Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Brasília - O vice-presidente, Michel Temer, fala à imprensa ao deixar seu gabinete no Palácio do Planalto (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Temer repassou verba do Grupo Libra a outros quatro deputados do PMDB

Por Redação

06 de janeiro de 2016 : 06h28

Além de Elcione Barbalho, receberam dinheiro por meio de transferência da conta de campanha do vice, Darcísio Perondi (RS), um dos principais defensores do impeachment, os paranaenses Hermes Parcianello e João Arruda, contrários ao afastamento e Édio Lopes (RR), que não se posiciona sobre o tema

por José Roberto Toledo e Rodrigo Burgarelli, no Estadão

Além de Elcione Barbalho (PA), outros quatro deputados do PMDB eleitos ou reeleitos em 2014 receberam dinheiro do Grupo Libra por meio de transferências da conta de campanha do vice-presidente Michel Temer. Entre eles, está um dos principais defensores do impeachment da presidente Dilma Rousseff na legenda: o deputado gaúcho Darcísio Perondi. Já outros dois parlamentares são abertamente contra o impeachment. São os paranaenses Hermes Parcianello e João Arruda. Por fim, há Édio Lopes (PMDB-RR) e a própria Elcione, que ainda não se posicionaram abertamente contra ou a favor do impedimento da presidente.

Perondi foi um dos principais articuladores da deposição do líder da bancada peemedebista na Câmara no começo do mês passado, Leonardo Picciani (PDMB-RJ), que apoia a permanência de Dilma na Presidência. O gaúcho já se pronunciou diversas vezes como favorável à saída da presidente, afirmando que a petista cometeu “crime” e que “impeachment não é golpe”. Quando Temer divulgou carta em que listava diversas críticas a Dilma, Perondi disse que a missiva era um sinal de “rompimento” e que “Michel está preparado para assumir (o cargo de presidente)”.

Do outro lado do balcão estão Arruda e Parcianello. Ambos haviam sido escolhidos por Picciani para compor a comissão que iria analisar o pedido de impeachment na Câmara, antes de o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), abrir a votação para uma chapa alternativa. O primeiro é o líder da bancada paranaense no Congresso e já falou abertamente em várias ocasiões ser contra o afastamento de Dilma. Segundo Arruda, faltou a oposição “combinar com os russos” para conseguir votos suficientes entre os parlamentares para aprovar o pedido de impeachment.

Já Édio e Elcione mantêm mais discrição pública sobre seu posicionamento. A mãe do atual ministro dos Portos, Helder Barbalho, foi uma das deputadas que votaram pela retirada de Picciani da liderança do PMDB em meio à polêmica sobre a composição da comissão que analisaria o impeachment. Esse movimento foi visto como um sinal de fortalecimento da ala oposicionista da sigla. Entretanto, Elcione também assinou o pedido que reconduziu o deputado carioca à liderança poucos dias depois.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

30 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Hell Back

08 de janeiro de 2016 às 16h09

Nossa! Que sofreguidão! Só na hipótese do vice assumir a presidência, já estão descontruindo a sua imagem! Calma; nem sabemos se haverá impeachment.

Responder

Fabio Monteiro

07 de janeiro de 2016 às 20h22

Quem mandou votar nele?

Responder

Derli Ferreira

07 de janeiro de 2016 às 03h11

Estamos falando do vice presidente, o parceiro da Dilma.
Como confiar nesse governo?

Responder

Denize Ferreira Ramos da Silva

07 de janeiro de 2016 às 02h05

E ai Temer,o que vai falar.

Responder

Adilson Tenorio

07 de janeiro de 2016 às 00h28

Apenas mais um ladrao do sonho de muitos brasileiros .

Responder

Solange Pestana

07 de janeiro de 2016 às 00h11

#MichelDengue #Fora

Responder

Paulo Camiliano Alves Correa Correa

06 de janeiro de 2016 às 23h50

Esse cara é um porco sem moral o verdadeiro duas caras fora ladrão.

Responder

Francisco Das Chagas Lemos

06 de janeiro de 2016 às 20h54

É tudo ladrão

Responder

Thanya Teixeira

06 de janeiro de 2016 às 19h32

Mister Bótox.

Responder

Vanderlei Ramos Ramos

06 de janeiro de 2016 às 19h23

VERDADEIRO LADRÃO MANSO ESSE CARA DE DRÁCULA..

Responder

Augusto Cesar Costa

06 de janeiro de 2016 às 15h49

Ladrão igual aos demais já identificados. E assentado na vice-presidência da República.

Responder

Paulo Fernandes

06 de janeiro de 2016 às 15h08

A onde vamos parar com esta bola de neve.

Responder

Neide D'Orazio

06 de janeiro de 2016 às 14h41

Quero o impeachtment do Mimimichel. Pode ser?

Responder

Ricardo Godoy

06 de janeiro de 2016 às 14h13

Um vice que chora por atenção ou espaço!!!!!!!!! É esse tipo de homem que deseja governa o país kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Maria Regina Novaes

06 de janeiro de 2016 às 14h06

Temer temeridade é falta de transparência…olha que o cerra vai te pegar!

Responder

Maria Regina Novaes

06 de janeiro de 2016 às 14h06

Temer temeridade é falta de transparência…olha que o cerra vai te pegar!

Responder

Maria Da Soledade Silva

06 de janeiro de 2016 às 13h28

Traidor é assim, você dá com uma mão e ele te apunhala com a outra.

Responder

Maria Da Soledade Silva

06 de janeiro de 2016 às 13h28

Traidor é assim, você dá com uma mão e ele te apunhala com a outra.

Responder

Joel Araujo

06 de janeiro de 2016 às 12h36

O “ético”….

Responder

Joel Araujo

06 de janeiro de 2016 às 12h36

O “ético”….

Responder

Rob Hirata

06 de janeiro de 2016 às 12h04

Marcos Prado

Responder

Gilvan Bezerra

06 de janeiro de 2016 às 11h57

Traíra

Responder

Adriana Araujo

06 de janeiro de 2016 às 11h42

Essa burguesia rouba o Brasil sempre que pode.

Responder

Rodrigo Ignácio Nassur De Luca

06 de janeiro de 2016 às 10h09

Como é mesmo aquele papo de “verba volant”? rsrs

Responder

Tida Andrade Tida

06 de janeiro de 2016 às 09h52

Responder

Glauco Silva

06 de janeiro de 2016 às 09h29

Como se esse tipo de financiamento fosse algo extemporâneo na política e só ocorresse com a Chapa Dilma/Temer né Marcus Vinicius Meschini?! O Aécio Neves PSDB-MG tem mais de 15 irregularidades nas suas de campanha e nem por isso você fica por ai reclamando, ele, seu vice e seu tesoureiro já foram arrolados por denúncias de recebimento de verbas ilegais e você ainda me vem aqui pousar de santo, só se for do pau oco! No mais se você leu a matéria verá que o Deputado Perondi PMDB-RS é contra a presidenta Dilma Rousseff, e ainda verá que essa relação denúnciada só tem a ver com o PMDB e seu vice golpista e não com a presidenta Dilma Rousseff! Sugiro que ao ler o senhor leia e interprete, só falar as coisas sem entender, só mostra o seu grau de analfabetismo funcional! Tenha um Bom dia!

Responder

Marcus Vinicius Meschini

06 de janeiro de 2016 às 09h14

Vai vendo heim Cafézinho, olha o naipe de gente que é eleito com a ajuda de vocês.
Olha só pra quem vcs fazem campanha.
E os eleitores dessa chapa Dilma/Temer então ?? Analfabetos, agora chupem aí.

Responder

Ernesto Alves Alexandre

06 de janeiro de 2016 às 09h12

Vampiro desdentado

Responder

Deixe um comentário