Fundador do Instituto Ideia vê chance de Lula vencer no 1° turno

Aragão: Dizer que instituições estão funcionando é uma piada!

Por Miguel do Rosário

04 de maio de 2016 : 23h34

Foto: Mídia NINJA

Dizer que instituições estão funcionando é piada, afirma ministro

Na Folha

O ministro da Justiça, Eugênio Aragão, afirmou nesta terça (3) que é “uma piada” dizer que as instituições do país são fortes e estão funcionando.

Ele comparou o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff a um golpe militar como o de 1964, que derrubou o presidente João Goulart.

“Quando dizem que as nossas instituições são fortes, cheira a piada. Isso mostra que as instituições são fracas”, disse o ministro, referindo-se ao processo de impeachment.

“Tanto faz passar o rolo compressor do voto vil na Câmara ou o coturno. É violência do mesmo jeito. Não interessa se a Constituição é pisada pelo coturno ou rasgada pelas instituições”, afirmou.

Aragão deu as declarações no Palácio do Planalto, após participar de solenidade oficial com Dilma.

O ministro da Justiça também criticou o vice-presidente Michel Temer, a quem acusou de se demonstrar “avidez excessiva” para assumir o poder.

Para Aragão, o vice não deveria fazer planos de extinguir órgãos ou fundir ministérios caso assuma a Presidência temporariamente por 180 dias, enquanto Dilma responder a processo no Senado.

“O vice-presidente deveria ter modos e uma certa humildade para saber que não é definitivo. Por isso ele não deveria desmontar estruturas de governo. Isso mostra uma avidez excessiva neste processo”, disse.

“Não está na hora de fundir ministérios. Ele não está ungido pelo voto popular e deveria manter os eixos do governo enquanto não é definitivo. Isso é o mínimo de elegância e humildade. Ele estará lá esquentando a cadeia”, prosseguiu.

NOVAS ELEIÇÕES

Aragão descartou a viabilidade da ideia de Dilma propor uma emenda constitucional para antecipar as eleições presidenciais.

“Isso é retórica política”, afirmou. “É preciso que haja consenso, e no momento não me parece haver consenso. Eduardo Cunha já avisou que não passa nada lá”, disse.

A assessoria de Michel Temer informou que ele não comentará as críticas do ministro da Justiça.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Delano SS

05 de maio de 2016 às 16h15

Dilma teve a oportunidade de nomear Aragão no lugar de Janó, acabou escolhendo logo um golpista o Janó. Tivesse optado por Aragão essa Lava Jato não seria esse circo farsesco golpista repleto de abusos e delações forçadas, com certeza colocaria freio aos abusos de procuradores partidários fascistas e impediria esse golpe contra a democracia! Agora tá aí o Janota de vento em popa comandando o golpe.

Responder

Mario Oliveira

05 de maio de 2016 às 11h59

Lamentável dizer, mas o mal do Brasil é exatamente o poder judiciario que atua em via de regra a favor do poder economico com atuação politico/partidaria, hoje sem muito velo. Lamentável mas um dia virá a tona toda esta pagina negra do pais.

Responder

JOHN J.

05 de maio de 2016 às 10h04

Sr. ministro TEORI, então o sr. foi o responsável pelo golpe contra a DEMOCRACIA do BRASIL?

Você estava com o pedido do PGR para impugnar o BANDIDÃO CUNHA desde dezembro de 2015 em suas mãos e nada fez, ficou inerte, esperando que o bandidão comandasse o “”PITI”” contra a honestíssima PRESIDENTA DILMA e agora que o “”PITI” passou na câmara e foi aceito no senado, (SEMPRE POR MAIORIA DE BANDIDOS POLÍTICOS, OS QUAIS VOCÊ IGNORA) e aí apresenta sua conta contra o bandidão da câmara.

Essa sua ação, falha, como defensor da constituição, mostra sua prevaricação e nos dá a ideia que você só segurou o pedido do PGR até agora, para que o golpe se concretizasse.

Assim sendo podemos dizer que você é o mentor do golpe contra a presidenta DILMA, uma mulher honesta, proba e sem nenhuma mácula no exercício de seu cargo.

A história do BRASIL vai mostrar essa sua ação e colocá-lo no lugar onde figurarão todos golpistas contra a democracia no BRASIL que se processa no ano de 2016.

Responder

Antonio Passos

05 de maio de 2016 às 00h01

Se as instituições são uma PIADA, se Dilma está sofrendo um GOLPE, então o que é que o governo está esperando pra decretar Estado de Sítio, colocar as forças armadas no controle das instituições que são uma PIADA e pôr ordem no galinheiro Brasil ?
Se é pra ficar de mimimi melhor calar a boca. Ou AGE ou então não enche o saco com choradeira. Eta país ridículo, onde todos sabem que está havendo um golpe e ninguém faz nada além de chorar.

Responder

    prisonplanetdotcom

    05 de maio de 2016 às 02h16

    Antonio se a Dilma tentar fazer isto o fim dela será pior ainda, pois aí sim haverá tido uma tentativa de golpe sem contar que as forças armadas já declararam apoio ao processo do impeachment (seja qual resultado for). Dilma está nu despida de qualquer poder, o grande poderoso da esquerda o presidente Lula também na mesma situação. Foram inúmeros erros, acabou o sonho da esquerda socialista ao menos para as próximas 3 gerações. Modelo do PSDB será o máximo que a esquerda conseguirá implantar no Brasil, PT menosprezou tudo e todos e agora bebe do próprio veneno.

    Responder

      Sérgio Silveira

      05 de maio de 2016 às 03h00

      Com certeza voce fumou, bebeu ou cheirou…
      O que acabou é a paciência da esquerda vendo voces da direita tripudiarem, sem pudor nem descência, da constituição, da justiça, das leis e do povo brasileiro
      Este mesmo povo, por hora alijado de suas vontades, é que a trará de volta ao poder
      Voces nem sonham com o que está por vir!
      Estado de sítio será refresco…

      Responder

    Reinaldo Mechica Miguel

    05 de maio de 2016 às 03h24

    Amigo o ditado “o poder emana do povo” neste momento se aplica. As instituições estão corrompidas e não cumprem o seu dever. Um povo soberano chama para si o poder e busca restaurar a ordem constitucional e a soberania nacional! Aqui o poder do povo deve se impor!!!

    Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina