Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Ferrovia Bioceânica é realista, assegura Barbosa!

Por Miguel do Rosário

11 de junho de 2015 : 12h20

Eu acredito que a ferrovia é um projeto realista porque sei que os chineses não são de brincadeira.

Além disso, a sua importância estratégica e geopolítica, não apenas para a América Latina, como para toda a Ásia, é o principal trunfo de sua viabilidade.

Leia também: A ferrovia que realizará o sonho de Bolívar!

Acesse e participe do Projeto Bolívar, especial do Cafezinho para assinantes.

***

Ferrovia Bioceânica é projeto realista e pode ser feita por partes, diz Barbosa

Prazo para entrega de estudos sobre viabilidade total da ferrovia que liga os dois oceanos da América do Sul vai até maio de 2016; Ministro do Planejamento participa de audiência pública no Senado

No Portal Planalto
Publicado: 10/06/2015 15h45
Última modificação: 10/06/2015 18h42

No dia seguinte ao anúncio da segunda etapa do Programa de Investimento em Logística, o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, explicou aos senadores a importância e as prioridades dos projetos que visam melhorar a infraestrutura do País. A Ferrovia Bioceânica, parceria Peru-Brasil-China que pretende ligar os oceanos Pacífico e Atlântico, recebeu uma atenção especial na apresentação do ministro e nos questionamentos iniciais dos senadores que compõem a comissão de infraestrutura e a comissão do meio ambiente da casa.

“Acho que é um projeto ambicioso. É um projeto estratégico para criar uma saída alternativa para o Pacífico, mas é também um projeto realista. Ele pode ser começado por partes. Pode ser começado pelo trecho entre Sapezal (MT) a Porto Velho (RO), que tem demanda por carga. Assim como o de Água Boa (MT) até Campinorte (GO)”, disse o ministro durante audiência pública realizada no Senado nesta quarta-feira (10).

De acordo com Barbosa, os estudos sobre a viabilidade econômica da ferrovia já começaram e até maio de 2016 devem ser concluídos, definindo o melhor traçado, o potencial de demanda da ferrovia e, caso seja construída de ponta a ponta, qual será a ordem de construção.

“No caso do trecho do Brasil, alguns estudos já existem, porque o trecho brasileiro tem uma extensão de 3.5 mil quilômetros”, disse o ministro antes de explicar que as análises sobre o trecho que une Lucas do Rio Verde (MT), Água Boa (MT) e Campinorte (GO) e a ligação entre Sapezal (MT) e Porto Velho (RO) serão atualizadas a pedido dos investidores. Segundo o titular da pasta, o governo federal tem certeza de que existem partes do trajeto em que há viabilidade independentemente de se concluir a saída até o Pacífico.

“Com certeza esse trecho até Porto Velho se justifica somente pelo lado brasileiro, porque ele melhora a interligação da região produtora de grãos do Brasil (Centro-Oeste), seja com a ferrovia até (o porto de) Miritituba (PA), seja com a ferrovia Norte-Sul. E o trecho até a fronteira com o Peru, obviamente dependerá da viabilização, pelo governo peruano, do trecho daqui até o Pacífico”, explicou.

A partir desses estudos será definido também o modelo de concessão a ser adotado para a futura ferrovia: se por outorga (vence a licitação quem pagar mais ao governo) ou por compartilhamento de investimento (ganha quem pedir menor contrapartida do governo). Também será estabelecido se a concessão valerá para toda a extensão do projeto ou se o trajeto será dividido em alguns traçados.

“Como se trata de uma ferrovia bem extensa, com diferentes trechos, um deles pode ser como uma concessão comum com pequena outorga, ou com compartilhamento (de investimento). O que procuramos adotar é um modelo flexível, que possa ser adaptado a diferentes caracaterística da ferrovia”, comentou.

Sobre a participação da China no projeto, o ministro explicou que o parceiro econômico brasileiro pode atuar em três frentes: como parte integrante de um consórcio que irá participar do leilão da concessão, se associando a empresas brasileiras para construir a ferrovia ou ainda ajudando a financiar a obra.

“Estamos no primeiro passo: de avaliar a viabilidade de construir essa ferrovia. Esse estudo será feito tanto por consultorias chinesas, quanto por brasileiras. Esse estudo será feito pelo risco dessas empresas. Se o governo conceder, quem ganhar a concessão vai remunerar esse estudo”, explicou.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

69 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Oldiniz Pinheiro

12 de junho de 2015 às 14h13

Esse é um projeto muito antigo que seria financiado pelos japoneses, não fosse o veto dos imperialistas estadunidenses. agora eles vão ter que chupar essa, a menos que coloquem no poder um de seus paus mandados, vindos do DEM, PMDB ou PSDB, quiçá do PSB. Isso explica, em muito, toda essa campanha da mídia entreguista contra o PT.

Responder

    Rodrigo

    12 de junho de 2015 às 18h40

    Os ianques amerdicanos não queriam concorrência contra seu Canal do Panamá.

    Responder

Oldiniz Pinheiro

12 de junho de 2015 às 14h13

Esse é um projeto muito antigo que seria financiado pelos japoneses, não fosse o veto dos imperialistas estadunidenses. agora eles vão ter que chupar essa, a menos que coloquem no poder um de seus paus mandados, vindos do DEM, PMDB ou PSDB, quiçá do PSB. Isso explica, em muito, toda essa campanha da mídia entreguista contra o PT.

Responder

Nicola Filardo

12 de junho de 2015 às 13h43

Melhor seria dizer transcontinental! Não é linha marítima!

Responder

Nicola Filardo

12 de junho de 2015 às 13h43

Melhor seria dizer transcontinental! Não é linha marítima!

Responder

henrique de oliveira

12 de junho de 2015 às 09h50

Para a turma do quanto pior melhor , Não vai ter copa.

Responder

Kitesurfing Course Cumbuco Curso

12 de junho de 2015 às 12h14

Acaba o metro de fortaleza primeiro!

Responder

Kitesurfing Course Cumbuco Curso

12 de junho de 2015 às 12h14

Acaba o metro de fortaleza primeiro!

Responder

Geralda Edina Ladeia Colen

12 de junho de 2015 às 10h49

Piura para mim existia pelo romance de M. Vargas Lhosa. Agora passará a ter outro sentido! Integração.

Responder

Geralda Edina Ladeia Colen

12 de junho de 2015 às 10h49

Piura para mim existia pelo romance de M. Vargas Lhosa. Agora passará a ter outro sentido! Integração.

Responder

Hiran Farinon

11 de junho de 2015 às 23h52

tão sem utilidade como os estadios de futebol…

Responder

Fernanda Caldas

11 de junho de 2015 às 22h27

Esse Barbosa é o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa. Favor não confundir…

Responder

    Flavio Ataliba Abreu Netto

    12 de junho de 2015 às 13h41

    grande Fernanda, não estamos falando daquele que saiu corrido pela porta dos fundos, que desejava plagiar o presidente que entregou os pontos: ‘fi-lo porque qui-lo’….

    Responder

    Flavio Ataliba Abreu Netto

    12 de junho de 2015 às 13h41

    grande Fernanda, não estamos falando daquele que saiu corrido pela porta dos fundos, que desejava plagiar o presidente que entregou os pontos: ‘fi-lo porque qui-lo’….

    Responder

Alder Oliveira E Silva

11 de junho de 2015 às 21h16

Sinceramente, duvido que saia do papel. Tomara que eu esteja completamente errado. Vamos aguardar

Responder

Paulo Ivo Batista

11 de junho de 2015 às 21h09

em tempos dificeis lance uma noticia bombastica como 8000 empregos diretos…e o foco das mazelas muda de direçao…

Responder

Luis Carlos Fernandes De Medeiros Medeiros

11 de junho de 2015 às 20h34

A TRANSNORDESTINA, A NORTE SUL, ESTÃO INACABADAS , E O PT, COM SUA MEGALOMANIA JÁ PENSA NA TRANSPERU, ISSO É UMA VERGONHA.

Responder

Luis Carlos Fernandes De Medeiros Medeiros

11 de junho de 2015 às 20h34

A TRANSNORDESTINA, A NORTE SUL, ESTÃO INACABADAS , E O PT, COM SUA MEGALOMANIA JÁ PENSA NA TRANSPERU, ISSO É UMA VERGONHA.

Responder

    Farias Furtado

    12 de junho de 2015 às 12h13

    Para a transferência do Peru ou para a trans peru tem que ter um túnel eu hein #?

    Responder

    Farias Furtado

    12 de junho de 2015 às 12h13

    Para a transferência do Peru ou para a trans peru tem que ter um túnel eu hein #?

    Responder

Gustavo Lima

11 de junho de 2015 às 19h38

VCS SABEM A QUANTO TEMPO EATA SENDO CONSTRUIDA A TRANSPOSISAO DO RIO SAO FRANCISCO VCS SABEM O QUANTO JA SE GASTOU COM TREM BALA E ATE HOJE NAO SAIU DO PAPEL?PIOR NAO FOI ISSP PIOR FOI O QUNTO DE DINHEIRO ROUBADO

Responder

Charles Neto

11 de junho de 2015 às 15h28

“Ferrovia Bioceânica é realista, assegura Barbosa!”. O trem bala que ligaria Rio a São Paulo também era; a participação da Venezuela em Abreu e Lima também era; a transposição do rio São Francisco também já foi; a construção das refinarias Premium I e II também já foi realista. Ou o ingênuo blogueiro julga que o ministro petista em um rápido e raríssimo surto de honestidade diria que este é apenas um dos muitos factoides petistas para, novamente, tentar criar uma agenda positiva !

Responder

    Miguel do Rosário

    11 de junho de 2015 às 15h30

    Muito diferente. Esta em jogo a geopolítica mundial

    Responder

    Mauricio Gomes

    12 de junho de 2015 às 08h10

    Esse Charles é um comédia, os “argumentos” dele são tão sólidos quanto um pudim. Dá pena desses paneleiros patéticos……

    Responder

Eduardo Koreshkov

11 de junho de 2015 às 18h20

Vai sair do papel sim. Basta lembrar que mt gente não acreditava que o trem-bala entre Rio e São Paulo não ficaria pronto para Copa de 2014….

Responder

Flavio Ataliba Abreu Netto

11 de junho de 2015 às 18h18

sonho bolivariano; gemam, coxinhas, que ele é realidade; conhecem a estória do galo de ERostand? orgulhoso, cria que seu canto fazia o sól nascer; um dia, afônico, não cantou e o sól nasceu; ontem, os espanhóis não queriam a transamazonica; hoje, Tio Sam e os coxinhas-correspondentes; mas, com os BRICS chegaremos lá; e viva a búlgara escarlate; sua luta não é em vão…..

Responder

Bragajunior Bragajunior

11 de junho de 2015 às 17h57

Votei minha vida toda no PT. Infelizmente esse partido se entregou aos anseios dos poderosos. É triste!!

Responder

Bragajunior Bragajunior

11 de junho de 2015 às 17h57

Votei minha vida toda no PT. Infelizmente esse partido se entregou aos anseios dos poderosos. É triste!!

Responder

Rafael Torres

11 de junho de 2015 às 17h53

Na imagem acima, mostrar um trem de passageiros, me parece que a intençao desta ferrovia é primordial cargueira, fora isso, será uma marco para a America do Sul.

Responder

Rafael Torres

11 de junho de 2015 às 17h53

Na imagem acima, mostrar um trem de passageiros, me parece que a intençao desta ferrovia é primordial cargueira, fora isso, será uma marco para a America do Sul.

Responder

    Miguel do Rosário

    11 de junho de 2015 às 15h25

    Será trem de passageiros também. O importante é fazer o trilho. Trem de passageiro é mais fácil que trem de carga, porque mais leve.

    Responder

      Vitor

      11 de junho de 2015 às 16h05

      Miguel, não sei se passageiros está garantido, só se fala em carga hoje.
      Já teve um projeto parecido com esse que não previa transporte de passageiros:

      http://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/o-novo-corredor-ferroviario-entre-brasil-e-paraguai

      Dessa vez não vi ninguém confirmando, nem desmentindo…

      Responder

        Miguel do Rosário

        11 de junho de 2015 às 17h23

        Onde vai carga vai passageiro

        Responder

          Vitor

          11 de junho de 2015 às 18h42

          Beleza, o Nassif é doido então…
          Ah, aproveita e faz um favor pra mim, tenta dar uma voltinha nas ferrovias do Brasil como passageiro e faz um relato aqui pra gente. Deve ser bacana viajar a 40km/h junto com o minério de ferro…

Nadia Chater Haddad

11 de junho de 2015 às 16h53

A presunção é a marca dos adoradores do Lula e do deu PT.

Responder

    Gerson Pompeu

    11 de junho de 2015 às 17h25

    A falta de argumentos plausíveis é característico dos odiadores dele.

    Responder

    Gerson Pompeu

    11 de junho de 2015 às 17h25

    A falta de argumentos plausíveis é característico dos odiadores dele.

    Responder

    Marco Aurelio

    11 de junho de 2015 às 14h51

    Nadia, a ignorância e alienação dos simpsons pigais faz você sempre pensar assim.

    Responder

    Everton Cunha

    11 de junho de 2015 às 18h23

    É o próprio Satã

    Responder

Carola Rodrigues

11 de junho de 2015 às 16h48

Santos ou Vitória? Já vi esses dois trechos.

Responder

    Vitor

    11 de junho de 2015 às 14h20

    Acho que nem um, nem outro… Pelo que consta é até o Porto de Açu, no Rio de Janeiro!
    Na minha opinião não tem nada certo ainda dessa ferrovia, é apenas um plano. Espero que se concretize, mas só saberemos melhor daqui uns 2 anos…

    Responder

      Miguel do Rosário

      11 de junho de 2015 às 14h45

      É claro que é um plano. Mas se a engenharia conseguiu fazer um trem bala por baixo do canal da mancha, pode atravessar uma montanhazinha, não?

      Responder

        Vitor

        11 de junho de 2015 às 15h29

        Não duvido da parte técnica Miguel…
        Quero ver o cronograma da obra, de onde vem a grana (na verdade quero ver mesmo é em que condições), quem de fato vai construir a ferrovia, as licenças ambientais expedidas, enfim, a execução do plano!

        Responder

    O Cafezinho

    11 de junho de 2015 às 18h08

    santos

    Responder

Altair Paulo Schmidt

11 de junho de 2015 às 16h15

Eu acho que deveria ligar pelo porto de Rio Grande. Já que cada desenho do trecho mudam de porto.

Responder

Lourdite Maria Ribeiro

11 de junho de 2015 às 16h03

Sai sim depende da propina que for doada so PT ,se for pouca sai não mas se der pra enriquecer a presianta sai.

Responder

    Marco Aurelio

    11 de junho de 2015 às 13h47

    Só uma demente poderia ter um raciocínio assim.

    Responder

    Anônimo

    11 de junho de 2015 às 14h10

    Só uma demente PIGAL destas pode ter um raciocínio destes.

    Responder

    Gerson Pompeu

    11 de junho de 2015 às 17h27

    Obrigado por esta inteligente ponderação.

    Responder

    Gerson Pompeu

    11 de junho de 2015 às 17h27

    Obrigado por esta inteligente ponderação.

    Responder

Nadia Chater Haddad

11 de junho de 2015 às 15h53

Não acredito nessa noticia. Outras obras foram anunciadas e festejadas e nunca saíram do papel. Somente nosso dinheiro sumiu transferido para bancos suíços em contas da elite política vigente. Antes de grandes obras, o povo precisa de saúde e educação.

Responder

    O Cafezinho

    11 de junho de 2015 às 16h03

    Prezada Nadia, sinto lhe informar, mas você acreditar ou não – não vai mudar nada. A ferrovia é viável e será construída.

    Responder

    Schmidt Norris

    11 de junho de 2015 às 16h27

    Eu vi uma notícia que dizia que houve levantamentos técnicos que apontaram uma inviabilidade econômica da obra.

    Responder

    Iara Pinheiro

    11 de junho de 2015 às 16h36

    São “entendidos técnicos” que a mídia escolhe pra falar… Lembram dos “técnicos entendidos” da mídia dizendo “Não vai ter copa” ????

    Responder

    Neumir Magalhaes

    11 de junho de 2015 às 16h41

    Nádia, querida, melhore suas fontes de informação. Fuja dos urubuzeiros que você perderá metade da amargura e da falta de opinião.

    Responder

    Fernanda Caldas

    11 de junho de 2015 às 22h29

    Tem gente que torce contra o Brasil…

    Responder

    Hiran Farinon

    11 de junho de 2015 às 23h54

    cafezinho …..VIAVEL??????????????.PRA QUE VAI SERVIR…?????

    Responder

    Farias Furtado

    12 de junho de 2015 às 12h11

    E houve copa ? Nem me lembro costumo esquecer os fracassos principalmente os “suspeitos 7 a 1”

    Responder

    Farias Furtado

    12 de junho de 2015 às 12h11

    E houve copa ? Nem me lembro costumo esquecer os fracassos principalmente os “suspeitos 7 a 1”

    Responder

Sabrina Gabeto

11 de junho de 2015 às 15h29

Os chineses não são de brincadeira mas nossa legislação é: complica e inviabiliza qualquer investimento!

Responder

    O Cafezinho

    11 de junho de 2015 às 15h36

    sim, não vai ser fácil superar nossa burocracia esquizofrenica

    Responder

    Abdias Donato Campos

    11 de junho de 2015 às 16h28

    Eles (os chineses) construiram uma ferrovia num lugar difícil das montanhas dos EUA, na California e receberam uma placa de agradecimento e terrenos para morar. Não são de brincadeira não.

    Responder

      Hell Back

      14 de junho de 2015 às 01h01

      Sim! Eles, os chineses que construíram uma muralha, que segundo os que já foram prá lua, dá prá ver de lá! Sim! Os chineses não são de brincadeira!

      Responder

Deixe um comentário