Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Crédito: Jean-Christophe Bott/REUTERS

Lavrov diz que terceira guerra mundial envolve armas nucleares e seria destrutiva

Por Redação

02 de março de 2022 : 11h27

Nesta quarta-feira, 2, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, respondeu ao primeiro discurso do presidente dos EUA, Joe Biden, sobre a guerra entre Rússia e Ucrânia.

Durante a sua fala, Biden fez uma série de ameaças e ataques ao presidente Vladmir Putin e declarou que “ele não tem ideia do que está por vir”. Biden não deixou claro do que se tratava.

Por sua vez, Lavrov alertou durante entrevista a agência de notícias russa RIA que “uma Terceira Guerra Mundial envolveria armas nucleares e seria destrutiva”. 

Vale lembrar que as Forças Armadas da Rússia começaram a realizar exercícios militares com seu arsenal nuclear.

De acordo com a Associated Press, as forças armadas da Rússia começaram a posicionar submarinos com capacidade nuclear e lançadores de mísseis intercontinentais em exercícios nas regiões noroeste e leste russo.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

EdsonLuiz.

02 de março de 2022 às 21h50

Senhor Czar Serve Lavrov,

Lênin, Stalin, Chuschov, Brajnev e toda a nomenclatura soviética era equivocada, autoritária e totalitária como vocês, atuais czares da Rússia, mas eram políticos profissionais impecáveis e não brincavam de parquinho com armas atômicas para apavorar o mundo democrático!

O único episódio mais irresponsável daqueles líderes foi a instalação de mísseis com bombas atômicas em Cuba, mas o problema foi negociado e o vacilo foi resolvido em um dia. E não foi feito para apavorar! Resolvido o problema, não foi pedido que Cuba se afastasse da Rússia e a ilha não sofreu nenhuma ameaça de invasão por parte do Estado norte-americano.

Em relação ao confisco dos bens de cidadãos norte-americanos, para este problema foi criado o embargo econômico, e mesmo assim apenas enquanto durar a expropriação: Norte-americanos indenizados, fim do embargo! Mas nenhuma ameaça de invasão por parte de um país ao outro foi feita!

Aliás, Cuba ganharia muito se indenizasse os expropriados. Com a morte ou desistência das ações por parte dos atingidos pela expropriação, restaram uns 6.000 expropriados reivindicando e um estoque de uns 20 bilhões de dólares a serem indenizados, boa parte dos quais pode ser negociado por desistência de indenização e transformação em retomada dos investimentos. E muitos atingidos aceitarão isso!

Mas se Cuba negociar ela perde a narrativa de que é o embargo o motivo de seu fracasso econômico!

Deixe de ser covarde, Lavrov! Isso vale para os covardes de seus apoiadores também!

Responder

Paulo

02 de março de 2022 às 14h55

Russos malditos e covardes. Queimarão no inferno!

Responder

EdsonLuíz.

02 de março de 2022 às 12h19

E repudiar esses cães danados na sua ameaça nuclear à democracia? Nada?

O que Putin está fazendo é um “exercício”?

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador da Bahia O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes