Haddad e Dilma em Belo Horizonte

A entrevista de Haddad ao Canal Livre, da Band

Por Miguel do Rosário

20 de agosto de 2018 : 07h52

A parte 1 pode ser vista aqui:

Para assistir às partes 2 e 3, clique aqui e aqui.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

45 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

alice helena haas

21 de agosto de 2018 às 11h06

esse boechat é podre

Responder

André Bezerra

20 de agosto de 2018 às 21h24

Desejo muita luz ao Haddad. Excelente desempenho na entrevista. Mostrou se muito bem preparado para ser o presidente do Brasil. Conhece muito bem o plano de governo do PT. Demonstrou sinceridade ao fazer as críticas e auto críticas necessárias ao governo do PT. Mas ainda hj o candidato do PT a presidente do Brasil é o Lula.

Responder

André Romero

20 de agosto de 2018 às 17h39

Miguel, como se bota uma foto ou um avatar nessa caixa de comentários? Existe uma central com os escritos de cada um? Abraços.

Responder

Tamosai

20 de agosto de 2018 às 15h25

Achei o Haddad muito bem preparado e respondendo com serenidade às “perguntas” dos “jornalistas”. Observem que poucas perguntas eram sobre programas de governo, ideias, soluções. A maior parte das perguntas eram pegadinhas, golpes baixos, intrigas, e tentativas de encurralar o Haddad. Isso sem falar nas interrupções constantes.
Ele saiu-se muito bem e, se o Lula for impedido de participar pelo tapetão, ele tem grandes possibilidades de ser eleito e ser um bom presidente. Ficou também a constatação de que temos uma mídia realmente horrível. Os “jornalistas” parecem mais fuxiqueiras da pior espécie e constituem uma ameaça à democracia.

Responder

Nostradamus ( bacia & banquinho )

20 de agosto de 2018 às 14h18

Vou tentar reproduzir… assisti até no final quando veio a história que Ciro o teria chamado de poste do Lula… Saiu-se muito bem. Fantástico. Sensacional. Acima de minhas expectativas. Muito preparado sem perder a compostura. O jornalistas muito intriguentos.

Responder

Nostradamus ( bacia & banquinho )

20 de agosto de 2018 às 14h14

Qual é a razão de bloquear meu comentário ? Está de sacanagem Miguel ?

Responder

Nostradamus ( bacia & banquinho )

20 de agosto de 2018 às 14h12

Vi as três partes. Comentei. Estou aguardando sair o comentário.

Responder

    André Romero

    20 de agosto de 2018 às 21h58

    Cara, não vi as outras duas partes. Sabe onde estão?

    Responder

Carcará

20 de agosto de 2018 às 14h10

Lula Livre!

Responder

Nostradamus ( bacia & banquinho )

20 de agosto de 2018 às 14h09

Finalmente terminei de ver todas as três partes. Fantástico! O cara é sensacional ! Até no finalzinho depois de muitas investidas indelicadas veio a história do Ciro tê-lo chamado de poste do Lula… estes jornalistas também são intriguentos para cachorro, ele não perdeu a postura, respondeu com muita dignidade. Superou todas as minhas expectativas. Vai levar muita porrada porque é o melhor. Mas está muito bem preparado. Se precisar substituir o Lula o fará a altura do nosso povo.

Responder

André Romero

20 de agosto de 2018 às 13h19

Ficou grande, peço desculpas ao Miguel. Essa minha opinião é endereçada àqueles que se escondem por trás de pseudônimos, para que entendam minha posição. Deixo claro de que é isso, apenas a minha opinião.
Mesmo não sendo mais petista desde aquela ‘Carta de Porto Alegre’ (2000), votei em Lula e Dilma. E até um certo tempo eu vivia tapando os olhos e tentando justificar os erros grotescos dos governos de Lula e da Dilma, quando interpelado com razão pelos meus amigos.
Mas num certo momento, analisando o quadro geral, dei-me conta de que o PT é apenas um partido populista, demagogo e que age exatamente como seus adversários.
É governado autoritariamente de São Paulo, que impõe suas vontades a todo Brasil – exatamente como seu co-irmão, o PSDB. Apenas usa o discurso das esquerdas, exatamente como os políticos ditos “evangélicos” usam o discurso da Bíblia, da moral e dos bons costumes para enganar e conduzir sua militância. Da grande mídia, eles também emprestaram e adotam as mesmas práticas de difamação, desconstrução, propaganda, dirigismo, ‘fake news’ e neutralização de concorrentes indesejados, através de seus sites satélites na Internet, que não passam de versões esquerdistas do “Antagonista” e outros de direita. Faces de uma mesma moeda.
Apesar da defesa raivosa (e teleguiada) dos radicais, o PT para mim não é um partido de esquerda: apenas usa esse discurso como propaganda. Vide seus governos do partido, com quem ele se associou, como governou e com quem ele até repartiu o butim da corrupção.
Dou um exemplo aqui do meu Rio: esse Lindbergh responde por suspeitas de corrupção de empreiteiras, igual a Alckmin, Cabral, Temer e os demais e foi condenado por nepotismo de parentes em Nova Iguaçu, onde foi prefeito. A Benedita é outra que usa apenas o discurso de negra, pobre e favelada, mas pesa sobre ela denúncias brabas de nepotismo de familiares, segundo o noticiário. E é essa gente que está lá nas páginas dos jornais enchendo o saco alheio denunciando os outros todos os dias. Como eles, incontáveis petistas pelo Brasil afora respondem por ilícitos igualzinho ao políticos que ele diz combater.
Na cidade com fama de ser a mais vanguardista do Brasil, o PT aqui simplesmente não existe e sempre foi mandado pela cúpula paulista, vide a tentativa de candidatura de Vladimir Palmeira em 1998, um dos fundadores do PT, torpedeada e desautorizada por um ‘golpe’ do comando do PT, que queria impor uma aliança com o notório corrupto do Garotinho, vanguarda do atraso do pensamento evangélico e outro da mesma escola “evangélica” do Cunha. e cuja mulher foi presa, como todos sabem e conhecem. Os mesmos esquemas, sempre.
Apesar da notória perseguição da grande mídia – caixa de ressonância de interesses do capital, pura e simplesmente – o que nenhum radical é capaz de enxergar é que o PT botou a buzanfa na janela e deu todos os motivos desse mundo para ser perseguido pelo PIG como foi. Motivos esses que justificam sua enorme rejeição, incluindo a de gente até nas esquerdas.
Tem caras decentes no partido? Tem sim, gente bem intencionada como o próprio Haddad, mas como em todo partido superdimensionado de hoje, quem manda é uma cúpula de São Paulo e que foi responsável por jogar o PT nesses tenebrosos caminhos que o partido resolveu percorrer da década de 90 para cá, quando deixou de lado sua famosa democracia interna para ser dirigido pelos ditames de uma cúpula que passa por cima de todo mundo, até dos eleitores. O PSOL, por exemplo, nasceu fruto dessas divergências com a forma petista de governar, goste-se dele ou não.
Agora vem com um pseudo discurso e um plano de governo mais “radical”? Ora bolas, tiveram 13 anos para implementá-lo mas preferiram o compadrio com as mesmas forças que o derrubaram. Desculpem-me mas isso não me convence. E para ser sincero tampouco acho que eles terão força política para tal, nesse cenário de polarização extrema da sociedade, queda de sua bancada e extrema rejeição. Essa “pacificação” só existe na cabeça dos teleguiados: eleger o PT só fará perpetuar essa polarização, esse ódio, a Lava-Jato e a judicialização da política. E continuaremos na mesma m* que nos encontramos.
Essa conclusão muita gente boa de esquerda já chegou há muito mais tempo do que eu.
É por essas e muitas outras que fico estarrecido e uso de ironias e sarcasmo com colegas que só sabem mandar os críticos ao PT se catarem e outros que só sabem escrever em caixa alta e de forma ridícula chavões de esquerda da década de 30, com se estivessem gritando numa assembleia de sindicato. Pombas, que usem outros argumentos para convencer.
Como eu sempre digo: muitos que votam no Ciro hoje tem a mesma origem que a minha.
No final, na hipótese de Haddad chegar ao 2o turno, sei que muitos de nós acabarão votando nele apenas para evitar um mal maior, mas certamente uma parcela das esquerdas não votará e essa conta da rejeição chegará. Temo enfrentar esse dilema, mas se a hora chegar, uma boa parte de mim acha que já passou da hora do PT assumir suas artimanhas divisionistas e se assumir como o partido que é: aquele que não aceita ninguém perante a sociedade, só a si mesmo. Ele tem de parar de ser salvo em toda eleição pelo apoio daqueles que ele apunhala e sabota pelo caminho desde 89, como Brizola e Ciro e outros partidos que só são lembrados para servir como satélite. E que sofram as consequências de seus atos. Abraços.

Responder

    Zé dos Bagos

    20 de agosto de 2018 às 14h29

    Cidadão… vá se tratar para não ficar delirando assim… desculpe mas, isso só pode ser algum problema. Falo sério, sem ironia ou sarcasmo algum. Numa boa cara. Que desilusão imensa !!!

    Responder

      André Romero

      20 de agosto de 2018 às 15h37

      Quem tem de se tratar é você, filho, que se esconde atrás de pseudônimos e não se dá ao trabalho de concatenar uma ideia sequer e só manda os outros se catarem aqui, ou coisa que valha. Quem sabe um dia você não evolui, sai desse pensamento obtuso e pensará igual a mim?
      Os fatos que eu falei são a pura realidade. Te desafio a me mostrar onde estou errado. Ou não é para isso que nós estamos aqui?

      Responder

      ari

      20 de agosto de 2018 às 18h11

      Quando o cara diz “sempre votei no PT”, eu paro a leitura

      Responder

        André Romero

        20 de agosto de 2018 às 19h20

        Típica atitude de quem não sabe discutir.

        Responder

        Daisy

        22 de agosto de 2018 às 09h28

        Eu também, considerando o tamanho do texto e atacando Lula e o PT não leio. Classifico os ditos decepcionados com o PT, como esquerda Caetano Veloso, primeiro aceitaram Marina como terceira via, depois do apoio a Aécio em 2014 mudaram o voto, agora são Ciro. Ambos candidatos guardam ressentimentos no freezer para durar muito tempo, o ex petista também.

        Responder

          André Romero

          24 de agosto de 2018 às 00h55

          Daisy, o texto não foi para convencer nem você nem ninguém. Até porque, a essa altura e pela minha experiência pessoal, creio ser impossível tentar convencer os fanáticos a repensar suas causas fundamentalistas.
          Essa sua rotulagem mostra exatamente em que nível está a sua percepção da realidade e sua obtusa visão política, pois jamais apoiei ou cogitei apoiar Marina nem tampouco Aécio.
          Não acreditar mais no PT – em função de todas as práticas do partido anos a fio – só desqualifica alguém na cabeça fanática de vocês.
          Não vou uma vez mais elencar meus motivos: em meu “longo texto” acima já te dei razões suficientes para entender minha posição, com fartos exemplos que nenhum de vocês fanáticos são capazes de contra argumentar. Se você optou por criticar-me sem sequer ler, todo direito seu. O meu é o de achar você mais uma fanática que não quer nem ver uma opinião contrária, uma perfeita bitolada. E disso a militância fanática de vocês está muito bem servida. E desse tipo de pensamento, eu já estou de saco cheio. Vocês não são melhores do que o Bolsonaro que criticam.
          Se você classifica os não-alinhados a esse partido de “esquerda caetano Veloso”, devolvo a gentileza classificando seu messianismo e fundamentalismo de “esquerda-Universal”. Ou talvez “esquerda-Teletubbie” seja uma definição mais fidedigna. Abraço.

          Responder

    Ultra Mario

    20 de agosto de 2018 às 15h04

    Perfeito… eu demorei pra “sair da bolha”, mas hoje apoio Boulos e Ciro exatamente pela mesma razão que você.

    O Haddad não vai ter força política não só pelo anti-petismo, mas porque TODOS sabem que ele não seria ninguém sem o dedo do Lula, inclusive os próprios eleitores. Outro “poste”… outra Dilma… como um governo desses pretende tirar o país dessa crise, que ele mesmo causou?

    Responder

      André Romero

      20 de agosto de 2018 às 15h55

      Quanto ao Boulos, acho-o bem intencionado mas para mim ele aceita com muita facilidade ser satélite do PT, tal qual a Manuela. Ambos me parecem pessoas decentes, mas nanicos, sem nenhuma força política. Por isso é que são poupados pelo PT. Não tenho nenhuma dúvida de que receberiam o mesmo tratamento caso tivesse mais força, como Ciro.
      Não consigo parar de pensar neles em relação ao PT como aqueles produtos que o consumidor compra pensando que tem opção e concorrência, mas que na verdade os lucros vão para o mesmo dono…

      Responder

        Zé dos Bagos

        20 de agosto de 2018 às 16h26

        O Ciro não tem poder algum. Não irá ao segundo turno. Não tem votos. E estes que acabas de detratar não são satélites de ninguém. O Boulos, inclusive, pode ser mais bem votado do que o Ciro. Esperemos abrirem as urnas. Continuo a recomendação… muito ódio mata, esse ódio sem tamanho do PT. Calma cara! A vida é bela para viver. Somos cidadãos brasileiros… apenas pensamos e votamos diferente!

        Responder

          André Romero

          20 de agosto de 2018 às 16h36

          Zé, não tem ódio algum, só opinião. Afinal, estamos na mesma página, no mesmo site, discutindo os mesmos artigos. Se pensasse tão radicalmente contra, estaria lendo o Antagonista, não o Cafezinho, Carta Capital e outros.
          Ainda estou esperando você me dizer onde estou errado. Quer tentar?

          Responder

            Zé dos tomates

            25 de agosto de 2018 às 10h45

            Você está errado de cabo a rabo. Nem vou tentar porque é uma tarefa insana, é erro demais, texto demais, opinião demais. Dá uma segurada garoto. O peixe morre pela boca ! Bay, não me verá mais, não curta saudades.

            Responder

              André Romero

              28 de agosto de 2018 às 10h47

              Obrigado pelo ‘garoto’, filho. Como suspeito ser bem mais velho do que você, isso para mim é um elogio.
              E quanto a dizer que os outros estão errados, nada de novo no front, pois isso é o mantra dos petistas fanáticos, que julgam os outros pelo prisma de seu messianismo.
              Agora se importa de dizer onde estou errado, para não ficar só na falácia, meu amiguinho fanático?

              Responder

        Alan Cepile

        20 de agosto de 2018 às 16h35

        O petismo sempre chamou o PSOL de “esquerda da zona sul”, agora deu uma parada pq o Boulos está beijando a mão do Lula, na hora que parar de beijar, vai voltar a ser “esquerda da zona sul”.
        O petismo é assim, não tem coerência, ou vc diz amém ao partido e será considerado um escravinho útil sem nome, ou será considerado de direita e outras viajandices do gênero.

        O petismo é um movimento mimado, infantil, atrapalhado e sem a menos coerência.

        Responder

    Sandra

    20 de agosto de 2018 às 17h08

    André Romero, concordo em quase tudo com o que vc falou. Mas sinto uma certa mágoa de tua parte em relação ao que aconteceu com teu candidato Ciro Gomes. Fui petista por muitos anos e te confesso que voltei a militar porque temos de salvar nosso país desta situação em que nos envolvemos e, em grande parte, por culpa do próprio PT. Também acho que quem dita as regras é a cúpula paulista. Percebo que a grande maioria dos políticos petistas do meu estado (RS) foram dar sua contribuição cheios de garra e acreditando mesmo numa mudança durante o primeiro mandato de Lula, só que gradativamente foram se afastando (ou sendo afastados) quem sabe ao certo? Mas agora como se diz por aqui: “é o que a casa oferece” e reso para que o PT e os tantos dias de cadeia do Lula façam esta gente refletir melhor. Creio que já perceberam que quando todos os abandonaram, foras as bases que voltaram a militar e que já não somos tão inocentes e confiamos cegamente como no passado. Buenas, eu sempre procuro ser positiva e espero que as coisas melhorem. Não te nego que até preferia Haddad e Manuela na chapa porque está na hora de renovar e tentar fazer diferente, só que Lula é que tem o carisma e reconhecimento necessários. Mas não posso falar muito sobre Ciro, só acho ele muito desequilibrado e não sei se teria jogo de cintura para lidar com o que vem pela frente, inclusive teria de ter base parlamentar e isso ele não terá (a menos que faça o mesmo joguinho político que todos são obrigados a fazer).

    Responder

      André Romero

      20 de agosto de 2018 às 17h23

      Sandra, o episódio Ciro apenas se somou à uma enorme lista de desastres e erros históricos. O PT tem o direito de tomar a atitude que mais lhe convier e eu a de ter direito à minha opinião e mostrar como eleitor o que penso disso. Afinal, não é para nós que as atitudes desses caras deveriam ser guiadas, em primeira instância?
      Se você fizer uma análise retrospectiva, verá que o partido sempre agiu assim, pensando somente nele e em seus interesses eleitorais menores, tratando todo mundo como satélite dele e sabotando qualquer nova liderança no mesmo campo ideológico mas fora da esfera de influência do partido. Foi assim com o Brizola, desde o início. A vida inteira deu mais valor a se coadunar com a nata da imundície política de Direita do que permitir concorrência no seu terreiro. Acho que essa visão míope tem de acabar, a bem de todos nós.
      Quanto ao apoio num eventual 2o turno, confesso ser um dilema brabo que só na hora resolverei. Até lá, voto no Ciro e vamos ver pra onde o vento sopra. Só não concordo com você ao achar Ciro desequilibrado: acho-o apenas um cara de opiniões fortes, sem medo de expor suas diferenças. O que o Haddad falou pela primeira vez nessa entrevista, ouço o Ciro falar há anos, com muito mais profundidade. Mas nunca inábil: basta ver que ele governou uma cidade e um Estado, dialogando também com a banda podre da política, e saiu com altíssimo índice de aprovação, abraço.

      Responder

André Romero

20 de agosto de 2018 às 10h29

Não sei o que os radicais reclamam, pois eu acho o Haddad um cara decente, porém despreparado e cujo discurso não me empolga. Diferentemente de Lula, não acho o cara com traquejo nem estopo para enfrentar os cobras criadas do jogo político. E essa de um discurso mais à esquerda não cola pra mim. Tiveram 13 anos no Poder para mudar e não mudaram nada: vão mudar agora?

Responder

    Baruch

    20 de agosto de 2018 às 13h30

    O PT vai continuar discursando para os pobres em palanques e governando para a plutocracia em conversas dentro de jatinhos. O PT quer revogar a PEC dos gastos para ter que votar DRU todos os anos e justificar a necessidade de ceder cargos a Temers e Cunhas.

    Responder

      André Romero

      20 de agosto de 2018 às 13h39

      Baruch, penso igual. Escrevi uma longa opinião falando a respeito disso, ainda está na moderação.

      Responder

Alan Cepile

20 de agosto de 2018 às 10h25

Voto no Ciro Gomes, mas gostei da entrevista, Haddad é muito consciente e fala muito bem.

Agora, Haddad admitindo os erros da Dilma é pra matar a “hegemonia” de raiva heim.. rsrsrsrs

Responder

    André Romero

    20 de agosto de 2018 às 10h30

    Imagina se fosse o Ciro…

    Responder

      Alan Cepile

      20 de agosto de 2018 às 10h55

      Prevejo um silêncio absoluto no tocante a essa questão… rs

      Responder

    CezarR

    20 de agosto de 2018 às 10h56

    Gostaria de ver um textão do Fernando Brito sobre. Não vai ter não?

    Responder

      André Romero

      20 de agosto de 2018 às 11h25

      Texto do Fernando Brito será só para colocar panos quentes nesses pontos. Para mim o cara, apesar de escrever bem, é comprometido visceralmente com o petismo, e não com o pensamento progressista de um modo geral, como o Miguel. O que me decepcionou de um tempo para cá. São pessoas que, para mim, não fazem análises e sim propaganda.

      Responder

        CezarR

        20 de agosto de 2018 às 14h00

        Sim cara, fui irônico. O Brito, bem se diga, nunca fez campanha visceral contra o Ciro como alguns fizeram, mas tirou umas casquinha. O último texto foi aquele de que o Ciro poderia ter sido o substituto do Lula, mas teria jogado tudo pra cima. Um cara inteligente como ele, bem sabe que o PT jamais apoiaria o Ciro. Enfim ,é mais uma das tantas decepções que eu tive com os ditos blogueiros progressistas.

        Responder

          André Romero

          20 de agosto de 2018 às 16h01

          CezarR, o cara batiza o nome do seu site com o nome dos artigos do Brizola nos jornais, mas só faz proselitismo do PT, na minha opinião. Para mim a gota d’água foi ele evocar e colocar uma foto do Brizola num texto apenas para fazer propaganda pró-PT, esquecendo-se de que Brizola foi traído em 89 pelo mesmo PT, que entrou com um Lula despreparado na disputa e que só serviu para tirar Brizola do páreo e entregar o poder para Collor a a Direita. Quem deu o caminhão de votos para Lula no 2o turno naquelas eleições foi exatamente Brizola, Covas, Ulysses Guimarães, Roberto Freire e outros, numa grande frente. E os caras continuam iguais, não aprenderam nada.

          Responder

Nostradamus ( bacia e banquinho )

20 de agosto de 2018 às 09h55

É notório para quem sabe ler a mídia, fugindo um pouquinho do tema da entrevista mas, dentro do golpe de estado, como as nossas forças armadas, sejam elas das polícias, militares e especiais, enfim, todas, submetidas ao governo usurpador Temer estão tratando as massas populacionais internas e vizinhas. No caso interno da intervenção no Rio sem comentários, o inferno na torre… mas, no caso dos venezuelanos enxotados criminosamente com o pretexto de um crime não apurado, crime de responsabilidade individual, se ocorreu, não pertinente a toda a comunidade… é estarrecedor e mereceria outra intervenção da ONU, outra manifestação dos órgãos dos direitos humanos. Ficou clara a má vontade das autoridades, das forças, inclusive nas abordagens anteriores. Parece que houve até uma intervenção da ministra Rosa Weber mas tudo continua de mal a pior. Essa fama de Brasileiro cordial fica agora completamente desnuda, vista grossa, crueldades, como já se vira nos centros urbanos tocarem fogo em mendigos em ponto de ônibus! Ódio à pobreza! Instigado por omissões políticas locais, estaduais e federais. Parece que o retardo na solução é exatamente para vermos na nossa fronteira aquilo que vemos lá na Síria, os retirantes de guerra, fugindo da ira dos imbecis! A múmia paralítica do PSDB que está no Itamarati esperando a sepultura, amiguinho do Serra vampirão deprimido com a filha cheia de dinheiro no exterior, não dá ouvidos ao presidente do país vizinho que pede segurança, ao menos, aos seus cidadãos. Que fogem da miséria sim mas essa história é longa demais para este comentário, ademais já temos mais brasileiros na miséria novamente e fugindo também do que a Venezuela! E agora como é que fica ? Queremos que nosso povo seja tratado a ferro e fogo, na porrada, pelo mundo afora ?
Nosso futuro será muito mais tenebroso ainda se não contivermos de uma vez por todas o ódio instalado pelo golpe. E por isso temos que entender o golpe. Este blog colabora na sua compreensão.

Responder

Ajudante

20 de agosto de 2018 às 08h30

Haddad é muito bom tecnicamente, mas suas falas não empolgam. Números, conceitos abstratos, modelos econômicos… A cada resposta dele eu imaginava como Lula responderia. E seria muito diferente. Lula fala do João, da Maria, do gás, do filho do pobre chegando às universidades. Fala da geladeira que poderá trocar, de taxar esses que usurpam o dinheiro do povo com juros. Haddad é muito habilidoso e deveria assistir umas 19 entrevistas de Lula como média training antes de começar a campanha.

Responder

    Zé dos Bagos

    20 de agosto de 2018 às 09h27

    Vá catar coquinho !!!

    Responder

      André Romero

      20 de agosto de 2018 às 10h22

      Você só retruca o post dos outros com bobagem. Combata o argumento dos outros com argumentos se quiser se fazer entender, compadre. Abraços.

      Responder

        Zé dos Bagos

        20 de agosto de 2018 às 10h39

        Obrigado. É que você ao invés de falar do Ciro, seu candidato, fica diminuindo os outros, entendeu ? Acima tem mais comentários seus do mesmo estilo. De formas que repito: vá catar coquinho que você ganha mais. Não convencerá ninguém, não atrairá nem um votinho sequer. Grato pela atenção.

        Responder

          Miguel do Rosário

          20 de agosto de 2018 às 10h58

          Zé, é muito importante que os internautas façam comentários sobre todos os candidatos, principalmente sobre aqueles em que eles não vão votar. Qual o sentido de fazer comentário apenas sobre o próprio candidato? Tenha um pouco de paciência e participe do debate de maneira construtiva. Abraço!

          Responder

            Zé dos Bagos

            20 de agosto de 2018 às 12h07

            Farei isso. Publica mesmo. Obrigado.

            Responder

          André Romero

          20 de agosto de 2018 às 11h36

          Filho, não estou aqui para atrair votinho nenhum, pois Ciro não me paga para fazê-lo. Você e os demais votam em quem quiserem, é seu direito: estou aqui para dar a minha opinião, apenas isso. Ironia e sarcasmo não configuram desrespeito, são apenas formas de expressão e de argumentação. Se xingasse ou faltasse com o respeito com alguém, o Miguel teria todo o direito de me retirar daqui.
          Você, ao contrário, acha construtivo mandar os outros se catarem, já o 3o ou 4o post seu assim. E ainda me vem dar lição de moral, compadre?

          Responder

    Ultra Mario

    20 de agosto de 2018 às 15h11

    Eu discordo, acho que está na hora de elevar o debate e sair da demogagia. O povo não é burro, aliás, foi por tratar o povo como burro que ele se voltou contra o PT, ninguém explicou o que é taxa de câmbio, juros, meta de inflação… por isso tudo virou “culpa do PT” e “é só tirar a Dilma que tudo melhora”.

    Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com