Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa extraordinária para votar a Denúncia 1/2016, que trata do julgamento do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff por suposto crime de responsabilidade. À bancada, senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB). Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A derrota dos golpistas: não conseguiram provar que não houve golpe

Por Redação

31 de agosto de 2016 : 12h09

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

por Luciana Oliveira, em seu blog

Este texto foi escrito propositadamente antes de Dilma Roussef, presidente eleita com mais de 54 milhões de votos dar lugar a Michel Temer, catapultado em histórica conspiração num processo de impeachment ilegítimo.

Ao fim, direi que sabia, o povo brasileiro sabia, os intelectuais de maior prestígio sabiam e a imprensa internacional sabia que a votação seria um massacre contra a democracia, em prol da corrupção.

Nada poderia ser mais convincente ao voto favorável ao impeachment que a possibilidade de negociar a impunidade de mais da metade dos parlamentares que compõem o Senado Federal. Foi essa a barganha também na Câmara, que tem mais de 300 deputados em dívida com a justiça por vários crimes.

Não é uma pechincha, os aliados ao golpe só tinham essa oportunidade de manter a liberdade e o dinheiro fruto de corrupção, coisa que pra muitos vale mais que a própria vida.

Só que a história não é linear e o futuro pode repetir o passado, invertendo vencedores e derrotados.

O empossado ainda terá que cortar umas cabeças pra provar que não houve pacto pra conter a sangria da Operação Lava Jato e este, será seu maior desafio. Haja articulação política pra administrar a degola com o apoio que precisa para aprovar medidas impopulares.

Dilma atingiu um alto índice de desaprovação com a perda de apoio parlamentar, mas não desatou os laços com suas bases de apoio na sociedade. Temer nunca teve, não tem e nunca terá popularidade. Vai sair como entrou, refém de um Congresso Nacional que faz negócios, ao invés de política.

Os que usurparam o poder soberano das urnas começam o novo ciclo em desvantagem, porque não conseguiram provar que não houve golpe.

O empossado vai desfilar com a mortalha da ausência de crime de responsabilidade praticado pela presidenta eleita, babujada pela grande mídia e judiciário e embainhada com os crimes dos julgadores.

Vencerão, sem conseguir provar que o impeachment foi um pretexto para um golpe e aí, os que caíram se levantarão nos bracos do povo.

A história não é linear, ufa!

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

85 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Diego Rodriguez

01 de setembro de 2016 às 17h19

golpistas foram aqueles que rasgaram a constituicao e fatiaram o impeachment..

a lei é clara:

funcionará como Presidente o do Supremo Tribunal Federal, limitando-se a condenação, que somente será proferida por dois terços dos votos do Senado Federal, à perda do cargo, com inabilitação, por oito anos, para o exercício de função pública, sem prejuízo das demais sanções judiciais cabíveis.”

Responder

Uncle A

01 de setembro de 2016 às 12h16

Alguém aqui tem mente aberta? Consegue ouvir algo contrário do que pensa e para para olhar se o que foi dito é verdade? Se sim, então podemos debater sobre isso, se não, então não temos nem por que começar a discutir não é mesmo.
Enfim, cassaram a presidente do Brasil, e dai? Foi um golpe? Então amanhã o exército vai estar nas ruas? Ah, não é esse tipo de golpe, usaram a lei para tirar ela passando por um julgamento político? Algum impeachment vai ser “não político” ?? Claro que não, não é mesmo.
Corrupção existe no novo governo Temer? Claro que sim.
Existia no governo da Dilma? Claro que sim. Alguém aqui vai dizer que não?
A Lava Jato vai parar? Isso só o tempo dirá. A certeza que qualquer um aqui tenha não passa de “achismo”.
No fim das contas, a história vai dizer se o que aconteceu foi um golpe. E nenhum de nós vai estar aqui para saber isso.
Eu estou feliz porque depois de terminado esse processo interminável agora podemos cobrar ações que melhorem o país. Não sei se vocês estão prestando atenção, mas temos quase 20 milhões de desempregados, para eles, o principal é arranjar trabalho. Então chega de briga e vamos melhorar a nossa república para que todos possamos continuar dizendo asneira na internet com segurança, saúde e educação. Obrigado

Responder

    Pedro Pereira

    01 de setembro de 2016 às 13h46

    Agora a briga começou, é hora de aprofundar a divisão, não aceitar o dialogo, e ir pra luta com quem rasgou nossos votos.

    Responder

JOHN J.

01 de setembro de 2016 às 09h02

** E agora, o doutor MORO vai continuar CAÇANDO o LULA, ou vai caçar os verdadeiros bandidos,
todos acastelados no governo do golpista TEMER?**
MORO É UM JUIZ IMPARCIAL, POR ISSO ELE SÓ ESTÁ REALMENTE INTERESSADO EM PRENDER O LULA. Afinal LULA é o maior bandido do governo brasileiro em todos tempos, não é mesmo doutor imparcial Moro?
LULA comprou os votos de sua reeleição.
LULA “ganhou’ uma fazenda em Minas Gerais e a empreiteira construiu um aeroporto para ele.
LULA “ganhou” um apartamento de 450m2 no bairro de Higienópolis SP.
LULA “ganhou” também um apartamento na Rua mais cara de Paris onde passa suas férias.
LULA participou e ganhou muito $ na PRIVATARIA TUCANA.
LULA foi responsável pelo Escândalo do Banestado.
LULA doou vários bancos públicos aos seus amigos e ainda financiou suas dívidas com dinheiro público do BNDES
LULA doou o maior banco estadual do Brasil ao Santander.
LULA faturou muito nas obras do ROUBANEL MARIO COVAS.
LULA faturou muito no TRENSALÃO onde um uma reforma era mais cara que um trem novo.
LULA faturou muito no METROLÃO PAULISTA.
LULA tem uma filha bilionária que está na lista dos bilionários da FORBES e é sócia do maior bilionário do Brasil o dono da Ambev.
LULA foi funcionário fantasma no gabinete do pai deputado federal e morava no RJ.
LULA tem amigos, deputado e senador, que usam helicóptero abastecido com dinheiro publico para fazer trafico de drogas em MG.
LULA construiu vários aeroportos em MG, no meio do mato, para facilitar as vidas de seus amigos traficantes.
LULA “doou” a maior mina de NIÓBIO do Brasil em Araxá MG, ao$ seu$ amigo$ empre$ários.
LULA, muitos disseram que ele faz contrabando de pedras preciosas e de nióbio.
LULA, teve seus nome na lista de FURNAS.
LULA, teve seu nome no famoso DOSSIÊ CAYMAN.
LULA teve seu nome delatado várias vezes com valores e locais em Minas Gerais.
LULA, DISSE UM DELATOR, VAI SER O PRIMEIRO A SER COMIDO.
OS MAIORES CASOS DE CORRUPÇÃO DA HISTÓRIA DO BRASIL.
1. Privataria Tucana————–100 Bilhões e 155 milhões PSDB
2. Banestado————————-42 Bilhões e 155 milhões PSDB
3. Propinoduto Metro/CPTM —–40 Bilhões e 150 milhões PSDB
4. Vampiros—————————–2 Bilhões e 455 milhões PSDB
5. Banco Marka————————1 Bilhões e 855 milhões PSDB
6. TRT – SP———————————————955 milhões PMDB
7. Anões do Orçamento—————————–855 milhões DEM
8. Sonegação da Globo——————————615 milhões ????
9. Operação Navalha——————————–610 milhões DEM
10. Sudam———————————————-214 milhões PSDB
11. Sanguessugas————————————140 milhões PSDB
12. Mensalão———————————————55 milhões PT
“EU NÃO TENHO CULPA, VOTEI NO AÉCIO”
“SOMOS TODOS CUNHA”
“SOMOS MILHÕES DE CUNHAS”

Responder

Covarde Anônimo

31 de agosto de 2016 às 16h27

Tchau queridos…

Responder

João Ostral

31 de agosto de 2016 às 14h25

Muitos que votaram a favor já estão dando depoimento à imprensa e afirmando que não acredita no crime de responsabilidade, mas votou a favor do golpe para o “bem do Brasil”.

Responder

    Sara

    31 de agosto de 2016 às 14h39

    Primeiramente, fora o fato de bandidos serem os juízes desse processo fraudulento, que todos sabemos que houve uma escancarada compra de votos, o que já faz com que o Brasil seja mais desmoralizado do que já esta, a fala é ridícula só comprova que o Brasil é realmente um país de palhaços e sem justiça, como após ter acabado de votar por crime de responsabilidade, que não houve, eles saem dando entrevistas dizendo que realmente não houve crime e mesmo assim votaram pelo crime?????
    Como diria a musica “QUE PAÍS É ESSE”

    Responder

    Dilbert

    31 de agosto de 2016 às 14h47

    E os coxinhas vão bater palmas pra esse tipo de postura…
    Baterão palmas depois de largar seus patos de borracha, obviamente…

    Saudações democráticas.

    Responder

      Sara

      31 de agosto de 2016 às 15h43

      Mas bateram palmas por quanto tempo? Eu conheço alguns que a uns meses atrás abriam a boca e batiam no peito, hoje estão bem quietos só observando e com uma enorme pulga atrás da orelha.

      Responder

        Dilbert

        31 de agosto de 2016 às 15h53

        Olha Sara, aquela história de que eram coxinhas que se descobriram trouxinhas pelo que apoiavam e agora estão escondidinhos tem um grande fundo de verdade.
        Mas boa parte vai continuar batendo palmas pq é alimentado em suas ignorâncias pela mídia golpista, e esta vai continuar seu trabalho de mostrar que, p.e., o PIB do Brasil caiu assombrosamente nos últimos dois meses (portanto por responsabilidade dos golpistas) mas ainda não caiu tanto quanto o PIB do Paraguai :-), e esses midiotas coxinhas vão continuar batendo palma pq o nosso PIB não caiu tanto quanto o Paraguai.
        Saudações democráticas.

        Responder

          Valeria Miguez

          01 de setembro de 2016 às 08h59

          Pois é! A mídia golpista segue em frente com a manipulação… Precisam “alimentar” os coxinhas até escolherem um candidato para 2018…

        Osmar Gonçalves Pereira

        31 de agosto de 2016 às 18h29

        Pois é, coxinhas pokemon evoluem: coxinhas, trouxinhas, escondidinhos.

        Responder

Torres

31 de agosto de 2016 às 13h36

adeus.

Responder

    Mônica Santos

    31 de agosto de 2016 às 13h39

    Não basta ser pobre (foi você quem disse!) tem que ser imbecil também!!! Você merece temer e os ratos que o apoiam. Tomara que o estupro seja bem dolorido!

    Responder

      Torres

      31 de agosto de 2016 às 13h39

      eu não mereço nem Temer e nem Dilma.
      candidatos eleitos juntos.

      Responder

        Sara

        31 de agosto de 2016 às 13h44

        Pelo menos vc esta de bom humor para voltar os tempos de cabresto.
        A ignorância é mesmo uma dádiva.

        Responder

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 13h46

          Dilma era quem me dava mal humor.
          cabresto é a realidade, com Dilma ou sem Dilma.
          somos governados.
          anarquismo não existe.
          socialismo é utopia.
          os políticos tem que ter medo de perderem seus cargos.

          Nero Almeida

          31 de agosto de 2016 às 13h57

          O Cunha pensa isso também.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 14h44

          o Cunha e até mesmo o Lula.
          eles sabem o que é a política.

          Sara

          31 de agosto de 2016 às 15h11

          Como programas social são cabresto? De onde vc tirou esta pérola? Por favor não seja obtuso, as pessoas desse país que saíram da linha da pobreza é que sabem na pratica o que isto significou para elas.
          Minha casa minha vida, Bolsa família, Luz para todos, Bolsas universitárias, programa contra analfabetismo(que foi retirado agora) etc.
          Todas elas são a realização de sonhos, é dar dignidade e oportunidade para quem nunca teve é tirar as pessoas do cabresto, é tirar da escuridão e trazer para a luz.
          Vc deve ser uma pessoa que tem comida na mesa todos os dias, energia e uma casa que te garantem conforto, mas existem muitos que não tem.
          Vc já trabalhou com social? Já foi até o problema? Pois eu já.
          Estes programas salvam as pessoas, não tente problematizar ou melhor criminalizar grandes programas como estes que hoje são matrizes em todo o mundo inclusive no Japão que irá distribuir bolsa família.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 15h14

          eu reconheço a importância dos programas.
          mas eles são necessários e as pessoas dependentes deles.
          infelizmente, quando se depende de algo, existe poder sobre vc.
          as pessoas estão melhor e isso é bom.
          mas o ideal era isso ser desnecessário.

          Sara

          31 de agosto de 2016 às 16h04

          Por favor, não estamos na Noruega, Finlândia, Suíça ou Dinamarca que creio serem os único países do globo onde não exista abismo social.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 16h35

          e todos os países, inclusive os que não tem abismo social, tem certos programas.
          nada demais.
          em governos de direita e esquerda.
          é a necessidade do estado, o cabresto, a dependencia.
          volto a repetir, nada demais.
          liberdade é um mito.
          por mais que busquemos toda a liberdade possível.
          nunca seremos livres de fato.

          Dilbert

          31 de agosto de 2016 às 16h12

          Olha Torres, para que eles sejam desnecessários é indispensável dar oportunidade e inserção dessa faixa de miseráveis.
          E isto é um trabalho de longo prazo, alguns pais analfabetos não vêem importância de alfabetizar seus filhos, de dar uma saúde preventiva, etc.
          Isso é cultural e lento, mas de resultados duradouros.
          Entendo que era isso que o PT buscava.

          O PT errou em alguns planos? Sim.
          Alguns se aproveitaram desses planos? Sim
          O Planejamento e execução podem ser melhorados? Devem ser melhorados sempre.
          Mas isso não invalida o tema central, oportunidades desiguais para os desiguais.

          Saudações

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 16h26

          Dilbert, vc tem uma crença na bondade do PT, eu não.
          programas sociais foram feitos por FHC tb, e por qualquer um.
          são indispensáveis.
          não existe ninguém que possa governar o Brasil sem eles.

          Sara

          31 de agosto de 2016 às 16h31

          Vai busca quais foram os programas do safado do FHC e depois vem tecer comentários sobre isso.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 16h32

          não é preciso.
          ele fez alguns.
          é só um exemplo.
          todos vão fazer.

          Sara

          31 de agosto de 2016 às 16h40

          Precisa sim, porque se ele tinha algum programa eram mal e porcamente financiados e distribuídos, eu particularmente em minhas pesquisas não lembro de ter visto nenhum programa, talvez porque não tinham nenhum impacto social como tiveram os do governo petista.
          Creio que não havia nenhum programa em execução quando seu mandado terminou.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 16h41

          bolsa escola, auxílio gás…
          são exemplos.

          Sara

          31 de agosto de 2016 às 16h46

          Como eu disse, dois programas sem nenhum impacto social, mal e porcamente financiados e distribuídos. Típico.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 16h49

          não deixaram de ser programas.
          e programas em que Lula se baseou.
          eu acho válido.
          e Lula criticava na campanha.
          hehehe…
          a internet é uma maravilha, pq a gente acha fácil a contradição no discurso.

          Sara

          31 de agosto de 2016 às 16h56

          Não creio que Lula tenha se baseado no que FHC fez porque também deu auxilio gás, o quero dizer é que Lula e Dilma criaram programas de grande impacto social que realmente fizeram a diferença na vida e no futuro das pessoas, e se Lula criticava o fazia com razão pois os programa sociais de FHC eram fracos com financiamentos pífios.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 16h59

          sem dúvida, todos que fizeram, fizeram também por necessidades políticas.
          Lula criticou o mesmo que fez.
          criticou a quantidade, o número, do que distribuia.

          Sara

          31 de agosto de 2016 às 17h07

          Seja por necessidade ou não, assim todos políticos fossem como o Lula e Dilma, criticassem e depois fizessem melhor e mais.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 17h09

          sim, seria ótimo.
          mas a discussão é sobre o cabresto.
          e daí sabemos que todos eles reconhecem que os programas sociais são uma forma de poder sobre os mais necessitados, gerando muito ganho político para quem os empreende.

          Sara

          31 de agosto de 2016 às 17h27

          Já te disse o que acho sobre isso, um absurdo alguém achar que programas sociais se tratam de cabresto.
          Cabresto é quando os programas não existem ou são ridiculamente financiados, afinal é o meu e o seu dinheiro.
          Cabresto é isso que irá acontecer com o povo brasileiro agora que o Temer e sua trupe de cafajestes e caras de pau usurparam o poder e a democracia, porque não tem competência para chegar a presidência pelo voto popular.
          Mas eu acredito que este golpe serve também como um divisor de águas porque o próximo presidente democraticamente eleito que realmente tenha vontade de ajudar o povo vai saber como se comportar com as ratazanas, tendo a malícia que faltou a Dilma e outros golpeados do passado.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 17h32

          o povo que depende de subsidios está no cabresto.
          quem depende de outros é subalterno.
          está dominado.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 16h45

          Lula até criticava a entrega de cestas básicas e tickets leite.
          ele concordava comigo.

          Sara

          31 de agosto de 2016 às 14h02

          Cabresto com Dilma? Ela lutou até as ultimas para manter todo tipo de programa social, muitas vezes se negou a corta programas mesmo afetando as contas ao final.
          Fora os vários programas sociais criados em seu governo, ela lutou, lutou muito para não mexer no direitos trabalhistas conquistados as duras penas, ela lutou pelo povo como Getúlio e Jango que da mesma forma foram apunhalados por pessoas que querem ver o povo sucumbir a pobreza, posso citar também JK e Lula(recente) pois os dois terminaram seus respectivos mandatos mas após, foram fortemente perseguidos politicamente.
          Não, vc não sabe o que é cabresto, vou te dar um conselho vá se preparando, porque a partir de agora é que as coisas vão começar a ficar claras, e como disse inteligentemente Requião em seu discurso “Depois que o povo experimentou a emergência social não vai aceitar tão facilmente voltar para a senzala”

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 14h41

          cabresto com qualquer um.
          programas sociais tb são formas de cabresto. dependência.
          não que sejam desnecessários, mas sim, são formas de poder.
          Getúlio foi um ditador. isso é cabresto.
          a emergência social que o povo experimentou foi destruída no governo Dilma.

    Marcos F.

    31 de agosto de 2016 às 14h03

    Quando leio comentário assim eu entendo sua visão, sua tal postura “critica”, pois é isso que é a sociedade brasileira é: vazia – não vejo um argumento que defina e que mostre o real problema do país. Quando leio defensores do Temer ou do Aécio ninguém discute os problemas da falta de microcrédito para novos empreendimentos, não vejo comentário falando da falta de concorrência na indústria, na repressão de consumo nas economias regionais, não vejo ninguém comentando dos problemas da falta de uma indústria de alto valor agregado, ninguém questiona o dinheiro da privatização que aconteceu no FHC e não melhorou saúde e educação como prometiam – acho interessante argumentos assim pois o vazio, o nada culmina em desviar o assunto para assuntos menos importantes como se tivéssemos blindados das consequências!

    Responder

      Sara

      31 de agosto de 2016 às 14h25

      Perfeito, sinto o mesmo.

      Responder

      Torres

      31 de agosto de 2016 às 14h39

      eu nunca defendi Temer ou Aecio em minha vida.
      tais problemas da economia Dilma deu pouca atenção.
      o adeus é muito por causa disso.

      Responder

        Marcos F.

        31 de agosto de 2016 às 14h42

        Não disse que você defende, apenas abri debate.

        Responder

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 14h45

          e eu só esclareci.

Sandra Francesca de Almeida

31 de agosto de 2016 às 12h58

Os golpistas venceram. Essa gente, e seus apoiadores, desde os mais ruidosos aos mais silenciosos, envergonhará para sempre a nação brasileira. Temer entra para a História do Brasil e do mundo como um vice desleal, traidor e golpista. Dilma entra para a mesma História como uma presidenta eleita legitimamente por mais de 54 milhões de votos, cassada/caçada do governo, sem ter cometido nenhum crime de responsabilidade, portanto injustamente, por um golpe parlamentar-jurídico.
Temer entra para a História pela porta dos fundos, desprezado pela maioria dos brasileiros. Dilma entra para a História pela porta da frente, amada, reverenciada, admirada, respeitada e jamais esquecida por milhões de brasileiros, seus eleitores ou não.

Responder

    Torres

    31 de agosto de 2016 às 13h31

    cometeu fraude fiscal em 2014.

    Responder

      Brother Tzu

      31 de agosto de 2016 às 13h37

      Vai estudar Torres..!.. Que q tem haver fraude fiscal em 2014 com o Golpe..?

      Responder

        Torres

        31 de agosto de 2016 às 13h38

        fraude fiscal em 2014 seria motivo para impeachment, se a constituição previsse reeleição.

        Responder

          Marcos F.

          31 de agosto de 2016 às 14h08

          Só uma coisa 2014 não foi o motivo desse impeachment – foram fatos relativos a três decretos e o plano Safra. Pela constituição ela não pode ser condenado por fatos estranhos ao mandato anterior – que fique claro isso!

          Dilbert

          31 de agosto de 2016 às 14h19

          Marcos, acho que na verdade ela não pode ser condenada por atos que não tenham sido feitos no mandato atual, por isso que o processo começou com “pedaladas” e contingenciamento em 2014 mas foi corrigido, a pedido de Cunha, pq aquela musa do Patos de Borracha, tinha cometido esse erro.
          Vou pesquisar, mas acho que foi isso.
          Saudações

          Marcos F.

          31 de agosto de 2016 às 14h34

          Bem lembrado!

          Dilbert

          31 de agosto de 2016 às 14h37

          Ou seja, o Torres aí em cima, está equivocado.
          Mas pq isso não me surpreende?

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 14h38

          por pura formalidade.
          o fato da fraude não fica isento por isso.

          Marcos F.

          31 de agosto de 2016 às 14h41

          Na sua opinião e visão. Você perceber que créditos suplementares não causa crise econômica e foi praticado por governadores (Alckmin) e presidentes anteriores e que o Plano Safra quem define não é o presidente da República… ser contra ela, ser critico da política dela é uma coisa – mas ter respeito pela história é fundamental.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 14h47

          eu não respeito quem comete fraude fiscal para garantir uma reeleição, mentindo ainda por cima.

          Marcos F.

          31 de agosto de 2016 às 15h39

          Eu também – só não sou cinico de fazer relativismo moralista com esse ou aquele determinado partido politico – se vale pra Dilma tem que valer para governadores e prefeitos e deveria valer para presidentes anteriores – não se muda regra de jogo de um dia pro outro!

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 15h42

          as regras se mudam o tempo todo.
          tinha que valer pra todos mesmo.
          mas ainda assim, infelizmente, a política é sempre mais forte que a lei.

          Marcos F.

          31 de agosto de 2016 às 16h00

          Sim. O problema é mudar regra na política de um dia pro outro – isso gera instabilidade jurídica e econômica imediatamente – consequência do não amadurecimento das nossas instituições. Eu sou otimista pra dizer que o choque de valores que a sociedade brasileira está passando ainda vai nos trazer instabilidade por um tempo mas um dia chegaremos num consenso comum!

          Dilbert

          31 de agosto de 2016 às 14h47

          Desenvolve…

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 14h52

          o impeachment, segundo a constituição só é possível durante o mandato.
          mas apenas pq a constituição não previa a reeleição.
          a fraude fiscal de 2014 só está fora da discussão pq a constituição não foi adaptada quando inseriram a reeleição, no governo FHC.
          mas houve.
          e essa é a mera formalidade, que não tem poder de esconder a fraude, apenas ignorá-la.
          essa fraude é então ignorada pela lei, por uma falha da lei.

          Dilbert

          31 de agosto de 2016 às 14h54

          Torres, vc não querer se ater a meras formalidades jurídicas faz com que vc tenha um discursos alinhado com os golpistas, nunca que tenha razão.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 14h58

          Dilbert, crime foi cometido.
          isso me interessa.
          eu não sou do tipo que defende prescrição de crime.
          se sou alinhado com isso ou aquilo?
          pode ter certo que me alinho a vc em muitas questões tb.
          mas nessa não.

          Dilbert

          31 de agosto de 2016 às 15h08

          Torres, já mencionei em outros comentários que além de democrata e nacionalista sou legalista.
          Gostemos ou não, lei foi feita pra ser cumprida.
          Se prescrição vale para o Azeredo (PSDB-MG) vale para Dilma também, gostemos ou não.
          Simples assim.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 15h15

          ah, sim, Dilbert.
          legalista que não confia no legislativo?
          então vc é um legalista incoerente.
          mas tudo bem.
          eu sei reconhecer os erros da lei, e os erros cometidos em nome do poder.
          se vc não reconhece o crime pq ele prescreveu, eu apenas tenho a lamentar.
          isso permite muita impunidade.

          Dilbert

          31 de agosto de 2016 às 15h17

          Não entendi, o que tem a ver ser legalista e confiar em quem quer que seja?

          Se o crime prescreveu, não deve ser usado para condenar ninguém, está prescrito. Qual a dificuldade de entender isso?

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 15h21

          ah, sim.
          sempre.
          mas eu não concordo com prescrição de crimes.
          vc confia no legislativo?

          Dilbert

          31 de agosto de 2016 às 15h24

          Vc tem que seguir as leis, concordar com elas é outro papo.
          Se eu confio no Legislativo? Não confio, e dizendo isso estou afirmando que não confio nos eleitores que elegeram os deputados e senadores.
          Mas tenho que respeitar.

          E, principalmente, tenho que tentar fazer algo para mudar esse estado de coisas.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 15h32

          sim.
          eu sigo as leis tb.
          Dilma foi quem não seguiu.
          eu não confio em leis, Dilbert.
          pq são feitas pelo legislativo.

          Dilbert

          31 de agosto de 2016 às 16h20

          Mas vc é teimoso…
          Vc não pode afirmar que Dilma não seguiu as leis se essas mesmas leis tem data de validade – prescrição.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 16h24

          cometer fraude não deixa de ser crime, mesmo que tenha sido prescrito.
          quem comete fraude, qualquer tipo, não seguiu as leis.

          Dilbert

          31 de agosto de 2016 às 16h43

          Prescrição significa perda do direito de punir pelo transcurso de prazo.
          Se perdeu o direito de punir não há que se falar em crime.
          Podemos filosofar entre os temas jurídicos e éticos, mas independente disso e até apesar disso, não há que se falar em punição nem tipificação criminal.
          Então, tentar justificar a saída da Dilma, como vc mencionou acima, pelos crimes de 2014, é apenas um delírio filosófico sem respaldo jurídico.

          O Temer, a partir da posse, passa a ser inimputável por crimes que não tenham sido realizados no exercício pleno do cargo de Presidente.
          Isso significa que ele é inocente de crimes que comprovadamente ele tenha cometido quando no exercício, p.e., do cargo de vice-presidente?? Sim, juridicamente falando. Filosoficamente falando, aí só com uma cervejinha gelada.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 16h48

          o crime é que prescreve, mas não deixou de ser feito.
          eu não estou nem aí para as discussões filosóficas sobre o tema.
          o que estou dizendo é que é culpada.
          se vai pagar ou não pelo crime é outra história.
          culpada, apenas isso.
          tb sabemos que Sarney é culpado, Collor, Renan.
          estão todos livres.
          perante a justiça, são inocentes.
          mas a gente sabe que não são.
          Temer, inclusive.
          mas Dilma tb.

          Dilbert

          31 de agosto de 2016 às 16h50

          Interessante sua lógica, todos os citados nunca foram condenados, a Dilma foi.
          Ah, tem o Collor, que depois foi inocentado.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 16h51

          pois é.
          Dilma pagou por coisas que fez e que não fez.
          mas escapou do que fez de pior.
          a política salva e condena.

          Dilbert

          31 de agosto de 2016 às 16h56

          Só por curiosidade, vc está tomando alguma medicação de tarja preta?

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 16h59

          o mesmo remédio que deram pra sua mãe.
          quer fazer piadinha escrota?

      Sara

      31 de agosto de 2016 às 13h41

      Então vc tem que ir ao senado informar que vc descobriu porque não houve sequer uma comprovação, até porque não existe.
      Vc pode mentir para si mesmo o quanto quiser, deve ser a dor de cabeça de pensar na merda que vem por ai.
      A partir de agora é se preparar porque vai ser tiro pra todo lado kkkkkkk
      Não quero novas eleições quero ver como o povo reage saindo da casa grande e voltando pra senzala kkkkkkkk

      Responder

        Torres

        31 de agosto de 2016 às 13h43

        sim, isso está provado.
        em 2014, Dilma não contabilizou as pedaladas, escondendo deficit.
        é um fato.
        o que vem por aí é uma merda.
        mas eu creio que é melhor do que viria com Dilma.

        Responder

          Sara

          31 de agosto de 2016 às 14h54

          Então vamos ver, a umas semanas atrás, cortes gigantescos na educação e saúde já foram aprovados, programa contra analfabetismo retirado, aprovado corte no credito de 65% de para universidade federal, já passou pela primeira aprovação a lei que irá permitir a privatização de qualquer patrimônio brasileiro, inclusive nossa agua (estamos ferrados) isso só no 3 ou 4 meses(nem sei) que aquele safado e sua trupe de bandidos estão lá.
          Fora o que vem por ai, retirada do SUS, aumento de idade para aposentadoria, ataque a CLT, ataques graves a Previdência Social, etc.
          E mesmo que não houvesse essa avalanche de ataques aos direitos do povo como eu descrevi, como pode ser melhor uma pessoa honesta sair para um bando de ladrões blindados pela justiça fajuta e corrompida governar o país? Inacreditável, a que nível de alienação chegamos.

          Dilbert

          31 de agosto de 2016 às 14h58

          Oi Sara, complementaria sua resposta questionando os midiotas a respeito do déficit fiscal – nunca antes na história… tivemos um tão grande como este agora.
          O déficit foi muito utilizado pelos “analistas” globais para justificar a bagunça de nossa economia.
          Hoje se observa que os Golpistas, em 100 dias, não só aumentaram 40% do orcamento do déficit, para dar aumento ao judiciário, como agora ficou completamente descontrolado.
          Junte-se os dados que vc passou e temos um quadro que só gosta quem é pato.

          Sara

          31 de agosto de 2016 às 15h35

          Olá, os golpistas tocaram tanto na tecla dos gastos do governo, a mídia não parava de noticiar de forma acintosa visando obviamente denegrir a imagem de Dilma, para que ela parecesse uma grande incompetente, mas o interessante é que o déficit publico do governo Dilma estava com previsão de fechar o ano na casa dos 96 bi, agora o salafrário do Temer esta lá uns 3, 4 meses e este déficit já esta para fechar este mês(agosto) em 170bi, quase o dobro em apenas 3, 4 meses e a mídia que fazia tanto carnaval com a Dilma agora esconde descaradamente os rombos do safado.
          Resumo da obra, estamos perdidos!

          Dilbert

          31 de agosto de 2016 às 15h43

          Se a Dilma tivesse alterado o Orçamento com a intenção de injetar 70 bilhões na economia para geração de empregos, aumento de arrecadação, etc., todos iriam reclamar, mas aí o Golpista faz o mesmo só que para pagar aumento do judiciário e fica por isso mesmo.

          Torres

          31 de agosto de 2016 às 15h01

          vc acha que eu concordo com tudo isso?
          acho uma merda.
          mas não temos dinheiro pra pagar.
          eu não creio em honestidade em políticos.
          Dilma estava no jogo.
          e eu conheço a política de dentro.

    Dilbert

    31 de agosto de 2016 às 14h45

    Oi Sandra, até concordo com a maioria dos seus comentários, entretanto acho que devemos fazer uma reflexão sobre os motivos que nos levaram a essa derrota.
    Entendo que o poder econômico e a direita são extremamente competentes na arte da manipulação, não só no Brasil, mas isso só não justifica.
    Os meios de comunicação são apoiadores/apoiados pelo poder econômico? Sim. Mas temos a internet, ainda que sem o mesmo alcance, obviamente.

    O que gostaria de ver é uma organização dos democratas e nacionalistas, sim, antes de ser esquerdista ou petista, eu amo meu país e defendo a democracia e também a legalidade.
    Vamos imaginar um cenário, até certo ponto, factível:
    – Lula ganha as eleições em 2018.
    Como ele governará? O que temos que fazer agora para proporcionar um governo sem as disputas fisiológicas que ocorreram agora?

    O que acham?

    Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Ciro Gomes O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou?