Samia Bonfim no MyNews: qual a pauta da esquerda?

Árabes se juntam à China na “Rota da Seda”

Por Tulio Ribeiro

20 de abril de 2019 : 02h13

Pequim assinou acordos de cooperação pela Iniciativa Rota da Seda (BRI, na sigla em inglês), com 17 países árabes, informou a agência estatal de notícias chinesa, citando os resultados do Fórum Sino-Árabe.
O segundo Fórum de Cooperação China-Árabe sobre Reforma e Desenvolvimento, realizado em Xangai na terça-feira(16/04), atraiu mais de cem empresários, políticos e acadêmicos da China e de países árabes, incluindo Egito, Líbano, Djibuti e Omã. A reunião deste ano, apelidada de “Construir o cinturão e a Rota, o desenvolvimento de ações e a prosperidade”, foi dedicada a impulsionar o projeto.

Os países árabes demonstraram grande interesse na cooperação com Pequim. Além de ingressar na iniciativa Belt and Road, 12 estados árabes estabeleceram parcerias estratégicas e, mais abrangentes, com a China. Segundo a porta-voz da chancelaria chinesa, Lu Kang, em entrevista coletiva na quarta-feira:

“Os representantes árabes disseram que a cooperação da BRI com a China traz imensas oportunidades para os países árabes avançarem nas reformas e acelerarem o crescimento”.

A cooperação sino-árabe no projeto deve receber outro “forte impulso”, já que muitos líderes árabes devem participar do segundo Fórum de Cooperação Internacional, que será realizado em Pequim no final deste mês, segundo a diplomata.

Há algumas semanas, Kamal Hassen Ali, secretário-geral adjunto da Liga Árabe já demonstrava seu otimismo com a parceria:

“A parceria estratégica China-Árabe se desenvolverá em um relacionamento duradouro e estável além do tempo e do espaço. Nós definitivamente procuraremos melhorar a cooperação com a China na construção da Rota da Seda, tanto em terra quanto no mar…”. Eu estou muito otimista sobre a futura cooperação entre a China e o mundo árabe sob o BRI, pois a cooperação beneficiará os dois lados e até mesmo o resto do mundo ”

A China é o segundo maior parceiro comercial do mundo árabe, com um volume de negócios de 190 bilhões de dólares a partir de 2017, segundo o secretário-geral adjunto da Liga Árabe, Khalil Thawadi. O funcionário observou que 21 estados árabes assinaram memorandos de entendimento sobre a nova Rota da Seda, ainda em 2018.

O ambicioso projeto de infraestrutura comercial global da China está se expandindo globalmente. Esta semana, a Suíça mostrou sua intenção de se inscrever para o BRI. Em março, a Itália enfrentou críticas de seus aliados europeus ao se tornar oficialmente a primeira nação do G7 a aderir à iniciativa. Pouco depois, o Luxemburgo assinou um memorando de entendimento sobre a participação no projeto. Os memorandos de entendimento também foram assinados por Grécia e Portugal em agosto e dezembro do ano passado, respectivamente.

Tulio Ribeiro

Túlio Ribeiro é graduado em Ciências econômicas pela UFBA,pós graduado em História Contemporânea pela IUPERJ,Mestre em História Social pela USS-RJ e doutorando em ¨Ciências para Desarrollo Estrategico¨ pela UBV de Caracas -Venezuela

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »