Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Foto: Divulgação/STF

Gilmar diz a governo que Sérgio Camargo não pode continuar a frente da Fundação Palmares

Por Redação

16 de fevereiro de 2022 : 11h05

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, mandou avisar ao Governo Bolsonaro que não é mais possível a permanência de Sérgio Camargo na presidência da Fundação Palmares.

Gilmar entende que o limite chegou quando Camargo fez um post nas redes sociais onde ele chama de “vagabundo” o congolês Moïse Mugenyi Kabagambe, espancado até a morte em um quiosque na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Ele foi morto após cobrar duas diárias atrasadas. “Em tese, foi um vagabundo morto por vagabundos mais fortes”, publicou Camargo. Como resposta, o magistrado disse: “Ele ultrapassou todos os limites. É intolerável”.

Com informações do Estadão

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Eunisomar

17 de fevereiro de 2022 às 11h47

Gilmar Mendes está correto, não podemos banalizar a barbárie, e quem defende que um cidadão pode agredir outro por qualquer motivo que seja é tão bandido quanto.
Sérgio Camargo tem sido um catalizador da prática de violência contra os mais vulneráveis, preto, pobre e morador de comunidades, onde o estado tem se omitido em promover a inclusão social d a urbanização.

Responder

Paulo

16 de fevereiro de 2022 às 21h40

Não acho, realmente, que essas palavras de Sérgio Camargo sejam louváveis, mas acho que esse ponto teria que ser melhor explicado. Eu vi, nas imagens, o congolês ameaçando o rapaz que depois lhe deu um tombo. Se ele foi cobrar salários ou algo similar, ok, desde que o tenha feito com civilidade. Se, porém, fez ameaças, sua conduta é igualmente condenável, em igual medida àquele que não o pagou a tempo e modo…Até agora não vi essa questão elucidada. Não que possam, os assassinos, se safarem sob esse argumento canhestro…Mas quero, sempre, toda a verdade. Saber quem é inocente nessa história e quem não é…E qual a medida da inocência de cada um…

Responder

Miguel

16 de fevereiro de 2022 às 21h06

O Gilmar pensa q é quem?? Justin Trudeau??

Responder

Kleiton

16 de fevereiro de 2022 às 13h20

Não é papel de uma Corte Constitucional.

Responder

EdsonLuíz.

16 de fevereiro de 2022 às 12h18

Os dois, Gilmar Mendes e Sérgio Camargo, ultrapassaram todos os limites.

Sérgio Camargo e Gilmar Mendes ssão um deboche na vida pública!

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador da Bahia O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes