Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Rio de Janeiro - O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, encerra o 5º Congresso Fluminense de Municípios, em Copacabana.

Deu a louca em Cunha: Contrariado com decisão do STF, ele ameaça abrir 29 comissões de impeachment

Por Redação

08 de abril de 2016 : 20h30

Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

Presidente da Câmara alega que andamento de pedido impeachment contra Temer determinado pelo ministro Marco Aurélio Mello (STF) implicará desarquivamento ou autorização de demandas similares, inclusive contra Dilma

Cunha ameaça abrir 29 comissões de impeachment

no Congresso em Foco

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), avisou nesta sexta-feira (8) que, caso seja acatada a liminar concedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello, determinando que a Casa dê prosseguimento ao processo de impeachment contra o vice-presidente Michel Temer, ela terá de ser aplicada, também, a dezenas de outros pedidos pendentes, o que resultaria na instalação imediata de 29 comissões especiais.

“Não há a menor dúvida de que, se essa decisão do ministro Marco Aurélio tiver de ser implementada, os pedidos pendentes de apreciação serão todos implementados também. Então, os nove [pedidos] pendentes [relativos à] presidenta da República também serão implementados em conjunto com este. Dos 39 rejeitados, 20 foram por aspectos formais. Os outros 19, com inépcia ou justa causa, também teriam de ser reformulados. Então, teríamos o risco de termos 29 comissões especiais sendo instaladas simultaneamente. É o que vai acontecer, provavelmente, se essa decisão não for reformada pelo pleno [do Supremo Tribunal Federal]”, ponderou o peemedebista.

Cunha ainda fez críticas diretas a deputados que optarem por se ausentar da decisão do impeachment da presidente Dilma Rousseff, quando ocorrer a votação no plenário. Segundo ele, a ausência desses parlamentares gerará “suspeição e dúvidas sobre o caráter”.

“Acho muito pouco provável que algum parlamentar queira ficar para a história como ausente, sob suspeição por não participar de um processo desse. Dificilmente ele conseguirá explicar a seus eleitores por que esteve ausente. Aqueles que têm sua posição vão exercê-la aqui, seja para um lado ou para outro”, disse Cunha.

Segundo ele, os deputados que, por vontade própria, não estejam presentes, “não estarão exercendo o mandato como deveriam exercer, e vão responder perante os eleitores”, afirmou. “Vamos entender que quem está ausente é porque está votando pelo não acolhimento à denúncia. Ausência e voto contrário são a mesma coisa”, completou.

Tramitação

O presidente da Câmara explicou como pretende dar andamento ao processo em tramitação na Comissão Especial do Impeachment. Ele disse que, uma vez votado o parecer na comissão especial, será lido na sessão ordinária imediatamente seguinte. Após sua leitura, o texto será publicado no Diário Oficial do dia seguinte e, 48 horas depois, será colocado em pauta. “Esse é o rito estabelecido, que será cumprido, caia no dia em que cair. Tem de ser lido em uma sessão ordinária, não em extraordinária. E só pode ser lido no expediente. Ou seja, será lido na terça-feira, no expediente.”

Ele negou que esteja conduzindo o processo de forma a que a votação ocorra no fim de semana, na busca pelo apoio de manifestantes nos arredores do Congresso Nacional. “Não sou favorável, nem contrário. A adesão popular acontecerá no dia em que houver votação e em qualquer circunstância. Não vejo isso como estímulo ou desestimulo, mas como consequência natural de um processo que precisa ser encerrado”.

Para Cunha, a discussão tenderá a ser lenta. “O impeachment do Collor foi feito em dois dias. São 513 parlamentares, o que pode resultar em oito horas de votação. Prevejo no mínimo três dias de sessão. Não quer dizer que vá acabar no domingo. Pode acabar na segunda. Isso já aconteceu várias vezes na Casa”, afirmou.

O deputado reiterou que não acredita na judicialização do processo porque o rito que está sendo adotado é o que foi definido pelo Supremo Tribunal Federal. “Se ficamos paralisados aguardando até o julgamento dos embargos foi para que não se tivesse nenhum tipo de dúvida. Demos sequencia imediatamente após o julgamento dos embargos, mesmo sem o acórdão dos embargos, que ainda não foi publicado, nós estamos seguindo o rito”.

Relembre o início da polêmica:
Cunha libera 11 pedidos de impeachment

Com informações da Agência Brasil

 

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

26 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Murillo Alencar

10 de abril de 2016 às 19h47

Quando um psicotico se torna perigoso para si mesmo e a sociedade pode ser interno por um pedido da qualquer juiz de vara civil!

Responder

Gustavo Horta

10 de abril de 2016 às 18h23

NÃO GOSTAM QUANDO OS IDENTIFICAMOS AOS AOS FASCISTAS, AOS NAZI-GESTAPO…PROPÕEM LINCHAR A SENADORA PETISTA E VÃO ÀS VIAS DE FATO EM CURITIBA

A direita e seus fascistas contumazes!!

Acorda Brasil!

É nisso que eles querem transformar o nosso país!

>> https://gustavohorta.wordpress.com/2016/04/08/e-eles-nao-gostam-quando-identificados-aos-fascistas-aos-nazi-gestapo-propoem-linchar-a-senadora-petista-e-vao-as-vias-de-fato-em-curitiba/

>> https://gustavohorta.wordpress.com/2016/04/03/mais-uma-fascista-apenas-mais-uma-na-quadrilha-que-tenta-de-apoderar-da-nacao-brasileira/

Responder

Rogério Erhardt

10 de abril de 2016 às 11h48

Lula está coberto de razão, STF covarde,se justiça fosse feita ess Cunha já mofava na papuda com seus asseclas e tudo mais e o Brasil aos poucos ia se livrando dos Coxinhus Burros Acefalus, raça insignificante, mas que quando ocupando cargos políticos conseguem aglutinar e até influenciar os menos privilegiados de massa cefálica. O milagre da natureza em questão, a saber ‘e como o Coxinhus burrus acefalus (sem cérebro), conseguem por causa de uma mídia também acéfala, dominar pessoas aparentemente normais com menos ‘é claro que dois neurônios.

Responder

Joao Batista Figueira

10 de abril de 2016 às 08h12

Ainda assim o STF não se pronuncia quanto ao afastamento desse Nero. Isso que é irresponsabilidade e falta de compromisso com o Brasil.

Responder

Adansil Rover

09 de abril de 2016 às 23h56

VEJAM ESTA DO DIABÓLICO IDOLO TUCANO.

‘Tive medo de morrer’, diz deputado que relatou cassação de Cunha

Published dezembro 9, 2015 Uncategorized 1 Comment

Tags: Camara dos Deputados, Conselho de Ética, Pinato

Um gangster dirige a Câmara dos Deputados e faz o que quer. Relatos de delatores da Lava Jato que mencionaram cunha, já haviam dito que haviam sido ameaçados. Agora, o Relator do caso de Cunha no Conselho de Ética da Câmara relata coisas similares. Quem age assim, não representa o povo. É bandido. E como bandido deve ser tratado. Mas infelizmente a nossa justiça e a nossa polícia federal, partidarizadas pelo tucanato, só se interessam por casos onde possam tentar incriminar o PT e levar adiante a ânsia golpista de Aécio Neves e a corja fascista. É uma vergonha para o Brasil e para a justiça brasileira, que isto esteja ocorrendo. As instituições parece fazerem ouvidos moucos para o esfacelamento da nação, promovido por Eduardo Cunha, Aécio Neves e os golpistas de sempre. Ao não prender corruptos óbvios como Cunha e continuar tramando para atingir a honra de Lula, Dilma e do próprio PT, o Judiciário contribui para ampliar a crise de credibilidade do Brasil diante da comunidade internacional. Lê abaixo matéria do Jornal Em Tempo sobre o gangsterismo explícito denunciado pelo Deputado Fausto Pinato:

CONTINUA EM: https://luizmullerpt.wordpress.com/2015/12/09/tive-medo-de-morrer-diz-deputado-que-relatou-cassacao-de-cunha/

SÓ MAIS UMA PARTE, PARA ILUSTRAR O ASSUNTO:

”Pinato afirmou que sofreu ameaças de morte e registrou um boletim de ocorrência confidencial junto à Secretaria de Segurança de São Paulo. Diz que também fez uma representação ao Ministério da Justiça. Segundo ele, sua família estava usando um carro blindado e um policial militar passou a dormir em sua casa para fazer sua proteção”.

“Fui abordado em aeroporto, o meu motorista foi abordado, recebi alguns recados em aeroporto de pessoas desconhecidas. Sofri todo tipo de pressão que você pode imaginar”, disse em entrevista à imprensa. E detalhou: “Falaram para pensar na minha família, que eu tinha filho pequeno, filha pequena, irmão pequeno”.

https://luizmullerpt.wordpress.com/2015/12/09/tive-medo-de-morrer-diz-deputado-que-relatou-cassacao-de-cunha/

Responder

    Adansil Rover

    10 de abril de 2016 às 00h02

    A NOTÍCIA ANTERIOR FOI SÓ DE AMEAÇAS, MAS AGORA PASSARAM PARA A AÇÃO. VEJAM ESTAS NOTÍCIAS EXTREMAMENTE PREOCUPANTES:
    “Agora já matam pessoas Brasil afora. Só ontem foram assassinados dois trabalhadores Sem Terra no Paraná e um dirigente do PT, militante da Pastoral da Terra na Paraíba, que foi assassinado na frente de sua filha, dentro de casa. Os prenúncios para os próximos dias são de combate entre os que querem o Brasil com Inclusão Social, e os que querem extinguir ou reduzir Programas Sociais e reduzir direitos dos trabalhadores”.

    Responder

      Adansil Rover

      10 de abril de 2016 às 00h04

      E eles matam mesmo. Haja visto, o que fizeram recentemente com o policial cívil, Lucas Arcanjo, que foi ‘’suicidado’’ pela Máfia do Aécio, numa autêntica queima de arquivos. A estudante Andréa Paula Pedroso Wonsoski, sequestrada, estuprada e morta pelos capangas do Juíz Coronelão Gilmar Mendes, em Diamantino, MT. Modelo Cristiana Aparecida Ferreira, “Mula” da corrupção tucana, no “Mensalão Mineiro”, assassinada, em agosto de 2000, também como queima de arquivos. Paulinho Pavesi, assassinado, teve seus órgãos retirados, quando ainda estava vivo, pela Máfia do Tráfico de Órgãos Humanos, comandados pelo médico deputado DO PSDB mineiro, Carlos Mosconni. Como podemos ver, eles não só ameaçam. EXECUTAM MESMO. E AINDA QUEREM GOVERNAR ESTE PAÍS.

      ESTA TUDO NA INTERNET. BASTA ESCREVER OS NOMES DAS PESSOAS ASSASSINADAS, AQUI CITADAS, NO GOOGLE E LÁ ESTÃO AS NOTÍCIAS RELACIONADAS A CADA CASO.

      Responder

Leoni Hofmann

09 de abril de 2016 às 23h46

NAO ACEITAMOS QUE UM BANDIDO IMUNDO COMO CUNHA JULGUE UMA PRESIDENTA
HONESTA COMO DILMA!!! O BRASIL EXIGE ESSE CRIMINOSO NA CADEIA JA!!!
EXIGIMOS QUE O STF PARE DE SE ACOVARDAR E FAÇA JUSTIÇA!!!

Responder

Adansil Rover

09 de abril de 2016 às 23h43

O que mais me intriga é ver como um ladrão e mafioso, como este Cunha, consegue dominar completamente cerca de 180 deputados federais, que não passam de meros lacaios desta figura demoniáca. Ao que sabemos, o seu dinheiro podre, fruto dos roubos dos cofres públicos, comprou a eleição e a alma destes políticos, sem moral nenhuma. Mas o que é mais intrigante e preocupante é ver como este crápula tem todos os “deputados evangélicos” sob seu completo domínio. Sabemos que também foram eleitos graças ao dinheiro sujo deste salafrário. Mas estes políticos pastores se dizem servidores do SENHOR DEUS e servem fiel e cegamente a este ser diabólico e sem limites. Quer dizer que estes ditos pastores, na realidade não acreditam em nada daquilo que pregam, pois servem a este político inescrupuloso e estremamente maquiavélico. Isto não condiz em hipótese alguma, com os preceitos religiosos que pream, pois estão servindo a dois senhores ao mesmo tempo. Ou seja, estão servindo a DEUS e ao diabo, ao mesmo tempo, como se isso fosse possível e se quer admissível. Só posso chegar a uma conclusão: o dinheiro podre deste ser abominável, comprou não só a conciência destes políticos, mas também as suas almas, se é que realmente eles creiam que exista uma.

Responder

    Jose

    13 de abril de 2016 às 18h17

    Ele Cunha e tao podre que montou um terreiro de Umbanda no Vale das Pedrinhas, para dona Maria Mae de Santo dele.(Cunha) Este terreiro fica no sitio que foi de Luiz Fernando Salgado despachante junto ao detran do Rio de Janeiro. Na rua 13 Como conciliar sua condicion de umbandista , com sua liderança na bancada biblica? Isto fica no municipio de Guapimirim

    Responder

William Robson

09 de abril de 2016 às 21h50

Nesse caso Cunha está certo.

No entendimento de Marco Aurélio Cunha é obrigado a aceitar TODO pedido de Impeachment.

Responder

    Nahum Pereira

    09 de abril de 2016 às 22h50

    Prezado William, também fiquei bastante pensativo a esse respeito, mas cheguei à conclusão de que não é esse o foco. Cunha poderia até não ter aceito nenhum dos pedidos. A questão é que ele está usando dois pesos e duas medidas, uma vez que acolheu um dos pedidos contra Dilma, mas rejeitou outro contra Temer, sendo que as acusações são idênticas. É essa distorção que o ministro Marco Aurélio determina que seja desfeita. Não existe nenhuma ordem para que pedidos sejam acolhidos acriticamente, mas não seria aceitável aceitar um e rejeitar outro quando as razões são as mesmas.

    Responder

      William Robson

      10 de abril de 2016 às 09h26

      “Cunha poderia até não ter aceito nenhum dos pedidos. A questão é que ele está usando dois pesos e duas medidas, uma vez que acolheu um dos pedidos contra Dilma, mas rejeitou outro contra Temer, sendo que as acusações são idênticas.” [Nahum Pereira]

      ???????

      As acusações são idênticas, mas há outras consideração a fazer.

      No Brasil o cargo de Vice Presidente é protocolar, ele não apita nada de fato.

      Marco Maciel era o vice de FHC, qual o poder real que ele tinha?

      José de Alencar era o vice de Lula, qual poder real ele tinha?

      Ao vice cabe assumir a Presidência quando o Presidente vai para o exterior ou se afasta por motivo de doença.

      Nenhum vice vai mudar as diretrizes do Presidente, ele assina os papéis de maneira PROTOCOLAR.

      O vice pode até ser contra uma medida, mas ele não vai aproveitar a viajem do Presidente para mudar as diretrizes segundo sua crença.

      Itamar era a favor do confisco da poupança?

      Acredito que não.

      Já pensou se ele como vice aproveitasse uma viajem de Collor para mudar aquela diretriz?

      A cassação da chapa Dilma/Temer eu acho justo.

      Impeachment de Temer por fazer suas atividades protocolares … “eu” não aceitaria esse pedido.

      ????

      P S: Para ser coerente, se Temer assinasse algo “não alinhado com o Governo” e que trouxesse prejuízos a nação eu aceitaria o pedido.

      A Dilma queria uma coisa, Temer queria outra, e aproveitou a ausência dela para assinar uma autorização em um ato de oportunismo e rebeldia … ai sim.

      Mas até onde sei esse não foi o caso.

      Responder

        Rapha Ricon

        10 de abril de 2016 às 15h08

        Mas calma ai…..Temer participou do governo por 5 anos e agora decidiu sair??? Soh agora??? Isso eh ser um grande traidor e aproveitador! Nao da pra ficar como vice, se quis sair agora eh que vai sair mesmo! E pra ficar vai ter que provar que nao eh corrupto como Dilma esta fazendo. E essa eu queria ver…

        Responder

          William Robson

          10 de abril de 2016 às 20h31

          Tantos petistas deixaram o PT, porque Temer que é do PMDB não pode deixar o Governo!?

          Rapha Ricon

          11 de abril de 2016 às 04h32

          Nao eh uma questao de deixar o governo por convicçao. Se fosse ja o teria feito antes. Eh uma questao de deixar quando convem. Acusar o outro de uma culpa (que nem sequer foi comprovada) e fingir que nao tem nada haver com isso. Eh traiçao, falta de hombridade, golpismo do mais baixo. Digo novamente, se Dilma esta enfrentado todo esse pente fino e passando ilesa, pq o fanfarrao nao pode tb? Vai la…mostra teu valor. Ou ta com medo de nao passar no MESMO pente fino?

          William Robson

          11 de abril de 2016 às 09h30

          Temer não é casado com o PT, e até casamentos são desfeitos.

          Claro que fazemos as coisas quando nos convém, o que há de errado nisso!?

          As provas sobre as fraudes fiscais estão escancaradas, só não vê que não quer ver:

          “Em sua defesa, o governo disse que as “pedaladas” também eram feitas em outros governos.

          A sugestão de que o TCU não rejeitava a prática gerou inquietação. Mas ela pode ser respondida com o gráfico abaixo.

          O saldo negativo com a Caixa era pontual e passou a ser recorrente entre 2013 e 2014.”

          http://blogs.oglobo.globo.com/miriam-leitao/post/tcu-prova-que-nao-houve-pedaladas-antes-veja-o-grafico.html

          ____________

        Carlos Corio

        10 de abril de 2016 às 15h31

        O vice quando da ausência do presidente da República, responde com responsabilidade idêntica. A similaridade está justamente nas pedaladas que Temer também assinou nessas circunstâncias.

        Responder

Valéria Bezerra

09 de abril de 2016 às 20h30

Quero ver é o STF cumprindo seu papel constitucional. E rápido!
Do Cunha o que esperar além disso?

Responder

André Pimenta

09 de abril de 2016 às 19h40

Sem dúvida deve ficar na história como o maior ladrão que o Brasil já teve na política.

Responder

Eliane Langer

09 de abril de 2016 às 19h06

Já deu, cara, se manca pq vc não é nenhum exemplo de moralidade!!! #foracunha!!!

Responder

Adriana Costenaro

09 de abril de 2016 às 18h45

Que abra todos os pedidos de Impeachment que tenha chego até a Câmara dos Deputados, ou será que alem de tudo este Deputado prevarica???

Responder

Thila Rocha

09 de abril de 2016 às 18h28

Cunha, a bandidagem a serviço dos poderosos!Inclusive togados!

Responder

Schmidt

09 de abril de 2016 às 17h38

O novo Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa promete apresentar novos sinônimos para a palavra “pilantragem”: Cunhagem, Cunhar, tornar Cunha uma situação antes honesta.

Responder

Alexandre Alux

09 de abril de 2016 às 13h34

Cunha, a inteligencia a serviço do mal!

Responder

    Eliane Langer

    09 de abril de 2016 às 19h08

    SAFADEZA, não é inteligência! É só safadeza.

    Responder

Deixe um comentário