Ato em defesa da imprensa

Momentos decisivos e urgentes!

Por Miguel do Rosário

11 de fevereiro de 2015 : 13h42

midia_golpista11


 

Reproduzo abaixo um trecho de post publicado hoje no blog do Nassif, de Motta Araujo. Volto em seguida.

“O clima nas empreiteiras é PAVOROSO, dois terços das mesas vazias, não estão pagando seus fornecedores grandes, médios e pequenos, estão demitindo em massa, os executivos presos, segundo me disse um colega de um deles hoje, estão destruídos, não servem para mais nada.

A Petrobras, segundo esse mercado, CONGELOU todos seus programas de investimentos, equipamentos quase prontos não devem ser entregues, esqueletos de plataformas, máquinas, navios ficam como estão, a Petrobras não compra, não paga e não recebe as encomendas, segundo a avaliação desse empresário, essa paralisia vai durar dois anos.

A Lava Jato continua e não tem tempo para acabar. Pode destroçar o País, mas parece mais importante a gloria da Justiça do que a dura realidade de uma nação rumando para o abismo.”

*

Eu de volta.

Me digam qual o sentido de uma iniciativa do Estado (no caso, o Judiciário e o Ministério Público) onde a questão social e econômica é simplesmente ignorada?

Não é uma questão menor.

A Operação Lava Jato, tocada com uma incrível irresponsabilidade, está paralisando as duas atividades econômicas mais importantes do país: a construção civil e a indústria do petróleo.

Neste sentido é que devemos cobrar o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e a presidenta Dilma.

É preciso fazer uma chamada ao bom senso.

Ontem, eu critiquei duramente o ministro da Justiça por ter dado uma entrevista à TV Veja.

O jornalista Paulo Nogueira, do Diario do Centro do Mundo, discordou. Achou que o ministro agiu bem, na linha da batalha da comunicação pedida pela presidenta Dilma.

O argumento quase me tocou. Afinal, qual o problema em dar uma entrevista a um órgão de oposição?

Aprovo, sobretudo, o esforço de Nogueira de tentar trazer serenidade a um debate que se tornou dramático.

Pensei bastante sobre o assunto, e ainda acho que foi um erro, porque ajudou a legitimar uma revista que se tornou a ponta-de-lança de uma oposição disposta a tudo.

Seria como o ministro da Justiça francês dar entrevista ao mais radical jornalzinho nazista, dias antes da tomada de Paris, tentando convencer a opinião pública alemã a não invadir a França.

Não funciona. Simplesmente não funciona.

Além disso, TV Veja?

Se o ministro quer fazer a batalha de comunicação em vídeo, teria que, no mínimo, organizar entrevistas para as tvs abertas.

Quem assiste TV Veja?

O ministro da Justiça alguma vez abordou o problema da comunicação social do Brasil?

Não, mas deveria.

Outro problema, ainda mais grave, refere-se ao conteúdo da entrevista do ministro. Parece ter sido feita apenas com o intuito de defender a não responsabilidade de Dilma nos esquemas da Lava Jato. O que é importante, mas também não dá resultado e soa egoísta.

Cardozo deveria, urgentemente, iniciar ações políticas para evitar que a Lava Jato se torne, como rapidamente está acontecendo, um buraco negro a sorver e destruir o núcleo de excelência da atividade econômica brasileira: as obras de infra-estrutura, a indústria naval, a construção de plataformas e refinarias. E isso justamente num momento em que a economia brasileira, como um todo, encontra-se sob estresse, tentando se adaptar a um ambiente internacional negativo.

O interesse nacional tem de falar mais alto.

Agora não importa mais sequer defender o PT, ou o governo, ou Dilma.

A Lava Jato, feita sem responsabilidade, tornou-se um ataque ao desenvolvimento.

Que país é esse que, em nome de lutar contra a corrupção, interrompe todas as suas obras de infra-estrutura?

O Brasil não pode parar, porque isso implicará em perda de emprego, sofrimento e miséria social.

A cúpula do Estado, aí incluindo o Conselho Nacional de Justiça, o Conselho Nacional do Ministério Público, a PGR, o STF, a Presidência da República, o Ministério da Justiça, deveriam ser reunir para evitar o colapso da indústria de construção civil e da indústria do petróleo.

Esta última já está sofrendo com as bolsas. Ela não suportará um ataque interno somado aos ataques especulativos que já sofre lá fora, por conta da queda do preço do petróleo.

Para cúmulo, lemos que a Procuradoria Geral da União (PGR) viajou aos EUA para pedir a colaboração de FBI e governo americano contra a Petrobrás.

É uma insanidade.

Os setores que cuidam do petróleo nos EUA são os mais corruptos e violentos do mundo. Mataram mais de 1 milhão de pessoas no Iraque, derrubaram Kadafi, na Líbia, sempre com base em mentiras. O Iraque se tornou o centro de um gigantesco e corrupto esquema de empresas americanas que fornecem produtos e serviços à indústria de petróleo. O FBI e o Estado Americano não fazem nada contra isso.

Pior, o governo americano, através da NSA, espionou a Petrobrás.

Que segredos não foram roubados? Que tramoias não foram articuladas em cima desses segredos?

Espionou a Petrobrás e grampeou o celular da presidente da República!

E agora o PGR pede ajuda dessas entidades para detonar a Petrobrás, a nossa empresa de petróleo, e as nossas principais fornecedoras?

O entreguismo de nossas elites e da nossa mídia atingiu o paroxismo.

É contra isso que o ministro da Justiça deveria se insurgir, urgentemente, ao invés de dar uma entrevista meia boca à TV Veja e ao Jornal Globo.

Dilma, pela primeira vez em sua vida, deveria não adotar a sua costumeira estratégia de deixar a corda esticar até o limite, e reagir antes.

O governo anuncia que ela fará um pronunciamento após o Carnaval.

Por que não faz agora? Hoje?

Por que não faz toda semana?

Se tem medo de fazer isso porque a Globo diz que não pode, então vá a TV, e diga: entrem no meu blog para saber mais.

Pronto, aí lance um blog novo, mais bonito, onde fale todo o dia à nação, agindo politicamente para reverter o quadro de golpismo que cresce diariamente.

Se for bem feito, e corajoso, terá milhões e milhões de reproduções nas redes sociais.

O governo já ouviu falar de uma coisa chamada internet?

Ainda sobre a Lava Jato, alguém também precisa tomar uma atitude contra o modus operandi do Judiciário para obter delação premiada dos empreiteiros.

Do jeito que os estão torturando, mantendo-os presos por tempo indeterminado, sem que haja nenhuma condenação pesando sobre nenhum deles, o que vai acontecer?

O que estão querendo? Que façam todos como Pedro Barusco, doente terminal, que, desesperado, querendo viver os últimos dias de sua vida em liberdade, querendo ao menos se tratar num hospital decente, acusou o PT?

Para completar o quadro dantesco, ficamos sabendo que a Advocacia Geral da União (AGU), no afã de trazer Henrique Pizzolato de volta ao Brasil, declarou à Justiça italiana que manterá o preso brasileiro em “condições especiais”, superiores à média do brasileiro comum.

É a insanidade total. Vale tudo para prender petista. Até oferecer uma violação à democracia.

*

Na contramão de quase todo mundo, eu não comemorei a nomeação do novo presidente da Petrobrás, Aldemir Bendini. Mantive-me cético, porque, se Bendini não iniciar um contra-ataque político, se optar pelo modus operandi petista de ceder, ceder, ceder, então não vai adiantar nada. A Petrobrás vai continuar ruindo, o Executivo vai continuar perdendo o controle político sobre o Estado, e a Dilma corre o sério risco de sofrer um impeachment, ou se tornar uma “lame duck”, uma pata manca.

Quer dizer, duvido que a oposição aceita um “lame duck” no Brasil. Se a presidenta perder poder e prestígio, eles vão para cima até a sua derrubada.

Enquanto isso, não se viu o governo assumir sequer iniciativas políticas com vistas a convencer movimentos sociais, sindicatos e seu eleitorado de maneira geral de que está efetivamente a seu lado.

Ao contrário, medidas de “ajuste” foram divulgadas sem que a presidenta sequer fosse à TV dizer ao povo, como Lenin: “um passo atrás, para dois passos à frente”.

Não houve nenhuma estratégia para capitalizar a vitória eleitoral, transformando-a em energia política e mobilização social.

É uma estupidez porque, sem comunicação, não há política. Sem política, não há estabilidade. Sem estabilidade, a economia sofre e o governo perde receita. E aí o que o governo faz?

Vem à público anunciar que está promovendo cortes no seguro do pescador artesanal!

Sem comunicação, inventam-se nomes grotescos como “Pátria Educadora”, um nome cheio de ressonâncias conservadoras e militares, completamente hostil à estética jovem.

Enfim, bem que eu gostaria de transmitir serenidade aos leitores. Quem acompanha o blog há tempos conhece o meu amor pelas virtudes da prudência, serenidade e otimismo.

Não é o caso agora.

É preciso tensão máxima e sentido de urgência.

Na campanha eleitoral, as deficiências de Dilma e do governo eram supridas pela militância.

Agora, não há mais eleição. O jogo se dá quase que exclusivamente nas altas esferas institucionais.

Dilma repetiu, apesar de nossas aflitas advertências para não fazê-lo, o erro cometido no início da primeira gestão, quando desmantelou toda a estrutura de comunicação montada na campanha de 2010.

O novo governo foi formado num deserto de comunicação, o que se reflete imediatamente na política. Sem comunicação, o governo não ouve. Sem ouvir, comete erros.

Como já disse, o blog do Planalto se tornou um instrumento de comunicação protocolar. Intragável. Os posts tem dois ou três curtidas, e já acho muito.

A fanpage da presidenta, mostra-a rindo, numa foto pouco preocupada com a estética ou com a gravidade do momento político. Os posts são propagandas vulgares de campanha, falando em queda no desemprego, etc. Não há elaboração intelectual. Não há preocupação em produzir conhecimento e cultura política. A comunicação política não deve ser apenas para dizer coisas boas, mas para conversar sobre os problemas.

Os blogs, por sua vez, permanecem mais isolados do que nunca. O ministro Miguel Rosseto convidou alguns blogs para um café da manhã. E daí? Rosseto não tinha novidade a dizer, e o seu cargo parece simplesmente decorativo. Não tem poder nenhum.

Dilma não distribui poder a seus ministros. Segura o poder para si, e ao mesmo tempo se mantém incomunicável.

Todas as instituições do Estado estão crescendo no vácuo de poder do Executivo. Ontem a Câmara aprovou o orçamento impositivo, o que implicará em perda de poder real do Executivo, na medida em que os deputados não precisarão mais depender do humor de ministros, nem de acordos políticos com o Executivo, para receber a verba das emendas.

Eu até concordo com isso. Acho que, no médio e longo prazo, isso terá um efeito bom no sentido de pôr fim às negociatas entre ministérios e deputados. Mas, concretamente, no curto prazo, dificulta a governabilidade e, portanto, pode ser creditado como uma derrota do Executivo.

Os deputados se sentem agora livres para votarem o que quiser. Se o governo não tem instrumentos de poder para convencê-los, e não faz política, não tem comunicação, então estamos diante de uma possível crise de governabilidade.

Um cientista político me perguntou ontem: Dilma já se reuniu com as lideranças de todos os partidos?

*

Bem, há solução?

Claro que há.

Um impeachment é uma saída perigosa para o país, e tremendamente arriscada para a oposição e para a mídia.

A mídia, principal partido de oposição, ficará marcada, pela segunda vez na história, com a mancha golpista.

A solução é uma só: “coração valente”.

Montar um conselho de política e comunicação de alto nível. Com Franklin Martins, Lula, João Santana à frente. E empoderar essa equipe. Empoderar de verdade.

Se não fizer algo parecido, adeus.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

51 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

surreal

25 de fevereiro de 2015 às 10h54

O POVO QUER SABER… SE NÃO QUEREM OU NÃO PODEM CHEGAR NOS VERDADEIROS MAFIOSOS TUCANALHAS, CORRUPTOS SECULARES E NA MÍDIA MÁFIA ANTI-NACIONAL, VERDADEIROS LESA PÁTRIA, QUALQUER OPERAÇÃO DA PF CONTRA A CORRUPÇÃO SERÁ APENAS OPERAÇÃO POLÍTICA COVARDE DESTRUIDORA DE NOSSO POVO, PORQUE DESSA FORMA A JUSTIÇA CONTINUARÁ SENDO UMA BALANÇA MUITO DESEQUILIBRADA. O POVO QUER SABER… E OS MAFIOSOS CORRUPTOS TUCANALHAS SOLTOS??? SOLTOS DE INÚMERAS CPIS. ATÉ QUANDO??? ATÉ QUANDO OS CORRUPTOS TUCANALHAS VÃO CONTINUAR SENDO BLINDADOS PELOS JUÍZES E MÍDIA CÚMPLICE MERCENÁRIA SONEGADORA DE IMPOSTOS??? O POVO QUER SABER. ATÉ QUANDO??? OU ATÉ QUANTO??? OU MUITAS EMPRESAS, POLÍTICOS, O POVO BRASILEIRO E A DEMOCRACIA VÃO PAGAR AS PENAS, MENOS O LÍDER DAS CORRUPÇÕES: O PSDB E SEUS PROTEGIDOS? E ATÉ QUANDO A MÍDIA CRIADORA DE CAOS E SONEGADORA VAI TRAIR O BRASIL E CONTINUAR IMPUNE???

Responder

Jorge Fernandes

12 de fevereiro de 2015 às 21h39

http://youtu.be/kgQqljC9P0Q

Responder

Maria Helena

12 de fevereiro de 2015 às 19h52

Bob Fernandes mostrou a hipocrisia dos brasileiros nesse vídeo:

https://vimeo.com/119220987

Responder

Messias Franca de Macedo

12 de fevereiro de 2015 às 19h01

… Ana,

e por falar nos Pinóquios da [eterna fascigolpista] oPÓsição ao Brasil…

Perdão, Pinóquio!…

##############################

Eduardo Cunha defende a si e a 80 deputados ao ser contra impeachment de Dilma

Por jornalista Renato Rovai

fevereiro 12, 2015 14:26

(…)
O Supremo Tribunal Federal já tem os nomes dos deputados e senadores que podem ter metido a mão na cumbuca na Lava Jato. E muitos serão processados por isso, caso esses vazamentos seletivos não venham a impugnar a ação.
(…)
Por isso, amigos, o super Cunha de hoje pode se tornar o pato manco de amanhã.
E a Dilma manquitola de hoje, pode sair dessa crise mais forte. Principalmente se não se dobrar aos espertalhões. E, neste caso, o tempo joga a favor da presidenta. Por mais absurdo que isso possa parecer. Dilma tem quase quatro anos de mandato. Cunha e os prováveis enredados na Lava Jato não sabem quanto tempo têm até serem desmascarados.
O hoje nunca é garantia de amanhã. É por isso que Eduardo Cunha está tão ansioso.

FONTE: http://www.revistaforum.com.br/blogdorovai/2015/02/12/eduardo-cunha-defende-si-e-80-deputados-ao-ser-contra-impeachment-de-dilma/

Responder

Messias Franca de Macedo

12 de fevereiro de 2015 às 18h43

Apelo em nome de uma causa humanitária!

Em nome do resgate da verdade!

‘O Cafezinho’ e os demais blogues ‘sujos’ podem salvar o casal Pizzolato!

Mesmo porque o PT e o governo federal seriam os entes que poderiam salvar a reputação destas vítimas do Mentirão!

Seriam, mas, “estão se linchando”!

Trairagem “da boa”!

Portanto, humilde e respeitosamente, sugiro que o egrégio e impávido jornalista Miguel do Rosário entreviste os senhores Cláudio de Castro Vasconcelos e Léo Batista dos Santos… E o senhor Aldemir Bendine – este último não na condição de atual presidente da Petrobras, e sim, enquanto presidente do Banco do Brasil à época dos “desfalques”!

E mais, seria de bom alvitre entrevistar também os executivos da VisaNet Internacional…

Muito obrigado.

Saudações democráticas, progressistas, civilizatórias, nacionalistas, antigolpistas e antifascistas,

Messias Franca de Macedo
Feira de Santana, Bahia
República de ‘Nois’ Bananas

VÍDEO PEDAGÓGICO E HISTÓRICO

Fernando Morais e Raimundo Pereira explicam erros do mensalão

https://www.youtube.com/watch?v=R_aoUPiXIxU

Responder

    Messias Franca de Macedo

    12 de fevereiro de 2015 às 18h47

    ajuste: Seriam, mas, “estão se lixando”!

    Lixando (em vez de ‘linchando’)

    Responder

fernando oliveira

12 de fevereiro de 2015 às 16h19

BRASIL falando para A LÍBIA: Eu sou você amanhã!!!!!!!!!!

Responder

fernando oliveira

12 de fevereiro de 2015 às 16h19

BRASIL falando para o IRAQUE: Eu sou você amanhã!!!!!!!!!!

Responder

fernando oliveira

12 de fevereiro de 2015 às 16h17

BRASIL falando para a UCRANIA: Eu sou você amanhã!!!!!!!!!!

Responder

Messias Franca de Macedo

12 de fevereiro de 2015 às 15h44

[Também na Justiça tem-se ‘o corporativismo transnacional enquanto preservação do crime’! ENTENDA]

… O golpe jurídico-midiático do MENTIRÃO causa mais um *estrago:

desmoralizou a Justiça da Itália!

País de mafiosos!

“Nada que um telefonema de algum(a) “supremo(a)” brasileiro(a) não resolva!

Com o respaldo da CIA &$ do Pentágono!

Os tentáculos são múltiplos!

O que pode resgatar a verdade e salvar a reputação do Henrique Pizzolato?

O Banco do Brasil esfregar na cara da [medíocre e hipócrita] ‘opinião publicada’ os resultados das perícias e laudos que atestam que não houve desvios de recursos do Banco do Brasil!

A propósito, a quantas anda o Inquérito 2474 e o Laudo Técnico 2828 da Polícia Federal?

E a Revisão Criminal?

E a Satiagraha?

E a Castelo de Areia?

“Abafadas, todas abafadas!”

Em TEMPO – atenção: “amanhã o novo Pizzolato pode ser você! Ou o seu pai! Ou…!
Portanto, vá se omitindo! Continue!”

*Itália decide extraditar Pizzolato

Postado em 12 de fevereiro de 2015 às 6:35 am

(…)

FONTE: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/italia-decide-extraditar-pizzolato/

Responder

Maris

12 de fevereiro de 2015 às 09h24

Miguel, você blogueiros progressistas deveriam convidar o Ministro da Justiça para conceder-lhes uma entrevista também.

Responder

Mauricio Gomes

12 de fevereiro de 2015 às 08h03

Se esses canalhas golpistas acham que vão dar um golpe impunemente estão redondamente enganados. Cabeças irão rolar e os primeiros a sentir a ira do povo serão a Globo e seus cupinchas traidores da pátria. Por mais que o governo seja fraco, covarde e omisso e tenha deixado a situação chegar onde chegou, as hienas que estão salivando pelo impeachment/golpe terão uma indigestão caso consumem o que pretendem. É o velho ditado, quem brinca com fogo acaba se queimando…

Responder

José Neto

12 de fevereiro de 2015 às 07h29

Miguel, será verdade essa noticia no tweeter da folha? Se for pra mim é um momento triste, um golpe no desejo de justiça.

Pizzolato será preso hoje e extraditado para o Brasil e cumprir pena na papuda.

Responder

Leo Oliveira

12 de fevereiro de 2015 às 05h36

Quer dizer, um juiz, uma espécie de latin lover justiceiro ou Zorro da justiça, se torna mais importante que o futuro do país, que o nosso desenvolvimento, que os milhares de empregos da cadeia industrial ligada à exploração do petróleo; mais importante que todas as obras de infraestrutura que custam centenas de bilhões de reais e todas as nossas grandes empresas envolvidas, que empregam outras centenas de milhares de pessoas.

Em nome dum suposto combate à corrupção levam o país para o caos, causando um prejuízo incalculável. Ou seja: por causa de cinco bilhões de reais(que são apenas uma estimativa, mesmo assim ao longo de uma década – e que nunca vão ser recuperados), paralisa-se um país inteiro, aí sim trazendo um prejuízo de centenas de bilhões de reais, sem falar nos danos humanos irreparáveis.

Imagina se os americanos fizessem a mesma coisa com bancos que foram irresponsáveis, gananciosos e levaram o país à recessão a partir de 2008. Porque ali também houve desvios pagos através de bônus milionários a executivos. Diante de tudo isso o que fez o governo americano? Salvaguardou as grandes empresas e grandes bancos, só lembrar da GM e do Citibank. Aqui, por causa de condutas individuais, joga-se tudo e a todos no mesmo balaio.

Está na hora dos sindicatos, petroleiros, trabalhadores da indústria naval, pequenas empresas que prestam serviços a grandes empreiteiras, acordarem, se organizarem e combaterem o seu principal inimigo, que é o Dr. Moro e sua turma.

Infelizmente, ao invés de combater o Moro, os sindicalistas se reúnem com o Cunha para tentar inviabilizar o ajuste fiscal, que nesse momento é necessário, e que os sindicatos devem apoiar, exigindo uma contrapartida: nova CPMF, imposto sobre grandes fortunas, penas mais graves para sonegação fiscal e evasão de divisas.

O que não pode é deixar juízes e promotores quebrarem grandes empresas, como a Odebrecht, que tem – ou teria – todas as possibilidades de ser tornar uma líder global no seu segmento. Porque não se está em discussão se os seus executivos deveriam ser mais ou menos honestos, o que é preciso entender é que um país capitalista não se desenvolve sem grandes empresas competindo mundialmente, um exemplo clássico é a Coreia do Sul, com a Samsung, Hyundai, LG, entre outras.

Responder

João de Azevedo

12 de fevereiro de 2015 às 01h51

Como sempre um post excepcional!

Quanto ao governo da Dilma, todo esse comportamento no que tange a comunicação, é de uma BURRICE INCRÍVEL. às vezes eu fico até nervoso.
Para mim que sou um MILITANTE PETISTA há 30 anos, em certos momentos paro de pensar nesse Governo. Se não vou ficar me consumindo e ficando doente.

Para finalizar, Sr. Miguel do Rosário será que não existe uma forma de colocar na cabeça dessa mulher que ela está agindo politicamente de uma BURRICE ESTUPENDA?

Responder

    Joca de Ipanema

    12 de fevereiro de 2015 às 18h14

    Essa mulher é aquela que possibilitou ao PT, mais um mandato no poder e, se vocês deixarem, um segundo. Não olhas para o próprio rabo e não vês que o grande erro aí é culpa exclusiva de seu partido? Chutar o traseiro dos parceiros arrebentando alianças vencedoras só para buscar a hegemonia burra do PT é bom, né? Agora toma o trôco! O PT já foi um partido de idealismo puro e mudou o país. Mas não soube envelhecer, e se DESPAULISTIZAR.

    Responder

Paulo Maranhão

12 de fevereiro de 2015 às 00h18

Miguel,
Excelente post.
Só acrescentaria uma coisa: POR QUE não são nomeados INTERVENTORES nessas empresas para que as obras, empregos, investimentos, etc sejam garantidos e não causem mais entraves ao País?
Com certeza há meios legais para isso, mas ALGUÉM TEM QUE LEVANTAR ESSA BANDEIRA.

Com relação ao problema de comunicação do governo e também de desinformação da sociedade, vejo (desculpa o verbo) como alternativa a criação de um sítio coletivo (olha aí blogueiros sujos) para transmissão de notícias e entrevistas (com os 2 lados da notícia) 24 horas por dia, com vídeos repetidos várias vezes ao dia, como a Russia Today News – (RT.com).
Seria uma bela alternativa ao jn da Rede GOLPE e o link poderia rapidamente ser divulgado pelas redes sociais.

Responder

enganado

12 de fevereiro de 2015 às 00h10

Não há surpresa, São Paulo NÃO É BRASIL. Lá manda o PSDB/DEM, moram FHC/çERRA/Motorista Mateus/Alckmin/ … NUNCA serão punidos por nada, nada! Mesmo que matem sua mãe, serão absolvidos, mas NUNCA se esqueçam que o Brasil tem Donos: AIPAC, HASBARA, iSSrael, EUA, UE, enfim todo tipo de calhorda da fauna mundial, não é Clube Militar? Não é Bolsonaro? Lei mesmo é só para os 4P’s=Putas, Pobres, Pretos e PETISTA e cariocas, mineiros, nordestinos-bovinos que votaram na Presidente DILMA. Vamos lá: Experimentem solicitar a este juizeco de briga de galo MORO denunciar alguém do PSDB/DEM de alguma falcatrua. Olha é mais fácil o Srgt. Garcia prender o ZORRO; taí o escândalo do HSBC. Vai dar em alguma coisa? NUNCA! O BRASIL está se tornando o paraíso da vagabundagem da Direita do Mundo Inteiro. Cadê as Forças Armadas? Muito bem compradas e ainda dizem que política é coisa para civis. Engraçado, subiram o Morro no Haiti e aqui depois de muito chororô resolveram ficar muito condoídos com a sociedade carioca e resolveram subir os daqui do Rio de Janeiro, antes tarde do que NUNCA! Agora no caso da Pátria, são omissos/covardes/dissimulados porque adoram STF_DB, PF_DB, juiz MORO, FHC (tratou-os a pão e água, no entanto, o adoram. Mulher de malandro gostam de apanhar). Pergunto qdo vão defender as riquezas da Pátria, a moral da Pátria, os valores da sociedade civilizada? O que o GAFE faz com a Minha Pátria, merecem o que de Vocês, seus párias? Inúteis, o BRASIL aviltado por essa Direita ordinária, e nada! Imagina se o Duque de Caxias revivesse? Caro gen. Ladário que saudades da sua moral/honestidade/patriotismo. Caríssimo Gustavo Barroso, por favor, voltem!

Responder

Will Chung Ho

12 de fevereiro de 2015 às 01h07

Precisamos ser mais inabaláveis. Mais do que estamos sendo. Deixar os neuróticos bobalhões e reacionários ficarem ruminando seu próprio ódio e ignorância. E acima de tudo, nao se deixar levar… pois isso é o que querem. Nao entra nesse jogo reacionário.

Responder

Messias Franca de Macedo

11 de fevereiro de 2015 às 21h44

Vídeo: Jandira detona blindagem da Globo ao FHC

A mídia protege os Golpistas !

Publicado em 11/02/2015

###############

Observem que o Cunha começou a tossir!

http://www.conversaafiada.com.br/politica/2015/02/11/video-jandira-detona-blindagem-da-globo-ao-fhc/

Responder

Messias Franca de Macedo

11 de fevereiro de 2015 às 21h32

… A CASA GRANDE ESTÁ RUINDO NA LAMA!…

#################

JN esconde nome de Eduardo Cunha da Lava Jato

QUA, 11/02/2015 – 20:56

ATUALIZADO EM 11/02/2015 – 20:57

Reportagem da Rede TV! com a contadora de Alberto Yousseff revela a amizade de Ari Ariza – que trabalhava com o doleiro – com o presidente da Câmara Eduardo Cunha. No depoimento, ela revela a existência de uma nota fiscal no valor de um milhão de reais emitida.

O Jornal Nacional escondeu a informação

(…)

FONTE: http://jornalggn.com.br/noticia/jn-esconde-nome-de-eduardo-cunha-da-lava-jato

Responder

Messias Franca de Macedo

11 de fevereiro de 2015 às 21h25

BOMBA! EXTRA!…

IMPEACHMENT SIM!…

Do energúmeno Eduardo Cunha!

Viu, estropício maligno!…

##################

Ex-contadora de Youssef revela possível envolvimento de Eduardo Cunha

[UM VÍDEO BOMBÁSTICO ACOMPANHA A MATÉRIA HISTÓRICA]

Meire Poza era contadora do doleiro Alberto Youssef, preso pela operação Lava Jato, da Polícia Federal. Segundo ela, “Ari (Ari Ariza, agente autônomo de investimento que trabalhava com Alberto Youssef) sempre disse que ele e o deputado Eduardo Cunha são bons amigos”. “Foi emitida uma nota no valor de mais de um milhão. O Ari dizia que qualquer problema com a nota ele falaria com o Eduardo Cunha”, disse. Meire afirmou que Ari sempre disse ser amigo do deputado e presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB): “Existe essa amizade dele com o deputado Eduardo Cunha”. Ela afirma que, depois de ter sido deflagrada a operação Lava Jato, esteve com o Ari, porque ele tinha preocupação com a nota emitida. ‘Se você precisar de alguma coisa, eu posso falar com o Eduardo Cunha’, afirmou Ari à Meire, segundo entrevista exclusiva à RedeTV!.

11/02/2015 11h44

FONTE: http://www.redetv.uol.com.br/Video.aspx?118,31,440760,jornalismo,,ex-contadora-de-youssef-revela-possivel-envolvimento-de-eduardo-cunha

Responder

Euler

11 de fevereiro de 2015 às 21h20

Mais um ótimo texto, Miguel, com justa indignação, da qual compartilho. Concordo também com a formação de um conselho de alto nível, pois enfrentar essa crise em várias frentes não é tarefa para um presidente, apenas, mas para uma equipe que tenha poder real e autoridade – junto à PF, ao congresso, ao STF, aos bancos estatais, aos movimentos sociais e ao mercado.

Dilma ou essa equipe precisa criar um portal com depoimentos e entrevistas e documentários em vídeos, além de telejornais, que possam ser vistos e compartilhados pela rede da Internet de todo o Brasil e do mundo, já que o cerco golpista midiático impede qualquer debate sério. Esse material deve sustentar a militância e a população em geral de argumentos sólidos sobre o que está se passando.

Uma coisa também que ajudaria muito no entendimento do golpe em andamento é a seguinte soma: toda a corrupção na Petrobras nos últimos 20 ou 30 anos pode ter custado em torno de R$ 2 a 4 bilhões ao país. Agora devemos nos perguntar: quanto o Brasil está perdendo com a Operação Lava Jato?

Por ano, a Petrobras investe algo próximo de R$ 100 bilhões. Ela gera outros tantos bilhões em impostos anualmente. Ela gera também 85 mil empregos diretos e um milhão de empregos indiretos, se considerarmos os empregos nas empreiteiras e em todo o sistema de produção e distribuição de gás e petróleo.

Tudo isso está se perdendo em função dessa operação midiática, feita sob encomenda para destruir a Petrobras, derrubar o governo e tornar o Brasil uma presa fácil para os grupos de rapina estrangeiros, que querem o caos interno para poderem se apropriar de tudo.

Estamos perdendo muitos bilhões de dólares em poucos meses, além do desemprego com a destruição da indústria da construção civil e a do petróleo, por conta de denúncias de corrupção que podem ter custado, em 30 anos, algo próximo de 2 a 4 bilhões, talvez. Corrupção esta que pode e deve ser combatida, com isenção e respeito ao estado de direito, o que não está acontecendo. Transformaram a Lava Jato num instrumento de golpe, com total cobertura dos barões da mídia, claramente comprometidos com este golpe.

Por isso é preciso resistir e mostrar quem são os reais inimigos do nosso povo.

Responder

Joca de Ipanema

11 de fevereiro de 2015 às 18h17

Miguel,
Não sei o que Anna Arendt escreveu a propósito da queda de Paris, mas, te recomendo mais leituras a respeito do tema. Tem uns fatos que você me parece não mereceram sua devida análise. Entre outros:
1. Houve entre 60 e 80 mil mortes na chamada Batalha da França. 2 A derrota militar era irremediável 3. Havia o pacto russo-alemão de não agressão, o que fez os comunistas e socialistas hesitarem politicamente a não apoiar a resistência e achar que o armistício de Petain era a melhor solução. Ingenuamente pensavam que era o caminho mais direto para atingirem o socialismo. 4.A sociedade civil estava enxague. 5. Houve sim antissemitismo e mais tarde a colaboração.
Isto posto, trata-se sim de senhor case study a ser analisado por nopssa esquerda dita esclarecida.

Responder

    Miguel do Rosário

    11 de fevereiro de 2015 às 18h28

    o exemplo no texto aqui é uma hipotese fuccional. abs

    Responder

      Miguel do Rosário

      11 de fevereiro de 2015 às 23h10

      ficcional

      Responder

Nelycarlos Souza

11 de fevereiro de 2015 às 19h41

Acorda,presidenta antes que seja tarde demais.

Responder

Nelycarlos Souza

11 de fevereiro de 2015 às 19h41

Está difícil de aturar essa situação toda,aqui na região já está havendo falta de pagamento de salário das terceiras das empreiteiras,e a petrobrás nada está tudo paralisado,são pequenos empresários sem perpectivas nenhuma,é complicado,isso não poderia estar acontecendo,essa paralização por parte do governo.

Responder

Gonçalves Inácio

11 de fevereiro de 2015 às 18h40

dá um golpe nessa porra logo!!!

Responder

    PEdro

    11 de fevereiro de 2015 às 17h52

    Abaixa a cabeça que eu levo a marreta!

    Responder

Jorge Espíndula

11 de fevereiro de 2015 às 16h29

Não estou entendendo nada.
Ou o PT e a Dilma estão produzindo uma estratégia secreta e tão sofisticada que não conseguimos entender ou é incompetência política inominável.
Agora somente restou a guerra,guerra total contra a imprensa golpista, o judiciário partidario e os golpistas de sempre.
Se tivermos que ir as ruas para defender a democracia na primeira oportunidade que tivermos vamos apoiar um partido progressista que não seja covarde.

Responder

Andreia Resende

11 de fevereiro de 2015 às 18h08

Antonio Utsch Moreira Filho

Responder

Vitor

11 de fevereiro de 2015 às 15h57

Achei o artigo do Paulo Nogueira ridículo! TV Veja?? Só anti-petista fanático deve ver isso…. Vai tentar falar com convertido??? Idiotice!
Pra completar, teve um acidente gravíssimo em um navio-plataforma agora pouco…. Tá ficando cada dia mais difícil!

Responder

Mauricio Gomes

11 de fevereiro de 2015 às 15h38

Só sei de uma coisa, se houver impeachment, golpe ou o raio que parta será em grande parte por culpa da covardia e omissão do PT e da Dilma que acharam que fritando ovos em programas, fazendo concessões grotescas ao mercado e ao agronegócio e compondo o governo com setores reacionários iria blindar seu governo desse tipo de coisa. Isso lembra a fábula do escorpião e do sapo, não dá para confiar no escorpião por sua natureza, simples assim. Agora, se consumarem mesmo esse golpe, essa mídia corrupta e entreguista, a dita oposição e os setores golpistas incrustados no judiciário pagarão um preço alto por essa infâmia contra o país. Quem viver verá…

Responder

Messias Franca de Macedo

11 de fevereiro de 2015 às 15h14

‘DELAÇÕES DA LAVA JATO SÃO COMPARÁVEIS À TORTURA’
Advogado Elias Mattar Assad, um dos maiores criminalistas do Paraná, critica, em entrevista ao 247, a condução da Operação Lava Jato; “Uma confissão não espontânea é comparável à tortura. Se a confissão tem que ser espontânea, a delação também”; segundo ele, “ninguém pode ser réu e testemunha num mesmo processo”, pois o acusado não tem credibilidade; “Estamos emprestando fé pública à palavra do réu como se ela fosse verdade absoluta”, opina; Mattar já defendeu um cliente que passou pelo mesmo processo; à época, ele enviou uma carta ao então ministro da Justiça, Marcio Thomaz Bastos, denunciando a situação; seu cliente queria que a Polícia Federal indicasse quem deveria ser delatado (mesmo que não houvesse a quem delatar), por não suportar mais a pressão; segundo o advogado, “estamos inaugurando uma era do processo penal onde só tem acusação, inclusive do réu”
11 DE FEVEREIRO DE 2015 ÀS 13:51
(…)
FONTE: http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/169788/'Dela%C3%A7%C3%B5es-da-Lava-Jato-s%C3%A3o-compar%C3%A1veis-%C3%A0-tortura‘.htm

Responder

Gerson

11 de fevereiro de 2015 às 15h05

Getúlio Vargas em 1950 ganhou as eleições com o voto da esquerda, mas nomeou um governo com vários nomes da direita (alguma semelhança com o governo Dilma???). Entretanto, Getúlio convocou uma espécie de ministério paralelo, secreto, com algumas pessoas de sua confiança (nos mesmos moldes que o Cafezinho está sugerindo), que propuseram os avanços no seu governo (criação da Petrobras, aumento do salário mínimo, entre outros…). Entretanto, todos os avanços foram combatidos ferozmente pela direita e pelo PIG da época (Lacerda e seu Tribuna da Imprensa, Globo, Estadão).

Responder

José Reinaldo Coelho Santos

11 de fevereiro de 2015 às 14h41

COMPORTAMENTO DE MANADA

Tem gente muito iludida
Se achando bem informada
Coitadinha dessa gente
Tá sendo manipulada.

Lê a Veja, lê a Folha,
Isto é e Estadão
E vê a Globo pensando
Que todos tem isenção.

Parece gado essa gente,
Manipulada e contente
Marionete inocente
Dessa mídia decadente

Mal sabe o pobre coitado
Que essa mídia tem lado
E não é o lado dele
Mas o lado do Mercado.

Responder

Marie Murakami

11 de fevereiro de 2015 às 16h18

Oras, na constituição tá cheio de palavras, tem palavras como: crime, tem prisão…especular, mentir, omitir.

Responder

Daniel Monteiro

11 de fevereiro de 2015 às 16h14

impeachment esta na Constituição Federal, não é Golpe é Democracia !!!!

Responder

    O Cafezinho

    11 de fevereiro de 2015 às 16h19

    Então tá. Realmente, muito democrático. Fulano tem 54 milhões de votos e no mês seguinte é impeachmado porque a Globo assim o deseja.

    Responder

    Daniel Monteiro

    11 de fevereiro de 2015 às 16h30

    você esta colocando a culpa na Globo, ninguém é obrigado assistir a globo, se o povo assiste é porque gosta, vc quer interferir na preferencia popular só porque ela divulga o escandá-lo da Petrobras? e as outras emissoras que também divulgam, não vai falar nada? e eu como cidadão sou obrigado a aceitar aumento de impostos, taxa Selic, ver os direitos trabalhistas serem suprimidos, ver aumento dos combustíveis atingindo todas as áreas da sociedade como efeito cascata, aumento de luz em 40%, desemprego demissões e mais demissões, inflação e não fazer nada? o povo tem que aceitar isso calado? sendo expropriado,e a pagar uma divida que ele não fez, sendo que quem mais vai ser afetado por esse pacotão é o pobre o trabalhador!!!

    Responder

    Luciano Henzel

    11 de fevereiro de 2015 às 16h39

    As pessoas desta terra, sem usar o cérebro porque foram idiotizadas com notícias seletivas e flagrantemente golpistas, acham que nesta altura o impeachment é democrático e não é golpe. Usem a massa cinzenta e abram os olhos, é golpe sim. E o que é pior, é golpe contra a nação porque é um ataque à democracia.

    Responder

    Daniel Monteiro

    11 de fevereiro de 2015 às 16h41

    dizer que impeachment é golpe é rasgar a Constituição, ou vai me dizer que o Collor era inocente e não merecia???

    Responder

    O Cafezinho

    11 de fevereiro de 2015 às 16h44

    Daniel Monteiro A Globo é líder porque recebeu $ da ditadura e dos EUA (na ditadura). Quer golpe porque é a família mais rica do país e quer continuar sendo.

    Responder

    Daniel Monteiro

    11 de fevereiro de 2015 às 16h48

    a Globo já foi líder, hoje com o acesso a internet o povo escolhe o que quer ver, ouvir, e o melhor método de democratizar a mídia é investir em acesso a internet a toda a população, e se a globo tem mais audiência é porque o povo assiste, vai culpar o povo???

    Responder

      claudio rodrigues

      11 de fevereiro de 2015 às 15h21

      Daniel: não seja mais um parvo. aproveite que entrastes num blog onde a pluralidade é bem-vinda e comece a refletir com mais apuro sobre essas “certezas” que você têm.falar da globo é chover no molhado. até a minha vó sabe q ela manipula a todos. sai dessa, meu caro.

      Responder

    O Cafezinho

    11 de fevereiro de 2015 às 16h57

    daniel, audiência é construída. E não há nenhum país democrático no mundo em que haja uma concentração tão brutal. Isso a torna uma potência política, capaz de impor sua vontade, independente do voto popular, que escolheu Dilma.

    Responder

    Luciano Henzel

    11 de fevereiro de 2015 às 17h09

    A Globo está pouco se lixando para o Brasil. Como afirma “O cafezinho” eles, a Globo, sempre receberam grana grossa dos gringos para ferrar com o Brasil. Manipular as coisas segundo os patrões que garante o seu poder econômico é o que lhes interessa. A Globo sabe que os idiotas de plantão vão comprar qualquer idéia que eles publicarem e como fantoches farão o que os patrões deles desejam, mesmo que isto signifique a falência econômica da nossa maior e mais poderosa empresa, a Petrobras. Se pessoas ficarem sem emprego e na miséria, danem-se. O que importa é que a grana polpuda da Globo esteja garantida. Depois eles fazem um documentáriozinho besta para dizer que estão consternados com o sofrimento da nação.

    Responder

    Gerson

    11 de fevereiro de 2015 às 15h10

    Como assim não é golpe? A Presidenta está no primeiro mês de novo governo (primeirooooooooooooooooo mêssssssssssssssss) e estão falando abertamente de impechmeant sem existir nenhuma prova ou suspeita declarada contra a Presidente que foi eleita pela maioria do povo brasileiro (54 milhões de pessoas). Se isso não for golpe de quem perdeu a eleição eu não sei o que é mais ser golpe. Respeitem o que a maioria decidiu.

    Responder

      Vitor

      11 de fevereiro de 2015 às 18h32

      Na verdade, está no segundooooooooo mêsssssssssssss do novo governo… E sinceramente, para mim isso é irrelevante! Se descobrissem no primeiro dia de Governo que ela comprou votos para se reeleger, deveria sim sofrer o tal impeachment.
      O que não dá pra aceitar é a ausência de motivos para o impedimento da Dilma… Impeachment pq?

      Responder

Maite Suzuki

11 de fevereiro de 2015 às 16h02

Veja e globo incitam ao golpe,depois que o pais pegar fogo,,,uns pegam jatinho e voam pra miami,outro pra napoles outro vai pra acapulco,e nos ficamos aqui no caos

Responder

Deixe uma resposta