Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Edinho Silva vai à Justiça contra IstoÉ por capa que “parece um panfleto” contra Dilma

Por Miguel do Rosário

04 de junho de 2016 : 12h45

Foto: Mídia NINJA

Edinho Silva vai processar ‘IstoÉ’ por matéria contra Dilma: ‘Um panfleto’, diz ex-ministro

Na Rede Brasil Atual

O ex-ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República Edinho Silva divulgou na noite de ontem (3) nota na qual questiona denúncia da matéria de capa da revista IstoÉ de que teria pedido R$ 12 milhões, por caixa 2, para a campanha de 2014 da presidenta Dilma Rousseff, conforme delação do empreiteiro Marcelo Odebrecht. Segundo ele, a matéria, totalmente editorializada, demonstra um “primarismo chocante” na apuração dos fatos e peca pelo princípio básico de não ouvir o outro lado. “Portanto, de nada tem de jornalístico. Tomarei as medidas jurídicas cabíveis contra a publicação”, diz

Edinho Silva afirma que o único objetivo da edição é atacar a presidenta Dilma. “Querem, com isso, impedir a presidenta de voltar ao cargo para o qual foi legitimamente eleita”. Segundo ele, o texto da revista serviria perfeitamente a um panfleto produzido por um partido de oposição ao mandato da presidenta.

Leia a nota na íntegra

“Quanto à minha conduta como coordenador financeiro da campanha de 2014, o diálogo descrito pela matéria, relatado em uma suposta delação premiada, nunca existiu. É mentira. Estive com o empresário Marcelo Odebrecht cumprindo a minha função de coordenador financeiro da campanha, arrecadando recursos, como fizeram outros que cumpriram a mesma função. Da mesma forma,  estive com dezenas de outros empresários brasileiros, que podem testemunhar sobre a minha conduta ética e legal. Jamais pedi e nem aceitei recursos que não fossem doados legalmente.

Jamais tratei de pagamentos de fornecedores da campanha Dilma com doadores. O contrato de comunicação da campanha com o publicitário João Santana totalizou R$ 70 milhões – e todos os pagamentos foram feitos legalmente, por meio de transferência bancária, após faturamento. Eu jamais estive com o empresário Marcelo Odebrecht tratando de doações para o PMDB.

Nenhuma dessas mentirias sobreviveriam a uma primeira apuração jornalista séria, em que, para cada acusação, se exigiria o mínimo de materialidade. As mentiras também não sobreviverão, se for o caso, a uma apuração criteriosa das autoridades.

O grupo Odebrecht foi um importante doador da campanha Dilma, da mesma forma como o foi da principal campanha adversária. Mais uma vez, buscam de todas as formas criminalizar as doações da campanha Dilma, procurando criar desgaste político, e no atual momento, condições para se viabilizar o impeachment.”

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

12 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

João

06 de junho de 2016 às 10h12

Essas pseudo revistas não tem nada de jornalístico, tornaram-se braços políticos da direita e da plutocracia. Só lunáticos ainda assinam essas porcarias.

Responder

Osmar Luis Segato

05 de junho de 2016 às 20h27

O COCOZINHO

Responder

Janeto Bobo

05 de junho de 2016 às 15h05

O documentário do DCM sobre a Lista de Furnas é muito bom: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-dcm-apresenta-seu-novo-documentario-a-lista-de-furnas/

Responder

Janeto Bobo

05 de junho de 2016 às 15h02

Gilmar processou Carta Capital e Mino Carta foi condenado em R$ 500 mil por ter noticiado que o ex-procurador, agora ministro, se tornaria réu. O nome Gilmar Mendes consta na Lista de Furnas, recebendo R$ 165 mil. Como não houve investigação, seria o ministro Gilmar ou 1 homônimo quem recebeu propina? in.: http://www.cartacapital.com.br/politica/juiz-nao-reu-2

Entre os nomes que constam na lista estão o do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, dos políticos: José Serra, Geraldo Alckmin, Aécio Neves, Delcídio Amaral, Roberto Jefferson, Jair Bolsonaro, Maria Gross Schloss dentre muitos outros — com aproximadamente 150 envolvidos. in.: https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_Furnas

FHC e Gilmar Mendes constam de documentação anexada a processo contra Marcos Valério – See more at: http://www.anonymousbrasil.com/politica/fhc-e-gilmar-mendes-constam-de-documentacao-anexada-a-processo-contra-marcos-valerio/#sthash.Ap2t5TZL.dpuf

E ainda: https://oquintopoder.blog.br/2016/05/13/ministro-gilmar-mendes-aparece-na-lista-de-furnas/
http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-dcm-apresenta-seu-novo-documentario-a-lista-de-furnas/

Responder

Janeto Bobo

05 de junho de 2016 às 14h54

Gilmar processou Carta Capital e Mino Carta foi condenado em R$ 500 mil por ter noticiado que o ex-procurador, agora ministro, se tornaria réu. O nome Gilmar Mendes consta na Lista de Furnas, recebendo R$ 165 mil. Como não houve investigação, seria o ministro Gilmar ou 1 homônimo quem recebeu propina? in.: http://www.cartacapital.com.br/politica/juiz-nao-reu-2

Entre os nomes que constam na lista estão o do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, dos políticos: José Serra, Geraldo Alckmin, Aécio Neves, Delcídio Amaral, Roberto Jefferson, Jair Bolsonaro, Maria Gross Schloss dentre muitos outros — com aproximadamente 150 envolvidos. in.:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_Furnas

FHC e Gilmar Mendes constam de documentação anexada a processo contra Marcos Valério – See more at: http://www.anonymousbrasil.com/politica/fhc-e-gilmar-mendes-constam-de-documentacao-anexada-a-processo-contra-marcos-valerio/#sthash.Ap2t5TZL.dpuf

E ainda: https://oquintopoder.blog.br/2016/05/13/ministro-gilmar-mendes-aparece-na-lista-de-furnas/

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-dcm-apresenta-seu-novo-documentario-a-lista-de-furnas/

Responder

CIANOTON_PACE

05 de junho de 2016 às 10h17

Esses veículos produzem esse tipo de matéria, porque não há previsão legal de punição contra este tipo de calúnia. O sujeito escreve um monte de mentiras, distorções dos fatos, edita falas e publica alegando “liberdade de expressão”. Depois da Reforma Política, acho que as Reformas do Judiciário e da Mídia são fundamentais. Vazamentos seletivos de depoimentos em processos que correm em segredo de justiça são ilegais. Alguém soube se o Sérgio Moro foi processado por isso?

Responder

Ben Alvez

04 de junho de 2016 às 17h26

Se cair nas mãos da juíza Luciana Bassi de Melo (PSDB-SP), já sabe o resultado.

Ela aprovou a capa da Veja com Lula vestido de presidiário.

Faz merda uma vez, faz duas, três….

Essa juíza é forte candidata o Prêmio-Propina Faz Diferença, concedido pelo Instituto Innovare, pertencente às Organizações Globo.

Responder

    SIDNEY MACHADO

    04 de junho de 2016 às 19h58

    O tempo vai dizer…vamos anotar o nome desta trapaceira

    Responder

Ben Alvez

04 de junho de 2016 às 17h22

Se cair nas mãos da juíza Luciana Bassi de Melo (PSDB-SP), já sabe o resultado.

Ela aprovou a capa da Veja com Lula vestido de presidiário.

Responder

Nivaldo Lopes

04 de junho de 2016 às 17h15

Ir à “justica” é perda de tempo. Tem que matar uns civitas, uns marinhos… frias e outros fascistas. O fascismo só se combate assim..

Responder

C.Pimenta

04 de junho de 2016 às 18h14

Desgoverno golpista tem um chanceler claramente alienado da realidade:

http://www.redebrasilatual.com.br/blogs/helena/2016/06/inaptidao-de-serra-para-as-relacoes-exteriores-contraria-ate-a-lei-brasileira-2430.html

Responder

Marcos Carvalho Campos

04 de junho de 2016 às 18h10

E o Ministro Gilmar Mendes dando depoimento gravado para a revista acusando a Presidente Dilma ? Viram ?

Responder

Deixe um comentário