Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

A incoerência infinita da OAB

Por Miguel do Rosário

20 de março de 2016 : 19h13

 

Como vocês já devem saber, a OAB está repetindo o mesmo erro que cometeu em 1964 e apoiando, mais uma vez, um golpe de Estado.

Naturalmente, assim como em 1964, os golpistas não querem chamar a sua ação de “golpe”. 

OAB nacional, Fiesp, Globo, Folha. Todos os amiguinhos de 1964 estão novamente de mãos dadas.

Só que as coisas mudaram um pouco.

Uma quantidade enorme de advogados, além da OAB RJ, estão se posicionando duramente contra a postura golpista da entidade, que não deveria, jamais, se unir ao que existe de mais podre e autoritário no país.

Daí a eu vejo a seguinte nota na OAB, que reproduzo abaixo. Volto a comentar em seguida.

***

No site da OAB.

OAB condena interceptações telefônicas entre advogados e clientes

quinta-feira, 17 de março de 2016 às 21h39

Brasília – “É inadmissível no Estado Democrático de Direito a violação das ligações telefônicas entre advogados e clientes”, afirmou nesta quinta-feira (17), o presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, em referência ao recente episódio de vazamentos da operação Lava Jato.

O presidente destacou que a gravação de advogados e clientes, mesmo com autorização judicial, sem que os profissionais estejam sendo investigados, fere prerrogativa garantida pela Lei 8.906 de 1994 – o Estatuto da Advocacia.

“A Ordem quer combater a impunidade e a corrupção. Defendemos a celeridade processual e o levantamento de sigilo destes processos em nome de um princípio maior, que é o da informação, mas não podemos permitir que isso seja feito ferindo a Constituição Federal”, ressaltou Lamachia.

O presidente afirmou que a Procuradoria Nacional de Defesa das Prerrogativas está à disposição de todos os profissionais que tenham sido feridos em suas prerrogativas e atuará prontamente na garantia dos direitos da advocacia e da sociedade.

***

Quanta hipocrisia e incoerência, hein OAB?

Como assim a  OAB “condena” a espionagem de advogados?

A OAB tem que tomar ações concretas contra o juiz Sergio Moro, isso sim.

E vai condenar seletivamente, igual a Moro? Condena a espionagem de advogados mas não da presidenta da República?

Não vai condenar o divulgação de áudios íntimos das conversas do ex-presidente Lula, que visou apenas humilhá-lo e prejudicá-lo politicamente?

Não vai condenar o crime cometido por Sergio Moro e PF, de espionagem ilegal, visto que a conversa dentre Lula e Dilma foi gravada sem ordem judicial?

O pedido de impeachment da OAB, por sua vez, é uma ode ao fim do direito e da advocacia. A OAB, na onda do fascismo penal que vem contaminando amplos setores da opinião pública, rasga os princípios da presunção da inocência e precondena lideranças populares.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário