Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Em tertúlia com empresários, Aécio assegura que não se preocupará com o povo

Por Miguel do Rosário

02 de abril de 2014 : 15h36

Essa matéria da Monica Bergamo sobre a reunião de Aécio com empresários, somada à informação de que o tucano pretende rever o modelo de exploração de petróleo, não deixa dúvidas de que lado está o PSDB. Não é, definitivamente, ao lado do povo brasileiro.

Essas informações são importantes, inclusive, para a gente entender porque o PT se aliou ao PMDB para governar e porque Lula passou a aceitar até mesmo apoios de gente como Maluf quando o objetivo era derrotar o PSDB.

Não existe nada mais tão radicalmente antipovo e ao mesmo tempo nada tão reacionário, cafona, subdesenvolvimentista, colonizado, do que as frases proferidas por Aécio Neves nesta reunião com empresários, na qual ele afirma que tomará medidas “impopulares” e que não se preocupará sequer em passar quatro anos como um presidente impopular.

Como que saído de um romance de Garcia Marques, Aécio assumiu de vez o papel de um caudilho provinciano, direitista, mau.

Isso é estarrecedor. Um candidato que despreza tão profundamente o povo que, antes mesmo de se eleger, faz questão de dizer que não se preocupará com a opinião dele.

Neste ano de 2014, estamos a enfrentar não apenas o fantasma da ditadura, que voltou a nos assombrar através de manifestações oleosas para relativizar o arbítrio.

Estamos enfrentando também, e sobretudo, o monstro do neoliberalismo antipovo, que é muito mais perigoso porque não pertence ao passado. É um monstro do presente com a intenção de devorar o nosso futuro.

Trechos:

ScreenHunter_3575 Apr. 02 15.43

130521064

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

O Cafezinho

03 de abril de 2014 às 04h07

Correção: assegura que não

Responder

Mauro Schaumloeffel

03 de abril de 2014 às 00h26

E voltaremos aos anos 90, caso eleito….

Responder

Gisele Vieira

02 de abril de 2014 às 22h32

E nem uma palavra dele, dos seus pares ou da mídia nacional, sobre os 98000 servidores, 71000 só da educação, que serão demitidos em MG por causa de sua lei inconstitucional. A Lei 100 se tormou Lei 171. E ainda dão crédito pra esse ordinário.

Responder

CARLOS GARCIA

02 de abril de 2014 às 18h28

Assim ele acha que vai enganar os empresários como enganará o povo. Se vierem a Minas, verão o estrago que é a família Neves e os Cunha. Oportunista por um lado e reacionário pelo outro.

Responder

Rosinei

02 de abril de 2014 às 18h15

Para um candidato nati morto, nao estou surpreso.

Responder

Paulo Prado Queiroz Filho

02 de abril de 2014 às 20h57

Só falta eles chamarem um medium para se aconselharem com o Milton Friedman

Responder

Anchieta Vidal

02 de abril de 2014 às 20h51

vai tomar no rabo bem do jeito mineiro ,calado.

Responder

Claudio Santana

02 de abril de 2014 às 19h30

Larissa Gould.. (Uma ilustração breve dos motivos da aliança com a base “conservadora”.)

Responder

Jay Bflag

02 de abril de 2014 às 18h51

http://youtu.be/FioKcbXmhFo

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?