Live com Marcio França, pré-candidato a prefeitura de São Paulo

Desespero na Globo: irmãos Marinho “queimaram caravelas” com “kamikaze TRF-4”

Por Romulus Maya

17 de dezembro de 2017 : 07h16

Do Blog de Romulus Maya:

Desespero na Globo: irmãos Marinho “queimam caravelas” com “kamikaze TRF-4”!

Por Romulus Maya & “Dom Cesar”

(com informações de fontes muito bem situadas no BNDES e no próprio Grupo Globo)

Na data de ontem (14/12/2017) o Grupo Globo finalmente tomou a decisão de substituir do comando executivo das empresas o primogênito da família Marinho, Roberto Irineu Marinho, sob o pretexto de ter completado a idade de 70 anos.

Mais uma vez a empresa fez uso do eufemismo para escamotear a verdade dos fatos, usando o recurso das conjunções e adversativas em suas manchetes para esconder o fato de que o primogênito caiu: “Roberto Irineu Marinho se mantém presidente do Conselho do Grupo Globo, e Jorge Nóbrega assume presidência executiva.”

Mais à frente o comunicado ressalta que o novo CEO, ex vice-presidente Executivo do Grupo Globo, Sr. Jorge Nóbrega, assumiria a presidência executiva da empresa em função da aposentadoria do primogênito da família Marinho e que este teria feito a indicação do Sr. Nóbrega para o cargo.

Apesar da saída de Roberto Irineu Marinho do comando executivo ele ainda continuaria na presidência do Conselho de Administração, cargo que antes acumulava com a presidência executiva do Grupo.

É possível notar um claro interesse em criar um pretexto para a troca no comando, o atingimento da idade de 70 anos, bem como a ideia de que o poder de mando continuaria intacto, não só pela indicação e escolha do novo CEO como a permanência à frente da Presidência do Conselho de Administração.

Emblemática foi a declaração de que “A família Marinho não se afastará da Globo nem um milímetro”, dita por Roberto Irineu em um comunicado aos funcionários do grupo. É justamente o contrário, se não tivesse havido um afastamento da frente dos negócios esta fala sequer teria sido mencionada.

Outra declaração emblemática foi a de que “A gestão das nossas empresas também não mudará e nem nosso modo de ser. (…) Buscamos resultados de longo prazo, sem mirar exclusivamente no lucro do trimestre”. Aqui temos uma confirmação da informação antecipada por nós tempos atrás (aqui e aqui), quando afirmamos que o Grupo Globo entraria no vermelho já no 1º trimestre de 2018.

Na prática, o novo CEO será o responsável por todos os negócios do grupo, os novos projetos e as transformações das empresas (TV Globo, Globosat, Infoglobo, Editora Globo, Valor Econômico, Sistema Globo de Rádio, Som Livre, Globo.com e Globo Filmes), bem como as participações em outros negócios e as novas iniciativas.

Por trás deste repentino anúncio da troca de comando nas empresas do Grupo Globo travou-se uma intensa disputa nos bastidores da cúpula do Grupo, cujos herdeiros relutam em reconhecer que a gestão conduzida por eles foi desastrosa. Sob todos os pontos de vista de gestão empresarial.

A opção tomada de derrubar a presidente Dilma teve de ser acompanhada de uma intensa campanha que terminou derrubando o governo, mas também derrubou o PIB. Afetou, diretamente, o faturamento dos principais anunciantes. E, por conseguinte, seus investimentos em publicidade. Ou seja, um tiro no pé nos negócios da empresa.

A gota d’água que agiu como elemento catalisador para a troca de comando foi a “decisão kamikaze” (nas palavras de interlocutores dos Marinho!) da cúpula do jornalismo da emissora, ao orquestrar a antecipação do julgamento do ex-presidente Lula para o dia 24/01/2018. Passaram para toda sociedade e para todo mundo jurídico nacional – e internacional – a certeza de que o país estaria sob a égide de um verdadeiro Estado de Exceção.

Prevaleceu junto aos membros do Conselho de Administração a ideia de que a jogada de mão maquinada pelos irmãos Marinho e sua diretoria de jornalismo ultrapassou todos os limites de responsabilidade e previsibilidade. A ponto de ameaçar, seriamente, os negócios do grupo, tendo em vista que tal decisão foi como queimar caravelas; tornar quase impossível uma futura composição com os governos a serem eleitos. Isso sem contar a efetiva possibilidade de conflagração no sistema social em função desta medida tão absurda e arbitrária.

A partir da posse de Nóbrega no comando executivo das empresas haverá um processo mais acelerado de reestruturação interna. O foco imediato será o corte nos custos fixos (salários nos departamentos de jornalismo e novelas) e a venda de bens do ativo imobilizado (nesta semana o prédio da Rádio Globo foi desocupado e a operação foi transferida para Jacarepaguá).

Em paralelo a isso, ainda existe um assunto não definitivamente resolvido: o dos futuros pretendentes Murdoch e Daniel Dantas. Os Marinho e Murdoch em passado recente cogitaram da atuação da News Corp no solo brasileiro. O empresário australiano poderia adquirir uma parte da TV Globo em troca de assunção das dívidas de US$ 2,6 bilhões do Grupo Globo. Além do bilionário australiano que mira as empresas da Globo temos também o banqueiro Daniel Dantas do Opportunity.

Daniel Dantas poderia fazer o negócio da aquisição via banco Opportunity. Teria a vantagem de poder captar recursos no BNDES.

Concluindo, o Grupo Globo tem pressa para buscar uma saída financeira para suas dívidas financeiras que vencem nos próximos anos e não podem mais ser roladas por falta de ativos do patrimônio imobilizado para dar como garantia ao BNDES – como exige a lei.

Chegamos, inclusive, a especular possíveis razões pelas quais os Marinho não podem dar as próprias ações que têm na Globo – ou os recebíveis da empresa – como garantia da rolagem da dívida:

(i) ou já deram os recebíveis – de uma concessão pública!(1) – como garantia para a especulação que fazem no mercado financeiro; e/ou

(ii) já empenharam de forma secreta as ações – de uma concessão pública!(2) – para se financiarem; e/ou

(iii) repetindo prática reiterada da empresa (como com o grupo Time Life nos anos 60, na compra da emissora do grupo em SP, com a venda da NET ao mexicano Carlos Slim, etc.) já venderam as ações que têm na Globo – uma concessão pública!(3) – em um contrato de gaveta a um bilionário estrangeiro – algo ilegal e vedado expressamente pela Constituição. Nesse caso, permaneceriam apenas como testas de ferro no negócio, até o lobby pela mudança legislativa que permitisse a “regularização” dessa situação prosperasse. Partindo dessa premissa, seria o afastamento de João Roberto Marinho da presidência do grupo uma ordem direta do “gringo”? Teria perdido a paciência com as lambanças dos Marinho?

O grande desafio do Grupo Globo é gerenciar o endividamento de curto e médio prazo. A prioridade zero é o corte nos custos fixos e a venda de ativos, como participação em empresas (Sky) e a venda de emissoras de tevê. A estratégia do novo CEO Nóbrega será no sentido de seguir este plano e se ater apenas aos ativos geradores de caixa como os jornais e a emissora de TV.

Dentro deste cenário os novos gestores não podem se arriscar a participar de jogadas políticas temerárias ao estilo Kamikaze, que criem futuras retaliações contra os negócios ou interesses do grupo. E foi exatamente isto que ocorreu recentemente com a operação no TRF-4, que incendiou o ambiente político e também induziu a substituição do primogênito dos Marinho no comando do grupo.

*

Atualização: 

Fonte (1) – Romulus, adiciona isto aqui na atualização do seu post:

(que caiu como uma bomba onde tinha que cair!!)

– O imbróglio do FIFAGate vai impactar a renovação dos empréstimos bancários e obtenção linha para capital de giro.

– Os bancos irão pôr obstáculos à concessão de crédito para eles.

– O risco de default na Globo é muito alto.

– OUTRA: o banco Goldman Sachs, que no passado recente ajudou na restruturação da dívida da Globo, terá como nova presidente a Maria Silvia, no lugar de Paulo Leme.

– A mesma Maria Silvia que, antes de presidir o BNDES (onde não pode rolar o empréstimo SEM GARANTIA) já havia dado consultoria para reestruturar a dívida da Globo em sua consultoria independente em 2002/2003, agora terá que descascar novamente o abacaxi “Grupo Globo”, que em 2018 entra no vermelho, em especial no tópico CASH FLOW (fluxo de caixa).

– Meu amigo, o que fecha uma empresa não são os números do Profit&Loss (lucros e prejuízos), mas os do cash flow! Sem cash flow a empresa simplesmente colapsa! O cash flow é o oxigênio do coração da empresa. É esta a preocupação do Grupo Globo em 2018.

– Fora o fato de que, se houver decretação judicial internacional da nulidade dos contratos da FIFA de 2026 e 2030, haverá uma debandada de grandes anunciantes. E a empresa JÁ RECEBEU os chamados (jargão contábil) “RECEBIMENTOS ANTECIPADOS”. Estes recebimentos antecipados são classificados como passivo circulante. É uma dívida que a empresa tem com os anunciantes.

– Caso os contratos da Copa caiam, os Marinho terão de devolvê-los aos anunciantes ou descontá-los em futuros anúncios. Ou seja, um dinheiro absurdo que não mais irá entrar no caixa! Viu o tamanho do problema?

– Fora o fato de diversas decisões criminosas – e.g., corrupção no futebol, uso de offshores, sumiço de processo da receita, conspiração para derrubar governos – terem sido deliberações pessoais dos 3 irmãos Marinho. Ao arrepio de tudo aquilo que uma gestão corporativa profissional recomendaria.

– Obs.: a expressão “ataque kamikaze” (TRF4 em 24/01) foi citada – textualmente! – no quebra pau do Conselho de Administração do Grupo Globo! Na cara do – recém-demitido – irmão Marinho!

– A investigação #FIFAGate trará impactos enormes no caixa de empresa. Bancos deixarão de ser uma opção para o grupo se financiar. E aí a Globo será presa fácil para os predadores: Murdoch, Daniel Dantas, Carlos Slim…

– Posso confirmar o que o Paulo Henrique Amorim antecipou, sobre o prejuízo certo no primeiro trimestre de 2018. Só que é pior: já estão falando que no 4o trimestre deste ano – 2017 – já haverá prejuízo! Coisa que será difícil de esconder com “mágica contábil”. Pois quem sabe – agora – a Miriam Leitão não vire uma ardorosa defensora de “contabilidade
criativa”??

*

Mais sobre a corda no pescoço dos Marinho em:

Bomba: os Marinho colocaram a Globo na roleta do Cassino!

Por “Dom Cesar” & Romulus

No popular:

– Os Marinho estão saindo fora!

E, por isso, querem a grana toda…

– … in cash!

Com a moeda nacional desvalorizada, o país fica “barato” e o poder da “alavanca” de quem tem dólares torna-se muito maior.

Some a isso, ainda:

(i) a depressão econômica, barateando os ativos brasileiros no geral;

e, no particular…

(ii) a implosão de setores inteiros da economia nacional, via Lava a Jato.

Resultado: xepa!

E aí…

Quem tem dinheiro na mão – a tal da “liquidez”… – é rei!

“Aposta na aposta, na aposta, na aposta, na…”

– Os Marinho apostam no seu poder de viciar a “roleta do Cassino”, via Rede Globo para, ao final, ganharem também na sua aposta principal: a especulação financeira.

Haja alavancagem: um verdadeiro castelo de cartas!

“Castelo de cartas”… a espera de um sopro??

LEIA MAIS >>

*

Globo precisa da grana do BNDES

Por Romulus

– Conversão da Globo ao “Fora, Temer”: tudo menos civismo.

– O projeto de longo prazo: a tutela da classe política pela dobradinha mídia/ juristocratas – juízes/ procuradores/ policiais federais.

– No médio prazo, o medo: o FBI investiga o esquema FIFA. Sem ter feito o PGR, a Globo passa a contar apenas com mecanismos extremos: “perdão presidencial”, “anistia do Congresso” e dissuasão, com a ameaça de ataques midiáticos ou de impeachment da nova PGR pelo Senado.

– No curto prazo, a corda no pescoço: o endividamento das Organizações Globo junto ao BNDES. Segundo fonte do Blog, os Marinho não estariam conseguindo rolar a dívida desta vez. O problema seria não terem bens para dar em garantia. Nem mesmo as ações na Globo!

– Uai… qual o problema, irmãos Marinho? As ações da Globo não são mais de vocês?!

LEIA MAIS >>

*   *   *

 
– Siga no Facebook:
 

– E no Twitter:



Quando perguntei, uma deputada suíça se definiu em um jantar como “uma esquerdista que sabe fazer conta”. Poucas palavras que dizem bastante coisa. Adotei para mim também.

Romulus Maya

Advogado internacionalista. 9 anos exilado do Brasil... conta na Suíça, sim, mas não numerada e (mais importante) sem numerário! Quando perguntei, uma deputada suíça se definiu em um jantar como "uma esquerdista que sabe fazer conta". Poucas palavras que dizem bastante coisa. Adotei para mim também.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

19 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Leandro

18 de dezembro de 2017 às 03h48

Pode sentar e tomar muito café, enquanto a Globo dominar o mercado publicitário e a audiência, não tem político de direita ou de esquerda que tenha peito para bate de frente com eles. Até o Lula quando foi eleito, a primeira entrevista exclusiva foi para a Globo. Quanto a aposentadoria do Roberto Irineu, é bem lógica se eu t num 70 anos vou querer curtir o meu dinheiro, o Jorge está sendo preparado há anos para assumir este cargo. A Globo tem um só dono, os Marinhos. Como eles iriam derrubar o primogênito.

Responder

Gemax Aires

17 de dezembro de 2017 às 18h53

Tem muita especulação nesse meio. O patrocínio do fora Temer pela globo, seu apoio ao Boulos e seu MTST, aproximação com o PSOL e com o Janot e o joesley para derrubar o Temer tem muito a ver com essa troca. O mercado financeiro e as empresas mostraram estar do lado do Henrique Meireles, que é gente do Temer, e se a globo quiser patrocínio e investidores terá que, pelo menos, ficar isenta no processo político. Será questão de sobrevivência.

Responder

Francisco

17 de dezembro de 2017 às 16h34

O Estado tem que tomar de volta essa comseção e nela estabelecer a TV Brasil, aproveitando inclusive parte do elenco e técnicos da Globo. Jornalistas precisariam passar por comitê de ética, claro…

Finalmente, a nossa BBC…

Responder

none

17 de dezembro de 2017 às 16h28

bla bla bla. ninguém vive sem as novelinhas as loritinhas da globo. povo gosta. ama . mais q o Lula kkkk

Responder

Schell

17 de dezembro de 2017 às 16h03

pois, eles conseguiram com o golpismo de sempre: hoje, negócio da china é comprar o brasil a preço de bananas.

Responder

Pedro Rodrigues da Silva

17 de dezembro de 2017 às 12h48

fas 30 anos que espero por este acontecimento pensei que ia morrer se ver o que minha mãe sempre falava a justiça tarda mas não falhará,bai bai rede globo

Responder

Fabio

17 de dezembro de 2017 às 12h38

V.g.Vc só faz especulações nesta matéria, eu não quero te ensinar à trabalhar mas deveria trazer pelo menos uma prova do que fala.

Responder

Ralfo Penteado

17 de dezembro de 2017 às 12h36

O ffhhcc escancarou. O PT cobrou pedágio pela leniência o tempo todo. O quadrilhao só quer apagar seus rastros. E a conta é imposta a quem trabalha produz e é escalpelado pelos tributos inúteis.

Responder

Ralfo Penteado

17 de dezembro de 2017 às 12h30

Falta cadeião com forçados e arresto. Como tem quadrilhas neste país.

Responder

Ilma

17 de dezembro de 2017 às 11h49

Poder sobe a cabeca.

Responder

Jorge Leite Pinto

17 de dezembro de 2017 às 11h45

Que delícia de matéria! Depois da derrota do time dos nazi (último do Brasil a aceitar negros) ontem pro R.M. veio completar o domingão…

Responder

Carlos Gama

17 de dezembro de 2017 às 13h24

Metástase!!!!

Responder

    Marcelo Oiticica

    17 de dezembro de 2017 às 13h55

    É melhor amputar logo o membro podre da sociedade, assim nos mantemos vivos!

    Responder

Carlos Alberto do Aragão

17 de dezembro de 2017 às 10h59

Como diria o velho deitado. Você pode manipular algumas pessoas por pouco tempo, mas não consegue manipular muitas pessoas por muito tempo..
A globo está colhendo o que plantou. Sempre manipulou vários políticos durante anos em troca de benesses dos governos. Agora não dá mais. Querendo ou não tem dedo de certa parcela da população brasileira que está em processo de seleção em relação aos demandos dos políticos corruptos que ainda insistem em querer enrolar a todos com suas promessas demagogas que não fazem mais parte do quadro político brasileiro. A globo está envolvida até o pescoço neste lamaçal imundo.
Quem planta , colhe….

Responder

Oseias Oliveira Moreira

17 de dezembro de 2017 às 12h58

…….foraaaa…………quaaa……4.

Responder

Mar

17 de dezembro de 2017 às 10h43

Eu ainda acho que eles estão armando alguma. Desde que me entendo por gente ouço esta historinha que a globo está mal financeiramente. Os Marinhos não precisam ser bons administradores, afinal sempre é o Estado que vai pagar a conta, através das chantagens que eles fazem com os governantes do país. As malas dos Marinhos continuam cheias, muito cheias, com esse golpe então…

Responder

Eduardo Appratto Dornelles

17 de dezembro de 2017 às 12h24

Benza Deus!!!!

Responder

Luis CPPrudente

17 de dezembro de 2017 às 09h39

É o momento de partirmos para cima dessa Bastilha chamada organização criminosa famiglia Marinho, vulgo Rede Globo, e derrubarmos sem dó, nem piedade. Essa organização criminosa praticou ato de traição ao povo brasileiro, ato de traição à soberania do Brasil, ato de traição à indústria e comércio brasileiros, ato de traição ao futuro do Brasil.

Responder

Lolla Proença

17 de dezembro de 2017 às 11h30

Heh…

Responder

Deixe uma resposta