Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Foto: Divulgação

“O SUS está na UTI”, denuncia Acrísio Sena sobre perda orçamentária do Ministério da Saúde

Por Redação

26 de julho de 2022 : 15h26

Desde 2019, o orçamento do Ministério da Saúde perdeu R$ 10,7 bilhões, afetando diretamente consultas, cirurgias e o tratamento de doenças graves como HIV/AIDS e hepatite. O governo Bolsonaro, dentre outras coisas, extinguiu a Coordenação de Saúde Mental e das Pessoas com Deficiência.

“Não existe planejamento e o alto escalão da área segue o negacionismo inconsequente do presidente. É hora de firmarmos um grande pacto pela saúde pública, lutando urgentemente pelo fim do teto dos gastos públicos. Vamos tirar o SUS da UTI”, afirmou o deputado estadual Acrísio Sena (PT).

Ele denuncia o sucateamento do SUS, que hoje convive com a escassez de financiamento, falta de pessoal, interrupção de programas, além de desabastecimento de insumos e medicamentos.

“Desde a aprovação, em 2016, no governo de Michel Temer, da Lei do Teto de Gastos, os investimentos em saúde foram reduzidos. E isso se aprofundou no governo Bolsonaro. Temos o maior e mais completo sistema de saúde pública do mundo. Por isso, tal situação causa revolta e merece uma reação à altura”, criticou o parlamentar.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Nelson

27 de julho de 2022 às 22h59

Na caixa postal do meu e-mail, aparecem cada vez mais propagandas de planos de saúde. Qual urubu espreitando a carniça, a saúde privada aguarda, não tão pacientemente, o desmantelamento do SUS para que possa ampliar seus negócios e se empanturrar ainda mais de lucros.

Um dos objetivos principais do golpe de Estado de 2016 é esse. Desmantelar tudo o que é estatal para que, em seu lugar, abram-se vastos espaços para os negócios e lucros privados. Haverá uma montoeira de brasileiros que n]ao terão

Se tu vais a uma UBA, a uma UBS, a um posto de saúde, e és atendido com a dignidade que deve ser envidada a qualquer cidadão, dificilmente te sentirás atraído/seduzido a aderir a um plano de saúde privado.

A pergunta é: para quê, se tu já pagas teus impostos e estás a receber do Estado aquilo que a Constituição o obriga a entregar?

Então para evitar que o cidadão se sinta satisfeito com o atendimento que recebe na saúde pública, governantes e parlamentos, com as poucas e honrosas exceções, passam a reduzir mais e mais o orçamento destinado a este fim. Ainda que firam o determinado pela Constituição.

Fazer com que o cidadão desista de esperar por uma saúde pública de qualidade e corra a fazer um plano privado. Este é o objetivo de tais governos.

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina