O que disse Lula sobre o crescimento do PIB?

Kyodo via REUTERS

Japão aumenta sanções contra a Rússia

Por Redação

26 de maio de 2023 : 08h22

TASS – O governo do Japão resolveu expandir as sanções anti-russas do país sobre a situação na Ucrânia nesta sexta-feira (26), acrescentando à lista de atingidos 24 indivíduos e 78 empresas, disse o Ministério das Relações Exteriores do Japão.

Entre os 24 indivíduos, cujos bens serão congelados se forem encontrados no território do Japão, estão a jornalista Olga Skabeyeva, o comandante do batalhão Sparta Artyom Zhoga e o diretor-geral da Almaz-Antey Concern, Yan Novikov. Além disso, entre os indivíduos incluídos na lista de punidos estão o comandante das tropas aerotransportadas, coronel general Mikhail Teplinsky, e o comandante das tropas de mísseis estratégicos russos, coronel general Sergey Karakayev.

Sanções individuais também foram impostas a vários funcionários do governo e promotores das repúblicas populares de Donetsk e Lugansk (DPR e LPR) e das regiões de Zaporíjia e Kherson. No entanto, eles foram adicionados a uma lista diferente, porque o governo japonês não reconhece a adesão desses territórios à Rússia.

Entre as empresas atingidas pelas sanções estão o Centro de Pesquisa Estatal Russo SCRI Electropribor, fabricante de drones ENICS, Instituto Central de Pesquisa Burevestnik, Instituto Central de Pesquisa e Desenvolvimento Tsiklon, Elektronstandart, Ural Works of Civil Aviation e outras empresas.

Além disso, o Japão está impondo restrições de exportação a 80 empresas russas, disse o governo do país.

Entre as empresas atingidas pelas sanções estão a operadora de telefonia móvel russa MegaFon, o Serviço Federal de Cooperação Militar-Técnica, a Fundação Russa para Projetos de Pesquisa Avançada na Indústria de Defesa, o departamento de design NPO Lavochkin, a fabricante de caminhões Kamaz, a Fundação Skolkovo e o Instituto Skolkovo de Ciência e Tecnologia. No geral, 437 empresas e organizações russas estão agora sujeitas a restrições de exportação no país.

Além disso, o governo japonês logo proibiria as exportações de vários itens que “ajudam a impulsionar a base industrial da Rússia”, mas sua lista será compilada posteriormente.

As sanções anti-russas do Japão agora afetam cerca de 1.000 indivíduos e cerca de 100 organizações da Rússia. Além disso, o país congelou os ativos do banco Otkrytiye, Novikombank, Sovkombank, banco VTB, banco Rossiya, Promsvyazbank e VEB.RF. Além disso, Tóquio aprovou uma lista de produtos e tecnologias cuja exportação é proibida, que tem cerca de 800 entradas neste momento.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário