Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Cunha acata questão de ordem para impeachment

Por Miguel do Rosário

16 de setembro de 2015 : 13h18

A oposição continua obcecada pelo golpe, e a estratégia, obviamente, é blindá-lo com uma armadura legal, para esconder o seu interior sujo e truculento.

É importante entender que todos os golpes procuram se vestir com trajes da legalidade. O golpe de 64 foi a mesma coisa.

***

Da Agência Câmara Notícias

15/09/2015 – 20h14

Oposição cobra definição da Câmara sobre regras para processo de impeachment

Eduardo Cunha acatou questão de ordem, mas não deu prazo para responder como seria o andamento de um processo de impeachment presidencial

imgNoticia-1442359125304
(Legenda foto: Mendonça Filho é um dos parlamentares da oposição que cobram esclarecimentos da Câmara sobre a tramitação de um impeachment presidencial. Crédito foto: Gustavo Lima)

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, aceitou nesta terça-feira questão de ordem do líder do DEM, deputado Mendonça Filho (PE), que pretende saber oficialmente como seria a tramitação, na Casa, de um pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff — requisitos para aceitação, recursos, prazos, emendas e rito de tramitação. Cunha, no entanto, não deu prazo para a resposta. O líder do DEM pediu que todas as dúvidas sejam esclarecidas em três sessões.

A questão de ordem é subscrita pelos deputados Carlos Sampaio (PSDB-SP), Arthur Oliveira Maia (SD-BA), Arnaldo Jordy (PPS-PA), Andre Moura (PSC-SE), Cristiane Brasil (PTB-RJ) e Bruno Araújo (PSDB-PE). Esse grupo de parlamentares já havia lançado, na semana passada, um movimento de defesa do impeachment da presidente.

Passo a passo
Os deputados questionam sobre os requisitos que devem estar presentes para ser aceito um pedido de impeachment da presidente, além de cobrar o posicionamento da Mesa Diretora sobre pontos em que há divergências legais. Eles querem saber ainda quem tem o poder de apresentar recurso contra o indeferimento da denúncia pelo presidente da Câmara: um cidadão poderá recorrer contra o presidente, caso ele não aceite o pedido do impeachment? Outra preocupação é quanto aos prazos para a votação desses recursos.

Os parlamentares também questionam se poderão apresentar emendas para corrigir erros de pedidos de impeachment já apresentados, e se o impeachment poderá ser tocado mesmo com a eventual renúncia da presidente.

O objetivo, segundo Bruno Araújo, é utilizar as respostas aos questionamentos para traçar estratégias para tocar o processo de impeachment. “É uma cartilha, um roteiro que vai nos resguardar do ponto de vista legal sobre os passos do processo”, explicou.

O deputado Miro Teixeira (Pros-RJ) chegou a sugerir que Cunha tomasse a questão de ordem do líder do DEM como uma consulta e a encaminhasse à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), dada a profundidade dos questionamentos feitos pela oposição.

Críticas da base aliada
O líder do governo, deputado José Guimarães (PT-CE), defendeu a legitimidade do mandato da presidente Dilma Rousseff. “Nós ganhamos a eleição e é com base nesse mandato popular que vamos governar pelos próximos três anos e seis meses. A oposição disputou a eleição e não aceita o resultado do voto popular”, disse.

Vice-líder do governo, o deputado Sílvio Costa (PSC-PE) disse que a questão de ordem não deveria ter sido aceita porque não diz respeito a proposta que esteja na pauta de votações. “Esse tipo de baboseira regimental, de desrespeito à democracia, não pode acontecer aqui”, criticou.

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) acusou os oposicionistas de tentarem patrocinar um golpe de Estado: “Anunciaram aqui que estão dispostos, através do golpe, a tentar abreviar o mandato legítimo da presidente Dilma Rousseff.”

Reportagem – Carol Siqueira
Edição – João Pitella Junior

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

25 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Daulto Bitencourte Garcia

18 de setembro de 2015 às 00h02

FacebookPrimorosa sua colocação. O site cafezinho falou que as esquerdas farão um forum no Rio. Só que o PT nã tem como participar. Como você colocou transformou-se junto com os piores da política brasileira num governo quase que de extrema direita. Vamos ver, como você , qual o caminho …

Responder

Ajuricaba da Amazônia

17 de setembro de 2015 às 17h29

Vejamos, a oposição, o PIG e os inocentes úteis ( àqueles que foram eleitos pelo povo, democraticamente, para defenderem e honrarem a CF, o país e o povo que lhes elegeu, entram nessa canoa furada) e demais apoiadores dessa ideia, interessados, ao que parece, mais na desestabilização do governo e do país do que na consolidação da democracia e no bem-estar do Brasil.
É bom que se lembre que, essas mesmas forças e espíritos inferiores, estão defendendo a ferro e fogo e sendo coerentes, com o que sempre defenderam: a falida política neoliberal. Se voltarmos no tempo, lá estavam eles defendendo e blindando as políticas neoliberais nocivas ao Brasil dos governos pós ditadura, até 2002 e hoje, é claro, às defendem contra os governos trabalhistas.
O que fazer? é só o PT e os partidos aliados do governo recorrerem aos movimentos sociais, informando-lhes e instruindo-os de seus projetos e pontos de vistas, das ameças que se avizinham para a desestabilização do estado de direito, da ordem democrática e da paz social, e convocá-los todos à rua e mostrarem ao golpistas, quem detém o poder: Claro, é o povo, soberanamente.
Sucesso a todos.

Responder

Messias Franca de Macedo

17 de setembro de 2015 às 13h39

O CALOR DAS BRASAS GOLPISTAS JÁ PRODUZ MAIS DO QUE FUMAÇA!
– e que a honrada e nacionalista presidente Dilma Rousseff não se esqueça de convocar o honesto povo trabalhador brasileiro para bater na porta da “Corte Suprema”!
A presidente que vá confiando, apenas, nas decisões “técnicas” do STF da IMUNDA &$ [mega]corrupta Casa Grande irrecuperável!
Entenda

##################

Dilma vai ao STF se perder no TCU ou se processo de impeachment for aberto

A presidente Dilma Rousseff já instruiu seus ministros para que preparem uma estratégia de resistência jurídica no caso de uma derrota no TCU (Tribunal de Contas da União) ou se um processo de impeachment for instalado contra ela na Câmara dos Deputados. O governo vai apresentar recursos ao Supremo Tribunal Federal para manter a petista no comando do país o quanto for possível.

(…)

FONTE: http://fernandorodrigues.blogosfera.uol.com.br/2015/09/17/dilma-vai-ao-stf-se-perder-no-tcu-ou-se-processo-de-impeachment-for-aberto/

Responder

Messias Franca de Macedo

16 de setembro de 2015 às 23h07

… Mais uma chance para o jurista Hélio Bicudo salvar a biografia!

######################

Ciro Gomes filia-se ao PDT e chama Cunha de ‘maior vagabundo de todos’

REYNALDO TUROLLO JR.
DE BRASÍLIA

16/09/2015 17h15

Em sua primeira entrevista depois de filiar-se ao PDT, o ex-ministro e ex-governador do Ceará Ciro Gomes criticou o movimento pró-impeachment e chamou o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de “maior vagabundo de todos”.
(…)

FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/09/1682487-ciro-gomes-filia-se-ao-pdt-e-chama-cunha-de-maior-vagabundo-de-todos.shtml

Responder

Luís CPPrudente

16 de setembro de 2015 às 21h40

Eis que o Achacador Cunha deu o pontapé inicial para iniciar o golpe. E o pilantra diz que ele não age emocionalmente e nem pessoalmente. Pior, o Achacador Cunha tem várias ações contra ele em diversos níveis da Justiça.

Responder

Daulto Bitencourte Garcia

16 de setembro de 2015 às 23h36

O Cafezinho, seu governo está inundando de propagandas a midia golpista, para seu desespero no jornal da Band hoje tinh várias propagandas, o que deve ter acontecido também na globo. Alguns falsos como o do PIL ll que já deve ter gasto uma boa tantada de propaganda e até agora nada de leilões de concessões, nada de licitações. Como sempre só papo furado do governo.

Responder

    Vitor Cardoso

    17 de setembro de 2015 às 12h48

    A “oposição” na verdade é a base aliada. Cunha fora aliado do Governo até 2015, quando o fisiologismo compromissado apenas com a manutenção do Poder começou a esfarelar. Fazem um festim capitalista por anos seguidos, namoram com o mais traidor e fisiológico dos partidos e agora posam de injustiçados. O PT paga pelas escolhas que fez. Paga por priorizar a conjugação política acima de qualquer outra coisa. O PT assiste os lobos devorarem sua Presidente de forma omissa e melancólica. O bom é que agora há dois caminhos para o PT. Voltar às suas origens ou se tornar um genérico do PMDB, quem viver, verá a estrada pela qual o PT seguirá.

    Responder

Rose Andrade

16 de setembro de 2015 às 22h33

Responder

Rose Andrade

16 de setembro de 2015 às 22h32

Responder

Rose Andrade

16 de setembro de 2015 às 22h31

Responder

Rose Andrade

16 de setembro de 2015 às 22h30

Responder

Carlos Alberto Fediczko

16 de setembro de 2015 às 22h11

I

Responder

Néya Pedroso

16 de setembro de 2015 às 21h25

Parem de dar ouvidos e audiência para esses seres idiotas.

Responder

Wilde Gomes

16 de setembro de 2015 às 21h01

A palavra de Cunha a essa altura dos escândalos envolvendo seu nome, em qualquer país do mundo valeria NADA! Vergonha!

Responder

Alceu Demeterco

16 de setembro de 2015 às 19h47

Pensa que vai escapar Cunha. Todos do golpe estão marcados. Não vamos esquecer. A maré vermelha vai pra rua

Responder

Hilda Da Silveira Domingues

16 de setembro de 2015 às 18h28

Já eu gos

Responder

Célia Nadir Anselmi

16 de setembro de 2015 às 17h52

Só o fato de assinar sem ler, segundo ela mesma disse, já era motivo suficiente para impeachment.

Responder

Angela Simões

16 de setembro de 2015 às 14h09

O Cunha não deveria nem estar presidindo a casa. Um cara que está mais sujo que pau de galinheiro, se veste como mentor da moral e dos bons costumes, o que é normal em qualquer crápula. Estou esperando ansiosamente a tornozeleira que ele deverá usar.

Responder

Irion

16 de setembro de 2015 às 14h04

Abaixo esses golpistas ordinários, que querem entregar o Pré-Sal aos ianques!

Responder

Rubens Carvalheira

16 de setembro de 2015 às 17h04

#ForaCunha

Responder

Ricardo Ric

16 de setembro de 2015 às 17h04

Responder

Neri Perrud

16 de setembro de 2015 às 16h47

Bem, ele tem que acatar mesmo….é um dos principais beneficiados pela saida da Presidenta….queriam o que? Que ele fosse o homem cristão, de ilibada condição?

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina