Live do Cafezinho: o caso Samuel Borelli, quando a esquerda produz fake news

Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

TRE-RJ decide futuro de Crivella nestas eleições após acusações de irregularidades na campanha de 2018

Por Redação

22 de setembro de 2020 : 10h42

Nesta segunda-feira, 21, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) formou maioria e deverá decidir pela inelegibilidade do prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) já nestas eleições.

Crivella é acusado de suposto abuso de poder na chamada de trabalhadores da companhia municipal de limpeza do Rio para participarem de um ato político na campanha de aliados em 2018.

A decisão do Tribunal pode fazer com que Crivella se torne inelegível por oito anos a partir do ato de 2018. Então na prática, o político não poderá se candidatar até 2026.

Crivella tenta a reeleição e poderá prosseguir com a candidatura até esgotar todos os recursos que serão elaborados pela sua defesa.

Até o momento, cerca de seis dos sete integrantes da corte votaram pela punição ao político.

O relator do processo, Cláudio Dell’ Órto, ao declarar seu voto favorável, ressaltou o envolvimento direto de Crivella nas irregularidades.

“O desvirtuamento na utilização dos bens públicos levado a efeito pelo chefe do Executivo municipal afetou de forma irreparável e inexorável a higidez do processo eleitoral e a paridade de armas entre os concorrentes”

Após o membro da corte, Vitor Marcelo , pedir pela interrupção da sessão, a expectativa é que a votação seja encerrada nesta quinta-feira, 24.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

carlos

24 de setembro de 2020 às 09h28

Lembram do juiz que recebeu o atributo de lalau esse representa a atual situação do judiciário brasileiro, lembram do procurador de Santos que rasgou a multa e humilhou o guarda municipal? Ele tbm representa o judiciário brasileiro no Rio o retrato do judiciário brasileiro são juízes misturando justiça com negócios de política quando na verdade não misturar alhos com bugalhos, e as associações defendendo eles, pior saem com uma aposentadoria compulsória bem gordinha, e sorrindo da cara dos brasileiros.

Responder

Deixe uma resposta