Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Brasif agora diz que amante de FHC fazia “pesquisa”

Por Miguel do Rosário

19 de fevereiro de 2016 : 18h10

José Serra tenta justificar funcionária fantasma no Senado, irmã da amante de FHC, dizendo que ela fazia serviço secreto (tão secreto que ninguém via).

A TV Globo confirma que pagava salário para Miriam no exterior – também em missão secreta, porque ela praticamente não fez nada. Não nenhum registro de reportagem sua. Aliás, ela mesmo admitiu que nunca pisou os pés na filial da Globo no exterior.

E agora a Brasif, empresa concessionária de órgãos federais, usada por FHC para pagar mesada à sua amante, diz que o salário pago à Miriam era para ela pesquisar preço em Freeshop.

Miriam diz que nunca fez isso.

Seria a primeira vez na história que alguém, no caso Miriam, mente contra si mesmo, dizendo que recebeu sem trabalhar, embora tenha trabalhado.

Ou seja…

Um bando de mentirosos, assustados com a revelação de Miriam Dutra.

Estão entrando todos em contradição. Miriam disse que FHC lhe informou que o dinheiro que lhe chegava, via Brasif, era do seu bolso.

Não era.

Era dinheiro sujo de corrupção de uma concessionária de serviço público.

A Globo também pagou Miriam com dinheiro de corrupção, porque, se ela não trabalhou, o dinheiro da Globo era propina.

Propina não para Miriam, mas para o presidente da República, Fernando Henrique Cardoso.

Propina que FHC pagou com publicidade federal à Globo, financiamento do BNDES, dentre outras coisas.

A culpada não é Miriam, que é a principal vítima dessa história, rodeada de forças sinistras e poderosas: Globo, FHC, ACM, Jorge Borhausen. Não deve ter sido difícil assustar a pobre mulher.

***

Abaixo a nota da Brasif.

Leia a íntegra do comunicado abaixo:

“COMUNICADO BRASIF

1. A Eurotrade Ltd., plataforma logística internacional das operações da Brasif Duty Free Shop Ltda., contratou, em dezembro de 2002, a jornalista Miriam Dutra para realizar pesquisas sobre os preços em lojas e free shops na Europa;

2. O jornalista Fernando Lemos, cunhado da jornalista Miriam Dutra, indicou-a para tal contratação;

3. O ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso não teve qualquer participação nessa contratação, tampouco fez qualquer depósito na Eurotrade ou em outra empresa da Brasif.

4. A Eurotrade Ltd. e a Brasif Duty Free Shop Ltda. foram vendidas em 2006.

Rio de Janeiro, 19 de fevereiro de 2016.”

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Correia

22 de fevereiro de 2016 às 17h22

Pelo visto, o filho não é dela…

Responder

Esmeraldo Cabreira

20 de fevereiro de 2016 às 17h56

MÁÁSS BÁÁÁHH “! Quêêê BarrbarridadêÊÊ, TCHÊÊ!!! TÁ PEGANDÔ FOGO NAS TRINCHERÁ TUCANA!! TÁ SIM! Baõ, tá certchinho, sim! O din-dim era do FHC!!Era o din-dim qui qué qui ele arrecebia prá FAVORECÊ A BRASIF… MAS, mãis grave ainda é a ADENUNCIAÇÃO di quê o FHCê, o “DÔTOR”, AFINANCIÔ DOIS ABORTÔS!!! Isso sim, é crime do GROSSO… Dá liçença minha gênti! huurgkof!! huuuuurgkkkkrof!!! VÔ me arretirá um secundim praí ali nu banhêro dá uma AVUMITADINHA i adespois logguinho eu tô di vôrta! CRUIZ CRÊDO! SÔ ENOJADÔ COESSAS COISÂ! SÔ SIM!!
Fui!
Esmeraldo Cabreira. Mestre e Dôtor. UFRGS.

Responder

marilamar

20 de fevereiro de 2016 às 16h43

nao é crime de decoro ( manter um empregada domestica ou carcere privado com dinheiro publico?) o que virá depois de uma intensa investigaçao da Policia FEDE…..GERAL sobre este Infanticidio, carcere privado, estupro, tortura, desvio de dinheiro publico, crime continuado e etc, praticado pelo FHC e o JOSE SERRA e Cias…., mais a REDE ROUBO!!! E porquê a policia FEDE…..GERAL ainda nao entrou no roubo da MERENDA ESCOLAR praticado pela quadrilha do ALCKMIN e todo o PSDB? Porquê!!!!

Responder

Vitor

20 de fevereiro de 2016 às 10h56

You are going down!!!
PT e PSDB na lama… #Ciro2018

Responder

Fábio Lima

20 de fevereiro de 2016 às 08h55

Quem pesquisa mais ? A amante de FHC, a amante de Lula, a amante de Zé Dirceu ou a amante de Pilantrel ?

Responder

Messias Franca de Macedo

19 de fevereiro de 2016 às 19h24

A BRASIF ACABA DE MATAR O DEMoTUCANO FHC

A defesa atabalhoada de FHC feita pela Brasif é a pá de cal no [mega]escândalo!
Entenda

$$$$$$$

Brasif diz que FHC ‘não teve participação’ na contratação de ex-amante

19/02/2016 16h19

(…)
A Brasif , no entanto, diz que “o ex presidente Fernando Henrique Cardoso não teve qualquer participação nessa contratação, [atente, leitor(a)] tampouco fez qualquer depósito na Eurotrade ou em outra empresa da Brasif”.
(…)

FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2016/02/1741123-brasif-diz-que-fhc-nao-teve-participacao-na-contratacao-de-ex-amante.shtml

$$$$$$$$$$$$$$$$

***

… Pra que Diabos o FHC “ficou esperando as explicações da Brasif para somente depois se pronunciar à nação brasileira [estarrecida!]”?!

“‘Tá’ vendo”, Fernando, os antigos mais velhos (sic) já diziam: “mentira, meu ‘fi’, mentira tem pernas curtas”!

Viu, estropício/energúmeno desalmado &$ [mega]corrupto?!…

Responder

    Messias Franca de Macedo

    19 de fevereiro de 2016 às 20h07

    … E a jornalista Miriam Dutra irá acabar de matar a Brasif: daqui a pouco a ex amante de FHC irá tornar público os recibos e comprovantes bancários de transferências!…

    Responder

Calebe

19 de fevereiro de 2016 às 19h16

Canalhas.

Responder

Irion

19 de fevereiro de 2016 às 18h34

Uma espécie de Mata Hari?

Responder

Vicente

19 de fevereiro de 2016 às 18h29

O FHC se embananou. Disse que o dinheiro era dele. Agora vem a empresa e diz que não era, que era contrato de trabalho. Fiasqueira. O dinheiro era dele, ou não era? Decidam-se. Se fosse gente do PT já estava todo mundo preso.

Responder

Deixe um comentário