Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Cunha é o vergonhoso preço que os golpistas aceitaram pagar!

Por Miguel do Rosário

15 de abril de 2016 : 20h24

Eduardo Cunha: o preço vergonhoso que a oposição aceitou pagar

Por Flávia Marreiro, no El País

Com a pouca qualidade da oposição, que nem na maior recessão em décadas conseguiu capitalizar apoio próprio relevante, seria impossível imaginar um trâmite tão célere e preciso do impeachment sem o maestro Eduardo Cunha. Réu na Lava Jato, com milhões não declarados na Suíça e gastos de sultão, está na posição central da legislação brasileira para por um mandatário nas cordas: a presidência da Câmara.

Como lembrou o cientista político Leon Victor de Queiroz, o cargo é mais importante do que o de ministro da Casa Civil. Não só pelo poder de aceitar ou não pedidos de impeachment, mas pelo comando da agenda real do país. A presidenta Dilma Rousseff poderia ter considerado isso se pensasse mais em estratégia política do que na lógica da guerra e resistência que a parece guiar.

Ainda assim, é vergonhoso que as principais lideranças da oposição – entre elas Fernando Henrique Cardoso que repete que “infelizmente” temos de fazer o impeachment -, tenham aceitado sem maiores dramas essa aliança carnal com Eduardo Cunha. Sem esse pacto, seria muito difícil que mesmo o habilidoso Cunha tivesse conseguido se livrar tão bem até agora do seu processo de cassação.

A imprensa estrangeira e parte da nacional se estarrece na hora de descrever a ficha corrida dele e dos aliados que comandarão o Big Brother da destituição até domingo na Câmara. Têm ainda mais dificuldades para esclarecer, afinal, do que se tratam os decretos e atrasos de pagamentos pelos quais, juridicamente, a Câmara se apressa em dizer que há motivos para afastar a presidenta.

Das multitudinárias manifestações que sacudiram o Brasil no último ano e meio, o ponto comum relevante, mostrou o Datafolha, é que mais de 95% quer a queda de Cunha, um consenso bem maior do que em torno do impeachment. Para parte deles e do sistema político, no entanto, venceu a praticidade: “Vamos derrubar Dilma e depois a gente vê”.

O problema, como demonstrou a bizarra reunião em que o PMDB encenou uma saída da base governista, é que Cunha não quer sair da foto. Ele sabe tudo que fez para conseguir a derrubada do Governo para justamente agora livrar seus sócios deste constrangimento.

Os ministros do Supremo, tão cruciais nessa crise, também não terão conforto ao mirar a cena histórica. Está nas mãos deles desde dezembro um pedido do procurador-geral, Rodrigo Janot, que pede o afastamento de Cunha por abuso no exercício da função. O STF bem poderia dizer que não há como intervir neste caso, questão interna do Legislativo, mas nós tínhamos o direito de conhecer esse veredito antes de que Cunha comande o rito mais radical da nossa democracia. Não decidir é decidir. Como, aliás, fez a Corte ao determinar que a questão da posse de Lula só será julgada em 20 de abril, dias depois da votação. Para todos os efeitos, é uma vitória do magistrado Gilmar Mendes, que com uma decisão individual tomada às 21h de uma sexta-feira e às vésperas de um recesso conseguiu bloquear a iniciativa da presidenta até agora. A importância dessa decisão só perde para outra igualmente monocrática e crucial: a do juiz Sérgio Moro de liberar os áudios de Lula e Dilma um dia antes da posse prevista do presidente. Pedir desculpas, nesse caso, soa no mínimo cínico.

Por fim, os aliados do vice-presidente Michel Temer tentam acalmar os mais desconfortáveis garantindo que, ao menos, Cunha não será mais presidente da Câmara depois que o serviço estiver feito. Pode ser, mas não faltará em seu círculo quem avalie que seria burro tirar um político tão competente e com um comando ímpar da Casa justamente quando se promete aprovar projetos que necessitam de grande número de votos. Se a pauta for, finalmente, um ajuste fiscal e reformas palatáveis ao empresariado e ao mercado, duvido que haja patos gigantes infláveis contra o peemedebista. Como se diz em espanhol, amanecerá y veremos.

 

 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Mauro Casiraghi

16 de abril de 2016 às 07h54

Eduardo Cunha quer os dois Poderes, Legislativo e Executivo, a qualquer custo, para comandar o Brasil e continuar desviando, sonegando, superfaturando obras e compras, fazendo lavagem de dinheiro e roubando dinheiro dos Cofres Públicos do Brasil!!! Ele recebeu 5 milhões de dólares em propinas da Petrobras, gastou 800 mil reais dos Cofres Públicos no exterior de 2013 a 2015 e é acusado de receber 52 milhões de reais em propinas de obras públicas!!! Por esse motivo, continuo apoiando a PF, MPF e Justiça Federal no combate a Corrupção e sou a favor que Dilma continue como presidente até 2018, pois, nós 205 milhões de brasileiros não podemos aceitar que Eduardo Cunha e Renan Calheiros assumam a presidência do Brasil; será o caos, não podemos destruir a Democracia, destruir nosso presente e o futuro das próximas gerações!!! Em 2018 vamos votar em Partidos e Políticos Honestos!!! Corrupção tem que ser Crime Hediondo!!! Juntos somos mais fortes!!! fora todos os trolls fascistas deste fórum como o AZ Botelho Paiva!!!!!

Responder

    AZ Botelho Paiva

    16 de abril de 2016 às 18h49

    Mauro Casiraghi> Quando você posta uma tolice como esta: “Em 2018 vamos votar em Partidos e Políticos Honestos!!! Corrupção tem que ser Crime Hediondo!!! Juntos somos mais fortes!!! fora todos os trolls fascistas deste fórum como o AZ Botelho Paiva!!!!!” Você somente vem provar tudo aquilo que eu disse a seu respeito nesta página:

    https://disqus.com/home/discussion/cafezinho/safatle_governo_temer_seria_uma_farsa/?utm_source=reply&utm_medium=email&utm_content=read_more#comment-2626133822

    É como diz aquele Deputado que foi campeão de votos no Rio de Janeiro: “A VERDADE TORTURA”, melhor se afastar dela.

    Responder

      Mauro Casiraghi

      17 de abril de 2016 às 11h44

      Escuta, Botelho, o pentelho, deixe-me te dar uma lição de civismo antes que você caia na rua e rodar a bolsinha pra tirar teu aluguel….. O lixo maior está no Judiciário, em todas as instâncias!!!

      A Globo protege Cunha, Gilmar e Elen Gracie protegem Daniel Dantas, desembargadora Federal protege os diretores da Camargpo Correa na operação “Castelo de Areia” e ainda perseguem o juiz Fausto de Sanctis e o delegado Protógenes, e, por fim, para nossa tristesa, a mídia PiG protege toda essa canalhiçe da justiça brasileiras.

      LÓGICO QUE A PiG ENCHE OS BOLSOS. Basta ver os milhões dados pelo Alckmim e Serra todo ano pra Abril e Globo e basta ver nada acontecer com os grandões da Globo na sonegação de R$500 milhões de impostos à Receita. Os procuradores do Rio só quizeram pegar a a sardinha.

      Peixe graúdo e tubarão têm imunidade total na justiça brasileira… Por que será, minha donzela, por que será?

      Responder

      Mauro Casiraghi

      17 de abril de 2016 às 12h37

      O que você tem a dizer disso, hein, sua anta ? http://www.diariodocentrodomundo.com.br/a-conexao-entre-empresas-de-telecom-e-cunha-na-mudanca-de-normas-da-vivo-por-pedro-zambarda/

      Os militares golpistas de 64 usaram muito a tortura para tentar descobrir uma verdade que jamais descobriram. Você, com esse focinho de caroço espevitado, algo puxado ao de uma anta, deve ser militar, com toda certeza. Cai de boca, mané, a TORTURA VAI TIRAR TUA MENTIRA.

      Responder

Adansil da Selva

15 de abril de 2016 às 23h09

Inacreditavelmente, este País está COMPLETAMENTE PARALISADO e literalmente, refém de um GANGSTER PSICOPATA dos mais ardilosos e perigosos, como é este EDUARDO CUNHA. Que estranho poder tem este ser demoníaco e maquiavélico, que pode e faz o que bem entende e todos aceitam cega e fielmente?

Este verme leva uma vida de verdadeiro rei, com dinheiro furtado. Tem uma legião de lacaios, fiéis e cegos servidores. Comprou a consciência e a alma de todos os políticos ”pastores evngélicos” da Câmara Federal. Manipula habilmente tudo ao seu favor. Persegue e ameaça de morte aos que não concordam com ele. Desvia livre e descaradamente, o dinheiro dos cofres públicos. Chantageia inescrupulosamente, aos endinheirados. Desafia, afronta e manipula a justiça ao seu bel prazer. E como se não bastasse, faz da Constituição, um mero papel de privada.

Que ser demoníaco é esse? Será que ninguém, neste País, irá enfrentar e colocar a este ser bestial na cadeia? Tenho minhas dúvidas, pois todos servem, admiram e idolatram a este ser das trevas. É impressionante! É de se pensar até, que todos têm o rabo preso com este crápula infernal. Só pode ser isso.

Responder

Denilson Fraga

15 de abril de 2016 às 21h08

Atenção! utilizem a internet para trabalhar pela democracia: Pressão TOTAL sobre os deputados do PMDB, PP e PR. Por exemplo: o Deputado Alberto Filho era contra o impeachment e agora é a favor, vamos pressioná-lo a voltar para o lado certo da história… Facebook, Twitter, celular, telefone, corpo a corpo, pressão nas ruas… todas as armas devem usadas à exaustão!!! Alguns votos já estão virando, o jogo ainda está sendo jogado!

Responder

marcelo batista

15 de abril de 2016 às 20h57

nada desse show seria o que é sem a imprensa golpista . por isso boicote aos patrocinadores do PIG.
este mês , SEARA.

Responder

Deixe um comentário