Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

São Paulo: o avesso sem fim

Por Lia Bianchini

18 de agosto de 2015 : 22h45

Por Lia Bianchini, repórter especial do Cafezinho

É final de tarde na maior cidade brasileira. Depois de mais um longo dia de trabalho e de enfrentar mais de duas horas de trânsito, em pé dentro de um ônibus, Dona Maria finalmente chega à sua casa.

Enquanto prepara o jantar, ela liga a TV.

Deixa em um canal que exibe um programa policial. Na pauta do dia: apreensão de drogas, perseguição, sequestro, assassinato. Cada notícia é entremeada por comentários raivosos do apresentador. A São Paulo que ele mostra causa pânico e desgosto pela vida.

Muda o canal.

O telejornal exibe uma reportagem sobre a mobilidade urbana da cidade. Ônibus 24 horas, ciclovias, ciclo faixas, redução da velocidade para os carros em algumas vias. A São Paulo exibida ali parece um lugar de progresso (ao menos para parte de seus habitantes).

Muda o canal.

Mais um telejornal. O assunto da matéria agora é política. Desfiliações e filiações partidárias. Uma ex-prefeita de São Paulo, após deixar seu antigo partido com críticas à corrupção, filia-se a um partido envolvido em todos os grandes e midiáticos escândalos de corrupção da atualidade. A São Paulo que ela quer representar é uma incógnita.

Dona Maria é qualquer cidadã e cidadão paulistano, no meio do fogo cruzado de uma cidade prestes a começar as campanhas das eleições municipais de 2016. O cenário é atípico e a disputa que virá parece ser acirrada.

Os principais possíveis candidatos, como mostrou a TV de Dona Maria, são José Luiz Datena (PP), o prefeito Fernando Haddad (PT) e Marta Suplicy (PMDB). O PSDB corre por fora, com nomes menos carismáticos: João Dória Jr. e Andrea Matarazzo. Além desses, o PRB deve relançar a candidatura de Celso Russomano.

Caso as candidaturas à prefeitura de São Paulo de fato se consolidem nesses partidos e nomes, o páreo será duro como há muito não se via nas eleições paulistanas.

As menores probabilidades de eleição ficam com PRB e, surpreendentemente, PSDB.

Celso Russomano já é conhecido entre o eleitorado paulistano e é o típico candidato que consegue fazer muito barulho durante a campanha e despertar a vontade de voto em algumas pessoas, mas perde toda a força no primeiro debate eleitoral. Todo o barulho não se traduz em propostas atrativas para as eleitoras e os eleitores.

No PSDB, João Dória Jr. tem certo favoritismo em relação a Andrea Matarazzo, devendo ser o nome do partido para a disputa à prefeitura. A popularidade de qualquer um dos dois, porém, restringe-se a um mais que seleto grupo da elite empresarial paulistana. Para que o PSDB entre na disputa com chances de vitória, como em 2012 e 2008, terá que fazer um ótimo marketing político, que popularize seu “produto”.

O cenário que já vem se delineando, por enquanto, é a disputa acirrada entre PT, PP e PMDB.

Fernando Haddad tenta a reeleição em um clima pouco favorável. Com um governo destoante de seus antecessores, Haddad fez transformações nas políticas de transporte, transparência e representação local em bairros. Sua candidatura já é alvo de ataques midiáticos, mas não apenas isso deve favorecer a diminuição de sua quantidade de votos. Uma das críticas mais persistentes e coesas à gestão Haddad é a fixação de um foco de trabalho, o Centro de São Paulo, que, sim, trouxe avanços inegáveis à população, porém, negligenciou os bairros mais carentes de políticas públicas. Além disso, o prefeito enfrenta um período de baixa popularidade: apenas 20% da população paulistana aprova a gestão Haddad, segundo a última pesquisa Datafolha.

É nítido, assim, que o caminho para a reeleição do petista será repleto de obstáculos. Um dos grandes, inclusive, tem nome e rosto conhecidos: Datena. Apesar de não ter uma história política, a fama do apresentador já desponta como seu principal chamariz de votos. Conhecido por bradar contra a corrupção e o “estado de calamidade pública” em que se encontra o país, Datena deve atrair, principalmente, o voto da classe média conservadora. Sua candidatura, porém, tem as mesmas características que a de Celso Russomano e apenas os debates eleitorais poderão dizer se, de fato, Datena tem chances de vitória ou não.

A última provável candidatura com chances reais de vitória começou a surgir nesta terça-feira (18/08), com a filiação de Marta Suplicy ao PMDB. Após sair do PT, a Senadora sondava outro partido que pudesse projetá-la à prefeitura de São Paulo. Nesse cenário eleitoral de pouca previsibilidade, caso seja de fato candidata, Marta pode ter uma vantagem sobre os demais: já possui o apoio de grande parte da população paulistana (principalmente da periferia, onde implementou os Centros Educacionais Unificados, que aprimoraram em 90% o índice de satisfação das comunidades). Assim, a candidatura de Marta Suplicy pode ganhar força caso trabalhe com o imaginário da população resgatando a figura da ex-prefeita de São Paulo e dirimindo qualquer fixação à sua atual legenda.

As eleições estão cada dia mais próximas e o futuro de São Paulo parece ser um enigma que só será resolvido no último instante.

Voltando à casa de Dona Maria, a televisão é desligada e, preparando-se para dormir, ela liga o rádio, que ecoa São Paulo nos versos de Caetano Veloso: “e quem vem de outro sonho feliz de cidade/aprende depressa a chamar-te de realidade/porque és o avesso do avesso do avesso do avesso”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

18 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Virnney Domingues

25 de janeiro de 2017 às 17h27

São Paulo: o avesso sem fim… Avesso do avesso!!

Responder

Luís CPPrudente

19 de agosto de 2015 às 21h12

Coitada da Dona Maria, ela só tem a tevê aberta para ver, então ela é mal informada pois se depender da Rede Bandalha, do SBT, da Record e da famiglia Marinho, ela será eternamente mal informada.

Responder

Luiz Arlindo Da Silva Correia

19 de agosto de 2015 às 21h11

Eita comentário imparcial.

Responder

Henrique Dasilva

19 de agosto de 2015 às 18h08

Se pra Dona Maria, já está ruim ligar a televisão em S.Paulo, imaginem pra Seu José, lá no Paraná, na Bahia, etc.., querendo saber o que acontece em seu estado e só encontra noticias de S.Paulo e R.de Janeiro!

Responder

    Luís CPPrudente

    19 de agosto de 2015 às 22h58

    E o pior, só notícias da central PIG de mentiras, sempre reproduzidas pela TV Record (nova aderente do PIG?), Rede Bandalha, SBT e famiglia Marinho.

    Responder

Edilberto Pires

19 de agosto de 2015 às 17h16

Com sua autorização Homem de Deus aprove verbalização: Lulomania na crista da onda vamos nessa “baiano” Lulomanizar o povo principalmente, o da elite paulistana (onde mora o Homem mais importante do Brasil-LULA) é muito mais gente. Gente é Gente, localização de moradia na Ruas Comemorem 19 de agosto o dia de moradores em situação de rua. LULOMORADIZAR 2018.Quem mais Construiu Universidades Escolas no Brasil pode criar uma onda um filosofia de Vida. “Lula + amar + Mariza + União perfeita = “LULAMARIZAR” Vamos Luarizar – Iluminar-se.Amar mais etc etc etc……….

Responder

Eder Machado

19 de agosto de 2015 às 17h29

Para quem se ilude com esse governo , só posso dar meus pêsames!Eis o que o governo Dilma está fazendo: usando recursos públicos escassos, em tempo de “ajuste fiscal” necessário, para subsidiar setores ineficientes. É análogo ao perdedor que pega cada vez mais crédito na esperança tola de que a sorte, finalmente, irá virar, e continua apostando no cavalo errado. No mercado financeiro, aprendemos a importância vital do conceito do “stop loss”, ou seja, parar de cavar mais fundo quando estiver num buraco.

Responder

    Celia Brito

    19 de agosto de 2015 às 19h19

    ALEM DE TIRAR DO BRASIL E INVESTIR EM OUTROS PAÍSES, ENQUANTO QUE, PARA NÓS, SÓ ARROCHO…

    Responder

    Marcelo Aranha De Sousa Pinto

    19 de agosto de 2015 às 19h21

    Dilma já desistiu de ser Dilma Rousseff para se manter no cargo. Lula já desistiu de ser Lula. O PT sabe que sabe que sabe que não governa mais. Normal.

    Responder

      Luís CPPrudente

      19 de agosto de 2015 às 22h59

      Zzzzzzzzzzzzzz!

      Responder

    Carmem Witt

    20 de agosto de 2015 às 02h19

    quanta mmmmmm……….

    Responder

Hell Back

19 de agosto de 2015 às 11h44

“TUCANO rouba há tanto tempo que os crimes – estão todos – prescritos”. – José Simão.

Responder

enio

19 de agosto de 2015 às 09h40

Os cidadãos sabem que a doação de campanha por empresas privadas alimenta corrupções bilionárias, detonam o Brasil, coisa que tinha sido “rejeitada” na câmara dos deputados, e em uma jogada com o cunha, da noite para o dia, o russomano/cunha fizeram voltar a valer a doação de campanha por enpresas privadas. Não é incrível??

“A emenda, sugerida pelo líder do PRB, Celso Russomanno (SP), inclui na Constituição o financiamento de empresas a partidos políticos e doações de pessoas físicas a candidatos. O texto foi proposto um dia depois de uma iniciativa semelhante ter sido rejeitada por não ter atingido o mínimo para aprovação de uma mudança constitucional – 308 votos, ou 60% da Câmara.”

https://www.hojeemdia.com.br/noticias/politica/doac-o-de-empresa-para-campanha-eleitoral-pode-ser-barrada-diz-ministro-1.321709

Responder

    Luís CPPrudente

    19 de agosto de 2015 às 21h15

    Isto mostra que o Celso Russomano não é tão defensor dos consumidores, pois se fosse, votaria contra o financiamento por empresas nas eleições.

    Celso Russomano é mais do mesmo, do mesmo naipe que muitos tucanos.

    Responder

spin

19 de agosto de 2015 às 06h41

A Globo vai fazer das tripas coração para eleger seu candidato em SP, desde que não seja do PT os prá lá de venenosos e envenanadores irmãos Marinho, apoiam…a Globo foi capaz de distorcer os símbolos para dar a entender que as serpentes festejavam a prisão de Lula quando na verdade elas se despediam da Era da Delação…

http://josecarloslima.blogspot.com.br/2015/08/essa-historia-da-delacao.html

Responder

Kalima Abu Charam Bhaktvedanta Prabupãda

19 de agosto de 2015 às 05h34

Aqui é PT e o PSDB Ladrão que vá se foder!

Responder

    Tony

    19 de agosto de 2015 às 09h37

    Deves ter estudado na Sacré Coeur, com pós graduação na Sorbonne !

    Responder

      Barbosa

      19 de agosto de 2015 às 12h42

      E quem estudou na Sacré Coeur, com pós graduação na Sorbonne que vá junto!

      Responder

Deixe um comentário