Lançamento do livro “Lawfare: uma introdução”, com Lula

“Quem não teve voto tem que respeitar”: manifestações contra o golpe se espalham pelo Brasil

Por Miguel do Rosário

22 de abril de 2016 : 16h05

Assista a vídeo publicado na página de Lula no Facebook:

Em São Paulo, no Rio, em Brasília e em todo o Brasil o povo brasileiro tem uma certeza: #NãoVaiTerGolpeImagens: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Publicado por Lula em Sexta, 22 de abril de 2016

 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

16 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Biana

22 de abril de 2016 às 23h02

Vejam esta matéria e concluam e surreal………………..

Deputados de oposição nos EUA classificam discurso da presidente como “perfeito”

NOVA YORK — Os deputados que vieram aos Estados Unidos acompanhar o discurso de Dilma Rousseff na cerimônia da assinatura do acordo sobre mudanças climáticas da Organização das Nações Unidas (ONU), José Carlos Aleluia (DEM-BA) e Luiz Lauro (PSB-SP), aprovaram o discurso da presidente. Eles disseram que a presidente não comprometeu a imagem do país.

— Tenho a impressão que a fala do decano da corte (STF) e a presença minha e do deputado Luiz Lauro aqui (em Nova York) seguramente teve influência na decisão sensata da presidente de não atacar as instituições brasileiras – disse Aleluia. — Foi um discurso compatível com a presidente do Estado brasileiro. O bom senso prevaleceu.

Questionado sobre os custos elevados da viagem apenas para acompanhar a fala da presidente, os deputados afirmaram que o custo se justifica. Eles receberam cerca de US$ 300 cada um de diária para a viagem, além de custos com passagens e hospedagem.

— Eu acho que foi perfeitamente justificável a nossa vinda, eu sinto que nossa vinda está com a missão cumprida. Fizemos um trabalho de inibição para que a presidente não ficasse apenas com a versão dela.

Aleluia usou sua idade para defender este gasto de viagem em classe executiva.

— Se não fosse de classe executiva eu não viria – disse o deputado baiano, que afirmou que ainda vai auxiliar os “jovens brasileiros” dos movimentos de rua que vieram protestar a favor do impeachment nos EUA e que ainda tentará acompanhar a entrevista que a presidente Dilma deve dar, na tarde desta sexta-feira, a jornalistas estrangeiros.

Os deputados informaram que a ideia da viagem partiu do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Eles disseram que foram escolhidos diretamente por Cunha, no caso de Aleluia, ou pela liderança do partido, no caso do deputado paulista. Quando questionado se o gasto para a viagem dos EUA se justificaria, já que as restrições orçamentárias são apontadas como motivo para evitar o depoimento de Fernando Baiano, doleiro e lobista acusado de intermediar o pagamento de proprina para Cunha, Luiz Lauro criticou sua viagem:

— A minha opinião: sim, eu acho estranho. É o mesmo orçamento. Se tem o recurso para enviar os parlamentares (aos EUA) para representar a Câmara e o depoimento do Fernando Baiano é importante (e não é aprovado), neste caso eu acho que há uma discrepância.

Luiz Lauro afirmou que a viagem, ocorrida em uma semana de feriado, não atrapalhou suas atividades parlamentares e políticas.

— No Brasil não teríamos acesso à imprensa internacional – disse Luiz Lauro.

Os deputados afirmaram que foram chamados por veículos internacionais, como o “New York Times”, por telefone, e a CNN, no protesto pró-impeachment diante da ONU, para responderem como contraponto ao discurso da presidente.

Aleluia disse que o processo contra Dilma corre na normalidade e a maior prova é que ela repassou a presidência, nestes dias, para Michel Temer, ao mesmo tempo em que acusa o vice-presidente de golpista. Aleluia também afirmou que as críticas sobre o nível dos deputados que votaram no impeachment no Brasil não procedem:

— Refletem a sociedade brasileira. Foi uma festa da democracia – disse.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/brasil/deputados-de-oposicao-nos-eua-classificam-discurso-da-presidente-como-perfeito-19145379#ixzz46bhyqFDK

© 1996 – 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/brasil/deputados-de-oposicao-nos-eua-classificam-discurso-da-presidente-como-perfeito-19145379#ixzz46bgMfgUW

.

Responder

Joanilson

22 de abril de 2016 às 21h42

Esse partido PMDB é o partido mas traidor que existe não tem bandeira própria cospe no prato que comi é governo e nega é oposição e nega fez aliança com o PT tem o vice presidente teve o maior número de ministros em todas as áreas do governo usou e abusou do governo agora depois que roubou meteu a mão nós cofres públicos agora que pular fora é como ratos que quando a coisa tá ruim pular fora

Responder

William Robson

22 de abril de 2016 às 19h52

“Lula diz que está pronto para a guerra e convoca ‘chefe’ do MST a colocar o exército dele na rua.”

[FolhaPolítica]

?????

Há alguma possibilidade de termos guerra civil?

Não vejo como.

Precisaria ter um dissidência muito grande nas forças armadas defendendo a permanência do PT no poder.

Soldados são povo como qualquer um de nós.

A maioria dos militares querem o impeachment, há os simpatizantes dos ideais marxistas, há os que querem intervenção militar e os que “tantos faz como tanto fez”.

A quantidade de militares torcendo pelo comunismo/socialismo deve ser baixa ainda mais depois da comissão da “verdade” onde só os militares são investigados e os guerrilheiros tratados como mártires.

A intervenção militar … há um consenso em nossa sociedade que seria um grande passo atrás.

Os marxistas não querem isso, os críticos do marxismo não querem isso.

Alienados políticos há em qualquer extrato da sociedade, deles com certeza não virá nenhum tipo de guerra armada.

Sobra os ditos “movimentos sociais” que na verdade são movimentos que lutam para implantar o Socialismo.

“MST inicia ‘Abril Vermelho’ com duas invasões no Pontal do Paranapanema.

Fazendas ocupadas ficam em Marabá Paulista e Mirante do Paranapanema.

Ainda conforme o coordenador nacional do MST, o objetivo do “Abril Vermelho” é lembrar o massacre de 19 trabalhadores rurais sem-terra ocorrido em 17 de abril de 1996, em Eldorado dos Carajás, no Pará. [Globo]

Caraca, o que São Paulo tem a ver com isso!?

Porque não invadem terras no Pará?

“Se” houve algum erro na ação da polícia do Pará, porque o agricultor de SP tem que pagar!

Com desculpas esfarrapadas como essas e ações transloucadas o MST vai atraindo a antipatia da sociedade.

Uma novela da Globo que me revirava o estomago só de ver as chamadas comerciais era “O Rei do Gado”.

Não, não assisti a novela, mas não consegui ficar tão alienado a ela a ponto de não saber do que tratava.

Era a romantização das invasões de terra.

Quando vejo os esquerdistas falando mal da Rede Globo os acho muito ingratos.

Não acho que a Globo fez de propósito a novela Rei do Gado para apoiar o MST.

Qualquer empresa competitiva faz uma pesquisa de Mercado e tenta colocar produtos de acordo como os anseios da sociedade que podem não passar de modismo, mas de qualquer forma estão ali.

O autor da novela pode ter pessoalmente ideais de reforma agraria e claro que puxa a sardinha para seus ideais.

Ou o autor é neutro (coisa quase impossível) e detectou na sociedade o anseio de uma obra que falasse desse assunto tratando como grandes “injustiçados sociais” os invasores de terra.

De qualquer forma o fato é que o Rei do Gado foi um grande sucesso, era realmente o produto que a sociedade brasileira queria naquele momento, azar o meu que quase tinha uma ulcera estomacal cada vez que por uma situação ou outra era obrigado a assistir.

Recentemente passou no “Vale a Pena Ver de Novo”, tem uma TV destinada ao público no setor onde trabalho e por vezes fui torturado tendo que ouvir a novela … meu enjoo estomacal voltou.

O MST é uma novela que maioria já enjoou, NÃO vale a pena ver de novo.

http://filosofiamatematicablogger.blogspot.com.br/2016/04/movimentos-socialistas.html

______________

Responder

André Monteiro

22 de abril de 2016 às 18h43

A tendência atualmente são os movimentos pedindo para queda da Dilma diminuir e do não vai ter golpe aumentar. Logo logo teremos outra onda vermelha no país. Sendo que há dois problemas, primeiro: o atual congresso nacional; segundo: lava jato. O que fazer? A direita deu um nó na gente, então temos que pensar a melhor forma de desatar esse nó.

Responder

    Alex Lopes

    22 de abril de 2016 às 22h01

    É só o povo encher as ruas e transbordar…basta isso!

    Responder

      Sevio Rod

      23 de abril de 2016 às 05h08

      Acho que senao colocarmos milhoes nas ruas todos os dias depois do dia 1 de maio, eles “a direita”, vao sentir que nao ha resistencia. Espero que os 54 milhoes saem as ruas, pois esta em jogo, NOSSA DEMOCRACIA, NOSSA SOBERANIA, E’ AGORA OU NUNCA, PELAS FUTURAS GERACOES, ISTO NAO E’ FLAxFLU como pensa os coxinhas e zumbis da midia.

      Responder

Paula Teixeira

22 de abril de 2016 às 17h32

Mas o Temer foi eleito com 54 milhões de votos.

Responder

    Sérgio Silveira

    22 de abril de 2016 às 17h42

    Quem foi o vice de aécio? Responda, coxinha, mas sem consultar o Google!
    Dilma, sim, foi ELEITA por 54 MILHÕES de votos!!! Temer compôs a chapa mas não agregou votos, basta ver seu desempenho PÍFIO em SP, sua cidade natal…
    Fora que, ao contrário de ITAMAR, que NÃO conspirou, temer age contra a Presidente enquanto no cargo. TRAIU à todos, portanto NÃO nos representa de forma alguma

    Responder

      AZ Botelho Paiva

      22 de abril de 2016 às 23h31

      Vou ajudar a Paulinha. Foi o Aloysio Nunes.

      Responder

    Ruy Acquaviva

    22 de abril de 2016 às 18h10

    Sua mentira é ridícula. Se Temer matasse a Dilma para assumir a presidência seria um presidente ilegítimo, além de assassino, porque não foi eleito para matar a presidente. Como ele está conspirando um GOLPE para derrubar Dilma do poder e se tornar presidente, ele se bem sucedido será um presidente ilegítimo, além de golpista, porque não foi eleito para derrubar a Dilma.
    O vice que derruba o presidente para assumir o cargo é um usurpador, um golpista e não tem nenhuma legitimidade.
    Qualquer criança entende isso e você entende também, mas prefere mentir para se colocar ao lado de corruptos como Eduardo CUnha, Temer e Aécio. TODOS os golpistas são corruptos, vagabundos e ladrões.

    Responder

Guizzo Rio

22 de abril de 2016 às 17h29

.PSB É A ESQUERDA GOLPISTA.

Não existe a mínima justificativa plausível para um partido de “ESQUERDA” como o PSB votar contra um governo legitimamente eleito e de esquerda como o de Dilma. Como pode o partido do saudoso MIGUEL ARRAES, que esteve ao lado do PT em 10 dos 13 anos de governo popular, votar “A Favor” de Temer, de Cunha, da FIESP, da Globo e do projeto “Uma Ponte para o Futuro” coordenado por ninguém menos que o “GATO ANGORÁ” Moreira Franco, cópia piorada do modo tucano de governar . Responsabilizo o PSB-40 por tudo de ruim que venha sofrer os trabalhadores e o povo pobre nesse governo de extrema direita que se constroem através dessa ruptura institucional, desse GOLPE. A diferença entre o GOLPE e a vitória da DEMOCRACIA esteve nos votos da bancada Golpista do PSB. Esse partido Golpista e traidor da Esquerda não deve se desculpar, mas sim ser exterminado da vida politica brasileira para sempre, e conto com a ajuda de todos aqui para enterrar esse partido de canalhas.

Responder

    Sevio Rod

    23 de abril de 2016 às 05h09

    Bem, os verdadeiros socialistas foram embora de la, Erundina e o ex-Presidente do partido.

    Responder

MARCIO PEREIRA SANTOS

22 de abril de 2016 às 17h02

PRIVATIZAÇÕES EM CURSO NO PAIS

POVO BRASILEIRO, VI UMA REPORTAGEM DA GLOBO QUE ME DEIXOU PERPLEXO, ONTEM DIA 21/04/ 2016, SOBRE UM POSSÍVEL GOVERNO GOLPISTA.

ONDE O ÂNCORA DO JORNAL NACIONAL AFIRMAVA QUE UMA DAS METAS NA SUA USURPAÇÃO DE PODER POR MICHEL TEMER SÃO : PRIVATIZACÕES PARA DIMINUIR O TAMANHO DO ESTADO BRASILEIRO ( PALAVRAS DE MICHEL TEMER AO JORNAL NACIONAL)

ACORDA POVO !VAMOS FICAR ESPERANDO ESTATAIS BRASILEIRAS SEREM ENTREGUES EM MÃOS ESTRANGEIRAS! CONVIDO TODO POVO BRASILEIRO, MAS TODO MESMO, CONTRA ESSA AFRONTA, POIS, TODOS NÓS BRASILEIROS PAGAREMOS, SEJA A FAVOR OU CONTRA ESSE GOVERNO QUE AÍ ESTÁ, COM ESSA ENTREGA DE EMPRESAS BRASILEIRAS,

ONDE FICAREMOS ESCRAVOS ÀS NORMAS DE EMPRESAS ESTRANGEIRAS

E A DESTRUIÇÃO DO SOLO BRASILEIRO.

Responder

    Paula Teixeira

    22 de abril de 2016 às 17h31

    Não vamos deixar todas para o pt desfalcar.

    Responder

      André Monteiro

      22 de abril de 2016 às 18h48

      Que ridículo! Se o PT roubou não foi nem um porcento da Petrobrás. Aliás, todos os “desvios” foram para as campanhas. Diferente dos diretores da Petrobrás que roubaram para si. O que tinha que fazer é prender quem roubou e permanecer com a empresa. Agora dar a empresa para os estrangeiros é mil vezes pior que o que acusam o PT de ter feito e mesmo assim sua ridícula vc e seus coxinhas não acham o menor problema. O maior problema de vcs é que além de terem nascido com um vazio na caixa craniana tem um furunco no amor ao Brasil.

      Responder

    Elena Osawa

    22 de abril de 2016 às 18h39

    É só falar em privatizações já sei que vai rolar dinheiro dos fundos de pensão para bancar de novo a privataria tucana II. Mas nós não vamos deixar não. Não vamos deixar de novo usurparem o dinheiro dos associados dos fundos de pensão. Sai pra lá, Temer!

    Responder

Deixe uma resposta