Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

FOTO: NELSON JR./SCO/STF

Após ataques sistemáticos de Bolsonaro, Fux cancela reunião dos três poderes

Por Redação

05 de agosto de 2021 : 18h17

Na tarde desta quinta-feira, 5, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, anunciou o cancelamento da reunião dos três poderes.

A ideia era demonstrar uma relação pacífica entre o Poder Legislativo, Executivo e o Judiciário em meio às ameaças contra a democracia e a realização das eleições. No último dia 12 de julho, Fux e Bolsonaro se encontraram para comunicar sobre essa reunião.

Porém, Bolsonaro começou a atacar sistematicamente o sistema eleitoral e começou uma guerra aberta com o próprio Supremo Tribunal Federal e escolheu como adversários os ministros Luís Roberto Barroso, que preside o TSE, e Alexandre de Moraes.

“O presidente da República tem reiterado ofensas e ataques de inverdades a integrantes desta Corte, em especial os ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Mores. Sendo certo que, quando se atinge um dos integrantes, se atinge a Corte por inteiro. Além disso, sua excelência [Bolsonaro] mantém a divulgação de interpretações equivocadas de decisões do plenário bem como insiste em colocar sob suspeição a higidez do processo eleitoral brasileiro”, anunciou Fiz no Plenário da Corte.

“Diante dessas circunstâncias, o Supremo Tribunal Federal informa que está cancelada a reunião outrora anunciada entre os chefes de poder, entre eles o presidente da República”, ressaltou.

Leia o discurso de Fux na íntegra!

“Como Presidente do Supremo Tribunal Federal, alertei o Presidente da República, em reunião realizada nesta Corte, durante as férias coletivas de julho, sobre os limites do exercício do direito da liberdade de expressão, bem como sobre o necessário e inegociável respeito entre os poderes para a harmonia institucional do país.

Contudo, como tem noticiado a imprensa brasileira nos últimos dias, o Presidente da República tem reiterado ofensas e ataques de inverdades a integrantes desta Corte, em especial os Ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Além disso, Sua Excelência mantém a divulgação de interpretações equivocadas de decisões do Plenário, bem como insiste em colocar sob suspeição a higidez do processo eleitoral brasileiro.

Diante dessas circunstâncias, o Supremo Tribunal Federal informa que está cancelada a reunião outrora anunciada entre os Chefes de Poder, entre eles o Presidente da República. O pressuposto do diálogo entre os Poderes é o respeito mútuo entre as instituições e seus integrantes.

Como afirmei em pronunciamento por ocasião da abertura das atividades jurisdicionais deste semestre, diálogo eficiente pressupõe compromisso permanente com as próprias palavras, o que, infelizmente, não temos visto no cenário atual.

O Supremo Tribunal Federal, de forma coesa, segue ao lado da população brasileira em defesa do Estado Democrático de Direito e das instituições republicanas, e se manterá firme em sua missão de julgar com independência e imparcialidade, sempre observando as leis e a Constituição.”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Bandoleiro Cansado

05 de agosto de 2021 às 18h28

O STF intimida e toma decisoes que nao competem ao mesmo, se tornou uma aberraçào que nada tem a ver com a democarcia

Responder

Deixe um comentário