Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Petrobras: produção do pré-sal cresce 38%

Por Miguel do Rosário

25 de outubro de 2019 : 13h38

Separamos algumas tabelas, gráficos e textos divulgados no balanço da Petrobras no terceiro trimestre do ano (jul/ago/set).

Eu chamaria atenção para os seguintes pontos:

  • aumento de quase 40% na produção do pré-sal, em relação ao ano anterior, que já corresponde a 60% de toda a produção de petróleo no país.
  • No total, a produção de óleo e gás da Petrobras avançou 9% no trimestre e 15% no ano, e totalizou 2,88 milhões de barris/dia no terceiro trimestre.
  • queda no custo de extração do pré-sal para incríveis US$ 5 por barril.
  • aumento de 70% na importação de diesel, que passou de 51 mil barris/dia no segundo trimestre para 87 mil barris/dia no terceiro trimestre.
  • apesar do aumento na importação de diesel, o desempenho da balança comercial do petróleo melhorou, por causa do aumento das exportações tanto de petróleo bruto como de alguns derivados, sobretudo de gasolina e óleo combustível.

Quando se examina a receita de vendas por segmento de negócio, chama a atenção a importância do refino: enquanto a exploração do petróleo bruto rendeu R$ 48,8 bilhões no terceiro trimestre do ano, o refino movimentou R$ 67,9 bilhões.

Entretanto, a exploração de petróleo carrega menos custos, porque é primária (não tem de comprar os insumos). O refino gasta R$ 63 bilhões apenas com a compra de produtos, de maneira que o lucro bruto do segmento no terceiro trimestre ficou em R$ 4,9 bilhões, contra R$ 22,8 bilhões da exploração do petróleo.

Outro ponto que merece destaque é a força do diesel.  A receita líquida obtida com a venda de diesel totalizou R$ 24 bilhões no terceiro trimestre, alta de 2,6% sobre o trimestre anterior.

Na Petrobras

Registramos lucro líquido recorrente de R$10 bilhões no terceiro trimestre de 2019

24.Out.2019

O lucro líquido no terceiro trimestre de 2019 atingiu R$ 9,1 bilhões – equivalente a R$ 0,70 por ação – contra R$ 18,9 bilhões do segundo trimestre. O menor resultado em relação ao trimestre anterior se deveu à venda da TAG no segundo trimestre e às despesas com imposto de renda e contribuição social no terceiro trimestre decorrente da baixa de ativos fiscais diferidos no exterior, parcialmente compensadas pelo ganho com a venda das ações da BR Distribuidora no período. Nos 9 meses de 2019, o lucro líquido foi de R$ 32,0 bilhões, frente a R$ 23,7 bilhões no mesmo período do ano anterior.

Destaques do resultado do 3T19:

• O lucro líquido e o EBITDA ajustado recorrentes da Companhia foram de R$ 10,0 bilhões e R$ 35,1 bilhões, respectivamente, desconsiderando-se os efeitos dos itens especiais.
• Considerando os itens especiais, o lucro líquido atingiu R$ 9,1 bilhões, refletindo principalmente o aumento da produção de óleo e gás e o ganho de capital com a venda da BR Distribuidora.
• O EBITDA ajustado foi de R$ 32,6 bilhões, estável em relação ao 2T19 apesar da queda do preço do Brent, como resultado do sólido desempenho operacional, com a captura de maiores margens no diesel e no GLP, os maiores volumes de exportação de óleo e de venda de diesel no mercado interno.
• No 3T19, o índice dívida líquida/LTM EBITDA ajustado caiu para 2,58x versus 2,69x no 2T19, aplicando os efeitos do IFRS 16 em todo período do LTM EBITDA ajustado. Uma vez expurgados tais efeitos, o índice teria sido 1,96x no 3T19.
• O Conselho de Administração aprovou a antecipação de distribuição de remuneração aos acionistas sob a forma de juros sobre o capital próprio (JCP) no valor de R$ 2,6 bilhões, equivalente a R$ 0,20 por ação ordinária e preferencial em circulação.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário