Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Blogueiro bolsonarista tentou emplacar aliada em pasta do governo

Por Redação

06 de junho de 2021 : 13h08

O blogueiro Allan dos Santos, que é proprietário do site Terça Livre, tentou emplacar a nomeação de uma aliada para assumir a pasta de Radiofusão no Governo Bolsonaro.

De acordo com a Polícia Federal, Santos tinha como objetivo usar o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente da República, para ‘abrir portas’ e atender os interesses de seu blog.

A investigação aponta que a advogada e comunicadora Júlia Zanatta, que foi candidata a prefeita de Criciúma (SC) pelo PL nas eleições de 2020 seria o nome cogitado pelo blogueiro para assumir a pasta. Nas mensagens trocadas com o bolsonarista, a advogado chegou a dizer que “temos que tomar essa secretaria”.

Nos bastidores, ela diz que o Ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, seria o interlocutor nessa negociação. “Tem alguém no meio. Esse alguém é Marcos Pontes e os veículos que eles já estão amiguinhos (sic)”, afirmou.

Os investigadores também indicam que o blogueiro compreendia que a Secretaria Especial de Comunicação, liderado pelo publicitário Floriano Amorim, era fundamental para alcançar os “objetivos do canal Terça Livre“.

Após isso, Eduardo Bolsonaro acabou fazendo a mediação entre Amorim e Santos e os dois conversaram por dias sobre propostas para o blogueiro ter programa de rádio, entrevista para a TV Brasil, documentários e até mesmo programação infantil.

Nos documentos obtidos pela PF, existem anotações onde o blogueiro afirma que é necessário “materializar a ira popular contra os governadores/prefeitos”; “fim intermediário: saiam às ruas”; e “fim último: derrubar os governadores/prefeitos”.

Na interpretação da PF, existem “objetivos antidemocráticos” nas anotações de Allan e que é compreender em conjunto com o interesse em obter espaço junto à área de comunicação do governo federal.

“É sobre esse enfoque que a CPMI das Fake News e o presente inquérito direcionaram a atenção para os critérios empregados pela Secom no repasse de recursos públicos federais a canais ditos ‘bolsonaristas’, situação ainda pendente de esclarecimento. Além disso, é fato notório que houve um aumento significativo do número de seguidores de determinados canais dessa vertente, impactando em razão direta no aumento da monetização”, registra o órgão.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Bandoleiro

06 de junho de 2021 às 18h48

Esse blogueiro tem uma cara de retardado, mas esse do lado dele tem mais…

Responder

Paulo

06 de junho de 2021 às 18h18

Incrível como destinam recursos a esses “canais” inexpressivos. Igualzinho acontecia nos Governos do PT…Esse é o destino do nosso dinheiro nesta malfadada República…

Responder

Querlonq

06 de junho de 2021 às 18h05

Fez bem, eu tambem teria tentado me emplacar no Governo se tivesse possibilidade.

Responder

Oblivion

06 de junho de 2021 às 15h02

Qual era a queixa desses vermes patéticos sobre a lei Rouanet mesmo? O site metrópole q tá certo… parece q pra fazer parte (oficial ou extraoficial) deste desgoverno é ser um fracassado. Não sobra um.

Responder

Tony

06 de junho de 2021 às 13h25

Sair às ruas e derrubar prefeitos e governadores é antidemocrático ? Kkkkkk

Querer derrubar o Presidente da República também é então.

É cada cagada heim…

Responder

Deixe um comentário