Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Lauro Jardim enfim descobriu: Petrobrás não é Petrobrax

Por Redação

12 de janeiro de 2016 : 05h25

por Tadeu Porto, colunista do Cafezinho

As petroleiras e petroleiros fizeram uma greve histórica ano passado. Tá certo, todo movimento paredista recebe o adjetivo “histórico” quase que automaticamente e há justificativa pra isso: cada batalha que travamos, enquanto classe trabalhadora, é um passo a mais para uma luta muito maior: a efetiva disputa de classes.

É um Davi versus Golias — uma singela homenagem ao Wendell Lira — a todo instante! Por isso, por mais simples que possa parecer uma greve, não deixa de ser uma escrita importante nas páginas dos nossos livros de história.

Mas claro, sempre tem aquela escolha especial! Sempre tem o clássico dos clássicos, um “Forrest Gump”, um “De Volta Para o Futuro”, ou “Esqueceram de Mim”, enfim, obras que são praticamente impossíveis de não se admirar.

Como é o caso da greve petroleira de 2015.

Tanto é especial que incomodou e ainda incomoda demais o outro lado da luta: o capital; os entreguistas; o estrangeiro que quer a preço de banana nossas riquezas; e a elite vira-lata.

Prova disso é a coluna do dia 10 de janeiro, do Lauro “barrigada” Jardim. Claro, o ex-blogueiro da Veja erra num nível considerável, desafiando qualquer lógica meritocrática, entretanto, de vez em quando ele transmite ideias plausíveis. Quando, por exemplo, seus amiguinhos e amiguinhas do mercado vão chorar mágoas e ele corre para escrever um parágrafo sobre aquilo.

Eu fico tentando imaginar a conversa que resultou na coluna: “Petrobras faz jogo duro para vender seus ativos”:

“Pô, Laurim… Tá F%¨& comprar os ativos da Petrobrás a preço de banana, cara!”

“Que isso, mas e a Gaspetro?”

“Ahhhh! Saiu né?! Mas era pra ter sido mais cedo, e era pra ter vindo com Distribuidora e Transpetro junto”

“Mas ouvi dizer que Bendine quer vender a todo custo. Chamam-no de Vendine pelos corredores…”

“Pode até querer, mas tá um osso duro de roer. Parece que é reflexo daqueles petroleiros insolentes que acham que podem defender a empresa”

Só para deixar claro, amigo do mercado: parece não, é reflexo.

E mais, achamos nada: temos convicção da nossa responsabilidade de defender a empresa e o Brasil!

Para quem viu o José ‘Chevron’ Serra dizer em junho que o PLS 131 — projeto de lei que propunha retirar a Petrobrás como operadora única do pré-sal — ia passar ainda em 2015 no Senado de lavada, e conseguiu reverter a tendência  (a luta ainda não acabou, mas ganhamos algumas batalhas) para os petroleiros e petroleiras, nada é impossível.

Por isso, quando a classe petroleira apresenta uma pauta para retomada de obras, para gerar mais empregos, contra os desinvestimentos e a favor de uma política nacionalista do petróleo, entre outros itens, não é de se espantar.

Depois de uma greve que pautou o preço do barril internacional, que as obras do Comperj e da Refinaria Abreu e Lima retornem; que os acordos de leniência sofram ajustes; que o projeto do Serra ocasione maior repulsa; e que a nossa petroleira estatal comece a ser mais criteriosa com as vendas de seus ativos.

É sabido que a Petrobrás sem o apoio dos funcionários e funcionárias não é nada. Em meio a uma das maiores crise político-econômicas já enfrentada pela companhia, com o país inteiro querendo dilacerar a imagem “BR”, são as empregadas e empregados que fazem a defesa efetiva da empresa e da importância dela no cenário mundial. Fico orgulhoso demais da conta quando vejo tanto jaleco laranja aparecendo espontaneamente nas ruas.

Dizem por aí que o segredo é não correr atrás das borboletas. Bom, não sei que tipo de cuidado exigem certos jardins, mas acredito que em alguns casos os urubus acabam chegando primeiro.

Portanto, Lauro, se eu fosse você me habituaria com o fato da população brasileira participar dos tomadas de decisões da Petrobrás. Sua coluna me pareceu ter um certo tom de surpresa com a dificuldade de venda de ativos, mas nossa empresa é uma estatal que deve servir ao povo e não a fundos abutres que querem lucros irresponsáveis a custo de degradar o meio ambiente e prejudicar a vida dos trabalhadores.

E dessa luta, a categoria petroleira não vai abrir mão nunca, jamais.

Tadeu Porto é Diretor do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF)

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

37 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Efigênia Fernandes

13 de janeiro de 2016 às 00h56

#NÃOVAITERGOLPE

Responder

Maria Regina Novaes

12 de janeiro de 2016 às 23h52

No caso do projeto do Cerra….havia 3 petistas apoiando…Pimenta,Wagner e Del….

Responder

Jorge Grings

12 de janeiro de 2016 às 22h22

sou a favo da venda porque o governo não tem capacidade de administrar uma empresa dessas . apenas rouba para o povo pagar a conta

Responder

Renato Josmar Rodrigues

12 de janeiro de 2016 às 18h52

$8 trilhões é o valor estimado do pré-sal.. pode ser mais.. muito mais.. uma negociação para privatizar pelos tucanalhas q ainda não morreu.. estimase morder uma fatia entre os investidores e a corja.. algo próximo de $1 trilhão.. é muita grana.. o povo vive reclamando que o Brasil sempre foi explorado desde de seu descobrimento.. mas vive apoiando entregar o que tem de valioso a preço de banana.. vai entender.. brasileiro não da valor mesmo.. é a história do carrapato.. tem uma vaca que da leite.. a vaca pega uns carrapatos.. então da a vaca e fica sem leite.. mas não se esforça pra tirar os carrapatos e continuar com a vaca

Responder

Felipe Pereira Domingues

12 de janeiro de 2016 às 17h22

Bem assim.

Responder

Gugu Mello

12 de janeiro de 2016 às 15h17

Esse tipo de reação tem crescido. Sabe-se que a grande mídia, em especial o grupo Abril, contratam empresas especializadas em produzir comentários para os portais.
Os blogs da Veja e mesmo o Antagonista são usuários mais conhecidos dessas técnicas de iludir o leitor e o anunciante, para dar a impressão de uma audiência que não existe.
No caso dos blogs da Veja, os serviços são inclusive de péssima qualidade, e muitos comentários são produzidos quiçá eletrônicamente, por robôs, como se pode constatar pela quantidade bizarra de comentários assinados com nicknames, seguidos de textos repetitivos e redundantes. – Os jornalistas passam a ter medo até mesmo de pensar diferente. De olho na sobrevivência, os profissionais não apenas vendem sua força de trabalho. Vendem também suas ideias, seus sonhos. Isso é o que o sistema atual pode fazer de mais cruel com a juventude disposta a trabalhar nas redações.
Com o recesso parlamentar, o sistema de pistolagem política depende da Lava Jato para vender conteúdo aos jornalões. De posse de um conjunto gigantesco de informações, um punhado de bandidos travestido de autoridades vende seletivamente vazamentos para uma imprensa interessada especialmente num determinado tipo de informação.
A sociedade brasileira tornou-se muito mais complexa do que seu noticiário. Evidentemente, o monopólio cria essas distorções.
A ameaça de um novo delator de oferecer cem nomes de pessoas, envolvidas em algum esquema, transforma a Lava Jato numa grande pantomina. A delação premiada, definitivamente, vulgarizou-se. = por Miguel do Rosario.

Responder

Enio

12 de janeiro de 2016 às 12h07

A elite criminosa tem MEDO do povo brasileiro.

Responder

Celso Junqueira

12 de janeiro de 2016 às 11h40

Um bobão acima falou em efeitos colaterais no governo petista. A P-36 afundou no governo FHC. Tivemos UM ANO de racionamento de energia elétrica. O Brasil quebrou TRÊS vezes. Faculdades federais inauguradas? Zero. Escolas Técnica? Zero. Campi universitários? Zero. É um bobão mesmo.

Responder

    Anônimo

    12 de janeiro de 2016 às 12h11

    O nome do bobao é Jean Pierre.

    Responder

Mary Atleticana

12 de janeiro de 2016 às 13h18

Mídia brasileira é vergonha nacional.

Responder

Marcelo Silva

12 de janeiro de 2016 às 13h13

A mídia aliena os idiotizados!

Responder

Helio Eduardo Pinto Pinheiro

12 de janeiro de 2016 às 12h35

A grande Paixão dos Vendados-obcecados-Oportunistas-Manipulados e Retardados-Golpistas…..

Responder

João Carlos Welter

12 de janeiro de 2016 às 11h55

O

Responder

Ivo Vanda Reis

12 de janeiro de 2016 às 11h45

Gozado, o sindicato não impediu a quebra da petrobras. Onde estavam????

Responder

Elisiane Filipetto

12 de janeiro de 2016 às 11h22

“A classe média “coxinha” que sai às ruas tirando onda de campeã da moralidade, por sua vez, explora e rouba o tempo das classes excluídas a baixo preço para poupar o tempo do trabalho doméstico e investir em mais estudo e mais trabalho valorizado e rentável. (…) Luta de classes não é só cassetete na cabeça de trabalhador. É uma luta silenciosa e invisível (para a maioria) que implica monopólio de recursos para as classes privilegiadas e condenações à miséria eterna para a maioria dos 70% que não são da classe média ou do 1% mais rico. A fanfarra do patrimonialismo e da corrupção só do Estado serve, antes de tudo, para tornar essas lutas invisíveis.” https://www.ocafezinho.com/2016/01/11/a-quem-serve-a-classe-media-indignada/

Responder

Leo Sérgio Campos

12 de janeiro de 2016 às 11h04

Bem que o FHC tentou tranformar a PETROBRAS em PETROBRAX, escapamos por pouco.

Responder

Rodrigo Jardim Rombauer

12 de janeiro de 2016 às 10h53

Esse cara é uma piada. Jornalista de iate club

Responder

Rita Candeu

12 de janeiro de 2016 às 10h38

ah! vá! jura?
mas é um gênio esse cara

Responder

Edgar Avanço Mantoan

12 de janeiro de 2016 às 10h37

Responder

Julia Joyce

12 de janeiro de 2016 às 10h28

que textinho cínico heim!!

Responder

Jorge Espindula

12 de janeiro de 2016 às 10h22

The Walking Dead…..

Sob hipótese alguma não permita ser mordido por um revoltado, alguns chamam fascistas, midiótas, coxinhas, não importa o nome só não deixe ser mordido.
A vacina ainda não foi desenvolvida e você pode ser contaminado imediatamente por algo parecido com a raiva.
É mortal, ataca a capacidade de análise lógica e cognitiva liberando ódio injustificado e comportamento não social.
A coisa é feia.
Se o suspeito em questão começar a falar da saudade que têm do país antes de ser tomado pelo peeeteee, já espumando com os olhos vermelhos, afaste-se para o mais longe que puder.
De forma alguma tente argumentar, vá para uma distância segura.
Ao ver um grupo com a camisa da seleção e repetindo a mesma ladainha interminável, saía da rua imediatamente e espere o grupo se distanciar.
Se não houver mais tempo para fugir nem se ocultar finja que está lendo a Veja, eles vão se acalmar e você passará desapercebido.
Por último e não menos importante, devido a perda de freios naturais ao comportamento destrutivo e irracional vão responder suas postagens com o padrão da sua já limitada capacidade cerebral. Outra vez, não tente argumentar é caso perdido, infelizmente.
Não esqueça, é possível que esses zumbis, um dia, pelo menos alguns deles, foram humanos que brutalmente bombardeados pela mídia partidária combinado com seu próprio analfabetismo político foram transformados em seres intolerantes e cheios de ódio.
Tenha compaixão, mas não fique perto.
Seguindo essas instruções tudo ficará bem, mas se você ignorá-las amanhã será um deles.
Não diga que não avisei.

Responder

    Jose Antonio de Castro

    12 de janeiro de 2016 às 12h33

    kkkkkk análise perfeita, é a realidade do momento, triste mas contaminante, é fruto principalmente do que se deixou de fazer quando se tinha as condições politicas objetivas e subjetivas, e o acumulo de forças suficientes, lá no inicio do primeiro mandato do Lula, que era a vital nova LEI DE MIDIAS ou sua reforma equivalente. Agora só nos resta lamentar, como nesta bela “poesia” acima.

    Responder

    Raimundo Freitas Freitas

    12 de janeiro de 2016 às 13h36

    Rapaz… parabéns ! Tremendo Psicólogo! Coxona!!!!!

    Responder

    Flavio Gasparetto

    12 de janeiro de 2016 às 17h51

    Parabéns!, ótima análise.

    Responder

    Lidia Macedo

    13 de janeiro de 2016 às 01h06

    kkkkkkkkk,pior que está parecendo os zumbis da série The Walking Dead mesmo,a ficção se tornando realidade!!

    Responder

Marcus Vinicius Meschini

12 de janeiro de 2016 às 10h17

Caras de pau, o PT com a conivência de vocês desviou 45 bilhões da Petrobras, para abastecer justamente o projeto criminoso de poder.
Agora vocês arrebentaram com a Petrobras, e querem colocar a culpa na Globo, EUA, E ETC…
Tome tento, moleques.

Responder

    Marcos Carvalho Campos

    12 de janeiro de 2016 às 10h27

    Sabe “tuuuudo” né ? (moleque ? kkkkkkkkk)

    Responder

    Elisiane Filipetto

    12 de janeiro de 2016 às 10h31

    E o FHC com a conivência de vocês desviou trilhões. Leia lá no livro a Privataria tucana tudo documentado e comprovado.

    Responder

    Rita Candeu

    12 de janeiro de 2016 às 10h42

    “voces” quem cara pálida?
    para de ler veja e vá se informar melhor

    Responder

    Leo Sérgio Campos

    12 de janeiro de 2016 às 11h11

    Ex diretor da PETROBRAS o BARUSCO, foi categórico, já roubavam da PETROBRAS desde 1996, periodo do FHC, e mais as privatzações dinheiro sumiu, na PRIVATARIA TUCANA, e o mensalão tucano, foi o triplo, a Releição 200,000 cada voto, tem muito tucano no meio das falcatruas, só abrir a FURNAS, e ainda vai aprecer muito politico, envolvido, claro de vários partidos, inclusive o PSDB.

    Responder

    Leo Sérgio Campos

    12 de janeiro de 2016 às 11h18

    FHC conta em seu livro que sabia das irregularidades na PETROBRAS, mas não podia fazer nada, tinha um procurador , BRINDEIIRO, engavetador de INVESTIGAÇÃO de processo, e mais leia o livro PRIVATARIA TUCANA>

    Responder

    Helio Eduardo Pinto Pinheiro

    12 de janeiro de 2016 às 12h36

    A grande Paixão dos Vendados-obcecados-Oportunistas-Manipulados e Retardados-Golpistas…..

    Responder

    Claudio Roberto

    12 de janeiro de 2016 às 13h24

    Coxinha só abre a boca pra falar bosta, merda…..

    Responder

    Claudio Roberto

    12 de janeiro de 2016 às 13h25

    Vai estudar anencéfalo.

    Responder

    Helio Siqueira

    12 de janeiro de 2016 às 17h29

    Não perca seu tempo nobre Cláudio, esse paus mandados não sabem estudar, só sabem decorar o que não presta.

    Responder

    Nelson Novaes Pedroso

    12 de janeiro de 2016 às 23h03

    Petrobras dominada pelos esfihas vermelhas foi arrebentada. São incompetentes e ladrões. É simples assim.

    Responder

Deixe um comentário