Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Dilma recebe lideranças de sem-teto em SP

Por Miguel do Rosário

09 de maio de 2014 : 12h39

A iniciativa da presidente Dilma Rousseff de receber lideranças do movimento dos sem-teto, e mais, de aceitar estudar a possibilidade de destinar uma área próxima ao estádio Itaquerão,  São Paulo, invadida há alguns dias, para um projeto de habitação popular, marca a diferença profunda entre o PT e a oposição.

O PT é um partido com defeitos, vícios e medos. Mas não criminaliza movimentos sociais, recebe suas lideranças, compreende seus protestos e propõe e executa programas de ajuda aos mais pobres.

O PSDB é o contrário. Com apoio da mídia, o PSDB é o partido que destruiu Pinheirinho, expulsando mais de 6 mil pessoas de uma comunidade consolidada havia mais de seis anos, com praças, igrejas, escolas e sistemas de água e esgoto.

No Rio, o PMDB sempre se degenera quando se alia à Globo, que é o principal partido no estado. A violenta desocupação de um terreno baldio pertencente à OI, recentemente, foi uma ação previamente preparada por uma reportagem da Globo. E a cobertura foi acintosamente em detrimento das pessoas que foram agredidas pela polícia militar.

O gesto de Dilma sinaliza que o governo, a partir do segundo mandato, pode dar uma guinada à esquerda, como fez Lula. Naturalmente, isso vai depender um pouco da nova composição parlamentar.

Para não deixar de ser chato e crítico, eu ressalvaria o erro, constante, da comunicação de Dilma, de não fazer um registro jornalístico próprio desse encontro com as lideranças dos movimentos sociais. Onde está o vídeo do encontro? Seria legal ainda publicar, juntamente com esse vídeo, a opinião do governo em relação à questão da moradia popular e do problema dos moradores de rua, muito grave nas grandes cidades. O blog da presidenta precisa ser usado como um instrumento ativo de comunicação, um veiculador de ideias e propostas, não somente um receptáculo passivo de vídeos e fotos da participação da presidente em eventos.

Vale ainda observar que o Brasil vive outra onda de protestos, mas desta vez liderados por movimentos sociais, e por isso mesmo, com foco, objetivo. Pacíficos sem passividade. O povo não morde, como disse Fernando Brito, no Tijolaço. Quem morde são os coxinhas.

dilma_e_sem-tetos_div_mtst_8_de_maio_de_2014_199_46_580_379

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Sérgio Antônio Mota Furtado

11 de maio de 2014 às 11h08

Essa é uma das diferenças do PT e PSDB.
O tratamento que se dispensa ao cidadão. Nós colocamos o cidadão no centro das discussões, sentando e conversando, ouvindo as reenvidicacoes.
Muito diferente da plumagem tucana que tem se mostrado truculência ao longo de seus governos colocsndo sempre a tropa de choque em campo.

Responder

Glauco Coriolano

09 de maio de 2014 às 20h53

E recentemente discutia com uns amigos sobre porque voto no PT e fui chamado de ingênuo por “acreditar que existe diferença partidária”, pois seria “tudo a mesma m…”.
Difícil discutir hoje em dia. Parece que ser reaça está na moda. Sei lá…

Responder

Lúcio Nicolau

09 de maio de 2014 às 17h12

Pinheirinho fez o PSDB perder a prefeitura de São José dos Campos e agora a falta d’agua e as doenças ocasionadas pelo uso do volume morto farão este partido perder São Paulo.

Responder

    j. andrade

    10 de maio de 2014 às 21h17

    Foi a lei de causa e efeito. O PSDB, não perco a notícia, ainda vai sumir do mapa.

    Responder

Neuza Palaro

09 de maio de 2014 às 16h00

Já que não tem governador vai lá e resolve. Pede para fazer um estudo rápido para resolver o problema da água tb senão eles terão casa e não terão água para beber.

Responder

Jose Carlos Freitas

09 de maio de 2014 às 15h45

ME ENGANA QUE EU GOSTO

Responder

Deixe um comentário