Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Alimentos derrubam inflação

Por Miguel do Rosário

23 de julho de 2014 : 12h41

Olha só que esquizofrênico. Enquanto os colunistas políticos do Globo falam em problemas insolúveis de inflação e emprego, basta procurar no mesmo jornal notícias que desmentem o quadro negativo.

A inflação está em processo acelerado de queda. Tem caído nos últimos meses e está caindo em julho. Clique na imagem para assistir a reportagem:

ScreenHunter_4317 Jul. 23 11.13


Abaixo, o press release completo da FGV sobre a inflação na terceira semana de julho.

E agora a capa do Globo de hoje, desmentindo a si mesmo, semanas atrás, quando ventilava a falácia sobre o “menor saldo de emprego em 16 anos”.

ScreenHunter_4318 Jul. 23 12.40


O leitor da nossa imprensa tem de tomar cuidado para não sofrer um curto-circuito mental. Num dia, é informado que o mercado de trabalho é o pior em 16 anos. Semanas depois, lê que o mercado de trabalho nunca esteve tão aquecido.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

24 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Pedro Smolka

24 de julho de 2014 às 11h50

Bom dia Paulo. Quais dados de inflação e desemprego você leu? Certamente são aqueles produzidos pra eleição, seguindo a escola Kischner, de maquiagem de números. Ora, amigo, meu poder de compra só diminuiu, entre outros dissabores. Veja a realidade como ela é.

Responder

Marcus Rogeres

24 de julho de 2014 às 01h56

Recessão ta ai..so os tolos nao vê

Responder

Paulo De Mattos Skromov

24 de julho de 2014 às 01h46

A inflação está menor do que a de 2013, que já era baixa. O mundo encerra o sétimo ano com retração economica generalizada em todas as grandes economias, menos em alguns raros países com o a China, a India e o Brasil. Eo desemprego aumenta em todos os países do mundo, exceto apenas o Brasil. Essses são os fatos concretos, gostem ou não.

Responder

Pedro Smolka

24 de julho de 2014 às 01h34

Ok. Mas temos previsão de 1,8% (há gente que fala em 1%) e caminhamos na mesma tentativa de recuperação, devido à falta de investimentos e políticas econômicas equivocadas. Estamos bem? Soma positiva? Pois bem. A Dilma encerra seu mandato com 4 anos de PIBinho, com o maior deles em 2011.

Responder

Marivaldo Prado Martins

24 de julho de 2014 às 01h19

Dizem que os números não mentem, porém, enganam. Quando se coloca que países ( Com exceções, é claro) crescem em média acima do Brasil, deve-se ater-se ao contexto deste crescimento. As vezes este crescimento mascara outras facetas das ditas economias.Ex: Se um pais sofreu durante anos crises econômicas, com diminuição do pib e sucateamento de sua indústria e ou produção rural, por lógica, ficou estagnado. Portanto, o aumento de PIB destes países, representa apenas o inicio da recuperação do que havia-se perdido. Ora, algum tempo atrás, a mídia falava da Argentina que comparada com o Brasil, mostrava um PIB bem superior ( deu no que deu), A dita Colômbia, ficou décadas estagnada, seja por sua guerra civil, seja pelas politicas econômicas equivocadas, se agora aparece com um índice tão ” elevado” parabéns a ela, mas, apenas se esta tentando recuperar o que foi perdido. Quanto ao Brasil, com sua projeção pífia ( infelizmente), é um crescimento real, uma soma positiva.

Responder

Pedro Smolka

24 de julho de 2014 às 00h47

Sra. Lili Batista. A zona do euro está ainda de recuperando de uma crise, que resultou numa situação econômica similar àquela vista no pós segunda guerra mundial. E naquela época houve vários programas de recuperação, como por exemplo o Plano Marshall. Mas, seguindo sua linha de raciocínio, então nos explique porque nossos colegas do pacífico, Chile e Colômbia (Colômbia!!!!) estão com previsão de PIB em torno de 3,5% e 4,5%, respectivamente? Obrigado

Responder

Pedro Smolka

24 de julho de 2014 às 00h47

Sra. Lili Batista. A zona do euro está ainda de recuperando de uma crise, que resultou numa situação econômica similar àquela vista no pós segunda guerra mundial. E naquela época houve vários programas de recuperação, como por exemplo o Plano Marshall. Mas, seguindo sua linha de raciocínio, então nos explique porque nossos colegas do pacífico, Chile e Colômbia (Colômbia!!!!) estão com previsão de PIB em torno de 3,5% e 4,5%, respectivamente? Obrigado

Responder

Dalney

23 de julho de 2014 às 21h16

Miguel, você diz que o PIB dá sinais de aquecimento e que a inflação está em queda faz mais de 3 anos e ela nunca voltou pra perto do centro da meta no gov. Dilma. Assim fica difícil algum otimismo…

Responder

SÓCRATES

23 de julho de 2014 às 17h55

O RODNEY ANDRETTA quer por fina FORÇA esconder a REALIDADE e ACREDITAR no PiG (Partido da Imprensa Golpista). Pois RODNEY, veja como era o BRASIL dos seus TUCANALHAS: INFLAÇÃO fora da meta nos 8 anos; país quebrou 3 vezes; juros em média de 26%, chegando aos AB-SUR-DOS 45%; venderam 160 estatais LU-CRA-TI-VAS(telecomunicações, elétricas, mineradora, siderúrgica, …) e o PAÍS continuou devendo ao FMI; 7 meses de RACIONAMENTO de energia; NÃO construiu 1 HIDRELÉTRICA; NÃO construiu 1 ferrovia; fechou estaleiros pois as plataformas da PETROBRÁS eram feitas na ÁSIA dando emprego LÁ; AUMENTOU a carga tributária para 40%; deixou 11 MILHÕES de DE-SEM-PRE-GA-DOS; comprou a reeleição por 200 mil p/ cada DEPUTADO; quer mais: VOTA NO AÉCIO-PORTO.

Responder

Lili Batisa

23 de julho de 2014 às 19h11

Rosnes andtetta, vc já viu o crescimento da união européia e na zona do euro? 1,6 e 1,2% respectivamente. Os EUA deverá crescer na faixa de 1,7% então crescer qq coisa já é alguma coisa!

Responder

Ze Henrique Soares

23 de julho de 2014 às 17h28

o salário era o mesmo?

Responder

Francisco Barbosa

23 de julho de 2014 às 17h25

No comeco do GOV DILMA eu gastava 70 reais na feira, hoje fica por 150 .

Responder

    vinicius

    23 de julho de 2014 às 17h17

    Lógico!
    Agora vc compra mais itens e alimenta a família que cresceu!
    Comigo tb aconteceu o mesmo. Meu filho agora tem 13 anos e come muito.

    Responder

Roger Araujo

23 de julho de 2014 às 17h22

pior aquele que acredita. lembro-me quando transformaram o brasil na republica do tomate, nossa economia girava em torno dele, agora que abaixou o preço, ninguem fala mais nisso. e ainda tem os manés que saem espalhando burrices por ai.

Responder

Rodrigo Toledo

23 de julho de 2014 às 17h19

Eu pagava R $15 e pouco no pacote de saco de lixo no começo do ano..estes dias fui ao mesmo mercado e o mesmo pacote custou 19 e pouco…aconteceu o mesmo com alguns alimentos, carne entao nem se fala…como disseram ai, para manter meu mesmo nivel de compras no mercado, preciso gastar mais…mas reconheco que o pobre/miseravel de antes vai ao mercado hoje e compra bem mais que antes…..pra ele melhorou, pra mim piorou…só que ele ainda vai ao sus para se tratar, ainda depende de educacao publica falida e transporte publico precário…alguma coisa está errada…

Responder

Ricardo Alves Santos

23 de julho de 2014 às 17h09

Sei!!! Toda vez que vou no mercado, gasto mais e levo menos

Responder

    vinicius

    23 de julho de 2014 às 17h25

    Já pensou em trocar de mercado?
    Fiz isso e consegui uma boa economia.

    Responder

Sonia Bastos

23 de julho de 2014 às 16h58

As filas nos supermercados, nos restaurantes, farmácias, shoppings, aeroportos, rodoviárias são longas! O brasileiro compra, o brasileiro viaja – todo mundo comprando, viajando!.

Responder

Alexandre Augusto de Paiva

23 de julho de 2014 às 16h16

Não é esquizofrênico. É canalhice!

Responder

Rodney Andretta

23 de julho de 2014 às 16h03

Brasil 7×1- 7% de inflação e 1% crescimento do PIBinho

Responder

    Leonardo

    23 de julho de 2014 às 13h15

    Rodney, por favor, não use de desonestidade intelectual. A inflação não é 7%, vai ficar dentro da meta, como não ficou nos anos fhc. E o PIB, meu caro, é a soma das riquezas, mas a distribuição destas (isso não é coisa de tucano) é cada vez maior. É só dar uma olhada no google e procurar por fontes mais confiáveis. Prefiro pib menor mas com distribuição de renda e inflação em torno de 6% com pleno emprego a ter desemprego, arrocho e país sucateado.

    Pode não ser importante para um tucano mas para mim e o povo em geral, são essenciais. Aliás, para todos que têm como defeito se alegrar em ver pessoas mais pobres melhorando de vida. Prefiro ver isso do que achar um absurdo pessoas mais humildes que eu usando aeroporto e shoppings como se estes fossem “brinquedinhos” meus “roubados” por pobres. No meu “forte-apache” entram os índios.

    Responder

      Fernando Santos

      23 de julho de 2014 às 14h19

      Resposta muito boa.

      Responder

      Orestes Gomes

      23 de julho de 2014 às 17h17

      Leonardo acertou na mosca. faço minhas as suas palavras. Cego é quem lê esses folhetins mentirosos que nos empurram todos os dias.

      Responder

Vanda Marcelino

23 de julho de 2014 às 15h52

É o jornalismo bipolar e esquizofrênico da Globo.

Responder

Deixe um comentário