Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

VÍDEO: no Congresso de Estudos da América Latina, de onde FHC fugiu, brasileiros protestam contra o golpe!

Por Miguel do Rosário

28 de maio de 2016 : 14h07

Da Mídia NINJA

Na sessão de abertura da LASA, o maior Congresso de Estudos da América Latina no mundo, centenas de pessoas se vestiram de preto, em luto pelo atentado contra a democracia no Brasil. Entoando palavras de ordem, acadêmicos, ativistas e intelectuais de todo continente mostraram, no coração de Nova York, que golpistas e fascistas não passarão! ?

Na sessão de abertura da LASA, o maior Congresso de Estudos da América Latina no mundo, centenas de pessoas se vestiram de preto, em luto pelo atentado contra a democracia no Brasil. Entoando palavras de ordem, acadêmicos, ativistas e intelectuais de todo continente mostraram, no coração de Nova York, que golpistas e fascistas não passarão! #ForaTemerVídeo: Mídia NINJA

Publicado por Mídia Ninja em Sexta, 27 de maio de 2016

 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Jon

12 de abril de 2017 às 13h48

Este recurso puede resulta ser multifuncional, es ideal para cubrir diferentes funciones y finalidades, mas con independencia de esta finalidad, debes
tomar en consideración ciertos factores que pueden incidir en el éxito no del mismo.

Responder

Fábio Brito

29 de maio de 2016 às 05h04

A INVISIBILIDADE DE UM EX PRESIDENTE AMARGURADO. A MÍDIA MOSTRA, MAS O POVO NÃO VÊ.

20 DE AGOSTO DE 2015 8 COMENTÁRIOS EDITAR

“Prefiro ser uma gota de amor ao invés de um mar de amargura.”

Madre Teresa de Calcutá.

“Caro” ex presidente amargurado, inicio esta carta com a palavra “caro”, porque tenho memória, e me recordo, perfeitamente, de como foi o período em que você esteve à frente do governo de meu país, em que sua imagem fulgurava nos televisores, jornais e revistas, devido ao desmesurado suporte que a mídia venal lhe concedia. Tristes foram os momentos e, desta forma, não poderia me referir, à sua pessoa, como a alguém a quem reservo desvelo. Sinto muito.

Lembro-me, também, o quão prestativos lhe foram (esta mídia), ao disseminar a singela invencionice acerca da paternidade do Plano Real. Quando via sua figura patética na tela a sorrir, deslumbrado com a evidência angariada com sua assunção ao poder maior de nossa nação, não conseguia conter meus pensamentos, que me remetiam à imagem de suínos se refestelando numa pocilga.

Fico a me perguntar a que se deve a reverberação atual de suas reflexões, uma vez que, se não estou equivocado, seu DESgoverno foi o que propiciou a empresas estrangeiras, a aquisição de estatais nacionais, patrimônio construído com o trabalho árduo de milhões de patrícios, com moedas podres e, como se não bastasse, viabilizou, a estas mesmas empresas, empréstimos, advindos das economias do depauperado povo brasileiro.

Como não recordar da miséria e da fome que açambarcava o povo Nordestino? Povo este relegado á própria sorte, por seu líder maior, você, e tragado por um turbilhão de perturbações, originadas da incompetência e do desdém, acerca de suas aflições e anseios. Pessoas com sonhos destroçados, pela subserviência devotada pelos seus líderes a alienígenas sanguessugas. Feliz estava a Globo, ao usar esta população nas “reportagens” dramáticas que relatavam nossa dor e obtendo prêmios com as mesmas.

Uma miríade de escândalos, todos cuidadosamente acobertados pelo quarto poder, aliados incondicionais da desfaçatez com o trato da coisa pública, que seu governo aboletava. Atravessávamos, então, um indelével e implacável inverno no Brasil. As nuvens encobriam todo o Sol. A escuridão sufocava nossa alma.

A afronta aos direitos elementares do povo, observada no tratamento dispensado à coletividade, como os observados nas greves dos petroleiros e ao MST, maculava a esperança intrínseca a cada brasileiro. Soçobrávamos na curva do rio, atônitos.

Deverias estar encarcerado a sete chaves, porém, como não estás, regozijo-me ao imaginar-lhe defronte ao espelho, observando a imagem de um indivíduo transtornado com o reflexo diante de si, uma “nulidade exponencial”, um lacaio vil, traidor, não só de seu povo, mas de sua própria “biografia”. Um indivíduo que podia ter sido, mas não foi.

Causa-me repugnância, recordar de todos os seus “feitos”. Peço a Deus que não me permita fazê-lo, que me retire este poder, que me abençoe com o esquecimento, este mesmo sentimento que meu povo lhe dispensa, ao ter tido a felicidade de viver sob os governos do PT, a que vocês, hoje, se dedicam a enodoar com as maledicências arremessadas contra seus líderes, LULA e DILMA.

A amargura lhe transformou em uma sombra do que um dia pudera ter se transformado. Hoje, és apenas um insensato a sonhar com a quebra do Estado de Direito, com a aniquilação de nossa Democracia, ilusão pueril que lhe resta, em um retorno triunfal, que nunca chegará, para “salvar-nos” de nossas alegrias recém conquistadas.

A dúvida se apodera de mim, qual teria sido a marca maior do seu (DES)governo? Arriscando-me a contrariar legiões de conterrâneos, considero que foi a pusilanimidade com que representou o nosso Brasil lá fora. Recordo-me de um vídeo surreal, em que você, acreditando-se garboso, mostrou todo seu lado néscio, quando numa reunião, se não me engano na Itália, ruminou, diante de outros líderes mundiais, todos os seus mal feitos, executados de acordo com os ditames dos poderosos a quem você se subordinava. Que cena deplorável!

Nunca acreditei que pudesse me sentir tão enxovalhado com a estultice de alguém. Pergunto-me, como tal espectro pode, um dia, projetar uma imagem de “grande sabedoria” quando o seu cerne apresenta-se tão torpe? Incompreensível me parece.

Entendo, hoje, mais que nunca, porque você se tornou uma figura tão triste, uma sombra débil, mesmo que projetada em noite de lua cheia.

Por fim, recordo-me da XVII Cimeira Ibero-Americana, ocorrida em 2007, no Chile, quando uma daquelas pessoas a quem você admira, revelou a sua arrogância e prepotência, mandando o Presidente venezuelano, Hugo Chavez, se calar. “Solamente otra persona digna de olvidar”.

Diversamente aos motivos do rei, e para preservá-lo, peço, cala-te….(??????).

Cala-te, cala-te, cala-te…

Quem é você mesmo???

Esqueci.

P.S.: Fiz esta carta a uma pessoa a quem não me recordo mais quem é, quem souber de quem se trata, por favor, me ajude. Grato.

Fábio Brito – Bahia.

https://rebeldesilente.wordpress.com/

Responder

Alexandre Moreira

28 de maio de 2016 às 23h06

Fico imaginando FHC todos os dias, no banheiro da sua suíte, fazendo a barba e repetindo para si mesmo uma mesma ladainha na esperança de que um dia se torne verdade.

– Eu fui um perseguido pela ditadura limitar (Talvez o único filho de general no mundo a dizer isso.)

– Me tornei um político por amor ao meu país e ao meu povo (Muito menos FHC. Até aquele momento você havia vivido a maior parte tempo fora do seu país.)

– Eu fui o responsável pelo plano real (Não vou perder meu tempo comentando.)

– Me chamam injustamente de príncipe da privataria (Vamos ser justos. O çerra é quem realnente merece esse título, você foi apenas coadjuvante.).

– Me acusam injustamente de ter comprado a minha reeleição. Mentira fui apenas o beneficiário (Tudo bem. Vamos ficar com a sua confissão. ).

– Sou amigo íntimo de Bill Clinton (Fiel amigo do homem.).

– Não tenho inveja do metalúrgico. Eu sou um estadista (kkkkkkkkkkk)

– Aiiiii! Cortei de novo. Odeio a minha consciência.

Responder

gilberto

28 de maio de 2016 às 18h44

É a cara de golpista fugir dos cidadãos.

Responder

C.Pimenta

28 de maio de 2016 às 19h17

STF: SAI DIREITO ALEMÃO, ENTRA JURISPRUDÊNCIA HONDURENHA E PARAGUAIA:

http://cartamaior.com.br/?%2FEditoria%2FPolitica%2FUm-Supremo-Tribunal-da-Farsa-%2F4%2F36190

PS – Só a mídia nacional comercial ainda não sabe que o golpe é golpe.

Responder

Luís CPPrudente

28 de maio de 2016 às 15h19

O pilantra do FHC não quer dar a sua cara imunda para receber o tapa.

Responder

Robinson Pimentel

28 de maio de 2016 às 14h57

Aquele covarde fugiu!

Responder

Deixe um comentário