Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Lava Jato: Justiça brasileira é severa com suspeitos e leniente com condenados, diz ‘Economist’

Por Redação

11 de dezembro de 2015 : 15h23

A Operação Lava Jato da Polícia Federal, que investiga suspeitas de corrupção na Petrobras, trata suspeitos de forma “muito dura” e seus condenados com “leniência demasiada”, disse a revista britânica The Economist desta semana.

na BBC Brasil

Dezenas de empresários e políticos, a maioria da base aliada da presidente Dilma Rousseff, foram condenados ou acusados formalmente por integrarem um esquema bilionário de desvio de verbas na estatal.

Outros suspeitos foram presos preventivamente, entre eles o empresário Marcelo Odebrecht, presidente afastado da Odebrecht, maior construtora do país. Vários detidos assinaram acordos de delação premiada e estão colaborando com as investigações.

Sob o título ‘Weird Justice’ (Justiça estranha), o artigo critica o sistema criminal e judiciário brasileiro, “baseado num código penal antiquado (de 1940) e que fica aquém em muitos aspectos de normas internacionais”, que permite a prisão de suspeitos sem acusação e a libertação de condenados para que recorram das sentenças.

“As cortes tratam suspeitos com severidade excessiva, e condenados com leniência demasiada”, diz a revista, na edição que começou a circular nesta sexta-feira.

“O problema não está confinado a plutocratas pegos pela Lava Jato. Cerca de dois quintos dos 600 mil detentos no Brasil estão à espera de julgamento. Esse encarceramento em massa de pessoas de presumida inocência é sinal de que algo está errado” com o sistema do país.

O artigo cita como exemplo a prisão de Odebrecht, que contratou o escritório de advocacia londrino Blackstone para analisar se a conduta da Lava Jato é compatível com padrões internacionais.

Segundo um relatório da Blackstone citado pela revista, o uso de prisão preventiva pelo juiz Sérgio Moro, que comanda a Lava Jato, pode levantar “questões sérias” e violar convenções das quais o Brasil é signatário. O escritório diz que muitos dos detidos sem julgamento deveriam ser libertados.

 

150729060902_marcelo_odebrecht__640x360_reuters_nocredit

Odebrecht foi detido preventivamente como parte das investigações da Lava Jato

“Prisões preventivas não podem ser usadas para intimidá-los a cooperar com as investigações ou sinalizar a gravidade das acusações que eles enfrentam. Os interrogadores da Lava Jato negam estar fazendo isso, mas os leitores do relatório da Blackstone ficarão pensando”, diz o texto.

Moro tem defendido as prisões, dizendo que muitos dos suspeitos podem atuar para atrapalhar as investigações. Mas alguns detidos foram libertados após a Justiça conceder-lhes habeas corpus.

A revista diz que a lei brasileira “pode ser tão estranhamento indulgente quanto é dura” ao permitir que condenados sejam libertados para que recorram de sentenças.

“Muitos críticos do sistema, incluindo Moro, acreditam que condenados deveriam recorrer em suas celas na prisão. Isto faria sentido. Assim como uma reforma do código criminal que deixaria em liberdade pessoas com presumida inocência e lhe dessem garantia de um julgamento justo”, diz o texto.

“Moro está certo em aplicar a lei, mas a lei em si precisa mudar”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

96 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Seiji Sato

13 de dezembro de 2015 às 15h31

Realmente as penas dos corruptos condenados como José Dirceu, Genoino,Vacacari etc., foram muito leves, vamos pedir ao Juiz Sergio Moro dobrar as penas desses criminosos, concordam?

Responder

Roberto Barros

13 de dezembro de 2015 às 12h51

Uma pergunta: Qual o erro maior ter uma conta no exterior e dizer que não tem ou deixar a economia do país falida ?

Responder

Roberto Barros

13 de dezembro de 2015 às 12h51

Uma pergunta: Qual o erro maior ter uma conta no exterior e dizer que não tem ou deixar a economia do país falida ?

Responder

enganado

13 de dezembro de 2015 às 02h07

Qdo alguém vai por freio e cabresto neste vagabundo do Moro?

Responder

Noeme De Almeid Noeme

12 de dezembro de 2015 às 22h32

SUSPEITO DO PT DOS OUTROS COMPLACENTE

Responder

Constâncio Alves de Souza

12 de dezembro de 2015 às 20h46

Dr moro o carrasco dos petistas e protetor dos tucanos bico grandes!!!

Responder

Constâncio Alves de Souza

12 de dezembro de 2015 às 20h46

Dr moro o carrasco dos petistas e protetor dos tucanos bico grandes!!!

Responder

Constâncio Alves de Souza

12 de dezembro de 2015 às 20h42

Com a palavra o Dr MORO

Responder

Constâncio Alves de Souza

12 de dezembro de 2015 às 20h42

Com a palavra o Dr MORO

Responder

Elo Nunes

12 de dezembro de 2015 às 19h13

É a Lei do Moro!

Responder

Maria Regina Abreu

12 de dezembro de 2015 às 17h42

Esquecendo que prende senador , mas, deputados e políticos antipetistas, da oposição são : corruptos ” bonzinhos” não merecem prisão nem precisam devolver os milhões ou bilhões, e também podem ter dinheiro fora do País e legislar em favor próprio , transformando a Cãmara dos deputados em um CIRCO DE HORRORES que mancha a imagem do nosso País aqui e no resto do mundo.

Responder

Claudio Moretti

12 de dezembro de 2015 às 17h10

Quero ver o tal MORO quando o óleo estiver a ponto de fervura, vai globo vai psdb dem e o raio que os parta quero ver quando o boi esticar a corda, Barrabás o todo poderoso do congresso como vai ficar?

Responder

Alexandre Guedes

12 de dezembro de 2015 às 16h20

Quero que todos eles se ferrem… Se os condenados estão de boa então vamos apertar para se ferrarem Paulo em todos eles…

Responder

André Pieroni

12 de dezembro de 2015 às 15h32

Ainda estão procurando o delator certo. Alguém que possa dizer algo contra Lula. Esses outros aí só servem para atrapalhar o processo. Por isso que quando pegam alguém logo passam para o próximo. Esse é o único motivo para Cunha ainda estar solto. Sabem que não tem nada para falar sobre o Lula.

Responder

Delanio Moura Do Nascimento

12 de dezembro de 2015 às 15h00

Chega a ser cômico a defesa irrestrita de corruptos feita por alguns aqui.
Se assemelham, e muito, a figura de um corno manso. Sabe que está sendo traído, porém defende a esposa e afirma ser ela uma santa…kkkkkk

Responder

Delanio Moura Do Nascimento

12 de dezembro de 2015 às 15h00

Chega a ser cômico a defesa irrestrita de corruptos feita por alguns aqui.
Se assemelham, e muito, a figura de um corno manso. Sabe que está sendo traído, porém defende a esposa e afirma ser ela uma santa…kkkkkk

Responder

Hosana Rosa

12 de dezembro de 2015 às 10h31

É porque os condenados não são do pts e não dão mídia!

Responder

Nonato Silva

12 de dezembro de 2015 às 05h28

Moro: o paladino da moral e dos bons costumes; quem acredita? Moro facista!

Responder

Douglas Gobbet

12 de dezembro de 2015 às 04h47

EXISTE A JUSTIÇA BRASILEIRA PRA QUEM PATROCINA O PUCHADINHO DO STF ???

Responder

Rita Ribeiro

12 de dezembro de 2015 às 03h59

Se cada vez tivéssemos de mudar a lei para atender aos caprichos de um juiz que resolve interpretar da forma que melhor lhe convier, melhor seria a anarquia. Menos trabalho, já que a ausência das leis faria o “bem geral da nação”. Só não sei que nação é essa.

Responder

Sílvia Eugênia Galli

12 de dezembro de 2015 às 03h43

#ForaCunha

Responder

Gidobaldo Silva Avelar Gil

12 de dezembro de 2015 às 01h22

na verdade The economist esta dizendo que a justiça brasileira é um pau de galinheiro ,quer dizer alguns!

Responder

Jorge Menezes

12 de dezembro de 2015 às 01h22

Moro sabe quem manda!

Responder

Fernando Motta

11 de dezembro de 2015 às 23h56

A PF vai chegar na Zika e molusco

Responder

Lidia Macedo

11 de dezembro de 2015 às 23h52

acertou em cheio nessa frase, o’ Economist’, realmente é isso que está acontecendo aqui no Brasil, Justiça brasileira é severa com suspeitos e leniente com condenados!!

Responder

Ronaldo Alexandre

11 de dezembro de 2015 às 23h18

Porque a esposa e filha do gângster Cunha ainda estão soltas porque?

Responder

Paulo Sergio Silva

11 de dezembro de 2015 às 22h36

Rei Moro o mundo já lhe conhece, só aki no Brasil (para alguns), vc é herói…
Vc age a favor de alguns só.
Vc tem sido uma vergonha na sua seletividade.
Tudo que o Brasil não precisa e de uma justiça seletiva.

Responder

Castro Cintia

11 de dezembro de 2015 às 22h28

Quando os suspeitos são do PT ou da Base de Apoio tem estardalhaço com a midia golpista e tudo. Agora quando é do PSDB ou DEM ai deixa pra lá. Porque estamos aqui para defende-los. Não é Moro;

Responder

Wagner Barbosa

11 de dezembro de 2015 às 22h17

se alguem tivesse coragem de abrir um processo de conduta e abuso de poder destes magistrados nao ficaria um solto e/ou no cargo

Responder

Anete Claudia Alves

11 de dezembro de 2015 às 20h50

Leniencia é com relação a classe social que pertence. No caso do Cunha nem preso o corrupto foi .

Responder

Cezar Nascimento

11 de dezembro de 2015 às 20h28

As viuvas do PT odeiam o Moro, KKKKKKKKKKKK……….

Responder

Sirlene Da Costa Nascimento

11 de dezembro de 2015 às 20h27

Por que será ? Ou…”Para qe’ será???????

Responder

Elizabete B C Oliveira

11 de dezembro de 2015 às 20h27

Justiça esfarrapada!

Responder

Antonio Carlos da Silva

11 de dezembro de 2015 às 20h24

E, a julgar pela atuação do indivíduo da foto, totalmente omissa quando interessa àqueles que realmente defende.

Responder

Mauro Vaz Júnior

11 de dezembro de 2015 às 20h18

Lamentável

Responder

Titto Carvalho

11 de dezembro de 2015 às 20h11

Mouro toca o terror

Responder

Breno Galvão de Melo

11 de dezembro de 2015 às 20h08

Moro, o juiz da Globo!

Responder

Otávio de Souza

11 de dezembro de 2015 às 19h55

Mas quando é pobre o acusado, ela também tende a ser severa na eventual condenação.

Responder

Paulo Aleixo Barros

11 de dezembro de 2015 às 19h34

Home de bem não precisa ser investigado. só ladrão e bandido

Responder

    Maria Lucia Baptista Pereira Carramao

    11 de dezembro de 2015 às 23h47

    E como vai saber se é de bem antes de investigar, seu esperto? Pela cor dos olhos? Pela cor da pele? Pelo sobrenome? Pela altura? Acorda…pensa! Seus neurônios foram feitos pra isso! Affff. ..

    Responder

Helio Eduardo Pinto Pinheiro

11 de dezembro de 2015 às 19h18

A BRINCADEIRA DE FAZ DE CONTA DA JUSTIÇA CHEGA AO EXTERIOR! SE JÁ SOMOS UMA VERGONHA DE DAR NOJO NA POLÍTICA, E DE SER GOZAÇÃO NO MUNDO INTEIRO, AGORA TÁ CHEGANDO A VEZ DA TAL “JUSTIÇA (kkkk)… E O CUNHA QUE O DIGA!!! MORÔ BOSTA? KKKK

Responder

Sergio Mallaco

11 de dezembro de 2015 às 18h50

DILMA / LULA LÁ

Responder

Luis Fernando Araujo

11 de dezembro de 2015 às 18h48

Responder

    Cezar Nascimento

    11 de dezembro de 2015 às 20h25

    Estar chegando a vez do chefe da quadrilha, se no Judiciärio existisse mais Juizes como Moro ,talvez hovesse menos desvios de dinheiro Publico neste país e mais politicos na cadeia.

    Responder

    Michelangelo Santini

    11 de dezembro de 2015 às 22h24

    Em 2018 é LULA DE NOVO COM A FORÇA DO POVO! Podem ir perder tempo no sol… Mas aviso logo, tem que guardar fôlego pra quando essa palhaçada acabar. Vão chorar muito… Haja mimimi.

    Responder

      Michelangelo Santini

      11 de dezembro de 2015 às 22h28

      Mais Chefe que FHC, impossível! Ou ninguém aqui lembra que um dos delatores afirmou que a corrupção da PETROBRAS iniciou em 1995?
      Mas para os alienados tucanos, roubo permitido só é esse do FHC! Quando joga tudo no ventilador e DEIXA a polícia investigar, é ruim! (Metade dessa tucanada revoltada é da iniciativa privada que ganhava rios de dinheiro público. Por isso estão com raivinha que a DILMA ESTÁ ACABANDO COM ESSA FARRA.)

      Responder

Diego

11 de dezembro de 2015 às 16h47

Os golpistas contra a democracia contra o povo brasileiro não sossegam.
http://www.revistaforum.com.br/rodrigovianna/palavra-minha/ate-o-final-ano-tentarao-prender-o-lula-um-depoimento-exclusivo/

Responder

Gustavo Claudiano

11 de dezembro de 2015 às 18h43

Dura??! Vão se fuder!!!

Responder

Flavio Ferr

11 de dezembro de 2015 às 18h40

Luis Fernando Araujo

Responder

Maria Regina Novaes

11 de dezembro de 2015 às 18h38

Ivo…adoraria ver o Moro tbém colocando a turma do psdb na roda…é só o que eu queria.Não quero a impunidade jamais,não pode continuar essa barbaridade…é nosso dinheiro mas só o ptnão né!

Responder

Kleber Silva

11 de dezembro de 2015 às 18h28

#naovaitergolpe #dilmafica #foracunha #mimimicheltraidor

Responder

Kleber Silva

11 de dezembro de 2015 às 18h28

#naovaitergolpe #dilmafica #foracunha #mimimicheltraidor

Responder

Beto Queiroz

11 de dezembro de 2015 às 18h28

Talvez por que a lava jato , mediante sua repercução, tenha mais outras cartas as quais ainda se encontrem atras da manga. O alarde que ela criou , foi uma das bases da tentativa de desestabilizar o governo, para empresas com Empiricus Research , quanto pior , melhor, literalmente querem o circo pegando fogo, O Deus mercado por tras das coisas , trabalha arduamente, esta revista na noite passada teve essa publicação. Lembrando que por tras desta empresa, temos interesses comuns com as 6 familias que monopolizam a midia. O texto segue no link. http://www.empiricus.com.br/pe28-recomeco/?key=9cc9ad86-1f52-4364-a06c-39c16595bd07&utm_source=empiricus&utm_medium=email&utm_campaign=empiricus-promo-PE-naoabriu101215-PE-PE28-111215-PPE09

Responder

Beto Queiroz

11 de dezembro de 2015 às 18h28

Talvez por que a lava jato , mediante sua repercução, tenha mais outras cartas as quais ainda se encontrem atras da manga. O alarde que ela criou , foi uma das bases da tentativa de desestabilizar o governo, para empresas com Empiricus Research , quanto pior , melhor, literalmente querem o circo pegando fogo, O Deus mercado por tras das coisas , trabalha arduamente, esta revista na noite passada teve essa publicação. Lembrando que por tras desta empresa, temos interesses comuns com as 6 familias que monopolizam a midia. O texto segue no link. http://www.empiricus.com.br/pe28-recomeco/?key=9cc9ad86-1f52-4364-a06c-39c16595bd07&utm_source=empiricus&utm_medium=email&utm_campaign=empiricus-promo-PE-naoabriu101215-PE-PE28-111215-PPE09

Responder

Victor Malacarne

11 de dezembro de 2015 às 18h27

Morrendo de dó! Rs

Responder

Victor Malacarne

11 de dezembro de 2015 às 18h27

Morrendo de dó! Rs

Responder

Denes Gondim

11 de dezembro de 2015 às 18h24

Quer dizer que foi o Moro chegar no PSDB ele não presta mais? Legal.

Responder

Denes Gondim

11 de dezembro de 2015 às 18h24

Quer dizer que foi o Moro chegar no PSDB ele não presta mais? Legal.

Responder

João Cardoso Filho

11 de dezembro de 2015 às 18h24

Culpa da fraca infraestrutura penal.

Responder

João Cardoso Filho

11 de dezembro de 2015 às 18h24

Culpa da fraca infraestrutura penal.

Responder

Mari Gomes

11 de dezembro de 2015 às 18h20

Engraçado eu penso isto faz tempo.

Responder

Mari Gomes

11 de dezembro de 2015 às 18h20

Engraçado eu penso isto faz tempo.

Responder

Luciano de Castro

11 de dezembro de 2015 às 18h18

Esta notícia foi divulgada no Brasil pela revista Exame que é da Globo. Bastou o PSDB aparecer no Lava Jato com fita do Delcídio para Globo-Exame via Economist começar a fritar o Moro. E aí Moro vamos combater a corrupção? MPFxPSDB #MOROxPIG #LamaJatoPSDB #FHCorrupto

Responder

Luciano de Castro

11 de dezembro de 2015 às 18h18

Esta notícia foi divulgada no Brasil pela revista Exame que é da Globo. Bastou o PSDB aparecer no Lava Jato com fita do Delcídio para Globo-Exame via Economist começar a fritar o Moro. E aí Moro vamos combater a corrupção? MPFxPSDB #MOROxPIG #LamaJatoPSDB #FHCorrupto

Responder

Tania Povoa Lustosa

11 de dezembro de 2015 às 18h16

Até o Economist concorda comigo.

Responder

Tania Povoa Lustosa

11 de dezembro de 2015 às 18h16

Até o Economist concorda comigo.

Responder

Antonio Carlos Baioco

11 de dezembro de 2015 às 18h12

EU PERGUNTO CORRUPTOS E LADRÕES SÓ TEM NO PT.
PSDB..DO DELCIDIO DO CEVERO. E AI COMO FICA VAI JOGAR A CONTA EM CIMA DO PT
DE BOM CIDIO ERA ORESIDENTE DA PETOBRAS NA ÉPOCA DO FHC..PSDB.O CERVERO FOI INDICADO POR ELE..
E O PMDB..QUE TEM UMA QUADRILHA LIDERADA PELO CORRUPTO LADRÃO CUNHA . QUE NÃO ACONTECE NADA COM ELES.
E O DEM DO AGREPINO ?.
SERA QUE O SERGIO MORO E IGUAL AO GILMAR MENTES SÓ IMPORTA CORRUPTO E LADRÕES DO PT..O RESTO E LUBERADO…

Responder

Geo Alves

11 de dezembro de 2015 às 18h11

São esses Corruptos que vão Julgar a Dilma? Pelo menos um terço dos integrantes já definidos da comissão especial que vai analisar o processo de impeachment é alvo de acusações criminais no Supremo Tribunal Federal (STF).
Dos 61 deputados escolhidos em votação tensa no plenário da Câmara, nessa terça-feira (8), ao menos 20 respondem a inquéritos (investigações preliminares) ou ações penais (processos que podem resultar em condenação) no Supremo. As informações são do Congresso em Foco.
Crimes de responsabilidade – como os atribuídos à presidente Dilma, no pedido de impeachment a ser analisado –, corrupção, lavagem de dinheiro, crimes eleitorais e contra a Lei de Licitações são algumas das suspeitas que se repetem contra esses parlamentares.
Entre os investigados, 14 serão titulares e seis ocuparão a suplência da comissão. A relação é encabeçada pelo PSDB, com seis nomes, seguido pelo PP, com quatro. Na sequência, aparecem o PMDB, o PSD e o SD, com dois cada. PSC, PTB, PPS e PSB têm um nome cada.
Entre os indicados, há três deputados do PP investigados na Operação Lava Jato. Jerônimo Goergen (RS) e Luiz Carlos Heinze (RS), que serão titulares, e Roberto Balestra (GO), que atuará como suplente, são suspeitos de ter recebido dinheiro desviado da Petrobras. Todos eles negam envolvimento com o petrolão.
Alguns dos investigados já são réus. É o caso, por exemplo, do deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP), que responde a ação penal por corrupção no Supremo. Presidente licenciado da Força Sindical e criador do Solidariedade, um dos principais partidos de oposição a Dilma, Paulinho é acusado de desviar recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O deputado ainda é investigado em outros três inquéritos por peculato e corrupção passiva.
A chapa, formada basicamente por parlamentares pró-impeachment, foi eleita pela maioria do plenário, derrotando as indicações apoiadas pelo governo. O colegido será formado por 65 titulares e 65 suplentes. O restante de seus integrantes seria definido nesta quarta, mas o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu, em caráter liminar, o andamento de qualquer procedimento relacionado ao impeachment até que a corte se posicione sobre o assunto, de maneira definitiva, no próximo dia 16.
Veja abaixo a relação dos integrantes da comissão do impeachment que respondem a inquérito ou ação penal no STF:
PSDB – Titulares:
Nilson Leitão (PSDB-MT)
Rossoni (PSDB-PR)
Shéridan (PSDB-RR)
Suplentes:
Izalci (PSDB-DF)
Rocha (PSDB-AC)
Rogério Marinho (PSDB-RN)
SD – Titular:
Paulinho da Força (SD-SP)
Suplente:
Genecias Noronha (SD-CE)
PPS – Titular:
Alex Manente (PPS-SP)
PSC – Titular:
Pastor Marco Feliciano (PSC-SP)
PMDB – Titular:
Flaviano Melo (PMDB-AC)
Suplente:
Geraldo Resende (PMDB-MS)
PTB – Titular:
Benito Gama (PTB-BA)
PSD – Titular:
Delegado Éder Mauro (PSD-PA)
Suplente:
Silas Câmara (PSD-AM)
PP – Titulares:
Jair Bolsonaro (PP-RJ)
Jerônimo Goergen (PP-RS)
Luiz Carlos Heinze (PP-RS)
Suplente: Roberto Balestra (PP-GO)
PSB – Titular:
Danilo Forte (PSB-CE)
Comissão do impeachment

O Plenário da Câmara decidiu ontem, por 272 votos a 199, e duas abstenções, que a Comissão Especial do Impeachment será formada, em sua maioria, por deputados favoráveis ao afastamento da presidente Dilma Rousseff (Chapa 2, de viés alternativo). A votação foi realizada depois de briga entre deputados e policiais legislativos, com direito a urnas de votação quebradas e cabines de votação obstruídas por parlamentares que queriam abrir o processo de escolha.

Responder

    Michelangelo Santini

    11 de dezembro de 2015 às 22h22

    Com 199 votos, já tá certo, A DILMA FICA.

    Responder

Lian Souza

11 de dezembro de 2015 às 18h07

A PF devia ser diretora da câmara federal e senado, quem roubar vai ficar de castigo e sem recreio. ..

Responder

Lian Souza

11 de dezembro de 2015 às 18h05

A justiça brasileira devia fazer uma cartilha e distribuir para os políticos. Ensinando que nao pode roubar

Responder

Antonio Henrique Siqueira

11 de dezembro de 2015 às 18h04

Moro é parte do Golpe.

Responder

Maria Albuquerque

11 de dezembro de 2015 às 18h03

O Gilmar entra para o Itamarati e MORO vira juiz do STF, alguém duvida?

Responder

Ivo Vanda Reis

11 de dezembro de 2015 às 18h01

Primeiro não investiga suposição de corrupção , investiga,isso sim, bilhões de reais roubados. Segundo, os santinhos investigados não são supostos suspeitos, são ladrões . Quanto vcs ganham pra ficar publicando esses papinhos furados??? Todo brasileiro de bem deveria agradecer ao Dr. Moro e sua equipe, boa gente, bons brasileiros, orgulho nacional….

Responder

    Chaves Werkulys

    11 de dezembro de 2015 às 18h03

    Essa galera de rabo preso ou sei lá qual motivo de sua cegueira fica tentando defender o indefensável. Acordemos

    Responder

    Antonio Henrique Siqueira

    11 de dezembro de 2015 às 18h06

    Chaves Werkulys , vc tem razão, so não sei prq o Moro ainda não prendeu a mulher e a filha do Cunha.

    Responder

    Douglas Fernandes Kitagawa

    11 de dezembro de 2015 às 18h35

    pirô é?

    Responder

    Douglas Fernandes Kitagawa

    11 de dezembro de 2015 às 18h35

    pirô é?

    Responder

    Yara Nastari Guardado

    11 de dezembro de 2015 às 18h39

    é…só falta fazer isso com todos que roubam

    Responder

    Yara Nastari Guardado

    11 de dezembro de 2015 às 18h39

    é…só falta fazer isso com todos que roubam

    Responder

    Wilker Martins W

    11 de dezembro de 2015 às 18h48

    Vocês deveriam estudar um pouco de Direito, só assim terão as devidas respostas! Não fiquem aqui se alimentando de lixo midiático.

    Responder

    Wilker Martins W

    11 de dezembro de 2015 às 18h48

    Vocês deveriam estudar um pouco de Direito, só assim terão as devidas respostas! Não fiquem aqui se alimentando de lixo midiático.

    Responder

    El Bigodion De Jesus

    11 de dezembro de 2015 às 19h18

    Agradece a ele pelo BANESTADO também ! MÍDIOTA !

    Responder

    Ricardo Araujo

    11 de dezembro de 2015 às 20h11

    Acho que o sr. Não leu a reportagem ou interpretou equivocadamente: The Economist crítica o encarceramento em massa e o trato severo do Judiciário brasileiro com os não sentenciados baseado em um código penal de 1940 e a ação leniente com os condenados.
    Essas atitudes violam as convenções internacionais das quais o Brasil é signatário.

    Responder

    Jackson Santana

    11 de dezembro de 2015 às 20h44

    O juiz Sérgio Moro aparece impávido na mídia prendendo qualquer um que não seja tucano. Ele não está procurando corrupto pois se estivesse o Cunha por exemplo já estava preso! Repito: NÃO ESTÁ PROCURANDO CORRUPTO!

    Responder

    Wilson Menezes

    11 de dezembro de 2015 às 20h49

    Ele manda prender se for o caso após denúncia do MP. Ele nao pode mandar prender ao seu bel prazer.

    Responder

    Ivo Vanda Reis

    11 de dezembro de 2015 às 21h41

    Sem comentários …..

    Responder

    Jackson Santana

    11 de dezembro de 2015 às 21h56

    Repito: APÓS DENÚNCIA DO MP ELE PRENDE QUALQUER UM QUE NÃO SEJA TUCANO!

    Responder

    Ivo Vanda Reis

    11 de dezembro de 2015 às 22h15

    Claro, tucano e apenas um pássaro que avoa que nem avião. Dr. Moro manda bandido pra cadeia…ainda bem!

    Responder

Flávio Levi Moura

11 de dezembro de 2015 às 17h58

A justiça brasileira explícita seu caráter de classe em conjunturas de crise, como esta que estamos experimentando. Alias, a origem da palavra fascismo está associada ao fascio, instrumento utilizado pela elite togada do império romano, que simbolizava o poder estatal na península itálica. No Brasil os Hércules togados, semi-deuses do punitivismo espetaculoso, associam-se abertamente a estratégia conspiratória da direita plutocrática. Um descaramento que descortina a determinação em última instância da justiça brasileira: instrumento de classe da elite.

Responder

    Herbert Silva

    12 de dezembro de 2015 às 01h38

    O quê sua sapiência quer dizer com direita plutocratica? Deixa de postar conhecimento que vc não tem. Escrever com signos pomposos nao garante o valor da idéia.

    Responder

Eliane Lemos

11 de dezembro de 2015 às 17h48

Um fantoche da direita!

Responder

Chaves Werkulys

11 de dezembro de 2015 às 17h48

Dureza é pagar o que pagamos pelo combustível no Brasil.

Responder

    Maria Albuquerque

    11 de dezembro de 2015 às 17h59

    Então você vai vender o Brasil só porque está pagando mais caro a gasolina? Espera só quando as privatizações, SUS, Universidades, CIAs de água Aproveite bem! Depois do Golpe.

    Responder

    Eliane Barbirato

    11 de dezembro de 2015 às 18h09

    Dureza é termos o judiciário mais caro do mundo. E corrupto.

    Responder

Gilberto

11 de dezembro de 2015 às 15h42

Esse afã de justiçamento propicia esse paradoxo.

Responder

Deixe um comentário