Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Garotinho lembra papel da imprensa contra a democracia

Por Miguel do Rosário

07 de maio de 2014 : 19h18

Hoje, no Observatório da Imprensa, vejo a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Carmen Lúcia, participando de um convescote com jornalistas do Globo e o publisher da Abril, e dizendo platitudes sobre a liberdade de imprensa.

É incrível como esses ministros gostam de posar ao lado da mídia. Pois bem, Carmen Lucia disse, durante sua palestra, que “não haveria eleição sem imprensa”.

ScreenHunter_3699 May. 07 19.12

Excelentíssima ministra! Eu concordo que a imprensa livre é indispensável à democracia. Só que a imprensa brasileira nunca foi democrática! Ao contrário, historicamente, sempre trabalhou contra a democracia, e até hoje, com suas campanhas de criminalização da política, continua sendo uma força anti-democrática.

Aproveito a oportunidade para divulgar um discurso do deputado Garotinho, que fez uma denúncia gravíssima contra o papel da imprensa na ditadura. Roberto Marinho e outros barões de mídia não apenas apoiaram o golpe de 64, eles conspiraram para que jamais houvesse eleições em 1965. Segue o vídeo e o texto da assessoria do deputado:

*

Garotinho relembra papel de Roberto Marinho na manutenção da ditadura

O deputado federal e ex-governador Anthony Garotinho (PR-RJ) usou a tribuna da Câmara para ressaltar a ligação do fundador das Organizações Globo, jornalista Roberto Marinho, morto em 2003, com a ditadura militar – implantada no país após o golpe de 1964.

Em discurso de seis minutos, de posse de um documento oficial norte-americano de caráter confidencial, Garotinho leu trechos que revelam a intimidade de Roberto Marinho com o embaixador dos EUA no Brasil, Lincoln Gordon. Trata-se de um telegrama de 14 de agosto de 1965 que Gordon enviara ao Departamento de Estado dos EUA, logo após encontro com Roberto Marinho.

Garotinho explicou que trazer luz a esse passado é importante “no momento em que estamos debatendo a questão do direito de resposta”. Segundo o parlamentar do PR do Rio, o documento, tornado público, “mostra bem o papel da imprensa num momento difícil da vida brasileira”.

Em um dos trechos, Lincoln Gordon diz o seguinte: “Roberto Marinho está convencido de que a manutenção de Castelo Branco como presidente é indispensável para a continuidade das políticas governamentais presentes e para evitar uma crise política desastrosa. Em outro, o embaixador relata ao Departamento de Estado dos EUA: “Ele (Roberto Marinho) tem trabalhado silenciosamente com o grupo, incluindo o general Ernesto Geisel, chefe da Casa Militar; o general Golbery, chefe do Serviço de Informações; Luís Viana (Filho), chefe da Casa Civil; Paulo Sarasate, um dos mais íntimos amigos do presidente Castelo Branco”.

O documento mostra também Roberto Marinho se posicionando contra eleições diretas para presidente. Segue o relato do embaixador Gordon: “No dia 31 de julho, Roberto Marinho teve um segundo almoço reservado com o presidente em que insistiu que eleições diretas, em 1966, sem ter Castelo como candidato, poderiam trazer sérios riscos de retrocesso ao Brasil”.

O embaixador diz ainda que “nessas bases, o grupo planejou uma estratégia para transformar a eleição presidencial de 1966 em eleição indireta e viabilizar a reeleição de Castelo Branco”.

No final do telegrama a que teve acesso o deputado Garotinho o embaixador comenta o seguinte: “As colunas de fofoca política estão cheias de especulações sobre mudanças do regime. Eu considero as informações de Roberto Marinho muito mais confiáveis”.

E Garotinho concluiu da tribuna da Câmara Federal: “Realmente ele (o embaixador americano) estava certo. Vivemos muitos anos sob ditadura porque homens da imprensa sob o manto da liberdade de imprensa faziam negócios com o poder”.

ScreenHunter_3700 May. 07 19.18

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

mineiro

08 de maio de 2014 às 21h09

vamos falar o portugues claro aqui, o garotinho ta enfrentando o pig mais do pt tucano e a pres. o que o pt e a pres. tinha que fazer o garotinho ta fazendo sozinho. enquato o pt borra nas calças mais essa pres. junto. ta todo mundo cobrando uma postura firme do pt e da pres. ou faz isso ou perde a eleiçao. ficar de joelho para o pig ninguem mais ta aturando.

Responder

O Cafezinho

08 de maio de 2014 às 15h26

Rodrigo Correia Atenção para o documento lido.

Responder

tom

08 de maio de 2014 às 11h44

ô zé ruela , rodrigo , vc vêm falar de moral ? o seu pig têm moral por acaso , vc tem moral ? deixar de pagar imposto de mais de 600 milhões que iriam pra saúde e educação é o quê ? Queria pedir pro miguel excluir esses chorumes que se infiltram nesse blog , delete essas pessoas que são contra a democracia e preferem esconder as verdades nos porões da ditadura , por favor miguel !

Responder

    Miguel do Rosário

    08 de maio de 2014 às 12h28

    estou tentando apagar os trolls. mas de vez em quando escapa.

    Responder

lucorpe

08 de maio de 2014 às 10h13

Caraca…..o conteúdo do documento diz tudo….e alguém vem questionar quem o leu..É IMPRESSIONANTE. Isto é igual à nossa maravilhosa lei, que permite que alguém que todo mundo sabe que fez um monte de coisas ilegais (ex: Cachoeira), fica livre porque as provas obtidas foram ilegais….CARAMBA, EU SÓ QUERIA ENTENDER.

Responder

Paulo Prado Queiroz Filho

08 de maio de 2014 às 12h52

Menos envergadura do que os marinho e a milicada golpista ele não tem

Responder

Deixe um comentário