Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Tomaz Silva/Agência Brasil

Covid-19: doença registra 21,79 milhões de casos e 607,4 mil mortes

Por Redação

29 de outubro de 2021 : 22h26

Em 24 horas foram registrados 394 óbitos

Publicado em 29/10/2021 – 19:50

Por Jonas Valente – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Agência Brasil — O balanço desta sexta-feira (29) do Ministério da Saúde registrou 11.965 novos casos de covid-19. Com isso, o total de pessoas infectadas chegou a 21.793.401. Ontem, o painel de informações do MS marcava 21.781.436 casos acumulados.

Ainda há 199.038 casos em acompanhamento, de pessoas que tiveram o quadro de covid-19 confirmado.

As secretarias estaduais de saúde confirmaram também 394 novas mortes em razão de complicações da covid-19. Com esses novos dados, o total de pessoas que perderam a vida para a pandemia chegou a 607.462. Ontem, a soma estava em 607.068.

Ainda há 2.935 falecimentos em investigação. Essa situação ocorre pelo fato de haver casos em que o paciente faleceu, mas a investigação se a causa foi covid-19 ainda demandar exames e procedimentos posteriores.

Até esta sexta-feira, 20.986.901 pessoas já se recuperaram da covid-19.

Os números em geral são menores aos domingos e segundas-feiras em razão da redução de equipes para a alimentação dos dados. Após aos fins-de-semana ou feriados, em geral há mais registros diários pelo acúmulo de dados atualizado. Os dados do Ministério da Saúde não incluíram as informações do Ceará.

Estados

Segundo o balanço do Ministério da Saúde, no topo do ranking de estados com mais mortes por covid-19 registradas até o momento estão São Paulo (151.914), Rio de Janeiro (68.321), Minas Gerais (55.542), Paraná (40.486) e Rio Grande do Sul (35.456).

Já os estados com menos óbitos resultantes da pandemia são Acre (1.845), Amapá (1.991), Roraima (2.029), Tocantins (3.875) e Sergipe (6.028).

Vacinação

No total, até o início da noite desta sexta-feira (29) o sistema do Ministério da Saúde marcava a aplicação de 273,8 milhões de doses no Brasil, sendo 154,6 milhões da 1ª dose e 119,2 milhões da 2ª dose e dose única. Foram aplicados 7,3 milhões de doses de reforço.

Edição: Claudia Felczak

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?