Comissão Especial para analisar requalificação do Centro de Fortaleza

Por Redação

06 de dezembro de 2022 : 21h11

O vice-presidente da Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado estadual Acrísio Sena (PT), realizou pronunciamento nesta terça (6), propondo a criação de Comissão Especial – em conjunto com a Câmara Municipal de Fortaleza (CMF) – para analisar a requalificação do Centro da capital.

“Há 10 anos, quando era presidente da CMF, criei o Fórum Viva Centro, e percebi como o potencial da área era subutilizado. Ao contrário de outras cidades – como Recife, Salvador, Buenos Aires, Londres etc. -, nosso Centro transforma-se num deserto à noite. É preciso reforçar não só o comércio, mas também os aspectos culturais e de habitação para que o Centro seja devidamente ocupado e valorizado”, afirmou.

Acrísio lembrou que o Centro, por sua riqueza histórica, concentra quase 90% dos equipamentos culturais da cidade e tem centenas de imóveis desocupados, que poderiam resolver parte do déficit habitacional de Fortaleza.

“A capital já é o 2o destino turístico mais procurado do país, com o maior PIB do Nordeste. É necessário pensar alternativas de ocupação e de mobilidade, de organização dos atrativos, para que os moradores e os turistas conheçam nossa história e os belos equipamentos existentes no Centro”, finalizou.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário